O protagonista e os delinquentes

Rudel e Aleist voltaram em segurança (?) para a academia, mas as classes que eles receberam não eram as que eles planejavam receber. Enquanto Rudel almejava se tornar um Dragoon, ele era agora um Cavaleiro Branco, e parecia que alguém tinha derrotado Aleist em sua busca pelo título de Herói e ele estava no caminho para se tornar um Cavaleiro Negro… com tal evento inesperado, os dois começaram a procurar documentos nos arquivos da academia.

O Cavaleiro Branco e o Cavaleiro Negro estavam destinados a lutar um com o outro. Eles investigaram enquanto acreditavam nas palavras da Deusa, mas os resultados mostraram uma verdade que os traiu.

(Aleist): “… oy, cabeça de pudim. Esses documentos dizem coisas completamente irrelevantes sobre alguma batalha predestinada”

Aleist encarou a ex-Deusa de sua montanha de livros que ele empilhou na mesa da biblioteca.

(Ex-Deusa): “Is-isso é estranho. Mas eu vi a história com meus próprios olhos, então minha informação é mais precisa do que qualquer coisa que você encontrar nesses livros!”

A ex-Deusa afirmou que ela estava certa, mas desta vez, cercado por livros exatamente como Aleist, Rudel ofereceu uma correção.

(Rudel): “Definitivamente há registros de um par de irmãos, Cavaleiros Branco e Negro, lutando por vários motivos por volta da fundação de |Courtois|. Mas, além disso, há registros de que eles se davam bem antes desse período. É dito que direitos de herança e a pressão posta sobre eles se tornou a causa da disputa”

Rudel organizou os conteúdos dos livros em um pedaço de papel. Ele escreveu sobre o Cavaleiro chamado de Cavaleiro Branco e o outro chamado de Cavaleiro Negro.

O Cavaleiro Branco era um Cavaleiro que carregava sua espada e seu escudo brilhantes como a luz. O Cavaleiro Negro carregava uma espada em cada mão, lutando com um estilo de lâmina dupla. É claro que esses eram apenas os estilos de luta dos Cavaleiros Branco e Negro dessa época, mas enquanto ele juntava informação, Rudel anotou tudo o que conseguiu encontrar.

(Ex-Deusa): “No-no fim, o destino se importa apenas com os resultados! Eu sei que estou certo, então apenas comecem a lutar e provem isso! Ah, mas o Cavaleiro Negro logo ali ainda está em treinamento. Que pena”

A Deusa sorriu assim que enfatizou a parte “em treinamento” no título de Aleist. Reagindo as palavras dela, Aleist jogou um livro contra a ex-Deusa.

(Aleist): “Calada, sua ex-Deusa cabeça de pudim! Agora que você foi rebaixada de sua posição de Deusa, você é apenas uma incompetente total. Não, desde que Rudel começou a cuidar de você, você não fez nada além de comer, então você é ainda pior do que isso”

(Ex-Deusa): “W-waaaah. Rudel, ele está zombando de mim!”

Enquanto a ex-Deusa se agarrava a Rudel com lágrimas nos olhos, Rudel a entregou o bolo que ele tinha levado com ele. E afagando a cabeça dela, Rudel voltou ao trabalho.

(Rudel): “Vocês estão na biblioteca, então fiquem os dois em silêncio. Aqui, pegue esse bolo”

(Ex-Deusa): “Yay!”

A ex-Deusa se agarrou ao bolo que parecia delicioso. Vendo isso, Aleist pensou.

[Aleist]: (“Esta maldita ex-Deusa vovó está sendo domesticada”)

Aleist também voltou ao trabalho e procurou aqui e ali, mas ele tinha algumas preocupações ao trabalhar com uma classe que não existia no jogo. Classes vinham com um caminho geral para seguir. Se você começasse como um Mago e aprendesse esgrima, você se tornaria um Cavaleiro das Runas, e se um Cavaleiro aprendesse magia, aconteceria o mesmo.

Se um Mago continuasse no caminho da magia, ele iria receber a classe de Grande Mago. Eles carregariam as habilidades das classes anteriores, mas Aleist não sabia os atributos da desconhecida classe Cavaleiro Negro.

De acordo com os documentos, ele supostamente deveria segurar uma espada em cada mão e controlar o poder da escuridão, mas para Aleist, “Que merda seriam os poderes da escuridão!?”, era tudo o que ele podia pensar. Ficando tão curioso, ele não podia mais aguentar isso, então ele tentou perguntar a ex-Deusa. Mas a resposta dela foi horrível.

