Guilda de Aventureiros, filial de |Fhuren|

|Cidade Comercial Neutra de Fhuren|.

Com 20 metros de altura, o muro cercava uma das |Cidades Comerciais Neutras| com um comprimento de 200 quilômetros. Todos os tipos de negócios e competições acirradas aconteciam nesta cidade todos os dias, havia pessoas que realizavam com sucesso seus sonhos e havia também muitas pessoas que ficavam pobres e partiam abatidas. Poderia se dizer que essa era a cidade número um no continente quanto a quantidade de pessoas que apareciam pelo turismo e aqueles que apareciam pelos negócios.

Como ela era tão gigante, |Fhuren| estava dividida em quatro áreas. A Ala Central, onde as instalações relacionadas com vários procedimentos da cidade se reuniam; a Ala de Visitação onde instalações de entretenimento se concentravam; Ala dos Artesãos, onde armas e armaduras e também vários produtos eram vendidos diretamente; e a Ala Comercial, onde todos os tipos de lojas e negócios se encontravam.

Havia uma rua principal que se estendia para o Leste, Oeste, Sul e Norte a partir da Ala Central, parecia ser senso comum ter vários estabelecimentos próximos da parte central. Os lugares que eram distantes da rua principal e da Ala Central eram lugares para negócios ilegais, em outras palavras, havia muitas lojas que operavam no mercado negro. Nessas áreas, algumas vezes havia coisas inesperadas aparecendo, e aqueles que se acostumaram a situações complicadas, como Aventureiros e Mercenários, visitavam o lugar.

Essa história foi algo que Hajime e seu grupo escutaram enquanto eles estavam comendo uma refeição rápida no café dentro da ⟦Guilda de Aventureiros, filial de |Fhuren|. A pessoa que disse isso a eles era uma mulher cujo trabalho era o mesmo de uma Guia. Como esta cidade era enorme, havia uma grande demanda por Guias, então essa se tornou uma ocupação especial com uma posição social. Embora houvesse muitos estabelecimentos de Guias, todos eles tinham altas avaliações porque eles melhoravam seus serviços para ganhar ainda mais clientes todos os dias.

Hajime e seu grupo foram para a ⟦Guilda de Aventureiros com o documento que possuía o selo que servia como prova depois de se separarem da companhia mercante de Mottou. Seguido disso, como eles não sabiam a localização das estalagens e lojas, eles tentaram conseguir o manual da ⟦Guilda de Aventureiros, foi assim que eles descobriram a existência dos Guias.

Atualmente, depois que eles pagaram a Guia, que se apresentou como Rishee, eles estavam ouvindo as informações básicas desta cidade enquanto comiam suas refeições.

(Rishee): “É por isso que é recomendado procurar por uma estalagem na Ala de Visitação. Apesar de existirem pousadas na Ala Central, tornou-se uma tendência para os trabalhadores tirarem um cochilo lá, é por isso que há menos serviços lá comparado a Ala de Visitação”

(Hajime): “Entendo, então nós vamos obedientemente procurar por uma estalagem na Ala de Visitação. Onde está a recomendação?”

(Rishee): “Isso depende do que o Sr. Cliente deseja. Há vários tipos de estalagens, afinal”

(Hajime): “Isso é verdade. Okay, eu não irei reclamar contanto que as refeições sejam deliciosas e eles tenham um banho. Não há necessidade para considerar a localização. A propósito, um lugar com uma boa contabilidade deve ser bom”

Rishee escutou os pedidos de Hajime com um sorriso. Para os dois primeiros pedidos, ela concordou com “Un, un”, ela parecia ter listados todas as estalagens recomendadas dentro de sua mente. Contudo, com as palavras seguintes de Hajime, ela poderia apenas dizer “Nn?”, enquanto inclinava seu pescoço.

(Rishee): “Ummmmm, uma boa contabilidade?”

(Hajime): “Aa, por exemplo, assuma que eu fui puxado para uma briga onde eu obviamente fui a vítima, então eu não quero ter que assumir a responsabilidade pelo dano dentro da estalagem. Eu quero ficar em uma boa pousada e eu tenho muitos equipamentos, então seria um aborrecimento compensar isso”

(Rishee): “Uuuuum, eu acho que você não seria envolvido nisso tão frequentemente, porém…”

Hajime só poderia sorrir ironicamente para a perplexa Rishee.

