Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Na entrada de uma certa passagem, você notaria que, de alguma forma, havia apenas paredes na passagem. Normalmente, você veria isso como um beco sem saída. Contudo, algumas partes das paredes na verdade se conectavam com uma sala há alguns minutos.

Silêncio envolvia o ar. De repente, faíscas começaram a aparecer da parede que era um beco sem saída e um buraco onde pessoas pudessem passar agachadas apareceu. Saindo de dentro dele…… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

O |Grande Calabouço Raisen| era muito mais complicado do que eles esperavam.

Primeiramente, magias não poderiam ser usadas com facilidade. Era porque a força da desintegração do |Poder Mágico⟩ era ainda maior do que dentro da ravina. Para Yue, que era especializada em magia, este lugar colocou um enorme fardo sobre ela. Ela estava incapaz de usar magias de alto nível e o alcance de seus ataques foi limitado. O mais longe que ela poderia chegar era apenas cinco metros. … Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Uma pilha de corpos.

Essas palavras descreveriam o atual espetáculo dentro da ravina do |Grande Cânion Raisen|. Algumas 〈Feras Mágicas〉 estavam com as cabeças esmagadas com os corpos jogados no chão. Enquanto algumas 〈Feras Mágicas〉 foram pulverizadas, além de monstros que tiveram seus corpos carbonizados. Apesar de haver vários métodos usados na matança, todas elas morreram com um golpe.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Como ⟦Guildas⟧ têm a imagem de ser um lugar onde pessoas brutas se reuniam, Hajime pensou que esse seria um lugar sujo, mas na verdade era inesperadamente limpo. Havia um balcão na frente da entrada e um restaurante a esquerda. Havia algumas pessoas que pareciam ser Aventureiros, comendo e conversando. Julgando pela forma que ninguém pedia saquê, era possível que eles não servissem bebidas no local. Para aqueles que quisessem beber, eles teriam que ir para um bar.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Eles podiam ver uma cidade a distância. Era uma cidade pequena cercada por um fosso e cercas. Havia um portão de frente para a estrada com uma cabana a seu lado. Deveria ser o posto dos guardas. Mesmo sendo uma cidade pequena, havia uma organização de segurança. Graças a isso, Hajime pensou que eles seriam capazes de fazer compras com facilidade e relaxou seu rosto.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Nas profundezas do interior do nevoeiro, Hajime e seu grupo avançaram até a |Grande Árvore|. Eles deixaram a luta para Kam, enquanto os outros membros da tribo ⌊Haulia⌋ se espalhavam ao redor deles, procurando por inimigos como parte de seu treinamento. Devido ao fato do despreparo ser um dos maiores inimigos de todos e eles gravarem isso em suas mentes, todos estavam com expressões sérias. Acima disso, as marcas roxas em seus corpos ainda estavam evidentes, então eles não podiam agir de forma diferente…… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

Regin Banton era um homem forte. Os rumores diziam que ele seria o próximo Chefe da tribo ⌊Banton⌋: uma das tribos dos ⌊Homens-Urso⌋. Ele idolatrava um dos atuais Anciões: Jin Banton, e se tornou seu braço direito.

Não apenas com Regin, podia-se dizer que Jin era popular na tribo ⌊Banton⌋ como um todo, especialmente entre os mais jovens. Os motivos para isso eram a personalidade de Jin, que era liberal, contendo um profundo patriotismo e, acima de tudo, sua força, que o permitiu ser considerado como alguém do mais alto nível entre todas as raças de ⌊Demi-Humanos⌋.… Read More


Capa do segundo volume da Novel "Arifureta Shokugyou de Sekai Saikyou", onde está a heroína Shia

(Shia): “Ehehe, uhehehe, kufufufufufufu”

Recebendo a permissão para acompanha-los, Shia estava feliz. Com as duas mãos eu suas bochechas, uma expressão relaxada em seu rosto e essa estranha risada, ela começou a se soltar enquanto girava seu corpo. Era uma aparência lamentável. Tão lamentável que aquela seriedade anterior quando ela estava confrontando Hajime parecia uma mentira.… Read More