Miledi Raisen (Parte 3)

Os movimentos dos Golems Cavaleiros eram ágeis, apesar de seus enormes tamanhos. ] Gashah, gashah [, era o som que aparecia enquanto eles se aproximavam rapidamente. Eles transmitiam uma intensa força em conjunto com suas armas reluzentes. Era como se as paredes estivessem se fechando de todas as direções.

E Hajime mirou nesses Golems. Mesmo que as duas pistolas que ele segurava em suas mãos fossem capazes apenas de mostrar menos da metade de seu real potencial, o poder delas ainda era muitas vezes maior do que um rifle real e elas foram disparadas contra os Golems Cavaleiros.

] DOPAN! DOPAN! [

Dois clarões surgiram e atingiram as cabeças de dois Golems com precisão, na parte dos olhos. Os cavaleiros caíram de costas com o impacto em suas cabeças. Quando o próximo grupo de inimigos se aproximou, Hajime pulou com leveza. Então ele atirou neles em rápida sucessão e o cerco letal virou uma confusão.

Resistindo a tempestade de tiros de Hajime usando escudos, espadas enormes e os corpos de seus companheiros, vários cavaleiros se aproximaram de Hajime e seu grupo.

Contudo, essa era a zona de morte de Shia com seu cabelo cinzento com tons azuis, que lançou sua Marreta superpesada no ar. Sem precisar falar nada, com sua habilidade de fortalecimento físico ao limite, ela lançou um golpe que limpou tudo.

(Shia): “Deeyaaa!!”

] DOoGAAAA!! [

Houve um grito. Ela levou sua Marreta [Doryukken] para baixo. Com o som de um tremendo impacto, um dos Golems Cavaleiros foi achatado. Apesar do cavaleiro preparar seu escudo de antemão, sua defesa ainda foi esmagada.

Havia rachaduras e deformações no chão causadas por [Doryukken]. O ataque foi feito com toda a força dela. Talvez, depois de confirmar o cadáver, um cavaleiro foi capaz de preparar seu escudo e resistir ao impacto enquanto tentava cortar Shia em dois com sua enorme espada.

Shia confirmou isso com um olhar de lado. Girando o cabo, ela ajustou o ângulo da cabeça de [Doryukken], então, ela puxou o gatilho.

] DOGANn!! [

Tal som explosivo saiu de [Doryukken], que estava no chão, e ela pulou. Ao lado de Shia, uma cápsula de bala flutuou depois de ser ejetada de seu compartimento. Enquanto aproveitava o impulso de [Doryukken], Shia girou onde estava e desferiu um golpe carregado pela força centrífuga. O cavaleiro que tentou atacar com sua enorme espada foi atingido em seu flanco.

(Shia): “Rhaaa!!”

Ela soltou um grito cheio de vigor. O cavaleiro que recebeu o golpe direto teve seu corpo entortado, como se ele tivesse sido atingido por um caminhão, ele rolou majestosamente para trás e atingiu outros cavaleiros que se aproximavam. O corpo do cavaleiro, incapaz de parar por conta própria, foi esmagado e não deu sinais de qualquer movimento.

] Hyun, hyun [

Esse som de vento entrou nas orelhas de coelho de Shia. Quando ela deu uma olhada, era uma espada enorme que um Golem Cavaleiro ergueu. Ela estava rodando no ar depois de se separar do cavaleiro. Shia pulou e agarrou essa espada enorme e então, com toda a sua força, ela a atirou no Golem que se aproximava.

A enorme espada voou com grande velocidade e quando ela colidiu com o escudo que o Golem Cavaleiro preparou, o escudo virou. Sem desperdiçar essa chance, Shia balançou [Doryukken] de baixo. O Golem Cavaleiro, que tinha um enorme corpo, recebeu o impacto em seu abdômen e voou no ar. Mesmo ele tentando atacar com sua enorme espada em desespero, Shia ergueu [Doryukken] usando a força centrífuga e esmagou a espada. Desta vez, [Doryukken] atacou o cavaleiro que estava no ar de um ângulo mais baixo.

Exatamente como o Golem anterior, ele foi lançado como uma bola de canhão e voou contra os Golems Cavaleiros, engolindo eles com seu enorme tamanho e ficou caído no chão.