(Hajime): “Bem, se fossem pessoas comuns, seria assim, mas nós nos destacamos. Parece que muitos folgados estarão na Ala de Visitação e mercadores com espíritos firmes que irão forçar seus caminhos provavelmente vão aparecer. Bem, no fim, eu só quero isso ‘se possível’. Se for difícil demais, então não há necessidade de considerar essa parte”

Com as palavras de Hajime, Rishee olhou para Yue e Shia que sentavam dos lados de Hajime enquanto focavam em suas refeições. Então ela acenou em consentimento. Certamente, essas duas belas garotas se destacariam. Mesmo agora, elas reuniam consideráveis olhares dos arredores. Especialmente Shia, que veio da tribo dos ⌊Homens-Coelho. Embora fosse um crime colocar as mãos nos escravos de outra pessoa, não era possível dizer que não haveria mercadores que tentariam persistentemente negociar, nem pessoas imprudentes.

(Rishee): “Então, que tal uma estalagem com guardas rigorosos? Há muitas estalagens assim, e eu posso apresentar você a uma boa…”

(Hajime): “Aa, isso é bom. Entretanto, pessoas cegas por seus desejos podem aparecer às vezes. Então, deve ser considerado que eu primeiro irei persuadi-los fisicamente, porque guardas não são perfeitos”

(Rishee): “Per-persuação física… entendo, é por isso que você pediu por boa contabilidade”

Rishee entendia completamente a intenção de Hajime, então as palavras “se possível” que ele falou pareciam ferir a alma dela como uma Guia, assim ela aceitou os pedidos dele e disse, “Por favor, conte comigo”, com uma expressão motivada. Seguido disso, ela virou seu olhar na direção de Yue e Shia, então perguntou as demandas delas. Isso era um ponto onde ela tentava responder a todas as necessidades de seus clientes o máximo possível, certamente, isto veio do estabelecimento de Guias ao qual ela pertencia.

(Yue): “… uma banheira grande é bom, contudo, para um banho misto, reservas são essenciais”

(Shia): “Umm, eu quero uma com uma cama enorme”

Depois de pensarem por um segundo, Yue e Shia compartilharam suas demandas. Apesar de elas serem consideradas demandas, se os termos de Yue fossem combinados com os de Shia, ela poderia claramente ver as intenções delas. Tendo adivinhado isso, Rishee disse, “Eu aceito isso, então por favor, contem comigo”, com um rosto determinado e esclarecido, mas com suas bochechas levemente coradas. Imediatamente, ela alternou olhares entre Hajime, Yue e Shia, e isso resultou em suas bochechas ficando ainda mais vermelhas.

A propósito, os homens, que estavam ao redor em mesas próximas, estavam encarando Hajime como se dissessem, “Se alguém pudesse ser morto por um olhar…”, mas como ele já estava acostumado com isso, Hajime só ignorou como de costume.

Depois disso, eles escutaram as histórias das outras Alas, então Hajime e seu grupo sentiram um olhar inesperadamente forte. Ele estava especialmente direcionado a Shia e Yue, era um olhar rude e pegajoso que se prendeu a elas. Como era tarde demais para Yue e Shia prestarem atenção a esse olhar, elas só poderiam apertar suas sobrancelhas devido ao olhar desagradável.

Hajime tentou dar uma olhada em direção a fonte do olhar e… havia um porco. Com um corpo gordo que facilmente ultrapassava 100 quilos, um rosto oleoso, juntamente de um focinho de porco e cabelo louro pegajoso preso em sua cabeça. Se fosse apenas por sua aparência, era possível dizer que ele estava vestindo boas roupas mesmo à distância. Esse homem-porco era aquele que estava encarando Yue e Shia com olhos completamente tomados por desejo.

Enquanto Hajime pensava, “Isso vai ser uma dor de cabeça”, o homem-porco moveu seu corpo pesadamente e, enquanto tremia, ele rapidamente se aproximou do trio. Aparentemente, não havia tempo para eles escaparem. No entanto, Hajime nunca pensou em fugir.

Talvez por Rishee também notar a inquietação dele, ou talvez porque aquele homem-porco se levantou, quando ele chegou com sua atitude arrogante, ela esqueceu de sorrir e, “Geh!”, ergueu uma voz indescritível e de mau gosto.