(Ex-Deusa): “Aquele que brilha com ] paaah [ e vai ] Pwaaaah! [, é o Cavaleiro Branco e o Cavaleiro Negro faz sombras com ] swuuuuuush [ e várias coisas pontudas aparecem”

Nem Aleist nem Rudel conseguiram entender as palavras da Deusa. Era por isso que eles estavam pesquisando por conta própria.

E foi assim que eles entenderam a história da fundação de |Courtois|, mas não havia nenhum Cavaleiro Branco ou Cavaleiro Negro além dos irmãos que lutaram daquela vez. Ou melhor, parecia mais como se o |Reino de Courtois| não reconhecia eles.

O Cavaleiro Negro que fundou o país era uma coisa, mas o irmão mais velho do Cavaleiro Negro era um Cavaleiro Branco. Eles se tornaram classes da realeza e as próprias posições foram deificadas. Havia muitos problemas no fato de que tanto Rudel quanto Aleist estavam inconscientes desse fato, mas o interesse de Rudel sobre assuntos não relacionados a Dragoons era pequeno e Aleist não poderia fazer nada além de comparar os sentimentos e informações que ele tinha ao jogar o jogo com as informações obtidas neste mundo, então você poderia dizer que isso não era muito produtivo.

(Rudel): “A razão para isso não se espalhar como um conto de fadas é porque tem ligação com a sagrada fundação do reino? Não, mas nesse caso seria o contrário, essa história deveria ser bem conhecida”

Aleist respondeu aos murmúrios de Rudel.

(Aleist): “Eles queriam esconder o fato deste país ter sido fundado como resultado de uma briga entre irmãos? Nesse caso, eles só teriam que fazer do Cavaleiro Branco o vilão, mas se eu tivesse que dizer, o Cavaleiro Branco parece estar certo nessa história”

Enquanto os dois pensavam, a ex-Deusa, que terminou seu bolo, explicou com um olhar triunfante em seu rosto.

(Ex-Deusa): “Hmm, o Cavaleiro Negro era mesmo um bom irmão, então ele acabaria com qualquer um que ousasse escrever um livro retratando seu irmão mais velho como o vilão! Esse ar Yandere[1] dele… eu e minhas amigas Deusas realmente ficamos com outra impressão dele”

(Rudel): “Qu-que terrível”

(Aleist): “Você entende o que significa Yandere Rudel?”

Com as impressões deles, a ex-Deusa começou a se sentir superior e explicou sobre a era. Os dois eram irmãos nobres influentes que chegaram onde estavam ao se ajudarem, e assim que o período de guerras começou no continente, seus talentos realmente floresceram.

(Ex-Deusa): “Os dois lutando na vanguarda era a coisa mais legal de todas, estou dizendo a vocês! E depois de um tempo, as guerras gradualmente chegaram a seus fins. Por volta deste período, o pai dos irmãos estava ficando velho e ele queria escolher um herdeiro. Como um precursor para esse evento, ele veio até o meu templo”

(Rudel): “E foi então que você fez deles Cavaleiros Branco e Negro? E foi logo depois que eles começaram a lutar um contra o outro? Não me parece que o destino tem algo a ver com isso”

Rudel parecia pensar que não havia essa coisa de luta destinada. Ao contrário dele, Aleist tinha uma ideia bastante diferente.

[Aleist]: (“Originalmente, eu e Rudel deveríamos brigar bastante. Eu era o protagonista e Rudel era um trampolim para tal personagem. Agora você pode dizer que é o completo oposto… essas classes poderiam estar relacionadas com a configuração do jogo? Nesse caso, você poderia dizer que eu e Rudel estávamos destinados a lutar em algum momento”)

Depois de olhar para o rosto de Rudel, Aleist colocou esses pensamentos de lado. Ele certamente iria enfrentar Rudel no torneio que estava por vir, mas ele não tinha intenção de ter uma luta até a morte. Assim Aleist pensou.

Depois disso, ele tentou continuar a perseguir suas pistas, mas cansada por fazer toda essa confusão, a ex-Deusa caiu no sono em cima da mesa. Rudel começou a guardar os livros enquanto falava com Aleist.

(Rudel): “Vamos encerrar por hoje Aleist”

(Aleist): “Y-yeah”

Aleist estava finalmente começando a notar os eventos do jogo e sua nova situação.


No momento em que eles terminaram a pesquisa sobre suas classes, quase um mês se passou desde que eles retornaram. A conclusão que eles chegaram foi que eles deveriam esconder todo o assunto sobre os Cavaleiros Branco e Negro.

Não adiantava nada ficar exageradamente preocupado e Rudel decidiu que ter um emprego relacionado com a fundação do país poderia acabar prejudicando seus planos futuros. Rudel queria virar um Dragoon e Aleist particularmente não queria chamar atenção. Antes de fazer qualquer coisa para vencer a guerra, Aleist tinha sua própria sobrevivência como prioridade.