Um sorriso apareceu nos lábios de Shia. Não era o prazer de lutar. Ela simplesmente estava feliz que podia lutar adequadamente. Ela sentia que poderia continuar viajando com Hajime e Yue agora. Nesse momento, ela ficou um pouco distraída.

No campo de batalha, tal descuido era fatal. Quando ela notou, muitos escudos de cavaleiros se aproximaram dela. De alguma forma, os Golems Cavaleiros decidiram jogar seus escudos contra Shia. Como esperado de Golems, os escudos voaram com força extraordinária. Mesmo que isso não fosse fatal para o corpo fortalecido de Shia, eles tinham poder o bastante para causar uma concussão. Se isso acontecesse, era fácil imaginar o que viria a seguir.

Que imprudente! Apesar de não haver tempo para pensar, ela ao menos tentou se preparar para resistir aos ataques que estavam vindo. Então, uma corrente de água em forma de laser atacou os escudos antes que eles colidissem com Shia e isso desviou a trajetória deles. Os escudos passaram pelos lados da cabeça de Shia e então colidiram com os Golems Cavaleiros atrás dela.

(Yue): “… despreparo é um grande inimigo. A punição vai ser três vezes maior do que o normal”

(Shia): “Fue!? Agora há pouco, isso foi de Yue-san? Eu-eu sinto muito, e também muito obrigado! Espere, punição três vezes maior!?”

(Yue): “Nn… não sonhe acordada”

(Shia): “Uh, sim! Eu vou tentar o meu melhor!”

Com um “Meh!”, Yue a repreendeu. Shia também estava consciente da sua imprudência. Ela se preparou enquanto refletia sobre isso. Mais uma vez, ela tentou derrotar os Golems Cavaleiros. Com ajuda dos lasers de água que voavam de suas costas, o Golem que tentou usar um ataque furtivo pelas costas de Shia foi dividido em dois.

Shia teve uma sensação calorosa dentro de seu corpo ao saber que Yue protegeria suas costas. Para não mostrar nenhuma vergonha na frente de sua mestra, ela aumentou seu espírito de luta.

Em seguida, a mesma corrente de água voou contra o cavaleiro que tentou atacar o ponto cego da agressiva Shia. Foi um corte mais preciso do que o de lâminas. O que Yue usou foi uma magia de nível médio do sistema da água chamada ‖Ruptura‖. Era um cortador feito de água que disparava a umidade do ar com uma alta pressão.

Nas mãos de Yue estavam grandes garrafas de água metálicas. Também havia duas garrafas de água nas alças em seus ombros. Eram itens que Hajime tirou da [Caixa do Tesouro]. Sempre que Yue murmurava o nome da magia, cortadores de água iriam voar das garrafas de água que ela segurava.

Apesar de Yue ser capaz de usar a umidade do ar, ela pensou que isso consumiria |Poder Mágico demais para pressurizar a água do zero. Além disso, utilizando a boca da garrafa de água para mirar, o cortador de água que surgia não continha magia, então ele não seria afetado pela desintegração e não desapareceria.

O ataque de área explosivo de Shia foi apoiado pelas lâminas de água de Yue que cobriam os pontos cegos dela. Os cavaleiros eram incapazes de quebrar o trabalho em equipe dessa dupla e, um por um, eles foram destruídos como se fossem brinquedos.

Hajime deu uma olhada na esplêndida cooperação de Yue e Shia e mostrou um sorriso irônico.

(Hajime): “Oioi, você pode fazer isso afinal. Me pergunto se eu serei capaz de mostrar alguma coisa?”

Enquanto fazia piadas para si mesmo, Hajime começou a entrar em combate a curta distância com [Donner] e [Schlag].

Ele afastou uma espada enorme que se aproximava de um cavaleiro com o cano de [Schlag] e atirou no capacete a queima-roupa com [Donner] em sua mão direita. Sem olhar para o cavaleiro que voava para trás, ele evitou um ataque pelas costas com [Schlag] e atirou no cavaleiro atrás dele sem se virar. Então, ele se abaixou enquanto girava para desviar das enormes espadas que faziam ataques horizontais. As mãos dos cavaleiros foram bloqueadas e ele atirou na lateral deles.