O homem-porco logo chegou ao lado da mesa onde Hajime e seu grupo estavam, então olhou para Yue e Shia com um sorriso nos olhos, e quando ele viu o colar de Shia, ele apertou seus olhos desagradavelmente. Seguido disso, ele finalmente olhou para Hajime, para quem ele não tinha olhado até o momento, e, como se finalmente tivesse notado ele, o homem-porco fez um gesto e fez uma exigência unilateral com uma atitude arrogante.

(Homem-porco): “O-Oi, pirralho. Eu-eu vou te dar um milhão de Ruta. En-entregue essa coelha. Essa loura também, eu vou torna-la minha concubina. Ven-venham comigo”

Tendo dito essas palavras enquanto gaguejava ligeiramente e com alguns sons de “Kii, kii”, o homem-porco tentou tocar Yue. Parecia que Yue já estava dentro da mente dele. Nesse momento, uma violenta intenção assassina surgiu. Os rostos das pessoas nas mesas ao redor ficaram pálidos enquanto eles caíam de suas cadeiras e eles começavam a desesperadamente tentar se afastar de Hajime.

Bem, o homem-porco que recebeu a intenção assassina diretamente… “Hii!?”, soltou um grito patético de medo e caiu de bunda no chão, então ele recuou enquanto o espaço entre suas virilhas começou a ficar molhado.

Se Hajime liberasse sua verdadeira intenção assassina, ele poderia instantaneamente perder a consciência e como isso seria inútil, Hajime levou isso em consideração.

(Hajime): “Yue, Shia, vamos. Vamos mudar de lugar”

Como um líquido sujo estava vazando, Hajime se levantou de seu lugar e chamou Yue e Shia. Honestamente, ele realmente queria imediatamente atirar para matar, mas isso iria causar uma comoção se ele matasse um cidadão e Hajime seria considerado o agressor. Os guardas da cidade não eram tão ingênuos para ignorar um assassinato. Basicamente, contanto que isso estivesse no limite de uma legítima defesa, Hajime pensou em apenas deixa-lo “meio-morto” dentro da cidade.

Rishee só poderia dizer, “Eh? Eh?”, enquanto piscava seus olhos confusa porque Hajime e seu grupo se levantaram de seus assentos. Rishee estava bem apesar de ela estar dentro do alcance da intenção assassina de Hajime porque ele simplesmente excluiu ela dos alvos de sua ‖Pressão. Era a versão reversa da ‖Pressão localizada que ele usou em Mottou para não deixar ninguém reparar nisso. Era o resultado de seu treinamento. Era natural que Rishee estivesse confusa, pois quando ela pensou que o homem-porco estava sendo mesquinho, ele subitamente caiu no chão e começou a vazar entre suas virilhas.

Aliás, a ‖Pressão que afetava os arredores estava sendo feita de propósito. O motivo era fazer as pessoas por perto, que o olhavam com ódio, o compreenderem. “Não tentem tocar nelas, okay?”, algo nessas linhas. Julgando pelos rostos pálidos no entorno, parecia que não seria preciso mais nenhum aviso.

Mas, logo depois que ele dispersou a ‖Pressão e tentou deixar a ⟦Guilda, um homem enorme apareceu para bloquear a rota do trio e ficou parado como uma estátua Nio. Ele tinha um corpo enorme com cerca de 100 quilos bem diferentes dos do homem-porco. Seu corpo inteiro era cheio de músculos e uma espada longa estava presa em sua cintura, a aparência dele era a mesma de um soldado experiente.

Talvez porque ele viu essa enorme figura, o homem-porco mais uma vez soltou um grito acompanhado de sons de “Kii, kii”.

(Homem-porco): “Is-isso mesmo Leganid! Mate esse pirralho de merda! E-ele tentou me matar! Mate ele lentamente!”

(Leganid): “Jovem mestre, matar ele será um problema. Vamos só deixar ele meio-morto”

(Homem-porco): “Faça isso! Eu-eu não me importo, só faça isso! Ma-mas, não machuque as garotas! E-elas são minhas!”

(Leganid): “Entendido. Então por favor, capriche na minha recompensa”

(Homem-porco): “Eu-eu vou te dar o valor que você quiser! Só faça isso já!”

