O Hipogrifo e o Cavaleiro das sombras

O meio-dia já tinha passado no momento que a notícia alcançou a |Cidade Portuária de Beretta|.

Para os três ⌈Dragoons de serviço, um relatório chegou dizendo que algumas cidades e vilarejos próximos da fronteira estavam sob ataque. Aqueles que entregaram as mensagens eram ⌈Cavaleiros encarregados principalmente das tarefas de um mensageiro.

Esses ⌈Cavaleiros que montavam 〈Hipogrifos[1], cruzamentos entre cavalos e 〈Grifos[2], eram uma unidade fantasma especializada em grande parte em trabalhar com informação. Diferente dos ⌈Dragoons, que só poderiam agir em assuntos públicos, eles iriam completar suas missões sem se destacar.

O 〈Hipogrifo tinha a forma de um cavalo, entrando na cidade portuária com um rosto inocente. Mas esses ⌈Cavaleiros que domavam feras ainda mais raras do que ⌊Dragões eram pessoas que serviam diretamente sob a linhagem real. Não era natural encontrar um deles em um lugar desses.

(Bennet): “Você está nos dizendo para fazer uma surtida[3]?”

Vestindo um capuz, o rosto do ⌈Cavaleiro não poderia ser visto. Embora o interior do capuz fosse definitivamente escuro, eles pareciam vestir algum tipo de máscara.

Depois de levarem seus pés até Bennet em roupas civis, eles reuniram o pessoal relevante e desfizeram seus disfarces na sala de reuniões.

Eunius e Aleist, que foram arrastados a força pelo caminho, mostravam diferentes reações enquanto eles ficavam diante de um ⌈Cavaleiro de uma brigada famosa, em certo sentido.

Enquanto Eunius estava cheio de interesse pela brigada sem nome que ele estava vendo pela primeira vez, Aleist firmemente inclinou sua cabeça. Mesmo quando se tratava de 〈Hipogrifos, parecia que ele não sabia nem mesmo da existência deles neste mundo.

Enquanto 〈Grifos eram impossíveis de serem domados por mãos humanas, se um macho deles tivesse um filho com uma égua, um 〈Hipogrifo seria o resultado. Sendo esse o caso, 〈Grifos frequentemente faziam de cavalos suas refeições, e os próprios 〈Hipogrifos era inférteis. Por esse motivo, o próprio conceito deles era raro.

(Cavaleiro): “Sim. Nós não temos a habilidade para mantê-los no lugar. Falando sobre a escala deles, a opção de desviá-los para longe de cidades e vilarejos se provará difícil”

Diante do ⌈Cavaleiro mascarado que respondeu Bennet com uma voz abafada, Keith estava em silêncio. Embora Keith normalmente fosse do tipo que causaria um tumulto, quando se tratava de trabalho, a expressão dele mudava.

(Bennet): “A escala deles é grande demais. O que aconteceu?”

(Cavaleiro): “Nós não podemos oferecer os detalhes… mas é certo que eles estão vindo do lado do |Império|. Para piorar, é possível que uma segunda onda apareça”

(Bennet): “Contando os insetos, é uma escala que supera mil”

(Cavaleiro): “Eu os observei de longe e eles parecem estar procurando por comida. Essa é uma situação consideravelmente perigosa”

Bennet organizou um plano com a informação que chegava. Mas então, Aleist se intrometeu na conversa. Pelo que ele escutou, era certo que este ⌈Cavaleiro se sentou e observou enquanto monstros atacavam um vilarejo.

(Aleist): “Você não quer dizer que você os ignorou!?”

Assim que ele se aproximou do ⌈Cavaleiro encapuzado, Eunius segurou os ombros dele. Quando Aleist se virou, Eunius balançou sua cabeça para o lado.

(Eunius): “Esse é exatamente o tipo de unidade a qual ele pertence. Embora eles sejam ⌈Cavaleiros, eles são o tipo de pessoa que esconde seus números e história para trabalhar pela coroa. O fato de eles até mesmo virem nos notificar é um milagre”

Eunius virou seu olhar para o ⌈Cavaleiro encapuzado. O ⌈Cavaleiro, que não poderia ser visto como homem ou mulher, não mostrou a menor reação. Enquanto Aleist olhava para baixo, Bennet chegou à conclusão de que eles estavam em uma situação onde nenhum meio comum de comunicação era viável.

