Prólogo

Cem anos depois de ter nascido. É muito tempo quando você pensa sobre isso.

Sempre que a camiseta era tirada, um corpo cheio de rugas era revelado, como a pele de um crocodilo.

… este corpo se tornou decrépito e feio ao longo dos anos, era impossível forçar ele ainda mais.

Eu pensei, enquanto olhava para o meu corpo cheio de rugas, refletido em um enorme espelho no dojo[1].

Olhando mais de perto, este corpo parecia ser fraco e magro, como um galho seco de uma árvore, com muitas rugas marcadas na pele.

Nascido há cem anos atrás.

O tempo que eu dediquei às artes marciais é quase o mesmo disso.

Este corpo atingiu seu limite depois de continuamente ser forçado ao extremo através desses cem anos, então não posso reclamar de nada.

… o mais forte, ha. Foi um sonho curto e inútil compartilhado entre duas pessoas.

Os dias em que este corpo poderia ser usado ao máximo não existem mais. Todos os dias, este corpo era posto em cheque, recebendo ferimentos muito além de machucados comuns.

Camadas de músculos que foram obtidas estavam murchando, e a única coisa que restava era este corpo esfarrapado.

Contudo, ao continuar treinando, a força de meus músculos aumentou. Se tecnologia fosse mais fácil de entender e mais rápido de alcançar com poder do que as ‖Artes Marciais‖, eu iria ter almejado por isso desde o começo.

(???): “Ka, fu…”

Eu tossi violentamente, de dentro de meu corpo ressecado, e cuspi sangue.

Para um corpo com cem anos de idade, hemorragia pulmonar parece ser algo comum. Eu já perdi todas as forças para resistir, enquanto eu estava sentado, meu corpo caiu para frente.

… eu fui diagnosticado com uma doença. Ela afeta meus pulmões e causa hemorragia interna. É uma doença rara que pode causar a morte. Há uma forma de curar isso, mas parece que este corpo velho já não pode tolerar os tratamentos médicos. É uma doença que nem mesmo um mestre pode superar. De certa forma, eu sou uma pessoa estúpida e imatura.

Em meus momentos finais de vida, eu me lembrei do que o médico mencionou. Em um lugar muito, muito distante, no extremo deste mundo, existe um lugar chamado |Nihon|, que é a cidade natal do médico, onde o tratamento pode ser feito. Isso é lamentável.

Nessa época, aperfeiçoar as artes marciais era mais importante do que seguir o conselho do médico. Portanto, aceitar esse resultado é normal. É verdade. Eu já aceitei totalmente esse sentimento.

(???): “Fu, kukuku…”

Por outro lado, este velho homem tossiu sangue enquanto suspirava.

… enquanto pensava sobre o passado, eu percebi que minha vida foi repleta de arrependimentos. Não posso fazer nada além de rir da minha própria estupidez.

Eu me devotei às ‖Artes Marciais‖ e assim, eu não tive uma esposa nem uma criança.

Sem nem mesmo pensar sobre posses, eu continuei perseguindo minha arte.

Não seria mais possível ver minha discípula, quem eu via como minha própria filha, alcançar a grandeza, já que eu estava à beira da morte.

… mas isso não importa.

Apesar de ter me dedicado por cem anos às artes marciais, minha grandiosidade ainda não foi admirada. É mesmo uma decepção.

O mestre considerou ter atingido o terceiro estágio. Se é assim, quão longe eu cheguei? Segundo estágio ou talvez primeiro estágio…

Se eu tivesse tentado entender os fundamentos das artes marciais ao invés de confiar na força, eu poderia ter tido um pouco mais de tempo para treinar.

É dito que os arrependimentos se acumulam enquanto você vive sua vida. Mesmo se os humanos possuíssem longevidade, minha vida ainda seria cheia de arrependimentos.

Tomar uma esposa é desnecessário, assim como ter uma criança. Dinheiro não é necessário, nada é necessário.

No entanto, céus, eu, eu e as artes marciais… me dê mais tempo para aperfeiçoar minhas artes marciais.