Aparentemente, o gigante chamado Leganid foi contratado pelo homem-porco como seu guarda-costas. Ele estava falando com o homem-porco sem tirar os olhos de Hajime, então ele mostrou um sorriso satisfeito quando ele escutou sobre a recompensa prometida. Ele não pensava em Yue e Shia, o que era incomum. Ele não olhou para elas e apenas riu com a palavra recompensa.

(Leganid): “Ou, garoto. Desculpe. Eu vou te deixar meio-morto pelo bem do meu dinheiro. Quê? Não é como se eu fosse te matar. Bom, sobre essas duas mocinhas… apenas desista delas”

Dizendo isso, Leganid preparou seus punhos. Ele não usou a espada longa porque este era um lugar onde armas não poderiam ser usadas. Uma confusão começou nos arredores quando as pessoas escutaram o nome de Leganid.

(Aventureiro A): “O-Oi, por Leganid, você quer dizer aquele Leganid Negro?”

(Aventureiro B): “Leganid Vento Negro!? Mas por que ele virou o guarda-costas de um sujeito como esses…”

(Aventureiro C): “Não foi por dinheiro? Ele é Leganid Amante de Dinheiro, sabia?”

Hajime foi capaz de adivinhar a identidade do homem enorme na frente dele pelos sussurros do lugar. Apesar de sua classe não ser conhecida, ele era um Aventureiro Rank ⟦Preto, o terceiro Rank mais alto, então ele era uma pessoa bem importante.

Espírito de luta era transmitido de Leganid. Hajime pensou que não seria um problema deixa-lo meio-morto porque seria legitima defesa. No momento que ele moveu seu punho, uma voz apareceu para contê-lo de um lugar inesperado.

(Yue): “… Hajime, espere”

(Hajime): “??? O que foi Yue?”

Antes de ela responder à pergunta de Hajime, Yue, enquanto arrastava Shia, apareceu entre Hajime e Leganid. Enquanto Hajime e Leganid pareciam confusos com isso, Yue respondeu assim que ela olhou para frente.

(Yue): “… nos deixe cuidar dele”

(Shia): “Eh? Yue-san, eu estou inclusa nisso?”

Yue ignorou a pergunta de Shia. Escutando as palavras de Yue, antes que Hajime pudesse responder, Leganid explodiu em uma gargalhada.

(Leganid): “Gah hahahaha, as mocinhas vão ser minhas oponentes? Isso é muito engraçado. Quê? Eu vou te perdoar se você virar minha oponente a noi…”

(Yue): “… calado lixo”

(Leganid): “Kh!?”

Antes que Leganid pudesse terminar suas palavras indecentes, Yue cortou as palavras dele e rapidamente usou o ataque da ‖Lâmina de Vento e cortou a bochecha dele. ] Pusyu [, um pequeno som surgiu, o sangue dele apareceu e escorreu. Parecia ser um corte pouco profundo. Leganid ficou em silêncio exatamente como Yue comandou. Como a magia de Yue foi rápida demais, ele simplesmente não pôde reagir. Em sua mente, “Quando foi que ela fez o encantamento? Onde está o círculo mágico?”, assim que ele desesperadamente tentava analisar ela, suor gelado escorria por seu corpo.

Hajime que não sabia o que Yue queria dizer estava no momento olhando para Shia, que também não entendia a intenção de Yue, e a conversa continuou.

(Yue): “… nós vamos mostrar a eles que não somos princesas que precisam de proteção”

(Hajime): “Aa, entendi. Nós vamos mostrar a eles que podemos fazer uma retaliação dolorosa”

(Yue): “… isso mesmo. Como nós finalmente chegamos aqui, eu vou usar aquilo”

Dizendo isso, Yue olhou para Leganid com um olhar mais severo e apontou para ele.

(Hajime): “Bem, eu entendo o que você está tentando dizer. Certamente, se as princesas deles se tornarem verdadeiras bestas ferozes, isso deve despertar eles. Felizmente, há muitas testemunhas… unn, isso não é bom?”

(Yue): “… bestas ferozes é muito cruel”

Hajime concordou com as palavras de Yue e se afastou com um sorriso sem graça. Depois que Yue confirmou que Hajime se afastou, ela mandou um sinal para Shia a seu lado. Entendendo o sinal, Shia alcançou [Doryukken] que estava presa em suas costas, então, como se não sentisse o peso, ela girou a arma uma vez em sua mão.