Um tiro que não usou a ‖Capa do Relâmpago‖ ricocheteou no escudo de um cavaleiro e atingiu a articulação do joelho de um cavaleiro próximo, acabando com seu equilíbrio. E então, ele pulou enquanto invertia sua visão, ele destruiu o cavaleiro e outro que estava próximo ao mesmo tempo do alto. Ele se defendeu contra as espadas apontadas para ele com a parte de trás de suas mãos, então ele atirou a seu lado enquanto estava no ar e as cabeças de quatro cavaleiros foram esmagadas ao mesmo tempo. Assim que ele aterrissou, ele voltou a atirar enquanto girava. Os cavaleiros ao redor foram lançados para longe.

Fazendo isso, sem darem nenhuma oportunidade de serem atingidos, eles massacraram os Golems Cavaleiros um por um.

Contudo…

(Hajime): “…”

Enquanto contra-atacava os Golems, Hajime ergueu suas sobrancelhas em dúvida. A razão para isso: apesar de muitos Golems Cavaleiros serem destruídos, não havia mudança na densidade do grupo que se aproximava.

Parecia que Yue e Shia também estavam estranhando isso. Finalmente, quando eles cuidadosamente observaram o campo de batalha, os Golems que foram derrotados não podiam mais ser vistos.

(Yue): “… replicação?”

(Hajime): “Parece ser”

(Shia): “Não pode ser!? Então isso não terá fim!”

Isso mesmo, depois que os Golems Cavaleiros eram destruídos e perdiam o brilho em seus olhos, mais cavaleiros com o mesmo brilho e corpo dos derrotados eram reproduzidos em pouco tempo e se juntavam ao grupo.

Shia ergueu uma voz em pânico enquanto abatia os cavaleiros que se aproximavam. Era razoável dizer que não importava quantos ela derrotasse, não havia sentido nisso. Contudo, Hajime e Yue estavam calmos, não havia impaciência em suas expressões enquanto eles derrubavam os Golems Cavaleiros. Era o que podia ser chamado de diferença nas experiências. Eles passaram por este tipo de situação várias vezes nas profundezas do Abismo. Naturalmente, eles eram mais fortes agora.

(Yue): “… Hajime, se é um Golem então deve ter um núcleo”

Exatamente como Yue falou, era normal que Golems tivessem um núcleo dentro de seu corpo e esse núcleo era a fonte de seu poder. O núcleo era feito usando [Pedras Mágicas] de Feras Mágicas. Isso estava escrito na planta do Golem de limpeza de Oscar. O que Yue estava dizendo era para destruir o núcleo.

Entretanto, Hajime mostrou um sorriso amargo ao entender a proposta de Yue.

(Hajime): “O que eu posso dizer? Esses caras não têm um núcleo”

(Yue): “… sério?”

(Hajime): “Aa, eu confirmei isso usando o [Olho Mágico], tenho certeza disso. Apesar de ter encontrado um |Poder Mágico suspeito nos Golems…”

(Shia): “Ac-acabou assim então!? Vai ser ruim se isso continuar!”

Shia ergueu uma voz cheia de impaciência. Hajime só deixou o grito de Shia atravessar seus ouvidos e então usou a ‖Avaliação de Mineral‖. Golems que operavam sem um núcleo, ele se perguntou: “Eles estão usando um minério especial”?

Sua ideia estava correta.

 

Minério de Indução
Um minério que naturalmente induz magia. Ele é capaz de estabelecer uma conexão de |Poder Mágico entre dois ou mais [Minérios de Indução], usando um minério, outros minérios com uma conexão estabelecida de |Poder Mágico podem ser remotamente controlados.

Esses Golems Cavaleiros feitos com o [Minério de Indução] tinham algo que os fazia agir como um controle remoto. Mesmo que Hajime e seu grupo pensassem que isso fosse replicação, na verdade, isso era uma reorganização ao se manipular o minério. Eles só precisavam adicionar as partes que eram insuficientes. Era mais preciso dizer que isso era uma reconstrução do que uma replicação.