Eu acho que estou agindo como uma criança birrenta. Mesmo assim, eu queria ter mais tempo.

(???): “… ahhhh. Shishou[2]!”

As portas do dojo foram abertas violentamente e minha amada discípula entrou com pressa.

Eu estava caído no chão e minha túnica estava ensopada pelo sangue.

Ela se apressou até mim e gentilmente levantou meu corpo, que era equivalente a um pedaço de carne.

Lágrimas encheram os olhos trêmulos dela.

(Discípula): “Por favor, não desista! Por favor, não me deixe, por favor, ah!”

Como se uma represa tivesse se partido, enormes lágrimas caíram dos olhos da pequena discípula e desceram por seu rosto.

Cada lágrima, tão limpa como água, caiu em meu rosto e se misturou com meu sangue.

Então, ela me cutucou levemente com seu indicador macio. Eu abri meus olhos como se acordasse do sono.

(???): “Shishou! Sou eu! É a Alma-desu[3]! Você pode me ouvir-desu?”

Minha discípula… Alma. Seus olhos estavam focados em mim e ela sorria enquanto continuava a soluçar.

Mesmo ele sendo abafado, o som do choro ainda podia ser ouvido… entendo, minha cabeça está sendo acariciada e eu não posso mover meu corpo.

… quando eu estava com quarenta anos, eu peguei uma jovem garota sem nenhum parente. De forma alguma eu tinha a intenção de passar tanto tempo com ela e desenvolver um relacionamento mais íntimo.

Ela tinha doze anos nessa época, e eu deveria notar que ela está com mais de setenta anos agora, mesmo assim, ela continua com o rosto de uma garota que está com doze ou treze anos.

Se os humanos fossem assim, então este shishou estaria surpreso… o motivo para ela ter essa aparência, o fato para ela estar se vestindo como uma garotinha…

Comparado com os humanos, as orelhas de Alma são longas e pontudas… uma característica distintiva da raça dos Elfos que são abençoados com uma vida longa.

A aparência dela era a de uma criança humana com doze anos de idade. Mas, apesar de parecer ter doze anos, o crescimento de sua raça era por volta de dez vezes mais lento do que o dos humanos.

Para considerar essa jovem criança como minha própria filha… yare yare[4]. Um homem velho com mais de cem e uma garotinha com doze anos, seria melhor considerar os dois como avô e neta.

(Mestre): “N-não… chore… Alma… co-como alguém que pratica o estilo Shijima… você desperdiça lágrimas com facilidade”

Eu estava incapaz de mover minha mão, mas de alguma forma fui capaz de pronunciar algumas palavras.

Então, um sorriso apareceu em seu rosto e ela segurou suas lágrimas.

(Alma): “Você está de volta-desu… ah!”

Soltando um som com alegria misturada em sua voz trêmula, ela então notou que eu não tinha muita força sobrando.

… teria sido melhor morrer sem ninguém se lamentando.

Algum tempo atrás, Alma usou desesperadamente sua magia para ajudar a me recuperar da morte iminente, e minha vida foi prolongada como resultado, me permitindo ser capaz de falar normalmente.

Contudo, minha condição de agora é a mesma de um frasco cheio de furos. Quando a magia dela se derrama sobre mim, eu sinto como se ela estivesse usando magia para preencher um poço sem fundo. Magia é originalmente usada para tratar ferimentos, assim, a magia onde alguém poderia enganar a morte não existe neste mundo.

… isto era algo esperado minha amada discípula.

Mas você não será capaz de admitir isso. Alma, quando eu te escutei me chamando de pai, eu fiquei um pouco preocupado. A verdade é que eu me senti um pouco feliz, mesmo sendo só um pouco, eu fiquei feliz por você pensar em mim deste jeito.

(Mestre): “Já está bom… pare com sua magia. O tempo já me pegou”

Eu finalmente reuni força suficiente para mover minha mão e coloca-la em cima da mão de Alma.

Apesar de ela se sentir aliviada, o rosto de alma estava cheio de desespero.

