Irmãs e Irmãos

Assim que a confusão causada pelos alunos do curso fundamental se acalmou, Rudel e os outros foram dispensados das salas da disciplina. O motivo era simples, as salas da disciplina estavam agora totalmente lotadas e os professores chamaram isso de medida especial instituída para impedir uma rebelião. Enquanto Eunius se alegrava, ele era o único que tinha lições suplementares o aguardando, enquanto Rudel e Luecke iam visitar Vargas.

Izumi acompanhou os dois e assim que os três chegaram na enfermaria, eles foram recebidos pela figura encantada de Vargas sendo alimentado com frutas por Basyle.

(Luecke): “Ele com certeza está tendo um ótimo momento”

Luecke espiou da entrada. Izumi viu a cena e se perguntou se era isso o que os outros viam entre ela e Rudel… ela os observou com afeto. Mas Rudel ousadamente invadiu essa dimensão de felicidade.

(Rudel): “Você está bem Vargas? Então vocês dois estão se dando bem… de qualquer forma, tem algo que eu quero perguntar a você”

(Luecke): “… Rudel, você é incrível”

(Izumi): “Yeah. É o Rudel afinal”

Luecke e Izumi entraram atrás dele com desconforto. Vargas entrou em pânico e ficou com o rosto vermelho, mas Basyle apenas riu.

(Vargas): “Is-isto é, umm… certo. Bem, é isso que é”

Enquanto Vargas tentava dar uma desculpa, Rudel foi direto para o ponto principal.

(Rudel): “A verdade é que eu quero falar sobre algo… estou com problemas porque eu não sei como eu deveria tratar o meu irmão. Você pode me dizer o que eu deveria fazer? Eu escutei que você tem vários irmãos, então eu pensei que você poderia servir como referência”

Além do incidente da cafeteria, Rudel explicou como seu irmão mais novo, Chlust, parecia terrivelmente abalado. Com medo do calouro Fritz, ele se isolou em seu quarto. Assim que ele explicou tudo isso, Vargas estava surpreso sobre o que tinha acontecido enquanto ele estava hospitalizado, mas ele ficou ainda mais chocado ao ver Rudel ignorando tudo isso e indo procura-lo para falar sobre seu irmão.

(Vargas): “Você não se dá bem com seus irmãos, não é? Então eu não acho que há muito sentido em comparar minha família com o seu relacionamento com Chlust, mas… mais importante que isso, o que você vai fazer sobre esse primeiranista, Fritz?”

Vargas parecia consciente de Fritz e dos calouros que causaram uma confusão desse nível. Eles foram longe demais, mas mesmo que eles tivessem exagerado, eles eram companheiros plebeus. Certamente ele estava curioso sobre a punição que os aguardava.

(Rudel): “Eu não estou muito interessado nisso, então eu vou deixar isso com o diretor. E isso não é algo que eu posso decidir. Então, como eu deveria interagir com Chlust?”

Depois de pensar um pouco, Vargas não conseguiu chegar em uma resposta, então ele começou a falar sobre ele mesmo.

(Vargas): “Hah. Isto é só sobre mim. Eu cuidei de meus irmãos e eu sou próximo tanto dos meus irmãozinhos quando das minhas irmãzinhas, então eu duvido que isso vai servir como uma boa referência, mas… se eles fizerem algo ruim, eu vou repreender eles, e se eles vierem para casa depois de perderem uma luta, eu vou ensinar a eles como lutar”

(Rudel): “Você não ajudaria eles?”

(Vargas): “Não. Você não acha que seria estranho se eu me envolvesse na luta entre os pequenos? E crianças brigam o tempo todo, você sabe. Assim, se meu irmão mais novo está irritado porque foi derrotado, eu vou ensinar a ele como lutar para que ele não perca de novo! Eu vou incentivar ele”

Ouvindo isso, Rudel pensou em algo. Basyle perguntou preocupada.

