O garoto e a fuga

Assim que a excursão na floresta começou, o grupo de Rudel rapidamente chegou no primeiro ponto. Na classe que avançava pelas árvores para o ponto de destino determinado, não havia nem mesmo murmúrios. Izumi estava na liderança e Rudel caminhava um pouco atrás. Izumi e Rudel eram os únicos na classe que poderiam agir em situações de emergência.

Levando isso em consideração, Izumi foi colocada na liderança e Rudel estava logo atrás dando ordens para o grupo.

Isto era muito devido a incapacidade de Izumi com magia. Não era como se ela não pudesse usar magia, mas ela sempre acabava confiando em sua esgrima especializada. Neste sentido, Rudel não tinha fraquezas. Ele se destacava em esgrima e magia e ele era do tipo capaz de agir em qualquer posição.

(Rudel): “As classes dos nobres estão atrasadas depois de tudo… neste ritmo, as classes dos plebeus ficarão no topo…”

Rudel continuou atento aos arredores enquanto ele confirmava as classes que seguiam lentamente por rotas diferentes. Mas havia mais do que uma classe de nobres e uma delas estava seguindo na mesma velocidade que a classe de Rudel.

(Izumi): “A sala da princesa é bastante competente”

Como ela seguia na frente, Izumi também podia confirmar a classe da princesa ganhando distância. Ela também podia ver Chlust seguindo logo atrás. Deixando sua bagagem com seus seguidores, ele estava equipado apenas com sua arma.

Além disso, ele tomou uma distância duvidosa do resto da classe.

(Rudel): “Chlust é um lutador importante? Se eles vão deixar a retaguarda com ele, ele deve ser muito habilidoso”

Rudel demonstrou alguma admiração por seu irmãozinho. Mas seus olhos logo se voltaram para examinar sua própria sala como um todo… parece que ele já perdeu o interesse. Do ponto de vista de Izumi, Chlust que meramente os seguia, parecia mais como a bagagem da sala.

Na verdade, Chlust se distanciou da sala… e combatentes separados para proteger a retaguarda já estavam posicionados.

(Izumi): “Rudel realmente é irresponsável com as coisas que ele não tem interesse. Eu acho que é só o jeito dele, mas…”

Izumi suspirou. Ela virou sus olhos para frente, seguindo cada vez mais para a profundeza da floresta.


Com suas experiências do ano anterior, a classe de Aleist estava… incapaz de prosseguir. Foi porque a academia refletiu nos eventos do ano passado e adicionou um importante ponto para seguir.

Não destruam a floresta imprudentemente!

Este foi um item que surgiu devido a conduta de Aleist na excursão anterior. Aleist só ouviu sobre esse aviso na checagem final, pouco antes de eles saírem… houve impressões que foram distribuídas com antecedência, mas ele nem as leu.

(Colega A): “O que nós vamos fazer Aleist!? Neste ritmo nós vamos chegar em último lugar!”

(Colega B): “Só use sua magia logo!”

(Aleist): “Idiota! Os guardas estão de olho em nós… você quer ser pego e eliminado?”

Liderando sua classe em pânico, Aleist usou ‖Magia Elementar‖ para cuidar dos monstros e árvores… foi uma jornada excessivamente angustiante. Seus colegas de classe se mexiam por conta própria e havia até alguns que se escondiam assim que a batalha começava. Portanto, encontrar eles era um desafio a mais…

Esta situação era a mesma, senão pior, do que a que Rudel enfrentou no ano anterior.

(Aleist): “Controlem-se! Deixem tudo comigo… vocês já participaram de uma batalha antes? Não! Deixem todo o combate para mim!!”

Em tal situação, Aleist estava chegando ao limite de sua paciência. A classe de Aleist começou a discutir… o fato de seus pés pararem contribuiu muito para a diminuição de suas notas.


(???): “Princesa, você está bem?”

Três dias desde que os alunos do curso fundamental entraram na floresta. Era o tempo médio para as salas mais rápidas começarem a alcançar o objetivo. E a sala da princesa era uma destas salas mais rápidas.

(Fina): “Sim. Eu estou bem”

(Fina): (“Bem? Não tem jeito de eu estar bem!! Quantas fofuras você acha que já foram mortas nestes três dias!?!? Mesmo ficando tão animados só por estarem na minha frente… quando vocês nem mesmo falam comigo! E tem esse Chlust! Esse maldito… matando qualquer Coelho Assassino que se aproxima de mim! Eu poderia aguentar alguns golpes! Aguentar e ser banhada em fofura!!!”)

(Chlust): “Princesa, você não se esqueceu de minhas conquistas, não é? Eu, Chlust, que corri até sua majestade em seu momento de necessidade devo continuar a protegê-la daqui em diante”

Como Chlust derrotou um Coelho Assassino que apareceu quando os guardas estavam longe, ele conseguiu convencer os guardas que reclamavam sempre que se aproximava da princesa. E assim, ele conseguiu ser colocado próximo dela.

Apesar de a pessoa que criou essa abertura na vigilância dos guardas foi a própria princesa…

(Fina): “Obrigado Chlust… você se provou confiável”

(Fina): (“Hah? Você só está me perseguindo, não está? Aliás… erk. Me sinto enjoada!”)

Sem demonstrar qualquer expressão, Fina respondeu a Chlust… mas neste momento, um Pássaro preto e branco maligno arremeteu mirando a sala da princesa.


