O grupo de busca e a líder do pelotão

Cattleya foi chamada para uma sala de reuniões no palácio sob as ordens de Lilim.

Neste ponto, Lilim tinha sido encarregada de uma companhia[1]. Isso fez com ela se tornasse a superior direta de Cattleya.

(Cattleya): “O que foi Senpai? Eu estou um pouco ocupada”

Vestindo o uniforme de uma Major[2], Lilim estava só um pouco irritada com o comportamento de Cattleya. Enquanto as duas causaram um problema similar, Lilim terminou o treinamento de novatos necessário, então ela foi capaz de ser promovida para o comando de uma companhia.

(Lilim): “… Cattleya, agora mesmo, eu sou sua superior”

(Cattleya): “Yeah, yeah. Então, o que foi?”

(Lilim): “Você é mesmo irritante, sabia? Essa é uma ordem dos superiores. Seu pelotão vai procurar por Rudel-sama… pelo recruta Rudel. Mas eles querem o máximo de participantes possíveis desta vez, então você vai usar os novos recrutas também”

Depois de Lilim enviar um olhar, os novatos saudaram Cattleya. Recebendo essas continências, relutante como ela era, Cattleya os saudou de volta.

(Lilim): “Esta semana, esses três vão ser deixados com você”

Os três em questão incluíam Saas, o ⌈Cavaleiro de personalidade tranquila: Luxheidt Aiguille… e Enora. Mesmo de pé diante de Cattleya, ela estava agindo normalmente.

Mas por dentro, ela pensou que seu estômago fosse ferver.

O senso de rivalidade de Alejandro por Oldart ardia tanto que ele foi negligente ao cuidar de sua filha. Com o objetivo de encontrar Rudel, a pessoa que deu permissão para emprestar os novos recrutas foi Alejandro.

(Cattleya): “Parece que um de vocês tem um ⌊Dragão do Vento. Ter algumas pernas velozes é uma enorme ajuda”

Olhando os documentos que ela recebeu de Lilim, Cattleya passou os olhos nos papéis de Enora e transmitiu sua honesta admiração pelo fato de que ela contratou um ⌊Dragão do Vento.

Apenas aqueles cujas habilidades e sorte se destacavam seriam capazes de fazer um Dragão selvagem acompanha-los.

Ao mesmo tempo, Cattleya notou que ela era a filha do Vice Capitão.

(Cattleya): “… vocês vão trabalhar como meus subordinados do pelotão. Nós vamos trabalhar em equipes de dois, assim, Enora, venha comigo”

Com as ordens de Cattleya, os recém-chegados saudaram e deram suas respostas. Enquanto Enora estava com uma expressão séria na superfície, algumas emoções sombrias estavam começando a criar raízes.

“Eu seria capaz de matar Cattleya?”, ela se perguntou…

(Lilim): “Cattleya, eu acho que você tem a ideia geral, mas se algo acontecer, então você terá que recuar. Você entendeu? Isto é uma ordem”

Encarada por uma Lilim séria, Cattleya fez sua saudação, só por precaução. Mas ela estava lidando com Rudel, um conhecido. Ela se questionava se eles teriam mesmo que se preocupar tanto assim.

(Cattleya): “Eu realmente não acho que eu vou falhar nisto”

(Lilim): “É por que você ainda é ingênua”

Assim que Cattleya fez pouco de Rudel, as preocupações de Lilim só aumentaram.


A velocidade de um ⌊Dragão do Vento era maior do que a que um Dragão Cinza poderia acompanhar.

Levando isso em consideração, Cattleya escolheu fazer dupla com Enora. E mesmo que ela devesse aumentar o raio da busca, Cattleya já tinha uma ideia de onde eles estavam.

Se Sakuya queria fugir, o único lugar que ela tinha para voltar era a |Morada dos Dragões|. Qualquer outro Dragão iria escapar pelo mar para ter certeza que ele não seria encontrado, não importava o quanto o país o procurasse.

Mas do ponto de vista de Cattleya, que conhecia a situação, a missão desta vez era excessivamente fácil.

O único problema era que a novata que ela trouxe odiava Cattleya terrivelmente e sua personalidade não era o que aparentava.

(Cattleya): “Nós estamos indo direto para a |Morada dos Dragões|

Montadas nas costas de seus dois ⌊Dragões, as duas Dragoons diminuíram a velocidade para discutir seu ponto de destino. Mas com a atitude arbitrária de Cattleya, Enora ficou irritada por dentro.