(Basyle): “Chlust-sama vai se graduar este ano[1], não é? Que razão você tem para se preocupar com ele? Eu não acho que seja vingança, mas…”

A relação entre Rudel e Chlust era terrivelmente distorcida. Se corrompida o suficiente, não seria estranho ver eles se envolverem em brigas entre irmãos nobres pela posição de futuro Arquiduque. Basyle não podia entender o porquê Rudel iria se importar com tal pessoa. Izumi também estava curiosa.

(Izumi): “Eu acho que você deveria parar de se envolver como ele Rudel. Vocês dois têm coisas para pensar e mesmo sabendo que você não levantaria a mão contra seu irmão mais novo depois de ele ficar tão assustado… o que você está tentando fazer?”

(Rudel): “Yeah. Eu estava pensando em ajudar ele a se levantar antes da graduação. Do jeito que as coisas estão indo, ele não será capaz de fazer nada depois de ser enviado para a fronteira e, no pior caso, isso pode leva-lo a morte. Chlust é amado pelos meus pais… eu não quero que a minha família fique triste”

Com essas palavras, Luecke sentiu um pouco de desconforto.

(Luecke): “Mas você não disse que seus pais te odeiam? Você realmente se importa com esse tipo de família? Meus pais são rígidos, mas isso é para me fazer alguém de primeiro nível. Eu não tenho a sensação de que eles pensam desse jeito com você”

Enquanto quatro pares de olhos se reuniram nele, Rudel pensou só um pouco antes de responder.

(Rudel): “Eu sou grato aos pais que me trouxeram a este mundo e, acima disso, me criaram. Eles até me deixaram entrar nesta academia. É como Fritz disse, eu realmente sou abençoado. Definitivamente é doloroso ser odiado… mas odiar Chlust por isso me parece errado”

Ouvindo sobre os sentimentos de Rudel, enquanto eles não poderiam entender totalmente essa situação, eles não poderiam se opor. Vargas propôs uma pergunta como um representante do grupo.

(Vargas): “Então o que você vai fazer com Chlust? Isto não é apenas ensina-lo a lutar”

Era uma pergunta com tom de zombaria, mas Rudel estava sério.

(Rudel): “Sem problemas. Eu vou ensina-lo a lutar um contra um e o oponente também já está decidido. Para superar o medo dele, ao invés de derrotar o inimigo que o contaminou com isso, é mais importante que ele vença ele mesmo, ou foi o que eu li em um livro… depois do torneio interclasses do curso fundamental, eu vou fazer ele lutar com Fritz”

Izumi se opôs. Ajudar Chlust era bom e tudo o mais, mas ela não via nada de bom sobre arrastar Fritz nisso.

(Izumi): “Es-espere Rudel! Fritz não é bom. Tenho certeza que ele vai receber uma dura punição por este incidente e as habilidades dele estão muito acima das de Chlust”

Luecke deu suporte a ela.

(Luecke): “Eu também sou contra. Esse cara fez pouco de nós muitas vezes. Foi o bastante para deixar até Eunius irritado… se a punição de Fritz for leve demais, os outros nobres não vão aceitar isso”

Rudel ouviu isso e pensou um pouco.

(Rudel): “Enfrentar Fritz é impossível… não tem jeito então. Eu vou desistir de Fritz e vou apenas treinar ele, eu acho. Não, talvez eu possa fazer ele duelar com Eunius?”

(Vargas): “Chlust vai morrer…”

Vargas suspirou profundamente depois de responder.


Talvez os pensamentos de Rudel tenham sido transmitidos, ou Fritz era apenas sortudo. Através da infiltração de um certo indivíduo na academia, o desejo de Rudel foi garantido. Esse indivíduo era a primeira princesa Aileen, a principal heroína da história. O interesse dela por sua irmã mais nova Fina e na academia foram o motivo.

Como Fina gritou no torneio do ano anterior, ela queria ver com seus próprios olhos que tipo de vida sua irmã tinha na academia. A partir daí ela alterou seus planos e naquele mesmo dia em que a confusão aconteceu, ela estava no quarto de Fina, cercada por Altos Cavaleiros, aproveitando uma xícara de chá com sua irmã.

