Contra a raça dos Demônios (Parte 1)

A mulher ruiva da raça dos Demônios que apareceu diante do grupo de Kouki revelou um sorriso frio enquanto ela olhava para os alunos que arregalaram os olhos pela surpresa.

De forma parecida com seu cabelo, a cor dos olhos dela também era vermelha, e ela vestia uma roupa preta sem brilho parecida com um terno. Seu desenho se ajustava a seu corpo, então suas curvas esplêndidas podiam ser vistas mesmo no |Calabouço| sombrio. Além disso, havia a abertura na área do peito, onde as grandiosas montanhas gêmeas pareciam a ponto de explodir a qualquer momento. Ademais, seu cabelo solto atrás dela e suas características orelhas levemente pontiagudas eram realmente cativantes. A maioria dos estudantes homens estava corando mesmo sabendo que este não era o momento correto.

(Mulher): “Você é o ⌈Herói, não é? Sim, você, o que está vestindo uma Armadura ridiculamente brilhante”

(Kouki): “Ri-ridículo… calada! Eu não aceitarei ser chamado de ridículo por alguém da raça dos Demônios! Além disso, por que uma pessoa da raça dos Demônios está em um lugar desses!?”

Kouki falou sem pensar e usou sua ligeira raiva para se recuperar de sua surpresa, questionando o propósito da mulher da raça dos Demônios.

Contudo, a mulher achou a pergunta de Kouki algo irritante e a ignorou. Assim, ela muito relutantemente continuou a falar.

(Mulher): “Haaaaa. Embora isto seja absolutamente desnecessário… bom, isto é uma ordem afinal… você, quero dizer, o exageradamente brilhante. Você não viria para o nosso lado?”

(Kouki): “O qu-que você disse? Ir para o seu… o que você quer dizer!?”

(Mulher): “Parece que sua habilidade de compreensão é bem baixa. O significado é exatamente como eu disse. Um convite para o Sr. ⌈Herói. Eu quero que você venha para o nosso lado. Há vários tratamentos preferenciais também, sabia?”

Foi preciso tempo para que o grupo de Kouki entendesse completamente as palavras inesperadas. Então, os estudantes olharam para Kouki, que encarava a mulher da raça dos Demônios com uma expressão tensa e enojada. Foi então que eles entenderam o que ela estava dizendo.

(Kouki): “Eu recuso! Como você se atreve… me pedindo para trair… a raça humana… meus companheiros e o povo deste |Reino|! É exatamente como eu ouvi; a raça dos Demônios é uma existência maligna! Você veio aqui para me convidar de propósito, mas para você vir sozinha, isso foi muita tolice! Nós temos os números. Portanto, se renda agora!”

As palavras de Kouki fizeram os outros colegas de classe se sentirem mais calmos. Eles imaginaram que Kouki iria definitivamente recusar, mas eles não poderiam negar que eles ficaram um pouco preocupados com isso. No entanto, seus amigos de infância, Ryutaro e Shizuku, não se preocuparam.

Por outro lado, a mulher da raça dos Demônios nem mesmo prestou atenção para a rejeição imediata, e ela murmurou, “Entendo”. Na verdade, quando Kouki gritou sua resposta, isso a irritou.

(Mulher): “Bem, meu superior também me disse que estava tudo bem para seus companheiros virem com você, entendeu? Então, que tal isso?”

(Kouki): “Minha resposta ainda é a mesma! Não importa o que você diga, eu absolutamente não irei trair a raça humana!”

Sem discutir com seus companheiros, o representante, Kouki, imediatamente respondeu assim. E como se pensasse que o convite era algo desagradável, Kouki ativou a [Espada Sagrada], que então ficou revestida por luz.

(Kouki): “Não há mais necessidade de discutir e eu irei usar a força se você não se render!”.

Atrás dele, Nagayama e Shizuku estalaram suas línguas em segredo enquanto eles tomavam a precaução máxima com as imediações da mulher da raça dos Demônios. Considerando a situação deles, os dois cogitaram mudar de local mesmo que eles tivessem que mentir para a mulher da raça dos Demônios. No entanto, Kouki já tinha respondido com raiva antes que eles pudessem compartilhar a ideia. Como não havia o que fazer agora, eles se prepararam para qualquer coisa inesperada que pudesse acontecer.

