O garoto e os Eventos

Rudel e Izumi estavam cercados no telhado da escola. Eles estavam cercados pelos seguidores do irmão de Rudel. Chlust e todos eles eram alunos mais novos do curso fundamental… novos estudantes que tinham acabado de se matricular e aprenderam o básico. Quantos lutadores capazes será que tem entre eles…

(Chlust): “Rudel… é sua culpa que meu plano tenha falhado. Como eu não tenho a qualificação para assumir minha casa, a princesa era a minha última esperança! E mesmo assim, você…”

Rudel não conseguia entender os sentimentos de Chlust. Para Rudel, assumir sua casa era algo desinteressante. Tudo o que ele desejava era se tornar um Dragoon… um Cavaleiro Dragão. O resto não importava.

(Rudel): “Suceder a casa é a obrigação do filho mais velho. Mas eu admito que não sou digno desse papel… então você pode assumir a casa se desejar”

(Chlust): “Não diga besteiras! Esse território não é digno para mim! Há um título e uma honra mais apropriada para mim… eu poderia até me tornar rei!”

Ouvindo essas palavras, Rudel suspirou. Mesmo se ele conseguisse conquistar a segunda princesa e se casasse com ela, ele nunca seria rei. A casa dos arquiduques teve origem no sangue real… se algo acontecesse, talvez eles pudessem conseguir o trono do rei. Mas mesmo assim… Rudel não achava que Chlust tinham um aspecto real.

(Rudel): “Chlust… por que você não para de sonhar e enfrenta a realidade? Sobre condições normais, você poderia conseguir algumas terras do pai, ou se casar para assumir outra casa. Se aperfeiçoar sempre irá ajudar seu futuro…”

As palavras de Rudel eram as mesmas que Chlust queria dizer a ele há anos. Desprezando seu irmão, Chlust estava convencido de que a sua situação atual onde era avaliado injustamente era decorrente das trapaças de Rudel.

(Chlust): “Isto vindo de você… do desgraçado que sonha virar um Dragoon quando nem tem essa capacidade!? Chega… peguem ele!”

Os seguidores vieram atrás deles pela ordem de Chlust… nesse momento, Rudel chegou a uma conclusão. Conversar era inútil e ele não podia causar problemas aqui e agora… então ele teria que fugir…

(Izumi): “R-Rudel, o que você…”

Assim que Izumi tomou uma postura contra a multidão que vinha em sua direção, Rudel a segurou embaixo de seu braço e pulou do prédio.

(???): “E-ele é um idiota!?”

Ouvindo isso dos outros alunos, Rudel pulou do prédio da escola e aterrissou… no mesmo instante ele começou a correr. Fuja e você vence! Pensou Rudel enquanto ele corria em velocidade máxima, deixando Chlust aturdido. E um dos garotos…

(???): “E-ele fugiu. Ele é mesmo um fracassado Chlust-sama”

Ao seguidor que disse isso com um sorriso desconfortável, Chlust também zombou da fuga de Rudel.

(Chlust): “Aquele incompetente… não pense que você vai fugir para sempre”

Mas Rudel não estava apenas fugindo. Ele foi relatar um problema no campus para os professores, como sua obrigação como estudante. Dizer que um plebeu estava sendo intimidado por nobres nunca iria resultar em qualquer esforço, por isso…


No dia seguinte, os garotos, Chlust também, foram colocados em prisão domiciliar… carregar armas na academia era, em geral, proibido. E mais do que isso, se eles estavam tentando causar um incidente violento, seria um problema maior ainda. Além disso, o ataque deles foi contra o futuro arquiduque Rudel… a academia poderia puni-los sem hesitar.

Como era um problema interno da ⟦Casa Arses, a punição foi leve. Mas com isso, a reputação da ⟦Casa Arses caiu ainda mais. Ambos os irmãos eram tratados como crianças problemáticas.

(Rudel): “Chlust fez mesmo algo estúpido”

Rudel falou enquanto olhava para o documento sobre as prisões domiciliares. Alguns estudantes olharam para ele…

(“Como se você pudesse falar isso!”)

Eles pensaram.

(Izumi): “Está tudo bem mesmo? Ele é seu irmão mais novo, não é? E enquanto é um problema interno de sua casa, sua posição irá…”

Izumi ouviu que Rudel era odiado por seus pais e os servos da mansão. Então ela estava preocupada que este evento iria diminuir a posição de Rudel ainda mais.

(Rudel): “Está tudo bem, com isto… eu só posso esperar que Chlust esfrie a cabeça. E para mim, minha posição social não tem importância”

(Izumi): “… se sua reputação for baixa demais, não será um problema quando você se tornar um Dragoon? Como posso dizer isto… eles poderiam te julgar como um indivíduo encrenqueiro, ou sua casa poderia se intrometer…”

Com as palavras de Izumi, Rudel fez uma cara que mostrava que ele nunca tinha pensado nisto. Com absoluta certeza, haveria alguém que seria contrário a uma criança problema se tornando um Dragoon. Pela situação de sua família, seria normal pensar que eles interfeririam para impedir seu sonho. Como Chlust era amado por seus pais…

(Rudel): “Isto é terrível!”