(Enora): “Eles estão mesmo em um lugar tão óbvio? (Droga, não fique mandando em mim)”

(Cattleya): “Yeah, bem, esse é o único lugar que eles poderiam estar”

Cattleya fez seus subordinados verificarem outros lugares. Na verdade, ela não queria que o conhecimento do comportamento peculiar de Rudel se espalhasse.

Embora ele fosse habilidoso, Rudel parecia ter um parafuso a menos e, para o bem ou para o mal, ele trabalhava em seu próprio ritmo.

Enquanto ele estava nisso, Rudel era um futuro Arquiduque e o ⌈Cavaleiro Branco, uma existência que se destacava em |Courtois|. Para aqueles que o conheciam, isto era mesmo um grande dilema.

Lendo “Como acariciar um Dragão” com carinho, ele era um pestinha que admirava Marty Wolfgang. Essa era a avaliação de Cattleya por Rudel.

Embora isto e aquilo tivesse acontecido antes, neste ponto, ela iria avaliar e elogiar o esforço dele com honestidade.

Mas ela não poderia permitir que essa personalidade extravagante fosse conhecida pelo mundo. Ela se juntou a Enora porque ela era a filha de uma casa de Dragoons. Cattleya esperava que ela entendesse tais problemas delicados.

Ela já sabia sobre a destruição do campo de treinamento pelos relatórios e, de uma posição de responsabilidade, esse era um problema que trouxe muita dor de cabeça a Cattleya.

Assim, com o ⌊Dragão Vermelho de Cattleya seguindo atrás dela, Enora instou seu ⌊Dragão do Vento em direção a |Morada dos Dragões|.

[Enora]: (“Algum dia, isso… eu definitivamente vou superar ela. Não importa o que eu tenha que fazer, não importa que métodos eu tenha que usar!”)

Quem sabe seja aqui que devamos explicar a personagem chamada Enora. Ela não tinha relação com a história. No máximo, ela era uma personagem que aparecia como uma dos Dragoons de |Courtois|.

Embora ela fosse talentosa, isso era tudo.

Comparada com Cattleya, que era praticamente amada pelo mundo, a situação dela era completamente diferente.


Por volta de quando o grupo de busca foi formado, Sakuya começou seu treinamento com Mystith.

Como esse era um treinamento de ⌊Dragões, ela iria agir separada de Rudel por um período de tempo. E, deixado sozinho, Rudel estava brincando com os ⌊Dragões jovens do território de Mystith.

(Rudel): “Hey! Esse é o meu almoço!!”

Assim que um Dragão pequeno roubou o peixe que ele tinha capturado no lago, Rudel começou a persegui-lo com um sorriso. Mesmo que eles fossem crianças, o tamanho deles não era diferente de um humano adulto.

Talvez devido a influência do lago onde eles viviam, todos eles estavam mostrando características de um Dragão da Água em suas cabeças.

Enquanto os ⌊Dragões fugiam para o lago, com suas habilidades inumanas, Rudel facilmente perseguiu e capturou os ⌊Dragões fugitivos.

(Rudel): “Agora você tem que devolver o meu… você já comeu ele?”

Da boca do Dragão que ele capturou, ele pode ver o rabo de um peixe. Com o sucesso de sua travessura, o pequeno Dragão parecia encantado.

Em seu estilo de vida de sobrevivência na |Morada dos Dragões|, Rudel prendeu sua faca na ponta de uma vara. Como ele estava vivendo perto do lago, suas roupas molhavam com frequência, então, neste ponto, ele vestia roupas feitas de folhas resistentes.

Parecendo praticamente com um homem das selvas, ele estava brincando com os ⌊Dragões pequenos.

(Rudel): “Isto é mesmo viver”

Segurando um Dragão debaixo de seu braço enquanto ele engatinhava para fora do lago, Rudel exclamou isso com um sorriso. Mas onde ele subiu, liderando um ⌊Dragão Vermelho e um ⌊Dragão do Vento, Cattleya e Enora estavam esperando por ele.

(Cattleya): “Não me venha com ‘isto é mesmo viver’! Você virou um Dragoon, então tenha um pouco de autoconhecimento[3]!”

(Rudel): “Cattleya-sa… Tenente[4]

Ele estava a ponto de adicionar um “sama” ao nome de Cattleya, mas, se lembrando do fato que ele também era um Dragoon agora, ele engoliu essas palavras.

(Enora): “O que você está fazendo em um lugar desses?”

