A ⟦Princesa Boneca⟧, os três idiotas e a realeza

Assim que a escola entrou em seu terceiro termo, a classe de Rudel era a epítome da seriedade. Eles se prepararam para o torneio ao ponto de um professor dizer que era a primeira vez que via algo assim em todos seus anos lecionando. O torneio entre os diferentes anos da academia tinha o objetivo de demonstrar o fruto do trabalho desses dois últimos anos.

Era um evento passional a cada ano, mas desta vez, a família real estava vindo. A paixão posta no evento era algo completamente diferente.

E a sala de Rudel estava acima até mesmo disso. Eles depositaram todos os seus esforços para salvar Rudel de sua graduação forçada. E neste torneio com este novo grau de paixão, a sala que possuía a posição mais alta estava envolta em uma atmosfera tensa.

Depois do incidente do segundo termo, Aleist se tornou o herói da academia, mas o ar de sua classe se tornou ainda pior. Os xingamentos e ofensas na floresta ainda estavam fazendo efeito. Mas mesmo assim, não havia ninguém capaz de reclamar da força de Aleist, assim, a insatisfação da sala só iria aumentar. Neste ponto, falar mal de Aleist (que raramente aparecia nas aulas nos últimos tempos) se tornou a diversão deles.

Nesta situação, o torneio estava a ponto de começar.

E enquanto a sala de Rudel se devotava aos treinamentos, Luecke e Eunius apareceram, liderando os representantes de suas respectivas classes. Nesta tarde no campo de treinamento, os estudantes de três salas se reuniram, criando uma atmosfera peculiar.

(Luecke): “Rudel, eu escutei a história. Eu sei que o objetivo de sua sala é o torneio”

Com as palavras de Luecke, A classe de Rudel teve uma leve esperança em contar com sua cooperação. Até Izumi pensou isso. Se fossem esses Três Lordes que estavam se dando tão bem, então… ela teve esperanças. Mas Eunius continuou.

(Eunius): “Nós escutamos, mas nós decidimos te espancar com todas as nossas forças. Neste torneio, você irá enfrentar Luecke na primeira partida. Se você vencer, você vai nos enfrentar. E se você tiver sorte para nos vencer, a sala de Aleist será seu oponente final. Você não tem chances de vitória”

Depois de dizer isso, os dois saíram com os representantes de suas classes. Essas palavras deixaram Izumi deprimida. Esses dois reinavam soberanos nos campos de magia e esgrima. Se eles quisessem derrotar essas duas salas, eles precisariam se utilizar do fato desta ser uma batalha em equipe. Uma série de partidas um contra um… no momento que ela pensou nisso, Rudel chamou os dois grupos que partiam.

(Rudel): “Eu sou o último da minha equipe a lutar! E vocês dois?”

Ele ousadamente proclamou a ordem de participação de sua equipe! Com o ar de dúvidas que cercou este espaço, os dois simplesmente ergueram suas mãos para responder antes de continuarem andando.

(Izumi): “O-o qu-que você está fazendo Rudel!?!?!?”

A voz de Izumi ecoou pelo campo de treinamento.


Os representantes das classes que se alinharam com os dois que estavam indo embora falaram com seus respectivos líderes de sala.

(Representante A): “Vo-você tem certeza disso Luecke-sama? Se Arses-sama não vencer desta vez…”

Para o representante que disse isso, Luecke falou…

(Luecke): “Só tente pegar leve no torneio. Eu nunca irei te perdoar”

Assim que Luecke afirmou isso friamente, Eunius parou e olhou ao redor para todos. Com sua aparência feroz, ele fez sua declaração.

(Eunius): “Neste torneio, se segurar é mais imperdoável do que perder! Eu não ligo sobre as outras classe, mas não peguem leve com a sala de Rudel!”

(Luecke): “Hah. Eunius… neste caso, você não pode reclamar se perder antes mesmo de enfrentar a classe de Rudel”

Em resposta ao suspiro de Luecke, Eunius respondeu com uma risada.

(Luecke): “Você é um idiota? Como se fossemos perder para qualquer um além de Aleist ou Rudel… eu decidi que nunca me seguraria contra ele”

Não era como se Luecke ou Eunius estivessem dando o máximo porque odiavam Rudel ou algo do tipo. Eles reconheciam sua habilidade, então eles iriam dar o seu melhor. Eles levavam ele a sério e não iriam reclamar se vencessem ou perdessem… essa era a conclusão deles.

(Luecke): “Porque Rudel nunca iria nos perdoar se pegássemos leve com ele”

(Eunius): “Aquele maldito… ele até nos desafiou. O que você vai fazer Luecke?”

Olhando para a sala de Rudel a distância, Luecke…

(Luecke): “Nem precisamos falar nada. Eu vou cuidar dele pessoalmente… eu vou ser o último a lutar em nosso grupo”

Com essas palavras, a sala de Luecke fez uma comoção. Se eles quisessem vencer, então seria melhor não colocar Luecke contra Rudel. Mas continuando com sua resposta, Eunius também…

(Eunius): “E é claro que eu farei o mesmo! Eu quero lutar com ele pelo menos uma vez”

Eunius também se virou para a classe de Rudel. Lá, ele pôde confirmar a figura de Izumi perseguindo Rudel pelo lugar. E capturado por Izumi, Rudel gritou para os dois.