Se você olhasse com atenção, você notaria que o piso também era feito de [Minérios de Indução] e partes que pareciam ter sido cortadas podiam ser vistas. Elas provavelmente foram usadas para repor as partes dos Golems. Sem derrotar o controlador, isso realmente não teria fim.

(Hajime): “Yue, Shia. Deve ter algo controlando eles. Como isso realmente é interminável, vamos atravessar eles!”

(Yue): “Nnh”

(Shia): “At-atravessar? Afirmativo!”

Com o sinal de Hajime, Yue e Shia imediatamente dispararam para o altar. Hajime avançou usando os rápidos disparos de [Donner] e [Schlag] contra os cavaleiros e, enquanto eles se espalhavam pelo caminho criado, duas granadas foram jogadas contra os Golems que se aproximavam por trás. Com uma grande explosão atrás, os Golems Cavaleiros caíram um atrás do outro com a detonação e a onda de choque.

Shia avançou pelo espaço que Hajime fez enquanto girava [Doryukken], abatendo Golems Cavaleiros pelo caminho. Os Golems foram habilidosos jogando seus escudos e enormes espadas em Shia, mas a ‖Ruptura‖ de Yue aparecia e despedaçava as armas.

Hajime, que ficou responsável por proteger a retaguarda, atirou com suas pistolas em rápida sucessão nos Golems Cavaleiros que se aproximavam por trás. Usando a oportunidade, Shia passou pelo cerco e chegou na frente do altar. A próxima foi Yue, que chegou na frente da porta e depois pulou no altar.

(Shia): “Yue-san! A porta…”

(Yue): “Nn… estava selada”

(Shia): “Au, como esperado!”

Na frente de seus olhos havia o altar suspeito e a porta. Eles imaginaram que ela estaria selada. Foi por isso que eles pensaram que seria complicado e decidiram acabar com os cavaleiros primeiro. Enquanto eles decidiam liberar o selo da porta, Shia reclamou como sempre, o que resultou em cavaleiros voando pelas escadas.

(Hajime): “Eu vou deixar o selo com Yue. Levaria muito tempo para atravessarmos usando a ‖Transmutação‖

Hajime ficou ao lado de Shia para cuidar das costas dela. Como Hajime disse, usar a ‖Transmutação‖ para atravessar a porta, mesmo que fosse possível, iria consumir enormes quantidades de |Poder Mágico nesta área e também levaria muito tempo. Foi por isso que ao chegarem ao altar com o cristal amarelo com tanto esforço, era mais rápido desfazer o selo normalmente. Hajime, que pensava assim, deixou a tarefa para Yue, que tinha um péssimo consumo de magia.

(Yue): “Nn… deixe comigo”

Yue prontamente reconheceu isso e imediatamente pegou o cristal amarelo do altar. Esse cristal estava em um quadrado feito com formas de pirâmide. Se você olhasse com atenção, ele era feito da combinação de blocos sólidos.

Yue olhou para a porta atrás dela. Havia três reentrâncias nela. Yue pensou por um tempo, então começou a desmontar o quadrado de pirâmides. Ela montou esses blocos e fez novos cubos que encaixavam nessas reentrâncias.

Enquanto ela montava isso, Yue observou as reentrâncias na porta. Então, apenas ao observar com atenção, ela notou pequenas letras gravadas na porta. Elas diziam…

Me pergunto se você pode resolver issoooo, eu me perguntoooo…

Você vai morrer se você não fazer isso rápido, sabiaaaa?

Bem, não há nada o que fazer se você não puder resolver! Você é apenas um humano comum diferente de mim!

Não se preocupe! Mesmo que sua cabeça não seja boa você pode viv… você não pode viver! Que peeeenaaaa! Pugyaa!

Eram as frases irritantes de sempre. Yue estava realmente irritada com isso. Com sua usual falta de expressões, ela se concentrou em resolver o enigma mesmo ela querendo socar a porta.

De alguma forma, Hajime e Shia podiam sentir a raiva dela em suas costas e só poderiam amaldiçoar em suas mentes enquanto se concentravam na destruição dos Golems Cavaleiros.

(Shia): “Hajime-saaaan. Por favor use… ] DOPAh [… como anteeees”

Como uma certa coisa negra da cozinha, os Golems Cavaleiros enxameavam de forma nojenta, foi por isso que Shia implorou que Hajime usasse uma granada.