Mas se eles pensassem sobre isso, normalmente, não importava quão apta no uso de magia a raça dos Demônios fosse, ela não iria para tal lugar sozinha. Era ainda mais inacreditável que ela conseguisse perfeitamente aniquilar as Feras Mágicas no andar atual, além de não deixar nem um único vestígio. Se a raça dos Demônios fosse tão forte, e ela fosse capaz de fazer tudo isso, então eles já teriam destruído a raça humana.

Aliás, a mulher da raça dos Demônios nem mesmo suava quando ela chegou neste andar na frente de 15 humanos. Pensando em como ela ocultou os sinais de combate, isso faria qualquer um temer pensar no que os aguardava quando eles entraram neste andar, e podia se dizer que a mulher tinha a vantagem geográfica. Não seria estranho se alguma coisa acontecesse.

A crise que os dois tinham pressentido se provou verdadeira.

(Mulher): “Entendo. Portanto, eu não irei perguntar mais nada. Aliás, permita-me dizer isto… convidar você não é a prioridade máxima, então nem mesmo pense em algo tão ingênuo como eu não matar vocês. Lutos, Havell, Enki. Hora de comer!”

A mulher da raça dos Demônios chamou esses três nomes e, ] CRAAASH! [. Sons de algo sendo esmagado ecoaram com as vozes angustiadas de Shizuku e Nagayama quando eles foram lançados para longe ao mesmo tempo.

(Shizuku): “Guh!?”

(Nagayama): “Gah!?”

Não se sabia o que tinha jogado os dois para longe. Com a ordem da mulher da raça dos Demônios, eles sentiram que os espaços a esquerda e direita do grupo de Kouki subitamente desfocaram. Havia “existências” se aproximando deles com velocidade comparável com o ‖Teletransporte e elas atacaram os alunos despreparados que estavam observando a conversa entre Kouki e a mulher da raça dos Demônios.

Mesmo com a precaução máxima de Shizuku e Nagayama desde o início, eles mal foram capazes de notar o ataque surpresa, e eles se posicionaram para proteger os estudantes que foram repentinamente atacados por seus inimigos invisíveis.

Shizuku era uma lutadora veloz, então sua defesa era baixa. Assim, ela sacou suas espadas formando uma cruz contra o espaço desfocado e tentou pular para trás para diminuir a força quando ela recebeu o impacto. Contudo, o poder de ataque do inimigo era muito maior do que ela tinha imaginado, então sua defesa foi quebrada e ela foi jogada no chão, perdendo todo o ar em seus pulmões. Havia até um corte superficial em seu abdômen.

Nagayama era um ⌈Artista Marcial Superior que possuía aptidão especial com defesa mesmo entre a classe de lutadores de combate corpo a corpo. Ele adquiriu a habilidade derivada do ‖Fortalecimento Corporal chamada ‖Endurecimento Corporal, que era parecida com ‖Vajra, e ambas as habilidades tinham grande credibilidade já que eram muito mais fortes do que um Escudo de Aço. Junto a sua enorme figura, sua defesa dura e difícil de atravessar o tornava adequado para ser chamado de fortaleza humana.

Contudo, até Nagayama teve sua defesa quebrada por aquela “existência”, e foi lançado para longe enquanto sangue esguichava de seus braços profundamente feridos. Ele mal escapou do dano adicional de se chocar contra o chão por acaso, e aterrissou na gangue de Hiyama, que estava na retaguarda.

O som parecido com vidro se quebrando veio da ‖Barreira Mágica que Suzu ativou de antemão; de forma semelhante a como Shizuku estava com máxima cautela. Isso era algo que ela fazia imediatamente quando seus instintos pressentiam a crise. O local foi a retaguarda do grupo.

Ela não sentiu as “existências” ali, mas ela conseguiu usar a barreira para não apenas envolver Shizuku e Nagayama, mas também todos que estavam na retaguarda. Foi algo que ela fez instintivamente e que também poderia ser considerado possível graças a experiência dela. Sua ação foi extremamente correta. Sem a barreira de Suzu, o terceiro espaço desfocado iria impiedosamente cortar Nagayama e os outros integrantes de seu grupo.