Diante de Enora, sua companheira novata irritada, Rudel gentilmente colocou o tímido Dragão que ele carregava no chão. Todos os ⌊Dragões pequenos fugiram para o lago e desapareceram.

(Rudel): “Treinando”

(Cattleya): “Treinando? Mais importante, você já encontrou Sakuya? Nós temos que voltar logo”

Mostrando pouco interesse pela resposta de Rudel, Cattleya olhou ao redor procurando por Sakuya. Ela tinha certeza que Sakuya estaria ao lado de Rudel.

(Rudel): “Isso é impossível. No momento, ela está fora, treinando no mar do Norte”

(Cattleya): “O mar… quando ela irá voltar?”

(Rudel): “Não faço ideia”

(Cattleya): “Não faço ideia!? O que você quer dizer com ‘não faço ideia’!? Nós estamos com pressa! Você sabe que mal temos tempo restando para ela aprender a voar em formação para a apresentação, não sabe!?”

Enquanto Cattleya se aproximava, Rudel não recuou.

(Rudel): “Não, há algo mais importante do que voar em formação. Agora mesmo, Sakuya está dando o seu melhor para aprender isso. Eu vou confiar nela e esperar aqui”

(Cattleya): “E o que é isso?”

(Rudel): “Derrotar o chefe dos estábulos de ⌊Dragões

(Cattleya): “O que é isso!? Seu Dragão fugiu por algo assim!?”

Assim que Rudel falou com uma expressão séria, Cattleya elevou suas expectativas um pouco, mas agora, ela só podia ser capaz de berrar. Ela teria que fazer um relatório, então, se possível, ela queria uma razão mais apropriada.

(Rudel): “Se for Sakuya, ela vai ser capaz de fazer isso! Mais importante que isso, você por acaso sabe quem o chefe dos estábulos de ⌊Dragões seria?”

[Dragão da Cattleya]: (“… esse seria eu”)

O Dragão de Cattleya se intrometeu na conversa. Mas aqui foi revelado que o Dragão que eles teriam que derrotar era o ⌊Dragão Vermelho de Cattleya.

(Rudel): “Oh, não! Sakuya, seu oponente é bem poderoso. Dê o seu melhor!”

Rudel rezou pela segurança de Sakuya em sua luta com o Dragão de Cattleya. Mas o Dragão em questão não tinha entendido a situação.

[Dragão da Cattleya]: (“O que você quer dizer com ‘dê o seu melhor’!? Se eu for atacado por aquela gigante, eu não vou ficar inteiro!! Em primeiro lugar, por isso se tornou derrotar o chefe? Eu não entendi isso”)

(Rudel): “A verdade é que…”

Rudel juntou tudo o que tinha acontecido até aquele ponto e transmitiu para todos. Havia coisas que os outros, tirando Enora, não sabiam e o fato de que Sakuya estava sendo intimidada carregava alguma simpatia.

(Cattleya): “Eu me sinto mal por ela. Mas fugir é ir longe demais”

[Dragão da Cattleya]: (“Entendo, então aquela garota estava sendo intimidada… mas isto não tem nada a ver comigo, certo? Eu não visito os estábulos de ⌊Dragões há anos”)

(Rudel): “Não, espancar o chefe é nosso objetivo”

Assim que Rudel calmamente informou que ele era relevante, mostrando sua determinação para cumprir seu objetivo, o ⌊Dragão Vermelho e Cattleya fizeram uma comoção.

[Dragão da Cattleya]: (“Não brinque comigo! Eu realmente não sei de nada!!”)

(Cattleya): “E pensar que o meu Dragão que apanhava o tempo todo era na verdade…”

Depois de ser retirada do treinamento de novatos, Cattleya recebeu uma missão. Ela não fazia ideia sobre os assuntos dos estábulos de ⌊Dragões. Como uma Major, o Dragão de Lilim estava em um estábulo separado.

Essa era uma infeliz ocorrência.

Enora era incapaz de escutar a voz do Dragão de Cattleya. Em tal estado, ela era incapaz de entrar na conversa. Ela pediu a seu próprio Dragão para interpretar e não poderia fazer nada além de escutar.

Mas o rosto dela estava ficando vermelho.

Os olhos dela não podiam fazer nada além de serem atraídos por Rudel.

Sendo criada de forma mais dura do que Cattleya por seus pais (especialmente por seu pai), Enora manteve distância dos homens da academia. Embora ela vestisse belas roupas, essa também era uma forma de se rebelar contra sua formação.

Mas ela não tinha a oportunidade de sair com homens. Com um Dragoon como seu pai, nenhum ⌈Cavaleiro iria se aproximar dela descuidadamente.