Ele queria evitar que o assunto do Cavaleiro Negro fosse divulgado e ele fosse enviado para uma região perigosa. Ele realmente queria evitar qualquer irregularidade. Ele não pensava em nada além de lutar contra o Chefão final e alcançar a vitória com segurança.

(Rudel): “Deixando isso de lado, Aleist, você disse que queria aprender artes marciais, não disse?”

Enquanto Aleist estava perdido em pensamentos, Rudel, que estava andando bastante com ele nos últimos tempos, o chamou. Eles estavam a caminho para a biblioteca. Eles não tinham mais nada a fazer quando a suas classes, mas eles planejavam usa-la como estudantes normais.

(Aleist): “Eu com certeza disse isso, mas eu prefiro evitar suas técnicas de luta covardes. Por que você mira nos olhos com tanta naturalidade? Isso é sujo demais”

(Rudel): “Aquele que me ensinou isso foi um ex-mercenário. Os movimentos estão firmemente gravados no meu corpo, então eu não posso fazer nada para evitar isso. De qualquer forma, eu fui em busca de um indivíduo habilidoso em artes marciais que correspondesse a suas demandas. Eles estão esperando logo ali”

Rudel estava bem preparado, mas Aleist não confiava nele quando o assunto era esse tipo de coisa. Era parte de Rudel causar problemas sempre que ele tentava fazer alguma coisa. Sua falta de intenções ruins só tornava isso pior.

(Aleist): “… meu pedido foi um artista marcial forte e maneiro. E nada de covardia, eu disse que preferia algo justo e honesto”

(Rudel): “Deixe comigo! Eu garanto que eles são poderosos artistas marciais e pessoas habilidosas, além de indivíduos sérios que odeiam métodos covardes. Venham, todos”

(Aleist): “Eh? Todos?”

Dizendo isso, Rudel chamou as pessoas que iriam instruir Aleist. Eles eram companheiros estudantes, veteranos em seus últimos anos. Altos em estatura, com corpos que pareciam ser armaduras feitas de puro músculo. Com essas características… eles eram homens da tribo dos Tigres. Os trajes deles traziam a mente a imagem de delinquentes da era moderna e eles faziam parte de um grupo que Aleist era muito ruim em lidar.

(Homem-Tigre A): “Nós só temos que treinar este cara, certo Rudel-san? Assim que fizermos, eu vou fazer você cumprir sua promessa”

O maior de todos os Homens-Tigre olhou para Aleist antes de pedir a confirmação de Rudel. Incapaz de entender esta situação, Aleist só podia olhar ao redor com nervosismo.

(Rudel): “Não se preocupe, eu consegui a autorização de Izumi. Assim que vocês ensinarem artes marciais para Aleist, eu vou lutar com vocês. Se eu perder, eu prometo me tornar seu mestre. Eu juro que vou honrar essa promessa”

Ouvindo as palavras de Rudel, Aleist percebeu várias coisas estranhas na frase dele.

(Aleist): “Isso nã-não é esquisito!? Por que Rudel vai virar seu mestre se ele perder!? Normalmente não seria o contrário? E espere, qual é a dessa promessa!?”

O Homem-Tigre encarou Aleist e o intimidou.

(Homem-Tigre A): “Você não consegue entender como Rudel-san é incrível!?”

(Homem-Tigre B): “Rudel-san é nosso messias, entendeu!?”

(Homem-Tigre C): “Como se… como se alguém como você pudesse entender nossos sentimentos!”

(Homem-Tigre A): “Desistam dele, este assunto é de vital importância para a continuidade da tribo dos Tigres. Aleist, não é? Eu não vou falar para você entender. Mas escute aqui… se você não dominar nossas técnicas, você vai morrer, então se prepare seu maldito!!!”

E dessa forma, Aleist foi levantado e carregado pelos homens da tribo dos Tigres. Rudel viu ele saindo com um sorriso e acenou com a mão.

(Rudel): “Dê o seu melhor Aleist”

É dito que nesse momento, Aleist viu o diabo em Rudel.


[1] Yandere é um termo Japonês que se refere a um tipo de personalidade de personagens de histórias de mangá e anime. Garotas, interesses românticos, que se apresentam de maneira amorosa e gentil inicialmente, mas relevam uma fixação doentia por determinado personagem, se tornando psicopatas capazes de hostilidade e violência por motivos de ciúmes. O termo Yandere é a combinação das palavras yanderu, que significa “estar doente”, e deredere que significa “estar apaixonado”.