Contudo, Suzu foi imediatamente jogada para trás como compensação de esplendidamente proteger seus aliados porque ela recebeu diretamente o impacto da barreira esmagada. Felizmente, Eri estava logo atrás dela e conseguiu segurar Suzu, mas a crise ainda não tinha acabado, quando o terceiro espaço desfocado imediatamente começou a se mover em perseguição como os outros dois, ferindo Shizuku e Nagayama.

Devido a brusquidão, havia estudantes que não poderiam reagir contra os três espaços desfocados que se aproximavam… nesse momento…

(Kaori): “Nos dê a graça e proteção divina da luz! ‖Tempo Celestial, ‖Perímetro Celestial, ‖Interrupção do Céu!”

Kaori ativou três ‖Magias da Luz ao mesmo tempo com quase nenhum encantamento; ela era capaz de omitir algumas partes de seus encantos.

O primeiro feitiço era uma ‖Magia de Cura de nível intermediário que imediatamente curou Shizuku e Nagayama, que foram feridos, jogados para trás e se chocaram com o chão. Era uma magia capaz de curar mais do que duas pessoas distantes dela. Tênues luzes brancas se derramaram nos dois estudantes que de alguma forma conseguiram se levantar enquanto gemiam por causa da dor; a taxa de recuperação de seus ferimentos era anormal.

O segundo feitiço foi usado para permitir que Suzu e os outros ficassem imperceptíveis para os três espaços desfocados. Luzes brancas parecidas envolveram eles. A luz flutuante se expandiu e uma área de luz apareceu onde eles estavam.

‖Perímetro Celestial era uma ‖Magia de Cura de nível intermediário e era a assim chamada auto regeneração. Embora a duração fosse longa, a quantidade recuperada com o tempo era pequena. Ela tinha a característica de envolver o ambiente com luz feita de |Poder Mágico enquanto a magia estivesse ativada. Kaori estava usando esse recurso, e a quantidade recuperada foi configurada como a menor para indiretamente revelar as aparências de seus inimigos desconhecidos.

O que apareceu dentro da luz branca foram estranhas Feras Mágicas com cabeça de leão, patas de 〈Dragão, garras afiadas, serpentes como cauda e asas parecidas com as de águias em suas costas… monstros conhecidos como 〈Quimeras[1]. Elas deviam ter alguma magia peculiar para se camuflarem. Era uma habilidade bem perturbadora, já que não apenas suas aparências eram camufladas, como suas presenças também. Contudo, o fato era que eles não poderiam exibir seus poderes totais nesse estado, e assim, os espaços desfocados eram uma bênção no meio das adversidades.

Afinal, até Shizuku e Nagayama, que possuíam a melhor proeza em combate entre os estudantes, foram incapacitados com apenas um golpe. Eles eram inimigos a se temer. Seus poderes eram completamente acima das Feras Mágicas que os estudantes encontraram nos andares anteriores e, obviamente, ainda mais poderosas do que as Feras Mágicas deste andar.

As três 〈Quimeras prepararam suas garras e presas em perseguição como se elas soubessem a localização de seus alvos mesmo dentro da luz. Seus alvos eram Shizuku, Nagayama e Suzu, esses três. Entretanto, suas presas e garras não poderiam alcançar os três, já que três escudos de luz apareceram diante de cada um deles e os ataques foram evitados pela distância de um fio de cabelo, e o ângulo foi levemente alterado enquanto os escudos eram esmagados pelos ataques das 〈Quimeras.

Eles faziam parte do feitiço defensivo de nível intermediário, ‖Interrupção do Céu. Essa era a versão de nível superior da ‖Magia da Luz defensiva de nível iniciante, ‖Interrupção da Luz, onde mais do que dois escudos eram produzidos ao mesmo tempo. Até a ⌈Mestra de Barreiras, Suzu, estava usando esta magia, e ao reabastecer as bordas destruídas dos escudos em alta velocidade, era possível ganhar tempo embora eles logo fossem ser destruídos quando enfraquecessem.