Assim que a classe de Rudel chegou ao objetivo, enquanto eles demonstravam alguma exaustão, todos gastaram suas últimas forças para chegar até ali. Do jeito que as coisas estavam indo, eles tinham certeza que estariam no topo do ranking. Até o primeiro lugar parecia possível… porém…

(Aluno A): “A-ajudem-nos!!!”

(Aluno B): “Alguém!!!”

Um grupo de nobres do primeiro ano apareceu pelos lados do trajeto. O fato desses nobres estarem diante do objetivo no terceiro dia… significava que eles provavelmente eram colegas de classe da princesa. Mas se algum aluno estava desaparecido, ou se perdeu pelo caminho, a sala iria receber uma nota menor.

(Izumi): “Por que vocês estão aqui? Os objetivos deveriam ter caminhos próprios para cada sala”

Izumi se aproximou e questionou os novatos.

(Aluno A): “A-a princesa! A princesa… por um Pássaro negro!”

(Aluno B): “Um monstro parecido com um Pássaro enorme apareceu… todos os guardas foram enfrenta-lo, mas nós só conseguimos correr…”

Ouvindo essas palavras, os olhos de Rudel ficaram sérios.

(Rudel): “Que direção… que direção eles seguiram!?”

(Aluno A): “Po-por ali!”

Os alunos novatos ficaram assustados pelo grito de Rudel. Com dedos trêmulos, eles apontaram para a direção de onde vieram…

(Rudel): “… todos, prestem atenção”

Rudel reuniu todos os seus colegas em um lugar e começou a falar.


] GYAGYAGYAAAaaah!!! [

Negro com um padrão branco sobre o corpo, o Pássaro medonho atirou para longe os guardas que apareceram para proteger a princesa. Batendo suas asas, suas quatro pernas chutaram os guardas… os guardas restantes eram os mais capazes e foram preparados especificamente para proteger a princesa. Mas eles…

(Guarda A): “Este monstro! Há algum tempo, meu não está me obedecendo!”

(Guarda B): “O que vocês estão fazendo!? Alguém, qualquer um, pegue a princesa e fuja!!!”

(Guarda C): “Se meu corpo pudesse se mover… este Pássaro maldito…”

Protegida por seus guardas que também eram seus colegas de classe, Fina olhou para a cena diante de seus olhos.

(Fina): (“Ah. Mesmo eu acho que não poderia fazer carinho neste Pássaro negro”)

Ela estava tentando escapar da realidade. Isto era devido ao fato de seu corpo não se mexer. Ela não conseguia colocar força em suas pernas… seus braços não pareciam ser mais seus… neste momento, os estudantes que não foram capazes de fugir estavam conscientes de suas mortes.

Todos os olhos vermelhos pelo corpo do Pássaro negro se voltaram para a princesa. Esse número de olhos era anormal e, observando eles, até a princesa amante de fofuras estremeceu. Então, uma sombra branca apareceu.

Aquela que entrou no espaço entre a princesa e o Pássaro era Mii da Tribo dos Gatos Brancos.

(Fina): “O-o que você está fazendo!? Mii! Saia daí!”

A princesa ficou em pânico, mas mesmo assim, ela não tinha nenhuma expressão no rosto. Para essa princesa, Mii…

(Mii): “Eu-eu estou com medo, mas vou dar o meu melhor! Vou dar o meu melhor pela princesa que me chamou de amiga! H-huh? Não consigo controlar meu corpo!?”

Como Mii pulou com bastante impulso, ela caiu sobre seus joelhos ante o grito brutal do Pássaro… assim que o Pássaro se aproximou, todos podiam prever a morte da gata branca e da princesa.

Ainda assim, mais uma vez, um indivíduo surgiu no espaço entre Mii e o Pássaro. Mas desta vez, essa pessoa atacou com força total desde o início.

(???): “Vooooeeeeeeee!!!”

Uma ‖Magia do Vento‖, assim que ele saiu da floresta, ele lançou isso no monstro de uma distância pequena. Era uma magia infalível… se ele fosse se tornar um Dragoon, Rudel disse que queria um ataque especial e Basyle o ensinou isso.

Com dois tiros de ‖Magia do Vento‖ de suas duas mãos, ele mostrou um poder destrutivo inimaginável para uma ‖Magia Intermediária‖. Assim que o Pássaro saiu voando, todos os presentes ficaram aturdidos.

(Fina): “Me-mestre!”

(Fina): (“Mestre é mesmo fodão!!!”)

(Mii): “O-o nobre de antes?”

Com tudo isso, Fina e Mii foram as primeiras a falar algo, mas…

(Rudel): “… agora! Comecem a correr!”

(Fina): “Eh?”

(Mii): “Nya!”

Com essas palavras, os colegas de Rudel correram até os alunos e guardas caídos, erguendo eles e fugindo. Rudel carregou a princesa e Mii, fugindo a toda velocidade.

(Fina): “Por que você está fugindo? Você não derrotou aquilo com seu golpe?”

A princesa perguntou.

(Rudel): “Ele ainda está se movendo e seus olhos não parecem mortos. Ele vai nos perseguir logo!”

(Mii): “E se você usar a magia de antes?”

Uma princesa em um braço, uma gata no outro… para a pergunta de Mii, Rudel fez uma cara séria.

(Rudel): “Aquilo foi um golpe especial! Eu pensei nele com Basyle. É um golpe poderoso com um consumo de |Mana inviável para combates reais!”

(Mii): “E-era mesmo?”

(Rudel): “Estou sem |Mana, então não posso usá-lo de novo. Mesmo se eu pudesse, Eu não seria mais capaz de me mover, então iríamos perder!”

(Fina): (“Mestre… nós estamos ferrados!!!”)