(Hajime): “Idiota. Isso deve ser jogado onde temos certeza que não há armadilhas instaladas. Se eu jogar uma perto das escadas, você deve saber o que irá acontecer”

(Shia): “Você diz isso mesmo depois dos Golems atravessarem o caminho?”

(Hajime): “Bom, isso foi algo que Miledi Raisen fez. Não seria possível para elas não reagirem apenas contra os Golems?”

(Shia): “Uu, eu não posso refutar isso…”

De certa forma, Hajime e Shia apenas estavam brincando com os Golems, então eles podiam ter essa conversa fiada. No início, Shia estava mesmo impaciente com isso, mas quando ela viu a calma de Hajime e Yue, ela se acalmou também.

(Shia): “Mas isso me deixa feliz”

(Hajime): “Aa?”

Mais uma vez, enquanto esmagava um Golem Cavaleiro e o fazia voar com um chute, Shia desabafou.

(Shia): “Há um momento atrás, eu, que só era capaz de fugir, fui capaz de lutar ao lado de Hajime-san… isso me deixou tão feliz”

(Hajime): “… você é mesmo um bicho curioso”

(Shia): “Ehehe. Eu finalmente vou ser capaz de flertar com Hajime-san depois de capturarmos o |Calabouço|! Yay”

(Hajime): “Oi, você. Como você faz uma conexão dessas? É o mesmo que levantar a bandeira da morte. Ser uma heroína trágica é demais para você, então pare com isso. Aliás, eu não posso só refutar isso, mas você conhece esse tipo de história, não é?”

(Shia): “Seria ‘Eu absolutamente não vou deixar você morrer, minha querida!’, algo desse tipo? Hajime-san, mouh!”

(Hajime): “Você distorceu demais isso! Recentemente, apesar de ficar assustado com a sua positividade… eu não tenho uma reposta apropriada para isso…”

Eles continuaram conversando por vários minutos enquanto repeliam os cavaleiros. De alguma forma, no espaço em que os dois estavam flertando, uma sombra apareceu. Era Yue.

(Yue): “… flertar é proibido”

(Hajime): “Bem, nós não fizemos nada desse tipo”

(Shia): “Nufufu, foi isso o que pareceu? Que constrangedoooor”

(Hajime): “É melhor você calar a boca…”

Depois de Hajime olhar de lado para Shia com uma expressão cansada, ele se virou para Yue que parecia um pouco descontente. Contudo, sem pensar muito na situação, desta vez, ela mostrou uma cara orgulhosa por ter conseguido uma grande conquista.

(Yue): “… está aberta”

(Hajime): “Que rápido, como esperado de Yue. Shia, se afaste!”

(Shia): “Sim!”

Hajime deu uma espiada para trás e, como Yue disse, o selo foi liberado e a porta estava aberta. Parecia que nada de diferente estava dentro da sala. Hajime disse a Shia para recuar, então ela se retirou para a sala. Os Golems Cavaleiros não seriam capazes de persegui-los depois que eles fechassem a porta selada. Yue foi a primeira a recuar, a próxima foi Shia, que pulou para dentro da sala e, como era uma porta dupla, elas estavam prontas de ambos os lados para fecha-las.

Hajime atirou várias granadas como um presente de despedida e mergulhou na sala. Apesar dos Golems correrem depois que eles escaparam, eles foram despedaçados pelos fortes impactos das granadas. O equilíbrio foi destruído. Sem perder essa chance, Yue e Shia fecharam a porta.

Dentro da sala, usando a ‖Visão de Longo Alcance‖, ele confirmou que não havia nada. Certamente, mesmo que essa não fosse a sala de Miledi Raisen, “Deve haver alguma pista, não é”? Era o que eles pensavam enquanto perdiam o impulso.

(Hajime): “Isto… não é aquilo? Mesmo que fosse um selo suspeito, não há nada dentro, é esse tipo de situação?”

(Yue): “… não pode ser”

(Shia): “Uu, Miledi. O quanto você quer nos fazer de idiotas!?”