A esse respeito, Kaori não poderia alcançar Suzu, cuja especialidade eram as barreiras, já que ela não poderia usar a magia dessa forma mesmo que sua ‖Aptidão com o Elemento da Luz fosse alta. No máximo, ela poderia apenas fazer pequenos ajustes ao escudo.

Contudo, os escudos foram úteis. No momento que a poderosa barreira de Suzu foi destruída com um golpe, Kaori percebeu que sua barreira seria inútil, então ela escolheu um método para desviar o ataque. Em primeiro lugar, ela não esperava que os ataques seriam os mesmos de antes, então era mais como uma situação de tudo ou nada. Ela teve sorte que tudo correu bem.

As três 〈Quimera cujos ataques foram evitados, ficaram irritadas e se moveram para atacar de novo. O tempo que ela ganhou foi apenas um momento. Era como se as 〈Quimeras não achassem isso algo complicado. Contudo, não havia mudança no fato de que o item mais difícil de se obter nesta situação era tempo, mesmo que fosse apenas um momento. Kouki e os outros não desperdiçaram esse momento.

(Kouki): “Se afastem de Shizukuuuu!!”

“Então está tudo bem atacar Nagayama?”, ninguém fez essa pergunta. Talvez por causa de sua ira, Kouki rugiu e usou ‖Teletransporte para imediatamente alcançar a 〈Quimera próxima a Shizuku. A velocidade de movimento de Kouki era tão alta que ele deixou imagens persistentes. Ele atacou com sua [Espada Sagrada] o pescoço da 〈Quimera, e a espada ficou mais brilhante.

Ao mesmo tempo, Ryutaro lidou com a 〈Quimera que foi atacar Nagayama com seu punho em uma postura de caratê. Ao invés de um ataque direto, ele pensou que seria mais rápido atacar usando a habilidade do seu Artefato em forma de manopla: uma onda de choque. Um grito de guerra veio de Ryutaro e |Poder Mágico foi fornecido para a manopla.

Além disso, Eri, que segurou Suzu quando ela foi lançada para trás, esticou sua mão, começou um encantamento quando ela sentiu a mesma crise que Suzu, e uma poderosa ‖Magia do Fogo foi ativada. Era uma magia de nível intermediário chamada ‖Mar de Chamas, e exatamente como o nome dizia, era uma magia de longo alcance que manipulava ondas gigantes de chamas. Até inimigos ágeis não seriam capazes de desviar com facilidade.

Com poder e velocidade sublimes, Kouki movimentou a [Espada Sagrada] para baixo com uma postura alta. Enquanto o punho de Ryutaro desenhava uma forma que não poderia ser mais esplêndida e resultava em uma violenta onda de choque que seguiu em frente como uma bola de canhão. A onda gigante, mortal e carmesim de Eri se ergueu para engolir seu alvo, transformando-o em cinzas e poeira.

Contudo…

(Monstro D e E): “ROOOAAAR!!”

(Monstro F): “GuUURawwwr!!”

Sem o conhecimento deles, algumas coisas estavam escondidas. Três sombras rugiram e atacaram o grupo de Kouki antes que seus ataques atingissem diretamente seus alvos.

(Kouki e Ryutaro): “Hmmmph!?”

A brusquidão desta situação fez Kouki e Ryutaro sentirem calafrios em suas espinhas. Duas das sombras dispararam na direção de Kouki e Ryutaro com tremendo poder, e as clavas de metal em suas mãos foram movimentadas com grande velocidade.

Kouki imediatamente usou a força centrífuga de sua espada para girar seu corpo enquanto Ryutaro ergueu sua mão esquerda em direção a clava ao invés de sua mão direita que estava esticada. Com seu equilíbrio quebrado, Kouki rolou pelo chão, e Ryutaro foi jogado para longe pelo segundo ataque do inimigo, um soco, depois de se defender contra a clava.