Ela não tinha resistência contra o gênero masculino.

Sua fachada acostumada era sua forma própria de se rebelar contra seu pai. Enquanto o Dragão de Enora resumia e transmitia a conversa de Rudel, ele notou o estranho comportamento de sua contratante.

[Dragão da Enora]: (“Qual o problema?”)

(Enora): “… nã-não é nada”

Para ter certeza que ninguém percebesse seu rosto vermelho, Enora dirigiu sua mente para outras coisas. Assim que a mente dela mudou para o curso de ação deles a partir daqui ela buscou confirmação com Rudel, que ainda estava discutindo.

(Enora): “Desculpe interromper. Mas, mais importante ainda, não é melhor nós fazermos primeiro um relatório? Os superiores ainda estão zangados com o atual estado inexplicado dele”

Enquanto ela agia como se estivesse calmamente pensando nos planos futuros, o olhar de Enora estava dirigido para Rudel. Assim que a conversa mudou para trabalho, Cattleya também mudou sua linha de raciocínio.

(Cattleya): “Tem razão… então eu vou relatar. Você fica aqui e vigia ele”

Cattleya apontou para Rudel, a semente da preocupação, enquanto ela ordenava a Enora que ficasse sozinha com ele. Embora ela fosse uma mulher, ela era antes uma ⌈Cavaleira e Enora concordou em realizar o pedido.

Não havia nada a dizer sobre homens e mulheres. Mais do que qualquer coisa, deixar Rudel sozinho seria um problema.

Mesmo agora, talvez pensando que a conversa tinha acabado, ele começou a preparar o almoço.

(Cattleya): “Deixando isso de lado, por que você não volta? Se Sakuya está treinando, então não está tudo bem se você retornar? Se for preciso, eu posso te levar de volta agora”

Quando Cattleya perguntou a Rudel, como se notasse isso apenas agora, ele fez uma cara perplexa.

(Rudel): “Eh? Se Sakuya está treinando, então eu tenho que treinar também. Hoje, eu brinquei com os filhotes de Dragão!”

Assim que Rudel ousadamente confessou estar brincando, Cattleya silenciosamente desceu seu punho na cabeça dele.

(Cattleya): “… eu vou escutar a sua justificativa”

(Rudel): “Isso não é algo que você deve dizer antes de me bater? Bom, Mystith-sama deixou o cuidado dos filhotes comigo e, enquanto estávamos nisso, ela me ensinou o método de treinamento de Marty-sama. Ambos eu e Sakuya vamos ficar mais fortes no momento que voltarmos para casa. Ow!”

Assim que Cattleya silenciosamente o chutou, seu ⌊Dragão Vermelho a incentivou a continuar.

[Dragão da Cattleya]: (“Chute ele! Chute ele mais! Eu só sou tratado assim quando Rudel está envolvido! Isso definitivamente é culpa desse cara!”)

Cattleya continuou a chutar ele por um tempo, mas assim que ela ficou cansada, ela desistiu.

(Cattleya): “Você realmente precisa criar um pouco de autoconhecimento!”

(Rudel): “Por quê!? Isto é para eu me tornar o mais forte de todos os Dragoons!”

(Cattleya): “Calado! O primeiro passo é se tornar um humano decente!”

A declaração de Cattleya, que definitivamente faria o Capitão rir se ele estivesse ali, ecoou pela floresta. Olhando para essa cena, os olhos de Enora ficaram aguçados.


[1] Uma companhia é um tipo de unidade militar, composta por entre 60 e 250 militares e tradicionalmente comandada por um capitão. Normalmente, está dividida em dois ou mais pelotões, com várias companhias a formarem um batalhão. Tipicamente, a companhia é a menor unidade de um exército a dispor de autonomia administrativa e logística. Tradicionalmente, o sargento mais graduado de uma companhia é designado “primeiro-sargento”, sendo responsável pelos seus serviços administrativos.

[2] Major é um posto militar, nas forças armadas e de segurança de vários países. Conforme o país, pode ter significados diferentes. Na maioria dos países, corresponde ao primeiro posto de oficial superior, sendo superior a Capitão e inferior a Tenente-Coronel.

[3] Autoconhecimento é o conhecimento de si mesmo, das próprias características, sentimentos, inclinações, etc.

[4] Na maioria dos exércitos, marinhas e forças aéreas do mundo, utiliza-se a denominação “Tenente” para designar as patentes de oficiais com status inferior ao Capitão.