O trio caiu graças a possibilidade mais provável. Subitamente, eles escutaram o familiar som desagradável.

] GAKON! [

(Hajime, Yue e Shia): “!?!?!?”

Junto com o som de mecanismos começando a operar, a sala tremeu. Então, o som veio do lado de Hajime e seu grupo.

(Hajime): “Kh!? O que aconteceu!? A sala acabou de se mover!?”

(Yue): “… parece que is… !?!?!?”

(Shia): “Ukya!?”

Ao mesmo tempo que Hajime disse isso, desta vez, o som veio de cima. Graças a mudança radical, Yue pode ter mordido sua língua, pois ela cobriu sua boca com olhos marejados enquanto tremia. Shia caiu do teto em uma pose de sapo.

A sala continuou a mudar de todas as direções várias vezes. Ela parou depois de aproximadamente 40 segundos ignorando a lei da inércia[1]. Hajime foi capaz de suportar o impacto da parada súbita ao fixar sua posição usando espinhos presos no chão, enquanto Shia, que não conseguiu resistir, estava rolando, voando e batendo a parte de trás de sua cabeça com força na parede. Ela rolou até aqui, ela rolou até ali e soltou um grito sempre que a direção mudava, era por isso que o aspecto dela estava ruim. Era como se ela estivesse bêbada. Ela estava completamente caída como um bêbado com fortes dores na parte de trás de sua cabeça. A propósito, desde o início, Yue estava se agarrando no corpo de Hajime, então ela não teve nenhum problema.

(Hajime): “Fuuuuu, finalmente parou… Yue, você está bem?”

(Yue): “… nn, sem problemas”

Hajime retraiu os espinhos e se levantou. Não houve mudanças quando ele olhou os arredores. Considerando o movimento, a porta que eles entraram deveria se conectar com um lugar diferente.

(Shia): “Ha-Hajime-san. Por que você não perguntou nada para mim?”

Shia, que cobriu sua boca com o rosto azul, encarou Hajime. Parecia que ela estava descontente porque ele só perguntou a Yue.

(Hajime): “Bem, se eu perguntar sobre sua condição atual isso só estragaria o momento… e então você vomitaria e conseguiria o novo título de Coelha que Vomita. Você não quer isso, quer?”

(Shia): “É claro que não! Mesmo assim, eu queria que você me perguntasse porque esse é o sonho de uma donze… uppu”

(Hajime): “Viu, é melhor que você descanse um pouco”

(Shia): “Uu. Uppu”

Deixando Shia de lado, que estava de quatro e parecia pronta para vomitar a qualquer momento, Hajime e Yue confirmaram os arredores. Finalmente, não havia nada de novo e eles encararam a porta.

(Hajime): “Muito bem, o que devemos fazer?”

(Yue): “… quem está controlando eles está aqui?”

(Hajime): “Há essa possibilidade. Miledi deve ter morrido… então quem poderia mover aqueles Golems Cavaleiros?”

(Yue): “… não importa o que apareça, estará tudo bem. Hajime vai ser protegido por mim… consequentemente, Shia também”

(Shia): “Eu não posso te escutaaaar… uppu”

Hajime sorriu ao escutar as típicas palavras de Yue. Gentilmente, com uma mão, ele acariciou a cabeça de Yue. Yue, que queria ser mimada, se aproximou dele enquanto apertava seus olhos com prazer.

(Shia): “… mesmo eu me lembrando de ter dito isto antes, vocês poderiam parar de subitamente entrar em um mundo só dos dois? O que eu posso dizer, ser afastada me deixa tão solitária, uppu”

Enquanto suportava a náusea, “Eu não quero ser deixada de fora”, era o que Shia expressou enquanto rastejava de quatro.