O que atacou Kouki e Ryutaro eram Feras Mágicas com aparências parecidas com as do 〈Brutal, com uma altura de 2,5 metros. Entretanto, mesmo que elas fossem parecidas com monstros comuns de RPGs como 〈Orcs e 〈Ogros, os 〈Brutais eram como porcos, enquanto essas Feras Mágicas eram consideravelmente inteligentes. Além disso, seus corpos parecidos com os de 〈Brutais eram fortalecidos ao limite. Na verdade, a força e velocidade do ataque surpresa anterior não poderiam ser comparadas com os de 〈Brutais.

Do outro lado, embora Eri não tivesse recebido nenhum ataque direto, o impacto psicológico que ela recebeu era maior do que o de Kouki e Ryutaro. O motivo foi a sombra que subitamente apareceu, abriu sua boca e começou a inalar o maremoto[2] de chamas que ela criou de uma vez. ] WoOOOoosh! [. As chamas se expandindo se reuniram em um único ponto e desapareceram. A sombra inalou todas as chamas em apenas dez segundos.

O que apareceu no espaço onde as chamas e o calor desapareceram era uma Fera Mágica em forma de tartaruga com seis pés. O casco em suas costas estava banhado em carmesim, exatamente como as chamas descontroladas que mais cedo transformaram seu alvo em cinzas.

No momento seguinte, a 〈Tartaruga de Seis Pernas terminou de absorver as chamas e mais uma vez abriu bem a sua boca. Ao mesmo tempo, o casco em suas costas brilhou intensamente e luz vermelha apareceu dentro de sua boca aberta. Era exatamente como energia sendo reunida antes de um raio laser ser disparado.

Vendo isso, uma expressão impaciente apareceu no rosto de Eri; ela não tinha tempo para reagir já que tinha acabado de disparar sua magia. Contudo, sua impaciência foi desfeita pela usual voz animada de sua melhor amiga em seus braços.

(Suzu): “Não me subestime! Venha sucessão da luz protetora e seja revivida enquanto eu tiver a vontade, ‖Interrupção do Céu!”

Em um momento, dez escudos de luz apareceram em sucessão diante de Suzu e Eri. Todos os escudos foram postos diagonalmente em um ângulo de 45º. O raio com altíssima temperatura foi disparado pela 〈Tartaruga de Seis Pernas ao mesmo tempo em que os escudos apareceram e repeliram para cima o ataque, embora os escudos tenham sido esmagados.

Ainda assim, o poder do raio era muito maior do que o ataque das Feras Mágicas anteriores, já que ele só precisou de um momento para pulverizar um escudo. Suzu estava apertando seus dentes e encantando em sucessão para construir novos escudos um após o outro. Podia se dizer que isso era esperado de uma ⌈Mestra de Barreiras, pois a velocidade de construção dos escudos rivalizava com a velocidade da destruição dos escudos e ela teve sucesso em se defender contra o raio da 〈Tartaruga de Seis Pernas, por muito pouco.

O raio repelido atingiu o teto do |Calabouço| acompanhado de um grande tremor, pulverizando seus arredores, e os minerais queimados que se espalharam caíram como uma chuva.

(Aluno A): “Droga! O que acabou de acontecer!?”

(Aluno B): “Mas o que são essas Feras Mágicas!?”

(Aluno C): “Merda, vamos derrotá-las agora!”

Só depois que a situação progrediu a este ponto, a gangue de Hiyama e o grupo de Nagayama superaram sua confusão e se prepararam para lutar. Os feridos Shizuku e Nagayama também estavam completamente curados, e eles começaram a atacar suas respectivas 〈Quimeras.

Shizuku entrou no mundo da super velocidade, e nem mesmo suas imagens persistentes podiam ser vistas. ] Voom! [. A figura dela desapareceu com o som do ar explodindo, aparecendo logo atrás da 〈Quimera no momento seguinte, e ela usou sua técnica de sacar espada para desembainhar suas espadas que voltaram para suas bainhas antes que alguém pudesse notar.

‖Sem Batida era uma habilidade que permitia o movimento sem nenhuma ação preliminar. Ao invés de simplesmente se mover com velocidade sem deixar qualquer vestígio, o alvo não poderia acompanhar o movimento dela, que acelerava e desacelerava rapidamente. Junto a isto, seu saque de espada e velocidade de corte eram ainda mais aumentados por suas habilidades derivadas da ‖Esgrima. A velocidade das lâminas era ainda mais rápida do que um ser comum reconheceria como um lampejo rápido.