(Rudel): “Eu… não! Nós definitivamente iremos vencer!!”

Com sorrisos nos rostos, os dois seguiram seus caminhos seguidos por seus colegas… e ainda mais atrás, eles podiam ouvir risadas de Rudel e sua classe.


É o dia do torneio.

No salão de reuniões, o Rei de |Courtois|, Albach Courtois, sua Rainha, Ciel Courtois, e a Primeira Princesa, Aileen Courtois, tomaram seus lugares na sala dos visitantes nobres, olhando para baixo eles viam a arena do torneio.

Protegidos por Alto Cavaleiros, os três olhavam quietamente do salão. Ao lado deles, o diretor parecia invisível. E nesta sala, a Segunda Princesa Fina fez sua entrada. É verdade. A pessoa que convidou sua família foi Fina.

(Albach): “Você parece bem Fina. Apesar de fazer apenas um mês desde nosso último encontro”

Seu pai, o Rei, disse e riu.

(Ciel): “Você ainda não consegue se expressar? Eu pensei que você iria melhorar se você frequentasse a academia, mas…”

Sua mãe, a Rainha, destilou um pouco de cinismo. Depois do rei confortar um pouco ela, a Rainha

(Ciel): “Fina, como vai a escola? Eu nunca tive aulas, então estou bastante interessada… você não diz nada sobre isso durante as férias… você poderia me contar sobre como as coisas estão indo?”

(Fina): “Já faz algum tempo, pai, mãe… e irmã”

Enquanto ela mostrava a mais perfeita cortesia, o rosto sem expressões de Fina não mostrou qualquer sinal de mudanças. As emoções que ela guardava sobre sua família…

[Fina]: (“Nossa família real não tem mesmo esperança… Aileen é especialmente perigosa! Se ela acabar descobrindo sobre minha pequena gatinha Mii… essa garota definitivamente viria para matá-la! Eu digo isso com total certeza! A mãe… bem… ela é a mesma de sempre, e o pai é… eu acho que ele é decente?”)

Ela tinha uma impressão reduzida de sua família.

Fina tomou seu assento na sala dos visitantes nobres. Olhando para o salão de reuniões… no salão totalmente cheio de estudantes, havia várias faixas e bandeiras hasteadas para apoiar suas próprias salas. O entusiasmo no salão só aumentou pela presença da realeza.

[Fina]: (“Que sufocante… quando eu posso aguentar o calor da fofura de Mii, como devo explicar isso… se for pela fofura, então eu…”)

Enquanto ela pensava sem demonstrar suas emoções, seu pai propôs uma pergunta.

(Albach): “Então, o que você acha? De acordo com você, o filho mais velho da Casa Arses é competente, e eu escutei algo parecido tanto de uma Alta Cavaleira quanto de uma Dragoon… como devo dizer isso… com todos estes relatórios chegando, estou com problemas para decidir isso. Cattleya parece odiar ele consideravelmente, sabia? E pelos documentos, é difícil dizer que ele é talentoso. Apesar de eu o achar interessante”

(Ciel): “A Casa Arses é uma desgraça. No momento, eles estão incluídos entre os Três Lordes apenas pelo nome… quando escutei que você tinha interesse no filho mais velho de tal casa, para ser honesta, eu me senti preocupada Fina”

Sua mãe era incapaz de falar sem usar um pouco de sarcasmo. Assim que ela ignorou isso de forma natural, sua irmã Aileen…

(Aileen): “Ele é um amante de batalhas, não é? Esse povo selvagem, eles não são diferentes dos Demi-Humanos. Eu odeio esse tipinho! Se for sobre possuir poder, então Aleist-dono da Casa Hardie que Cattleya falou tão bem é o mais ideal. Você não concorda Fina?”

(Fina): “… talvez?”

Fina deu uma resposta vaga. Mas por dentro…

[Fina]: (“Eh? Aquele troglodita é o seu tipo? Então é esse tipo de coisa que você gosta… eu acho que nunca vou te entender mana. Não existe nada maior do que a fofura neste mundo!! Ah! Mas o mestre está além disso! Aquele homem é o tesouro nacional de |Courtois|! Um tesouro!! Mesmo assim, parece que ela odeia as fofur… quer dizer, os Demi-Humanos da mesma forma de sempre”)

Enquanto eles seguiam nesta conversa, os competidores se curvaram para a família real. A família acenou com as mãos em resposta, mas…

(Ciel): “Por Deus… me fazer perder tempo com algo deste nível…”

(Aileen): “Há Demi-Humanos entre eles. Por que eles estão enviando Demi-Humanos? Eles deviam apenas reduzir o número deles e mandar alguns humanos…”

(Albach): “Hah. Acalmem-se um pouco vocês duas. Tentem aprender com Fina”

Enquanto a conversa era dirigida para Fina…

[Fina]: (“Oy, oy!! Olhem para todas essas demi-fofuras… hah, hah… me perdoe Mii! Eu posso acabar te traindo!!”)

… ela era a pior de todo o grupo.