No meio da vasta planície havia uma estrada que se estendia longe para o Norte. Apesar de ela ser chamada de estrada, ela era na verdade apenas terra sem nenhuma grama já que ela era percorrida tantas vezes, assim, ela naturalmente se tornou uma estrada. Como não havia algo como suspensão nas carruagens deste mundo, os tripulantes das carruagens certamente ficariam com os traseiros doloridos assim que eles chegassem a seu destino.… Read More


O Chefe da Secretaria, Datt, empurrou seus óculos para cima com seu dedo do meio e conversou com Hajime em um tom sereno.

(Datt): “Eu ouvi de forma resumida a história. Parece que não é mentira que havia muitas testemunhas. Apesar de achar que você exagerou… bem, vamos apenas dizer que está dentro do permitido porque eles não morreram. Por enquanto, antes que eles acordem e nos contem seus lados da história, eu assumo que vocês vão ficar em |Fhuren|. Portanto, eu quero verificar suas identidades e seus endereços de contato… você não vai se opor a isso, certo?”… Read More


|Cidade Comercial Neutra de Fhuren|.

Com 20 metros de altura, o muro cercava uma das |Cidades Comerciais Neutras| com um comprimento de 200 quilômetros. Todos os tipos de negócios e competições acirradas aconteciam nesta cidade todos os dias, havia pessoas que realizavam com sucesso seus sonhos e havia também muitas pessoas que ficavam pobres e partiam abatidas. Poderia se dizer que essa era a cidade número um no continente quanto a quantidade de pessoas que apareciam pelo turismo e aqueles que apareciam pelos negócios.… Read More


Usando carruagens, a distância entre a |Cidade de Brook| e a |Cidade Comercial Neutra de Fhuren| era de seis dias.

Eles começaram a viagem antes do Sol nascer e prepararam o acampamento antes do pôr do Sol. Isto já tinha se repetido por três dias. Hajime e seu grupo estavam a três dias de |Fhuren|. Apenas metade da distância restava. Até o momento, nenhum incidente aconteceu durante a jornada deles. Embora Hajime e seu grupo estivessem responsáveis pela retaguarda, tudo estava realmente pacífico.… Read More


(??? A): “Fufuh, sua tolice, me mostrem bem o quão pegajosos vocês vão ficar hoje!”

A lua crescente, algumas vezes escondida pelas nuvens, iluminava a noite escura. Mesmo agora, a superfície que possuía brilho espreitava por entre as nuvens que eram movidas pelo vento. Essa luz começou a iluminar uma certa construção no solo. Mais precisamente, uma corda presa no teto dessa construção, e o que era iluminado era uma garota que mostrava excelentes habilidades de rapel, exatamente como as forças especiais de algum lugar.… Read More


Hatayama Aiko, 25 anos de idade. Professora de estudos sociais.

Como uma professora, ela lecionava conhecimentos especializados para os estudantes, ela também tentava aumentar seu desempenho acadêmico. Ela não era alguém que apenas oferecia orientação, mas alguém exemplar. Certamente, esses eram assuntos sérios para ela, ainda mais importante do que isso eram seus “aliados”; aqueles que pensavam nela como a pessoa mais importante. Para explicar de forma mais concreta, ela era a adulta que as crianças poderiam confiar além de suas famílias.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Poeira se espalhou pela vizinhança e numerosas rachaduras estavam gravadas no chão. No bloco flutuante que foi esmagado, havia uma enorme cratera e, em cima dela, descansava um 〈Golem Gigante〉 com uma estaca completamente negra brotando da área de seu peito.

Em cima do 〈Golem Miledi〉, Shia ofegava enquanto se segurava em [Doryukken]. Hajime apertou seus olhos em admiração, enquanto Yue olhava para ela com olhos gentis.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

(Miledi): “Yahoooo, prazer em conhecê-loooos, Miledi Raisen que é amada por todos está aquiiii”

Do 〈Golem Gigante〉 preparado com equipamentos brutais e uma armadura de corpo inteiro e um elmo, cujo brilho aguçado seria capaz de congelar pessoas, veio um cumprimento despreocupado e aleatório. As palavras que ele disse não poderiam ser entendidas, mesmo por Hajime. A mente dele estava meio que tentando escapar da realidade na frente dele. Até Shia e Yue esqueceram que elas estavam cercadas e podiam apenas encarar vagamente com suas bocas abertas.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Dentro de uma certa sala, uma fraca luz pálida era emitida pelas paredes e as sombras de três pessoas próximas da parede eram moldadas. Eram Hajime, Yue e Shia.

Yue estava do lado direito de Hajime, enquanto Shia estava no lado esquerdo, e elas estavam sentados apoiados ombros dele. Apesar do silêncio preencher a sala, se você focasse seus ouvidos, sons de ] suu, suu [ poderiam ser ouvidos. Eram as respirações de Yue e Shia. As duas estavam abraçando os braços de Hajime e dormiram usando os ombros deles como substitutos para travesseiros.… Read More