(Bennet): “Keith, assuma a liderança e acabe com os monstros ao redor do povoado sob ataque. Assim que eu chegar, eu vou entrar em combate terrestre. Depois disso…”

(Aleist): “Eu-eu vou também!”

(Eunius): “Oy!”

Quando Bennet deu suas ordens, Aleist mostrou seu desejo de se juntar a eles. Eunius pensou que era falta de cortesia envolver alguém nos negócios de outra brigada e tentou detê-lo. Mas Bennet deu seu consentimento.

[Bennet]: (“Isto deve ser o correto”)

(Bennet): “Rudel, desta vez, você vai montar na minha Heleene. Se aquelas duas ali quiserem montar, elas podem se juntar também”

Assim que Bennet deu a ordem, Keith fez uma expressão séria. Ele certamente queria criticá-la por levar pessoas não relacionadas para o local, contudo, Bennet o informou antes que ele pudesse abrir sua boca.

(Bennet): “No campo de batalha, o procedimento faz você ficar sob meu comando. Além do mais, os acompanhantes simplesmente aumentaram de dois para quatro”

Keith coçou sua cabeça, e embora ele não aceitasse totalmente a situação, se era uma ordem… assim, ele silenciosamente correu para fora da sala. Quando ele deixou a sala de reuniões, seu Dragão começou sua descida do lado de fora do prédio, ficando de prontidão no ar.

Pensando que ele poderia ser um subordinado confiável, desta vez, ela virou todo o seu corpo para a direção de seu subordinado, Rudel.

(Bennet): “Rudel, você não irá levar Sakuya nesta missão”

(Rudel): “Major, Sakuya pode fazer isso. Se forem apenas monstros, então…”

(Bennet): “Parece que você não está entendendo alguma coisa. Deixe-me soletrar claramente. O que é demandado de nós é a perfeita execução da missão. Ela fez o melhor que pôde? Esse esforço não é nem mesmo digno de avaliação. Eu determinei que é impossível para seu Dragão executar a missão. É por isso que você não vai levar ela”

Prestes a abrir sua boca, Rudel olhou para baixo mortificado enquanto ele não colocava nada além de sua aceitação na boca. Enquanto Bennet queria tentar animar seu subordinado, eles não tinham tempo. Pensando que haveria alguma conversa pelo caminho, ela se apressou em suas preparações.

(Bennet): “Nós estamos saindo agora. Preparem o que vocês puderem, se você não estiver na praça, você ficará para trás”

Depois de chamar Aleist e Eunius, Bennet correu para fora da sala de reuniões. Quanto a seu equipamento, ela apenas teve que apertar sua bolsa em seu Dragão.

Ela poderia aliviar as preocupações de Rudel no céu. Isso era tudo o que ela tinha para pensar, mesmo assim, ela acabou refletindo sobre algo desnecessário.

[Bennet]: (“Sakuya-chan vai ficar deprimida”)


Seguindo o comando de Keith, o grupo seguiu para uma contraofensiva, mas nas costas de Dragão dela, Bennet deu ordens para o local.

(Izumi): “Proteção dos civis?”

A respeito da pergunta de Izumi, Bennet falou.

(Bennet): “Isso mesmo. Rudel e eu vamos nos livrar dos monstros que se infiltraram. O resto de vocês vai proteger os civis que estarão evacuando. Falando de modo geral, vocês ficariam no caminho”

Ouvindo que ele iria ficar no caminho, Aleist começou a se queixar, mas Eunius o impediu. O próprio fato que o Eunius de sempre iria provavelmente se irritar com essas palavras só deixou Aleist ainda mais surpreso.

