A habilidade do Dragoon Branco é?

Alguns meses depois de Rudel ser mandado para as fronteiras…

Acima da água, um pouco afastados da |Cidade Portuária de Beretta|, três Dragoons estavam voando pelo céu.

Izumi e Millia encararam a cena de um local com vista para o porto. Embora parecesse que eles estavam voando em formação, eles estavam lutando dois contra um.

Os dois Dragões azuis estavam voando em círculos ao redor do ⌊Branco. O ⌊Dragão Branco que lutava, cercado pelos outros dois, à primeira vista, parecia em desvantagem.

(Millia): “Você acha que eles estão bem?”

Enquanto Millia parecia nervosa, Izumi estava preocupada. Embora ela soubesse que era perigoso desde o início, para mensurar as habilidades deles, foi concluído que não havia outra maneira.

Se possível, isso era algo que ela queria evitar, mas foi algo que esses três concordaram, então isto não era um problema que Izumi ou Millia poderiam opinar. Os três Dragoons entusiasticamente participaram deste combate.

(Izumi): “Ele vai ficar bem… provavelmente”

(Millia): “Você tem certeza? Você pode me olhar nos olhos e jurar isso?”

Millia enviou um olhar questionador para Izumi. Não era como se Izumi não acreditasse em Rudel, mas ela desviou seu olhar de Millia. Pensando em suas habilidades atuais, não seria estranho se algum tipo de problema aparecesse.

Dois contra um. Ela queria acreditar que ele ficaria bem.

Quando as duas voltaram seus olhos para o campo de batalha, uma luz apareceu sobre a água. Essa luz ofuscante fez as duas erguerem seus braços para protegerem seus olhos, e assim que a luz desapareceu, elas olharam para os Dragões. Lá, elas viram as figuras de dois Dragões partindo para uma luta individual.

Aquela luz cegante deve ter sido excessivamente problemática para os três no confronto direto.

(Millia): “Então, o primeiro a cair foi Spinnith!”

Não havia dúvidas, os primeiros a caírem foram Keith e Spinnith, uma dupla habilidosa em batalhas aéreas. Mas era questionável se qualquer um dos outros tinha a habilidade para fazer isso.

(Izumi): “Não pode ser!”

Observando os movimentos do Dragão, Izumi confirmou que Spinnith caiu dentro do mar. O Dragão de Bennet, Heleene, estava se afastando de Sakuya. Mas nenhum de seus ataques de longa distância estava atingindo Sakuya.

Quanto a distância, ela estava dentro do alcance. Mas Sakuya continuava ilesa.

Eventualmente, Sakuya começou a liberar uma luz. Embora seu rugido tenha percorrido todo o caminho até os ouvidos de Izumi, foi algo que transmitiu as vibrações do ar para o corpo inteiro dela.

Notando a desvantagem, Heleene, disparou contra Sakuya, levando seu corpo para o nível do mar, apenas para a superfície do oceano se congelar em um instante. Parecia quase como se o Dragão da Água estivesse oferecendo um lugar para Rudel e Bennet lutarem.

(Millia): “Então ela percebeu que Bennet-san estava em desvantagem no ar”

Uma porção da água realmente se transformou rapidamente em uma arena.

(Izumi): “Não tem jeito. Não importa quão mais rápida elas sejam, o tempo que elas podem ficar no ar é curto”

As duas estavam mais preocupadas com Bennet do que com Rudel.


Antes que ela caísse dentro do mar, Bennet pulou em um apoio de gelo.

Assumindo uma postura com o bumerangue de madeira em suas costas, ela checou a esquerda, direita e o alto. Enquanto ela confirmava que ele tinha afundado dentro do mar com Sakuya, era incerto qual a direção de onde Rudel poderia sair.

Ele não foi treinado de forma tão suave para que afundar na água desse um fim a ele. Ele já tinha crescido ao nível onde ela não poderia enfrentá-lo em batalhas aéreas. Rudel era do tipo que iria continuar treinando o básico como um idiota. Dessa forma, ela pensou que seria rápido assim que ele pegasse as manhas, mas ele tinha excedido em muito as expectativas de Bennet.

(Bennet): “De onde… de baixo!”

Assim que Bennet aumentou seus sentidos para se manter atenta com os arredores, ela subitamente virou seu rosto diretamente para baixo e apressadamente deixou o local.

Logo depois disso, o gelo foi esmagado e um pilar de gelo subiu. Apesar de ela ter sido banhada pela água do mar que espirrou, a expressão de Bennet não mudou. Ela se concentrou para procurar Rudel. Assim, ela escutou um leve som, então ela usou seu bumerangue no lugar de um escudo.