(Leganid): “Oioi, o que é que a senhorita da tribo dos ⌊Homens-Coelho pode fazer? Como há o pedido do meu empregador, você não pode só ficar quieta?”

Sem desviar os olhos de Yue, Leganid disse isso a Shia. No entanto, Shia ignorou as palavras de Leganid e o respondeu com um aviso.

(Shia): “A espada longa em seu cinto. Você não deveria pegar ela? Mesmo que eu vá pegar leve, não vai ser perigoso continuar desarmado?”

(Leganid): “Hah, belas palavras para uma Usagi-chan[1]. Jovem mestre! Sinto muito, mas me perdoe por um ou dois arranhões!”

Leganid não prestou muita atenção a Shia e focou em Yue, enquanto o homem-porco, que ainda estava por perto, não fez nenhuma objeção. Com toda certeza, ele deve ter julgado que seria difícil dominar Yue sem machucar ela. No entanto, Leganid deve ter notado isso. Se ele pensasse usando o senso comum, ele deveria ter sentido a incompatibilidade entre a escrava valorizada e a força da tribo dos ⌊Homens-Coelho para segurar o martelo, ele deveria ter reconhecido o significado de eles terem deixado ela o enfrentar depois de ter um vislumbre das habilidades de Hajime e Yue.

Sem mais nenhuma conversa, Shia segurou [Doryukken] perto de sua cintura… e imediatamente disparou. Então, ela apareceu na frente de Leganid.

(Leganid): “Kh!?”

(Shia): “Yaa”

Enquanto soltava uma voz adorável, ela mudou para um comportamento avassalador e balançou sua Marreta superpesada. Ela se aproximou do peito de Leganid que estava com uma expressão tomada pelo espanto. Logo antes de receber um golpe direto, Leganid mal foi capaz de cruzar seus braços para se defender, porém…

[Leganid]: (“Isso não é pesado demais!?”)

Ele não pôde fazer nada mesmo se protegendo, então ele pulou para trás para diminuir o impacto, mas o golpe dela foi tão rápido que esta ação dele não fez sentido. Como resultado…

] GUSHA! [

Junto desse som, Leganid foi lançado para longe e suas costas se chocaram com a parede da ⟦Guilda. Junto de um som estrondoso, Leganid vomitou todo o ar de seus pulmões e, dentro de seu campo de visão trêmulo, ele podia ver Shia com a aparência de quem perdeu o interesse. Aparentemente, ela pensou que ele seria capaz de resistir um pouco mais.

Para um Aventureiro Rank ⟦Preto como ele, ser facilmente derrotado por uma garota da tribo dos ⌊Homens-Coelho e o fato de que ela até mesmo perdeu seu interesse, Leganid não podia fazer nada além de rir de si mesmo. Ele revelou um sorriso que parecia uma carranca por causa da dor e tentou usar suas mãos para se levantar, mas com uma dor aguda, ele acabou caindo. Quando ele olhou para a fonte dessa dor, ele conseguiu ver seu braço esmagado.

Felizmente, o que foi esmagado era apenas sua mão direita, então ele conseguiu se levantar usando a outra mão enquanto resistia a dor. Apesar de sua visão ainda estar oscilando, ele conseguiu de alguma forma pisar com firmeza no chão. Mesmo tendo sido insignificante, se ele não tivesse pulado para trás naquele momento, ele provavelmente não seria mais capaz de se levantar.

Contudo, não era uma boa ideia para ele se levantar. Apesar de Leganid conseguir se levantar parcialmente por sua força de vontade, quando ele viu a aparência de Yue, que o olhava com olhos frios como gelo enquanto sua mão direita estava estendida, ele só poderia resmungar em sua mente.

[Leganid]: (“Jovem mestre, peço desculpas, isso não vai ser nada lucrativo…”)

Imediatamente, pela primeira vez na vida de Leganid, ele ganhou uma valiosa e a pior de todas experiências de “dançar no ar”.

(Yue): “Sendo abraçado pelo vento, dance e se despedace como uma flor e seja esmagado, ‖Flor do Vento

Essa era a magia original número dois de Yue, uma magia composta usando a ‖Magia da Gravidade e o disparo da ‖Rajada de Vento, uma magia que lançava uma bola de canhão de vento. Ao facilmente manipular várias bolas de canhão de vento, os disparos iriam sempre cercar e “continuar a cair” para crucificar o alvo delas usando o campo gravitacional. Essa era uma magia pouco sofisticada onde o alvo se tornava um saco de areia no ar enquanto ele era lançado ao mesmo tempo. Aliás, o que aconteceu era exatamente o que foi descrito no encantamento.