(Aleist): “Somos capazes de lutar também”

(Eunius): “Ela sabe disso. Ela está nos levando junto porque podemos lutar. Mas este é o trabalho de Rudel. Nós não devemos ficar no caminho”

Ouvindo isso de uma forma como se ele estivesse acalmando uma criança irritada, Aleist não tinha como responder. Ele entendia. Ele nunca pensou que seria capaz de estabelecer coordenação com os outros nesta batalha, mas ele tinha o desejo de ajudar.

Ambos os lados da moeda se misturavam dentro dele, o deixando sem palavras.

(Rudel): “Aleist, deixe isso comigo e a Major”

Quando Rudel disse isso, Aleist só pôde acenar com a cabeça.

[Aleist]: (“Maldição. Eu não deveria ser forte? Eu não deveria ficar forte?”)

Ele estava irritado com sua própria inutilidade. Se ele era o protagonista da história, então, não importava o momento, ele deveria ser capaz de tornar possível o impossível. Assim ele pensava, mas a verdadeira forma dele era diferente.

Limpando dia após dia, ele era uma existência distante de qualquer coisa que poderia ser chamada de papel principal. Mesmo assim, algum dia… ele tinha a convicção, mas ele sabia que a realidade nunca era tão doce.

Erguendo seu rosto, ele olhou para a cidade de onde se erguia uma fumaça preta. Se eles estivessem vivendo suas vidas normalmente, certamente fumaça seria visível, mas essa era uma fumaça negra que falhava em entregar o menor senso de vivacidade. Na cena onde ele pensava que poderia escutar gritos humanos a qualquer momento, Aleist prendeu a respiração.

[Aleist]: (“Estou com medo”)

Ele não estava com medo da batalha. Ele estava com medo de sua própria impotência. Em cima das costas do Dragão, Aleist fortaleceu sua determinação. Justo quando ele estava a ponto de dizer a si mesmo que ele não era a mesma criança inútil que ele já foi, Bennet…

(Bennet): “Nós vamos aterrissar na praça da cidade, mas nós não temos tempo para descer. Eu vou colocá-la em um voo invertido, então só pulem”

(Aleist): “Sim! Espere, o quê?”

Da enorme bolsa amarrada nas costas do Dragão, Bennet retirou um bumerangue de metal que possuía toda a sua altura.

Aliás, não eram apenas um ou dois. Ela tinha colocado o que poderia ser chamado de várias dezenas de bumerangues dentro de sua bolsa.

(Rudel): “Major, eu devo segurar isso para você?”

Rudel gritou preocupado, mas Bennet abanou sua cauda como se estivesse negando isso.

(Bennet): “Seu idiota! Que bem isso fará em suas mãos? Fique de olho na forma como eu luto. Se Keith está indo bem na vanguarda, então por volta deste momento…”

No ar acima da cidade que eles se aproximavam, um Dragão da Água estava disparando uma rajada de ataques contra o chão. Atacando a área ao redor do solo, ele eliminava os monstros voando pelo céu. Mas como os ataques de um Dragão iriam arrasar a cidade, seu ataque estava limitado ao espaço aéreo e o exterior da cidade.

Vendo a hábil manipulação do Dragão, todos tinham a impressão de que isso seria impossível para Sakuya. Mais do que isso, ela poderia até apagar a cidade junto com os monstros.

(Bennet): “… Parece que ele está se saindo bem. Heleene, se junte a Spinnith e acabe com os monstros nos arredores”

Assim que Bennet chamou seu próprio Dragão, o Dragão deu um único rugido no ar. Era como se ela estivesse respondendo que tinha entendido. Se alguém além de um ⌈Dragoon visse a cena, iria parecer uma conversa unilateral com um Dragão.

(Bennet): “Então estamos indo”

(Aleist): “Ah, espe… gyaaaah!!”

Dando um súbito mergulho de nariz, Heleene se virou e voou em uma posição em que sua barriga ficou para cima. O que antes era um voo estável, os movimentos dela mudaram para uma trajetória que trariam uma montanha-russa a mente. Aleist nunca foi bom com montanhas-russas.