Para devolver o golpe que ela recebeu um pouco antes, ela usou uma das técnicas secretas do estilo Yaegashi, ‖Rompimento do Vazio. Isso cortava até o espaço, como o nome indicava; em um momento, você poderia ver a trajetória prateada da espada, e a serpente que era a cauda da 〈Quimera foi cortada em duas no momento seguinte.

(Quimera A): “GURAaaaaWR!!”

Soltando um rugido de fúria, a 〈Quimera se virou e atacou com suas garras afiadas. Entretanto, seu ataque apenas cortou o ar; Shizuku já tinha se movido para o outro lado. Ela atacou com suas duas espadas e cortou o flanco da 〈Quimera.

(Shizuku): “Kuh!”

Shizuku usou sua velocidade para constantemente ferir o monstro. Contudo, a expressão de Shizuku não melhorou, involuntariamente fazendo um som como se tivesse engolido um inseto. Foi porque o cálculo dela estava errado. Na realidade, Shizuku queria dividir o corpo da 〈Quimera com o primeiro ataque, mas ela não conseguiu fazer isso, e a serpente entrou no caminho de seu corte. Até o segundo corte que deveria ter cortado o corpo da 〈Quimera pela metade foi detido quando o monstro rapidamente inclinou seu corpo logo antes que o ataque o alcançasse.

A 〈Quimera não podia acompanhar a velocidade de Shizuku. Porém, não era como se ela não pudesse responder aos ataques da aluna. O monstro não podia ver a figura dela, mas ele mal era capaz de responder a velocidade extrema de Shizuku usando a velocidade de seus reflexos; um oponente realmente problemático. Ela era algo mais do que difícil para Shizuku, que queria terminar a luta rapidamente e resgatar os outros.

Depois disso, ela atacou com suas espadas pela terceira e quarta vez, e embora houvesse inúmeras feridas no corpo da 〈Quimera, elas eram superficiais demais para se tornarem um ferimento mortal. Além disso, a 〈Quimera começou a se acostumar com a velocidade de Shizuku. Uma expressão de impaciência apareceu no rosto da aluna.

As coisas continuaram ruins para Shizuku, não, para todos os estudantes.

(Monstro G): “CAAAWWWW!!”

Quando ela escutou um guincho subitamente ressoando pela sala, luz vermelha escura envolveu a cauda e asas cortadas diante dela, e os ferimentos da 〈Quimera foram imediatamente curados. O ‖Perímetro Celestial de Kaori tinha sido significativamente diminuído, e assim, ferimentos não deveriam ser curados facilmente, não importava quão superficiais eles fossem. Shizuku arregalou seus olhos e olhou para a fonte do guincho, enquanto se mantinha atenta com a 〈Quimera curada.

Sem o conhecimento dela, a mulher da raça dos Demônios, que estava de pé sem fazer nada como uma espectadora despreocupada, estava com um corvo branco de duas cabeças em seu ombro, com uma das cabeças viradas para Shizuku. Mais precisamente, essa cabeça estava encarando a 〈Quimera diante de Shizuku.

(Shizuku): “Há até um curandeiro!?”

Ela tinha pensado que finalmente tinha ferido o inimigo difícil, mas ele foi imediatamente curado. Mesmo na situação mais favorável, muito tempo se passaria antes que ela pudesse alcançar a vitória. Contudo, agora, havia um excelente curandeiro de prontidão para a 〈Quimera. Tal situação fez Shizuku gritar instintivamente.

Não apenas Shizuku, seus companheiros em outros lugares ergueram gritos amargurados parecidos.

Kouki, que lutava com o monstro parecido com um 〈Brutal enquanto recebia suporte, quase venceu depois de causar um corte profundo no corpo do monstro do ombro até a cintura, mas a outra cabeça do 〈Corvo estava olhando para o ferimento, e quando ela guinchou, o monstro foi curado como se o tempo estivesse retrocedendo.