Quando a dança unilateral terminou, Leganid caiu no chão com um som desagradável e nem mesmo se contorceu. Na verdade, ele já tinha perdido a consciência depois de tantos ataques, mas mesmo que ela soubesse disso, Yue continuou atacando sem piedade, ela estava especialmente concentrada na região da virilha dele e isso fez com que os homens ao redor cobrissem suas próprias virilhas. Com os ataques brutais e intensos, Hajime, nos fundos, só disse “Ow”, com uma voz trêmula cheia de piedade.

Os dois espetáculos consecutivos terminaram. Eles foram seguidos por um silêncio que envolveu o interior da ⟦Guilda. Nem mesmo uma única pessoa tentou se mover, eles só podiam encarar Hajime e seu grupo. Se você olhasse com atenção, as pessoas que pareciam ser funcionários da ⟦Guilda, tentaram impedir a luta, mas depois que eles chegaram no café, eles ficaram atônitos quando tentaram estender suas mãos para impedir o trio. Parecia que esse espetáculo chocou até mesmo eles, que tinham visto vários tipos de Aventureiros.

Enquanto todos estavam atordoados, lentamente, o silêncio foi quebrado. Hajime começou a caminhar. Todos os olhares dentro da ⟦Guilda focaram em Hajime. O destino dele era… o homem-porco.

(Homem-porco): “Hii! Fi-fique longeeee! Qu-quem você pensa que eu sou!? Eu sou Poom Ming! Você está desafiando o Barão[2] Ming!”

(Hajime): “… se desculpe com todos os fãs desse personagem na Terra, seu porco”

Um personagem da Terra apareceu na mente de Hajime quando ele escutou o nome do homem-porco, era por isso que ele franziu sua testa profundamente e pisou no rosto do homem-porco que estava caindo sobre sua bunda.

(Poom): “Pugya!?”

Ele soltou um grito parecido com um porco enquanto seu rosto era esmagado contra a sola do sapato e o chão, ] thenmishimishi [, o crânio dele soltou um som que fez ele gritar novamente de medo. Depois disso, como a voz dele era irritante, quanto mais ele gritava, mais a pressão aumentava. O rosto dele ficou ainda mais feio, seus olhos e nariz estavam escondidos pelas bochechas dele. Pouco depois, talvez porque ele notou que a dor aumentava enquanto ele gritava, ele começou a ficar quieto. Bem, também existia a possibilidade de ele meramente ter perdido a força para gritar.

(Hajime): “Oi, porquinho. Não apareça na minha frente de novo. Independentemente de você estar envolvido direta ou indiretamente… não haverá uma próxima vez”

Apesar de Poom ainda estar sendo pisado pelo sapato de Hajime, ele tentou concordar desesperadamente enquanto tremia. Finalmente, ele perdeu o poder para blefar. O coração dele estava completamente quebrado. Contudo, Hajime não era tão inocente para deixar ele ir apenas com isso. Para não deixar que isso virasse “Você esquece do calor assim que ele passa por sua garganta”[3], medo temporário não seria o suficiente. Como matar ele não era uma escolha, em vez disso, Hajime iria gravar um medo do qual ele se lembraria para sempre.

Assim, ele ergueu seu pé um pouco, então, Hajime transmutou a sola de seu sapato em espinhos e pisou com força mais uma vez.

(Poom): “Gyaaaaaaaa!!”

Os espinhos perfuraram o rosto de Poom e fizeram numerosos buracos. Além disso, um dos olhos dele foi atingido e começou a uma enorme quantidade de sangue começou a escorrer. Poom imediatamente desmaiou devido a dor. Quando Hajime moveu seu pé, o que ele viu foi uma trágica… não, o rosto original dele já era trágico, então não houve muita mudança, por enquanto, o rosto cheio de sangue de Poom foi liberado.

Hajime, com uma expressão aliviada, seguiu até Yue e Shia. Yue e Shia receberam Hajime com lindos sorrisos. Seguido disso, Hajime foi até o lado da Guia, Rishee, que estava pasma, embora estivesse sorrindo.