(Rudel): “Aleist, você vai morder sua língua”

(Eunius): “Exatamente o que eu pensei”

Enquanto Rudel se preocupava com Aleist, Eunius estava com uma cara irritada. Com esta sendo a primeira batalha real delas, nem Izumi nem Millia encontraram tempo para se importarem com a tensão de Aleist. Enquanto isso, Rudel estava conversando com essas duas.

Aleist se arrependeu só um pouco por ele ter perdido a oportunidade perfeita.

(Bennet): “E aqui vamos nós”

Observando as costas de Bennet, Aleist estava surpreso. Segurando um pacote desses bumerangues enormes, ela se levantou para joga-los. O número jogado nesse instante foi seis. A partir daí eles voaram, girando com grande velocidade para encontrar um alvo nos monstros no chão.

Cada vez que eles atingiam a terra, eles teriam cortado muitos monstros pelo caminho. Quando ela terminou de lançar dezoito, Bennet gritou.

(Bennet): “Agora, pulem!”

Vendo todos pulando, Aleist saltou só um pouco mais tarde. Sua sincronia ficou um pouco ruim, ele foi o único que caiu dentro da fonte no centro da praça. Depois que seu corpo atingiu a água da fonte que chegava quase na altura do joelho, ele afundou com o peso de seu equipamento.

(Millia): “O que você está fazendo Aleist!? Você está bem, não está? Não está!?”

(Aleist): “Eu-eu estou bem…”

Rastejando para fora da água, Aleist dirigiu um sorriso a Millia. Mas Millia imediatamente começou a inspecionar a área.

Enquanto Millia gritava com ele, Aleist era do tipo que ficaria feliz mesmo se fosse apenas um grito. Olhando ao redor, eles podiam ver Bennet e Rudel começando suas ações.

(Bennet): “Eu vi eles evacuando para o Sul em massa. Todos vocês, sigam direto para o Sul!”

Com essas palavras, os dois começaram a correr para o Oeste e logo saíram de vista.

(Aleist): “Bennet-san tem bons olhos”

Tendo tal impressão tão deslocado, Aleist fortaleceu sua determinação enquanto ele e os outros três corriam para salvar os habitantes locais.


Enquanto cada um deles possuía meios diferentes para se mover em alta velocidade, olhando para o resultado, parecia que Rudel mal era capaz de acompanhar o ritmo.

Era uma cidade pequena, onde prédios de três andares eram raros e o mais alto onde eles poderiam chegar. Os dois estavam acabando com os monstros na área onde as construções residenciais estavam estreitamente reunidas. Mas no espaço onde Rudel derrotava um único monstro, Bennet estava os derrotando um após o outro.

Derrotando um monstro em movimento, ela iria instantaneamente procurar pelo seu próximo alvo.

[Rudel]: (“Ela é mesmo rápida”)

Quando se tratava de aceleração instantânea, Rudel não estava perdendo. Mais do que isso, quando se tratava de velocidade, Rudel certamente era superior.

Bennet atirou duas facas em dois 〈Goblins que tentavam fugir por um beco. Com seus órgãos vitais precisamente atingidos, os dois morreram instantaneamente.

Bennet e Rudel saltavam livremente pelos espaços entre os prédios, mas os movimentos deles eram diferentes. Rudel não poderia fazer nada além de desacelerar logo antes de um ataque.

Então, eles ouviram um grito.

Quando ele diminuiu para verificar, ele viu um único 〈Orc a ponto de descer uma enxó[4] feita de pedra e madeira contra uma família. Ele provavelmente se encaixaria na variedade mais inteligente de monstro. Rudel rapidamente se moveu para o espaço acima do 〈Orc, acelerando contra o chão enquanto ele usava sua espada para dividir em dois o monstro.

Por um tempo, ele parou de contar quantos monstros ele tinha eliminado.

Assim que o 〈Orc dividido verticalmente jorrou sangue, Rudel foi banhado por isso. Vendo essa forma, a família que estava sendo atacada soltou um grito ainda maior enquanto eles fugiam.

O braço esquerdo que ele estendeu na tentativa de ajudá-los, antes que ele notasse, Bennet tinha se aproximado e o agarrou.