(Alma): “Não… não-desu! Por favor, esta não é a hora, não é a hora de você desistir! Meu treino ainda precisa ser finalizado, por favor, não diga algo tão egoísta!”

Chorando como uma criança, Alma se recusou a escutar minhas palavras.

… os sentimentos dela, eu entendia completamente. Eu também fiquei birrento e falei as mesmas coisas quando meu shishou morreu.

Contudo, meus sentimentos naquela época, se eu me lembro corretamente, eu não os expressei em palavras.

Quando meu shishou morreu, eu fui capaz de aceitar o fato e continuei meu caminho para acumular conhecimento sobre as ‖Artes Marciais‖… esses sentimentos me permitiram continuar a viver neste mundo.

Eu continuei a treinar, mas tudo foi inútil. Pensando bem, quando o mestre ainda estava vivo, ele devotou sua vida toda em praticar artes marciais…

… o resultado pode ser facilmente imaginado.

Eu segui o mesmo caminho e vou morrer da mesma maneira. E se este é o caso, então o mestre e eu passamos por coisas parecidas.

aaa. O pensamento anterior voltou. Eu não vou ser capaz de testemunhar o crescimento futuro da minha discípula. Como imaginei, isso é lamentável.

(Mestre): “Escute Alma… essas serão as minhas últimas palavras para você. Como um pai e como um professor… você irá escutar?”

(Alma): “… não, não, não, não… por favor, não vá shishou…”

No fim, ela não resistiu e chorou.

Seja forte Alma.

Ao menos eu quero passar a ela meus conhecimentos… mas parece que eu não vou ter a chance de fazer isso.

Tossindo um pouco, sangue continuou escapando, mas não tanto quanto antes.

Meus órgãos internos já devem ter chegado ao limite. Seria irracional continuar forçando esse corpo feio e decrépito. Isso é verdade.

Então pouco tempo me resta. Nos momentos finais, eu queria passar algo adiante.

Eu esperei que Alma se acalmasse. Mesmo que eu tenha mencionado que eu queria deixar algo para ela, não era algo tão importante quanto parecia.

O mestre me passou suas técnicas como seu discípulo, para dar continuidade ao estilo Shijima, está na hora de deixar a futura geração herdar o velho legado.

Depois de um tempo, lágrimas ainda estavam fluindo… mas parece que Alma tinha se acalmado um pouco.

… esta criança é forte. Como mestre e pai dela, eu estou muito orgulhoso.

Respirando lentamente, eu peguei o que eu já tinha deixado preparado.

O fogo da vida pode se extinguir inesperadamente. O Shijima é tudo que posso dar para que você me perdoe Alma.

(Mestre): “Primeiro, como seu mestre, Slava Shijima… abra sua mão Alma”

Enquanto fungava, Alma fez exatamente o que eu pedi e abriu sua mão.

Enquanto eu sentia a vida continuamente deixando meu corpo, eu alcancei um bolso em minha calça.

De uma forma ou de outra, este dia irá marcar a minha morte. Parece que eu estava completamente alheio a este fato por pensar em outras coisas mais importante.

(Alma): “Isto é uma chave-desu?”

(Slava): “Umu… você vai assumir o dojo e se tornar uma mestra em minha ausência?”

(Alma): “Você está dizendo… sim, entendido-desu”

(Slava): “Esta é… é a chave para destrancar o que está selado nos fundos. O que está guardado lá… é o pergaminho contendo todos os segredos do estilo Shijima. As coisas que meu mestre me falou, escritas e mantidas em segredo. As duas únicas pessoas que sabiam da existência disso foram meu mestre e eu…”

Eu tossi sangue e respirei com dificuldade.

Há pouco tempo sobrando. Eu devo me apressar e passar minhas palavras a esta criança como um pai.

Eu desesperadamente tentei respirar e continuei a falar.