(Hajime): “Muito bem Guia-san. Por favor, leve-nos para o lugar”

(Rishee): “Hahih! B-bem, é que, eu, o que eu posso dizer…”

Quem sabe porque ela sentiu medo do sorriso de Hajime, Rishee estava abalada. A expressão dela estava obviamente dizendo que ela não queria se envolver com eles. No mínimo, era porque Hajime e seu grupo eram anormais. Hajime, que conseguiu adivinhar isso, pensou que encontrar uma nova Guia depois dessa comoção seria um problema, então ele não deixaria Rishee escapar. Entendendo a intenção de Hajime, Yue e Shia se posicionaram dos lados de Rishee. “Hiiin!”, foi o grito miserável que Rishee soltou.

E os salvadores dela apareceram, embora fosse tarde demais, os funcionários da ⟦Guilda chegaram.

(Funcionário A): “Umm, eu sinto muito, mas por favor, coopere conosco e responda algumas perguntas ali”

Um funcionário informou isso a Hajime, e três outros funcionários estavam se aproximando para cercar Hajime e seu grupo. Contudo, eles pareciam bastante tensos. Muitos outros estavam indo ver as condições de Poom e Leganid.

(Hajime): “Mesmo que vocês me questionem, aquele porquinho estava tentando roubar minhas companheiras, dessa forma, perdendo sua paciência, ele tentou nos atacar quando eu o recusei, então eu só o respondi na mesma moeda. Isso é tudo, não há mais nada para explicar. Essa Guia e os caras e mercadores ao redor são testemunhas. Especialmente aqueles caras nas mesas mais próximas que parecem ter atentamente nos escutado, não é?”

Quando Hajime disse isso, ele encarou os homens ao redor, seus olhos diziam, “Vocês sabem o que vai acontecer com seus pescoços se vocês mentirem, não é?”, e isso fez os homens concordarem intensamente muitas vezes.

(Funcionário A): “Apesar de sabermos isso, esse é um problema que aconteceu dentro da ⟦Guilda, então nós vamos julgar de forma justa ao escutarmos as queixas de ambas as partes envolvidas… essa é a regra que deve ser seguida pelos Aventureiros…”

(Hajime): “Ambas as partes envolvidas… huh”

Hajime deu uma olhada na direção de Poom e Leganid. Parecia que eles não iriam acordar tão cedo. Embora os funcionários tenham chamado ⌈Curandeiros, eles provavelmente só acordariam depois de dois ou três dias.

(Hajime): “Até eles acordarem, você está dizendo que vamos ter que esperar isso? Nós não somos as vítimas aqui? Eu deveria apenas carrega-los para fora desta cidade e mata-los?”

Hajime deu um olhar acusador para o funcionário da ⟦Guilda. Para as palavras típicas de um reclamador, o funcionário disse, “Por favor, não nos encare desse jeito, é nosso trabalho, então não podemos fazer nada”, com uma expressão que passava um sentimento de desespero. Seguido disso, quando eles escutaram a última frase que Hajime sussurrou, eles tentaram detê-lo em pânico.

Hajime, apesar de relutante, se aproximou de Poom e Leganid para acorda-los através de uma dor aguda apenas para ser impedido pelo funcionário e eles discutiram. Então, subitamente, uma voz solene apareceu.

(???): “O que é isto? O que em nome de Deus aconteceu aqui?”

Se você olhasse para a fonte, havia um homem magro usando óculos que passava uma atmosfera de intelectual olhando para Hajime e seu grupo com olhos rigorosos.

(Funcionário A): “Chefe da Secretaria Datt! Você chegou na hora certa! O que aconteceu foi…”

O funcionário pensou que esse era um evento de sorte e chamou o homem que era o Chefe da Secretaria, Datt. Quando Datt terminou de escutar a história do funcionário, ele mirou um olhar afiado para Hajime e seu grupo.

Aparentemente, eles ainda não estavam liberados.


[1] Usagi significa “coelho” em japonês.

[2] Barão é um título nobiliárquico da baixa nobreza existente em muitas monarquias, sendo imediatamente inferior a Visconde e superior a Baronete ou a Senhor. É o primeiro título nobiliárquico que não pode ser utilizado em repúblicas.

[3] Esse é um provérbio japonês que diz que depois que uma situação difícil passa, não importa quanto sofrimento você enfrentou, você se esquece disso como se nunca tivesse acontecido.