(Izumi): “Yeah. Isso mesmo… estou feliz que você percebeu”


Como um aluno do segundo ano, Rudel e os outros começaram um treinamento pesado no curso fundamental. No primeiro ano, eles aprendiam o básico de tudo e, desta vez, eles iriam colocar esse conhecimento em prática. A academia era um lugar para produzir agentes e oficiais para o |Reino de Courtois|. Aos jovens nobres eram ensinados o conhecimento básico do reino, assim, em caso de emergência, eles poderiam coordenar seus exércitos pessoais.

Ou ao menos esse era o objetivo.

Quanto aos plebeus, eles iriam se tornar soldados, ou algo de nível mais alto, como Cavaleiros… eles também poderiam se tornar oficiais civis de olho em promoções. O fato de pessoas de baixo status social poderem participar estava ligado diretamente com o alistamento obrigatório do |Reino de Courtois| quando o momento chegava. Uma academia com um lado militar… esse era só um pretexto.

O lugar tinha um contexto pesado, mas para o protagonista desta história, Aleist, era simplesmente um “RPG focado em romance”. Cercado por beldades e fofuras, o protagonista iria viver uma vida de mimos assim que ele salvasse o país da crise… essa era a forma original deste mundo.

O motivo para qualquer um poder se matricular na academia, de princesas a plebeus, era meramente uma forma dos desenvolvedores incluírem uma ampla opção de personagens.

Enquanto ele se lembrava disto, Aleist pensou na situação atual. Em seu quarto, ele olhou as notas que escreveu e riscou o nome de Izumi. Era um jogo com um grande elenco. Não importava se um ou dois fossem exceções… assim Aleist pensou.

(Aleist): “O problema é Rudel. Ele não encostou em Fina e aquele que está causando problemas é seu irmão mais novo, Chlust. De alguma maneira, eu preciso fazer aquela pedra de gelo da Fina ficar dere[1]… mas se o evento nunca acontecer, não há nada que eu possa fazer…”

Mesmo na academia, era difícil fazer qualquer coisa para a princesa Fina. Ela tinha guardas entre os colegas de classe e os professores mantinham os olhos nela. Era uma situação difícil para qualquer homem se aproximar… as únicas exceções eram os jovens nobres de alta posição social. Mas Aleist da ⟦Casa Hardie pertencia a uma casa arrivista[2] com um histórico desconhecido.

Ele não poderia se aproximar. E ao mesmo tempo, Aleist não entendia os pensamentos de Fina. Ela era inexpressiva, mas havia alguma loucura dentro dela.

(Aleist): “Neste ritmo, mesmo sendo o segundo ano, eu não serei capaz de conseguir nenhum companheiro… a guerra vai começar logo após a graduação, então vai ser ruim se eu não conseguir fortalecer alguns membros enquanto posso!”

Aleist pensou. A guerra que ele estava falando era com um país rival de |Courtois|… o |Império Gaia| iria iniciar uma invasão. Não havia muita informação sobre eles. Ou melhor, não havia nada além do fato de eles serem o vilão final do jogo.

No terceiro ano da academia, havia apenas alguns presságios e um evento romântico com um soldado de |Gaia| preparado para o protagonista.

Mas o |Império Gaia| existia e compartilhava uma fronteira com |Courtois|.

(Aleist): “A irmã mais velha de Millia, enquanto ela tem boa aparência… se eu me lembro bem, ela é uma Dragoon, então ela não é muito útil. Sua aparência é muito agradável, no entanto… há um evento com ela este ano, então eu deveria tentar me aproximar dela?”

Pelos padrões de Aleist, Dragoon são inúteis”… havia uma razão por trás disso. Uma vez desmontados de seus Dragões, eles eram apenas Cavaleiros. Dragoons eram unidades especializadas em batalhas mágicas de médio e longo alcance. Pela imagem de Aleist, eles eram fracos contra inimigos especializados em combate de curto alcance.

Definitivamente, no jogo, eles ocupavam uma posição duvidosa. Os Dragoons tinham um status relativamente alto… mas eles eram uma classe que tinha a falha decisiva de não ter habilidades de curto alcance.

(Aleist): “Cattleya irá se tornar a noiva de Rudel, então levará um tempo até nos conhecermos…”

Cattleya Ninias… depois de Rudel ser “expulso” da academia, foi decidido que ela entraria para a ⟦Casa Arses. O noivado foi decidido no momento em que Rudel causou um escândalo e voltou para casa. A ⟦Casa Arses pressionou a ⟦Casa Ninias na tentativa de obter Cattleya, uma Dragoon altamente respeitada pela família real.

Mas Rudel não causaria nenhum desses problemas e não seria “expulso” da academia. Mesmo assim, esse noivado iria acontecer.


[1] Deredere significa “tornar-se amável/amoroso” e é uma palavra que faz parte do termo Tsundere que, em japonês, define uma personalidade que é inicialmente agressiva, que alterna com uma outra mais amável.

[2] Aquele que escolheu triunfar a qualquer preço, mesmo que precise prejudicar os outros.