A mesma coisa aconteceu com Ryutaro e Nagayama. O segundo monstro parecido com um 〈Brutal que Ryutaro estava enfrentando teve seu abdômen perfurado como se ele tivesse explodido, e um de seus braços estava quebrado. Entretanto, ele foi imediatamente curado quando a cabeça que estava olhando para a 〈Quimera que Shizuku estava enfrentando se virou para o monstro de Ryutaro e berrou. Até a 〈Quimera que Nagayama estava enfrentando teve partes de seu corpo muito danificado, mas foi curada em um instante.

(Mulher): “Parece que vocês estão tendo um momento difícil. O que vocês irão fazer? Vocês virão para o nosso lado agora? Se for agora, eu vou permitir que vocês pensem um pouco, entenderam?”

Vendo o grupo de Kouki tendo uma luta difícil, a mulher da raça dos Demônios bateu suas mãos com uma atitude serena e mais uma vez fez o convite a eles. Em primeiro lugar, ela fez a pergunta sabendo qual seria a resposta, e sua expressão continuou fria. Sua expectativa se provou correta.

(Kouki): “Não brinque comigo! Não nos renderemos à sua ameaça! Não seremos derrotados! E eu vou te dar a prova! Aqui vou eu, ‖Superar Limite!”

As palavras da mulher da raça dos Demônios deixaram Kouki com uma expressão de indignação. Ele usou a [Espada Sagrada] para contra-atacar o golpe da clava do monstro semelhante a um 〈Brutal e usou a oportunidade para ativar o ‖Superar Limite.

Envolto em luz divina, Kouki gritou que este seria o fim e disparou contra a mulher da raça dos Demônios.


Estudantes citados neste capítulo

 

NomeClasseDescrição
Amanogawa KoukiHeróiO ídolo da escola em que Hajime estuda, tem notas excelentes e era um super-humano bom em todos os tipos de esportes.
Hiyama Daisuke???Líder da gangue que atormentava Hajime na escola. Tem uma paixão doentia por Kaori. Responsável pela queda de Hajime no Abismo.
Nagayama JugoArtista Marcial SuperiorLutador de judô e segundo maior aluno na classe de Hajime.
Nakamura EriNecromanteGarota que usa óculos e é amiga próxima de Suzu.
Sakagami RyutaroLutador de PunhosMelhor amigo de Kouki e o maior aluno da classe de Hajime.
Shirasaki KaoriCurandeiraConsiderada a garota mais bonita da escola e apaixonada por Hajime.
Taniguchi SuzuMestra de BarreirasGarota baixinha e animada que é considerada a mascote da classe.
Yaegashi ShizukuEspadachimMelhor amiga de Kaori e amiga de infância de Kouki.

[1] Quimera é uma figura mística caracterizada por uma aparência híbrida de dois ou mais animais e a capacidade de lançar fogo pelas narinas, sendo portanto, uma fera ou besta mitológica. Oriunda da Anatólia e cujo tipo surgiu na Grécia durante o século VII a.C., sempre exerceu atração sobre o imaginário popular. De acordo com a versão mais difundida da lenda, a quimera era um monstruoso produto da união entre Equidna (metade mulher, metade serpente) e o gigantesco Tifão. Outras lendas a fazem filha da hidra de Lerna e do leão da Nemeia, que foram mortos por Hércules. Criada pelo rei da Cária, mais tarde assolaria este reino e o de Lícia cuspindo fogo incessantemente, até que o herói Belerofonte, montado no cavalo alado Pégaso, conseguiu matá-la. Com o passar do tempo, chamou-se genericamente quimera a todo monstro fantástico empregado na decoração arquitetônica. Em Alquimia, é um ser artificial (assim como o homúnculo), criado a partir da fusão de um ser humano e animal.

[2] Um tsunami, por vezes também chamado maremoto, é uma série de ondas de água causada pelo deslocamento de um grande volume de um corpo de água, como um oceano ou um grande lago. Tsunamis são uma ocorrência frequente no Oceano Pacífico. Devido aos imensos volumes de água e energia envolvidos, tsunamis podem devastar regiões costeiras.