(Slava): “Mas agora, você é a terceira pessoa… Alma, você não deve contar a ninguém sobre a existência deste pergaminho. Quando você dominar completamente tudo que está nele, você será uma mestra plena do estilo Shijima… eu confio o estilo Shijima a você Alma”

(Alma): “… hai. Eu irei aceitar isso shishou”

(Slava): “A partir deste dia, você será Alma Shijima… kuku… kuku… ka fu, ge fu!”

(Alma): “Shishou!!”

Droga. Eu só pude aguentar até aqui me sentindo um trapo esfarrapado.

Tossindo regularmente, gotas vermelhas de vida continuam se espalhando.

Pontadas de dor ocorrem sempre que eu tossia. Eu sentia como se meus pulmões estivessem sendo perfurados.

Ainda assim, este velhote precisa transmitir seus sentimentos.

(Slava): “Então… a partir de agora, essas serão palavras de… Slava Weser como um pai… ahh…”

(Alma): “Por favor, já é o suficiente! Você vai mesmo morrer-desu!”

Sua voz fofa estava tremendo e ela entendia bem minha condição.

“Minha primeira e única filha”, assim eu disse. Nesses sessenta anos que passamos juntos, a maior parte do tempo eu não agi como um pai.

Foi ruim para mim só no fim agir mais como uma figura paterna.

Eu coloquei minha mão no topo da cabeça de Alma que tremia desesperadamente.

Eu pensei que eu já tinha perdido a força em meus braços… mas inesperadamente, humanos algumas vezes são capazes de realizar milagres.

Sem recusar minha mão coberta de sangue, Alma percebeu que este seria meu último momento de via. Ela permaneceu em silêncio e mordeu seu lábio.

(Slava): “Eu tive amor. Eu não tive uma esposa e um filho, mas você era quem sempre me mostrando um sorriso brilhante e para mim, isso te fez inegavelmente minha filha… você foi abençoada com uma vida longa. Então, encontre um bom homem e de à luz a uma criança. E dê a essa criança muito amor e felicidade. Assim, eu rezo para que essa minha filha possa encontrar sua felicidade…”

Eu terminei de falar o que queria e me senti aliviado.

Lágrimas continuavam a cair dos olhos de Alma, mas elas pareceram parar por um breve momento.

… para a criança que perdeu seus pais, eu sou seu pai adotivo. É triste, mas eu estava feliz.

Eu rezo para que minha filha tenha uma família feliz e seja capaz de viver em paz.

Eu falei o que queria falar. Todos os meus arrependimentos do passado parecem ter desaparecido e eu me senti inesperadamente aliviado e satisfeito.

… contudo, novos arrependimentos nasceram. Falando sobre felicidade, quem sabe eu deveria ter me casado. Mas então, Alma não teria sido minha filha.

… muito bem, isto está bom.

(Alma): “Shishou? Shishou!!”

A voz de Alma lentamente foi ficando mais distante. Eu senti um calor, então minha consciência foi se afastando cada mais e mais.

Ahhhh

Meus arrependimentos permaneceram, mas foi uma boa vida.

Ao mesmo tempo, minha mão escorregou pela cabeça de Alma e minha mente escorregou dentro da escuridão.

… com sorte, na minha próxima vida, eu quero viver sem nenhum arrependimento.


… esse era para ser meu último pensamento… mas que diabos!?

Diante de meus olhos eu vejo a figura de um homem e uma mulher.

As características deles… orelhas longas e pontudas… esses dois são Elfos.

Elfos. Eles podem ser da mesma raça que Alma. Primeiramente, os Elfos vivem suas vidas isolados do mundo exterior. Do meu ponto de vista, eu não tenho certeza se esses dois são ou não Elfos.

(???): “Querido, você pode nos ver?”

(???): “Ah. Olhe aqui… me pergunto se ele te entende nesta idade?”

Os dois Elfos riram alegres enquanto olhavam para o meu rosto.

… isto é estranho. Este homem e mulher… eles riem sempre que eu me movo.

Eu pensei que talvez houvesse um bebê ao meu lado. Assim, eu virei minha cabeça para dar uma olhada.

Contudo, eu só podia ver barras feitas de madeira. Dada a sensação suave nas minhas costas, eu determinei que eu fui posto para dormir em uma cama.