(Bennet): “O que você está fazendo? A limpeza ainda não acabou”

(Rudel): “Mas nós temos que garantir a segurança deles”

(Bennet): “No tempo que você gasta salvando uma única família, muitos outros residentes vão morrer. Eles vão fugir pelo caminho que criamos, a probabilidade deles de sobrevivência é alta”

A família que fugiu sem nem ouvi-los já estava fora de vista.

(Bennet): “Nós podemos deixar os monstros do lado de fora da cidade para Keith e Heleene, mas nós somos os únicos que podem lidar com os monstros que vem para dentro”

Vendo Bennet partir depois que começou seu movimento ao deixar apenas essas palavras, Rudel cerrou os dentes. Ele entendia isso em sua cabeça. Mas quando as coisas estavam diante de seus olhos, ele tinha um pouco de hesitação. Começando seu movimento um pouco depois, ele alcançou Bennet, que diminuiu sua velocidade.

(Bennet): “Ponha isso em sua cabeça, quanto mais você hesitar, mas pessoas vão morrer. E essa é a medida da sua força. Se você quer salvar eles, você tem que ficar mais forte”

(Rudel): “… sim”

Dizendo isso assim que Rudel a alcançou, Bennet acelerou de novo. Para segui-la, Rudel aumentou sua velocidade. Enquanto ele desesperadamente se mantinha na cola dela, Rudel observava as costas de Bennet.

Ela já tinha usado todos os bumerangues que possuía e ela não tinha nenhuma faca de arremesso sobrando. Mas isso não diminuía a velocidade com que ela os derrotava. Isso só mostrava o quão versátil ela era.

Ao mesmo tempo, ela não estava usando nenhum poder desnecessário. Os movimentos e ataques dela passavam a impressão de que ela só estava usando o mínimo necessário. Para Rudel, parecia que ele estava observando um trabalho profissional.

Em contrapartida, as formas de ataque de Rudel eram limitadas. Como eles estavam no meio da cidade, ele não podia usar magia. Quando atacava em movimento, a precisão cairia, e se a magia do desnecessariamente poderoso Rudel falhasse, isso resultaria em danos para a área.

Se ele tivesse Sakuya, o dano se tornaria algo grave.

[Rudel]: (“Sakuya, eu e você, nós temos um longo caminho a percorrer”)

Bennet chutou um 〈Orc diante de seus olhos, fazendo vários 〈Goblins caírem junto com ele. Talvez ela tenha feito seu chute atingir um ponto vital, pois o 〈Orc não mostrava sinais de movimento. Ela ficou sem facas de arremesso, agora segurando uma adaga em cada mão, mudando para um estilo de duas armas.

Com isso, os movimentos dela ficaram apenas mais precisos.

Mesmo que para se aproximar de um inimigo fosse necessário que os movimentos da pessoa exigissem a maior quantidade de cautela.

(Bennet): “Isso mesmo. Rudel, eu vou te ensinar pelo exemplo. Queime isso em seus olhos”

Assim que os dois aterrissaram em um telhado, Bennet ordenou que Rudel observasse antes de pular. Embora houvesse monstros receosos com a proeza de combate que ela demonstrou, talvez vendo a figura dela, alguns deles confundiram ela com uma pessoa fraca e começaram a se reunir.

A aparência dela era a de uma jovem garota, além disso, uma fraca. Mesmo que alguns dos monstros tivessem cabeças relativamente boas sobre seus ombros, havia um limite para isso. A respeito dos monstros que iam em direção a ela, Bennet não demonstrou pânico.

No instante seguinte, depois que ela pulou ligeiramente duas vezes onde estava, para Rudel, era quase como se ela tivesse desaparecido.

Imediatamente ativando seus olhos mágicos, Rudel rastreou os movimentos dela. Não era uma velocidade diferente da dele próprio, talvez fosse até mais lenta, mas diferente de seus disparos de emergência, os movimentos dela eram menores.

Com toda a velocidade que ele tinha, Rudel não poderia deixar de fazer movimentos grandes, e era aqui que a diferença aparecia. Não havia desperdício em cada passo que ela dava.