(Aileen): “Você parece bem Fina. Eu não consegui falar isso da última vez, mas parece que sua vida na academia se provou uma boa oportunidade para você”

Para o sorriso caloroso de sua irmã mais velha, Fina respondeu com seus verdadeiros sentimentos. A irmã mais velha, Aileen, tinha esperanças em ver todos os tipos de expressões aparecerem no rosto vazio de sua irmã mais nova.

(Fina): “Sim, irmã… esta academia é o melhor lugar de todos”

[Fina]: (“Nada além de fofuras e felicidade! Eu realmente quero agarrar e acariciar Mii hoje, enquanto eu penso em como devo capturar o mestre, mas… como você está se esgueirando por aqui, eu não vou conseguir!”)

(Aileen): “Eu escutei que você gosta de alguém… o pai disse que era esse garoto Rudel, mas isso é verdade? Isso é algum tipo de piada, não é?”

(Fina): “… não, isso é verdade. Ele me recusou, mas mesmo agora, eu estou tentando ganhar o favor dele”

[Fina]: (“Graças aquela cabelo preto, meu caminho para o fofuraíso está… eu definitivamente vou destruir esse banimento de acariciamento e vou ficar com o mestre para mim! Ainda assim, bom trabalho pai! Com isto, eu posso diminuir a distância entre nós”)

Mas a expressão de Aileen subitamente mudou…

(Aileen): “Fina, eu não posso permitir que você ame um homem desses. Bárbaro e egoísta… eu escutei que ele foi até contra o pai. Eu sou contra isto! Enquanto o pai e a mãe não parecem se importar, nós estamos lidando com um dos Três Lordes, então até o casamento é possível”

(Fina): “Estou consciente disso”

[Fina]: (“É esse o meu objetivo. Isto não é amor ou nada parecido… isto é destino! Não há dúvidas de que os Céus estão me dizendo para seguir rumo ao fofuraíso! Se for pelos meus sonhos, eu vou vender minha alma para a poderosa fofura!”)

Enquanto elas seguiam nesta conversa, os Altos Cavaleiros subitamente começaram um tumulto. Se perguntando sobre o que estava acontecendo, as duas questionaram a situação, e…

(Cavaleiro A): “Parece que houve uma confusão na cafeteria da escola. Um garoto plebeu e o segundo filho da Casa Arses entraram em uma briga… parece que Rudel-dono[2] conteve a confusão, mas a academia nos pediu para nos mantermos atentos”

(Aileen): “Minha nossa!”

(Fina): “… então foi isso?”

[Fina]: (“Que merda você está fazendo Chlust? Trazendo mais problemas para as mãos do mestre… mais importante ainda, o garoto plebeu provavelmente é Fritz, o inimigo do mestre, não é? Esse garoto não faz nada pela metade”)

(Aileen): “Eu não posso perdoar dois irmãos se juntando para intimidar um pobre plebeu! Eu devo falar com ele diretamente. Reúnam todos os envolvidos!”

(Fina): “Eh!?”

[Fina]: (“Do que ela está falando? Mesmo que eles estivessem brigando, ninguém disse nada sobre bullying, não é? Só porque você odeia ele, você tem essa imagem dele como prioridade? Além disso, aquele que resolveu as coisas foi o mestre. Como eu imaginei, o mestre realmente é azarado”)

Depois disso, ela não iria escutar a explicação de Fina sobre isto ser um mal-entendido e Aileen saiu para se encontrar com Fritz. Era um encontro do destino. E este encontro iria voltar para atormentar Rudel no futuro…


[1] Lembrete: alunos que causam muitos problemas para a academia são obrigados a se graduar em apenas dois anos e são enviados para servir o exército nos piores lugares possíveis.

[2] Tono (殿), pronunciado Dono ou Tono quando anexado a um nome, significam “lorde” ou “mestre”.