… não, não. Espere um segundo. Esta situação… em primeiro lugar, eu deveria estar morto.

Então, por que eu estou deitado aqui deste jeito? Além disso, esta cama… ela é pequena demais.

(???): “Oh! Ele virou a cabeça. Você está negando nossas palavras?”

(???): “Dawa. Você não gosta disso. Se for isso, mamãe está triste”

(???): “Haha. Isso mesmo”

O homem e a mulher se encararam e riram.

… o que… esta sensação desagradável… algo não está certo.

O que diabos aconteceu comigo?

Eu considerei várias possibilidades, mas meus pensamentos estão todos confusos e eu não pude encontrar uma resposta

Mas ao mesmo tempo, uma resposta inegável surgiu na minha mente. Então, um calafrio correu por minha espinha.

(???): “Hey. Posso pegar ele?”

(???): “Sim, está bem”

Em um estado de absoluta felicidade, duas mãos envolveram meu corpo.

… impossível, para alguém na minha idade, eu sou muito magro.

Não, isso é mais do que ser magro. Além disso… eu sou pequeno demais!!

(???): “Yosh! É o papaiiii”

Dessa forma, meu corpo foi levantado sem nenhuma resistência.

Depois de ser erguido, meus olhos viram o homem diante de mim com clareza. “É o papai”, e essas palavras foram dirigidas para mim.

Sem chance. Eu…

(???): “Ufufu. Não esqueça que a mamãe está aqui também. Hey. Slava-chan? É a mamãeeee”

… de repente, esse nome foi pronunciado e eu gelei.

Sem chances. Estar no corpo de um bebê deve ser algum tipo de sonho… mas isso é mesmo um sonho?

Mas eu sinto que isso é mais real do que um sonho. Mas para eu ter este corpo pequeno…

(Pai): “He. Slava, seu nome é Slava em homenagem a um respeitado artista marcial que se tornou uma lenda! É o nome da única pessoa que Alma-sama respeita! Você também vai crescer para se tornar um homem honrado Slava!”

… e agora? Alma-sama?

Slava e Alma. Essa combinação me dá dor de cabeça.

A resposta que eu cheguei a pouco está me preocupando. Como o meu nome foi mencionado, esta situação ficou absurda.

Talvez, eu poderia ter virado… o filho deste casal!?

(Pai): “Nnnn. O formato das orelhas lembra muito o da sua mãe. Elas são finas e lindas”

(Mãe): “Ara. O rosto dele parece muito com o seu. Eu acho que nosso filho, Slava, com certeza será uma criança adorável”

Esta cena diante de meus olhos, não há como negar agora.

Eu realmente quero insistir no fato de eu ter morrido e isto ser apenas um sonho, mas… não importa como eu olhe para isso, isso é real e eu posso sentir minha consciência.

Bah. Já que é assim…

Eu realmente sou o filho desse casal.

Minha vida acabou e eu encontrei a morte.

… mas e pensar que essa morte teria uma reviravolta dessas.

O casal se alternou para me segurar, enquanto os rostos deles eram pura alegria… de novo e de novo, de acordo com o meu instinto de bebê, eu fui atacado por uma forte sonolência.

Quem sabe se eu dormir aqui, eu acabe acordando no céu.

Mas se… se este corpo nasceu deste homem e desta mulher, então…

Esta vida, eu vou viver sem arrependimentos.

Eu vou viajar por qualquer estrada perigosa que eu tenha que atravessar, me tornando o número um. Eu vou chegar ao topo. Eu vou me manter fiel a este juramento.


[1] Academia ou espaço onde treina-se uma arte marcial.

[2] Shishou significa velho e é um termo usado às vezes para dizer “mestre” em alguma arte japonesa (não necessariamente envolvendo luta).

[3] Desu é uma palavra que pode ser traduzida literalmente como “ser” ou “é”. O Desu é usado no final da frase para passar uma ideia de afirmação, de algo verdadeiro.

[4] Algo parecido com “ora, ora”.