(Hajime): “… mesmo eu tendo dito isso antes, aconteceu de novo, então você poderia parar com esses movimentos de filme de horror? O que eu posso dizer? Seria assustador se isso aparecesse nos meus sonhos”

(Shia): “Is-isso é bom. Ficar ao seu lado mesmo que seja só um pouco é o que o coração de uma donzela… uppu. Eu também quero ser acariciada exatamente como Yue-san. Por favor, me abrace e me acaricie! Eu, uppu”

(Hajime): “Dizer isso com a cara de alguém que vai vomitar a qualquer momento… além disso, para casualmente adicionar suas próprias demandas…”

(Yue): “… ainda é muito cedo para Shia ser acariciada por Hajime”

Com sua força de vontade, Shia foi até o lado de Hajime e Yue. Ela olhou para Hajime com olhos suplicantes e um rosto pálido. Hajime calmamente desviou seus olhos para encarar a porta. Atrás dele, “Por quê!? Uepuu”, era o barulho que podia ser ouvido, mas ele só deixou isso passar por suas orelhas.

Do outro lado da porta estaria a morada de Miledi, o controlador dos Golems ou apenas outra armadilha… Hajime pensou “O que quer que seja, pode vir”, enquanto ele abria a porta com um sorriso feroz.

Lá estava…

(Hajime): “… eu já vi isso antes? Esta sala…”

(Yue): “… com certeza. Especialmente aquela litografia”

Na frente da porta aberta havia outra sala. Havia uma litografia e uma passagem no lado esquerdo da sala. Eles deviam ter lembranças desta sala. Porque esta sala era…

(Shia): “Parece… a primeira sala, não é?”

Shia pensou que mesmo que ela dissesse isso, ela não queria pensar que seria verdade. Entretanto, certamente, como Shia disse, lá estava a litografia com as frases irritantes gravadas, exatamente como na primeira sala. Mas havia uma diferença nessa sala. A prova era que, depois de vários segundos da porta ser aberta, letras flutuaram do piso da sala de onde eles vieram.

Nee, agora mesmo, como vocês se sentem?

Mesmo vocês tendo avançado e passado por tantas dificuldades, vocês só conseguiram voltar para o ponto de início, como vocês se sentem?

Nee, nee, como vocês se sentem? Que tipo de sentimentos vocês têm? Nee, nee.

(Hajime, Yue e Shia): “…”

As expressões de Hajime e seu grupo caíram de seus rostos. Suas expressões encaixavam perfeitamente com as máscaras Noh[2]. O trio observou enquanto as letras silenciosamente e suavemente se moviam. Então, mais letras começaram a aparecer.

Ah, tem uma coisa que eu esqueci de dizer, este |Calabouço| vai ser alterado em intervalos regulares.

Como sempre, foi pela consideração de Miledi-chan que vocês vão aproveitar o |Calabouço| com uma nova sensação.

Vocês estão felizes? Vocês estão felizes, não estão? Não precisam me agradecer! Eu só fiz isso porque eu adoro!

A propósito, como ele muda sempre, mapear o |Calabouço| é inútil.

Não me diga que vocês fizeram isso? Com toda essa dificuldade? Mas me desculpem! Pugyaa

(Hajime): “Ha, hahaha”

(Yue): “FUFUFUFU”

(Shia): “FUHI, FUHIHIHI”

O trio soltou três tipos diferentes de risadas estranhas. Depois disso, não é preciso dizer que gritos ecoaram por todo o |Calabouço|. Depois de atravessarem a primeira passagem, foi como Miledi disse, as escadas foram alteradas com a posição diferente do corredor a frente deles. Não é necessário dizer que eles ergueram vozes de ressentimentos mais uma vez por causa dessa estrutura.

De alguma forma, eles conseguiram recuperar seus espíritos. Hajime e seu grupo mais uma vez tentaram conquistar o |Calabouço|. Contudo, não foi tão simples como esperado, especialmente para Shia, que sempre ativava as armadilhas (armadilhas adesivas, disparos de líquidos com cheiro estranho, etc), “Elas não são um perigo psicológico?”. Não é preciso dizer que ela ficou completamente furiosa. Bom, situações problemáticas são problemáticas.


[1] A Primeira Lei de Newton, ou lei da Inércia, diz que a tendência dos corpos, quando nenhuma força é exercida sobre eles, é permanecer em seu estado natural, ou seja, repouso.

[2] Noh (能: habilidade, talento) é uma forma clássica de teatro profissional japonês que combina canto, pantomima, música e poesia. Executado desde o século XIV, é uma das formas mais importantes do drama musical clássico japonês. Muitas de suas personagens usam máscaras que representam rostos com determinadas expressões.