No momento em que ele percebeu, os monstros nas imediações já tinham sido eliminados.


Enquanto isso, Eunius e os outros, que estavam priorizando a proteção dos habitantes locais, estavam protegendo refugiados dos monstros.

O maior prédio na cidade era aparentemente uma fortaleza construída anos atrás.

(Eunius): “Maldição, não há fim para eles”

Cortando dois monstros com sua espada grande, um Eunius manchado de sangue usou um pano para limpar seu rosto. Esse foi o último dos monstros que se aproximavam.

Mas mesmo assim, depois de pouco tempo, os monstros iriam se agrupar e atacar de novo.

Subindo nos prédios ao redor, Millia usava sons para notifica-los sempre que monstros estavam se aproximando. Ela podia usar um arco, e eles estavam gratos por ela poder usá-lo para derrubar os retardatários dessa posição.

(Aleist): “Eunius, troque comigo”

(Eunius): “Você é estúpido? Eu não posso usar mais magia. Você fica na entrada e continua com a magia de suporte”

Retornando Aleist para seu posto original, Eunius observou Millia e Izumi. Sem problemas com Aleist. Na frente da construção para onde os moradores evacuaram, havia um pequeno pátio. Como eles podiam usar magia ali, era fácil derrotar os monstros deste nível.

(Eunius): “Ainda assim, se nós não estivéssemos aqui, o que aquela Capitã fofa planejava fazer… bom, ela tem o seu Dragão, então eu tenho certeza que daria tudo certo”

Ele desviou seus olhos para Izumi. Millia estava mantendo a atenção nos arredores. Não parecia haver nenhum problema particular no lado dela, mas a exaustão de Izumi era grande.

Além da batalha, ela estava cuidando dos residentes que fugiam. Eunius iria trata-los com muita grosseria, e com Millia, havia alguns problemas relacionados a raça.

Mas do que tudo, Aleist não era confiável para esse tipo de coisa. Como resultado, a obrigação foi imposta a Izumi.

Acalmando os habitantes locais em caos, e, seja como for, ela ainda estava lidando com os ataques dos monstros. Os inimigos vinham em números grandes demais, e até a magia de Aleist não era capaz de lidar completamente com eles.

(Eunius): “O uniforme de uma ⌈Alta Cavaleira realmente é efetivo”

O fato de Izumi ser uma ⌈Alta Cavaleira tinha um efeito, mais ou menos. Naturalmente, do ponto de vista dos moradores, não era como se eles entendessem a filiação dela. Eles decidiram pela aparência que alguma ⌈Cavaleira esplêndida estava falando.

Aleist e Eunius estavam em roupas civis, e o uniforme dos Defensores não parecia muito diferente daquele dos ⌈Cavaleiros das bases das brigadas.

Mas mesmo com Izumi persuadindo eles, os residentes continuavam a se revoltar, deixando as coisas ainda mais piores. Havia um homem com cara de comerciante que exigia que eles fossem salvar seu filho que ficou para trás. Como sua esposa morreu, havia um homem que correu para fora dizendo que ele iria morrer também.

Eunius sentiu raiva por ele não ter ninguém para substitui-lo enquanto ele pensava em como iria cumprir a tarefa diante de seus olhos.


[1] Um Hipogrifo é uma criatura lendária, supostamente o fruto da união de um grifo e uma égua.

[2] Grifo é uma criatura lendária com cabeça e asas de águia e corpo de leão. Fazia seu ninho em bolcacas (nome usado para o ninho do grifo conforme a mitologia grega) e punha ovos de ouro sobre ninhos também de ouro. A figura do grifo surgiu no Oriente Médio onde babilônios, assírios e persas representaram a criatura em pinturas e esculturas.

[3] Surtida é um termo militar para se referir a uma saída repentina da guarnição de um local fechado ou sitiado para atacar o inimigo e abrir uma passagem.

[4] A enxó é um instrumento composto por um cabo curto e uma chapa de aço cortante. É usada por carpinteiros e tanoeiros para desbastar a madeira. Tem a aparência semelhante à de um machado.