Independentemente da |Mana que ela usou para fortalece-lo, a mão que o segurava transmitiu um som grave a ela. Determinando que ele iria se quebrar neste ritmo, ela instantaneamente descartou seu bumerangue e atirou outro de suas costas contra ele.

O bumerangue que girava rápido o bastante para zumbir no ar, perseguiu Rudel, mas terminou apenas cortando a própria imagem persistente dele. No instante seguinte, Bennet equipou as adagas de madeira que ela mantinha em sua cintura com ambas as mãos. Cruzando elas, ela capturou a espada de madeira que Rudel desceu diretamente contra ela.

Eles estavam em cima de um pedaço de gelo sacudindo nas ondas, mas com o impacto desse ataque, rachaduras se espalharam de onde ela plantou seus pés. O gelo, como um todo, deu uma grande sacudida em baixo da água antes de voltar para cima e se estabilizar.

Bennet energicamente se afastou dele e, enquanto ela corrigia sua postura, Rudel aterrissou antes dela. Ela instantaneamente desferiu um chute, mas Rudel segurou essa perna com sua mão esquerda, se livrando dela.

Corrigindo seu posicionamento no ar, Bennet jogou a adaga em sua mão esquerda. Enquanto Rudel a defletia, Bennet dava um pequeno salto no gelo.

Isso era algo parecido com um hábito para Bennet, mas como ela sempre entrava no movimento de alta velocidade depois disso, ela nunca chegou a reconhecer isso como uma fraqueza.

Contudo…

[Bennet]: (“Porcaria”)

No momento que ela notou, Rudel esticou sua mão esquerda contra o rosto dela. Rudel a tinha em sua mira.

Enquanto ela devolvia o ataque com sua adaga restante, o intenso choque fez ela perder em força bruta, e Bennet estava começando a ser empurrada para trás. Em velocidade, poder e técnica, Rudel tinha amadurecido. Quando se tratava da parte técnica, ela provavelmente ainda poderia vencer, mas já não era o suficiente para esconder suas outras aberturas.

Mesmo se ela se movesse mais rápido, aqueles precisos Raios de Luz a perseguiam e a capturavam. Quando ela pensou em seu apoio desmoronando em pedaços menores e menores, Bennet estava perdendo todas as opções além do confronto direto.

[Bennet]: (“Meu subordinado cresceu… mas eu não posso simplesmente perder aqui”)

Bennet arregalou seus olhos, acelerando instantaneamente para encaixar um chute no estômago de Rudel. Mas então, um pequeno escudo se manifestou. Rudel recebeu o chute de Bennet que perdeu sua força, pulando para trás, fingindo ter sido lançado para longe.

Quando ela o perseguiu para encurtar a distância, Rudel atirou a espada em suas mãos contra ela. Entrando em um combate corpo a corpo, cada um deles desferiu uma sequência de socos e chutes. Mas ambos os lados não podiam fazer nada além de perseguir as imagens persistentes do outro, e nenhum dos lados foi ferido.

Aos olhos de um terceiro, eles certamente estariam rápidos demais para serem percebidos. Mesmo que eles pudessem ser vistos, depois de Bennet desferir um chute circular[1] com sua perna direita, eles iriam jurar que viram sua perna esquerda… certamente, isso causaria esse tipo de equívoco.

Mas essa luta também estava chegando ao fim. Incapaz de alcançar Rudel, Bennet recebeu um golpe em seu abdômen, derrubando-a. Corrigindo sua postura enquanto rolava pelo gelo, ela viu Rudel parando de se mover.

Após isso, Bennet se levantou e jogou sua adaga para o lado. Erguendo suas mãos, ela mostrou uma atitude de rendição.

(Bennet): “Já que você chegou tão longe, eu não tenho escolha além de admitir… a vitória é sua, Rudel”

Em cima da superfície do gelo, as espadas de luz brilhavam em grande número como se cobrissem o céu. Suas pontas estavam voltadas para Bennet, e se elas partissem de todas as direções, Bennet não sairia ilesa.

Enquanto Rudel se levantava, as espadas viraram grãos de gelo, desaparecendo enquanto eram varridas pelo vento.

(Rudel): “Obrigado. Major”

Seu orgulhado subordinado, que mostrou tais resultados em um período de tempo tão pequeno, mostrou um sorriso encantado. Bennet se sentiu um pouco solitária quando ela olhou para o sorriso dele. Ela não tinha mais nada para ensinar a ele. Talvez ele não olharia mais para ela como uma superior, ela ficou ansiosa por apenas um momento.

Então, Keith, que rastejou para fora do mar, enviou um sorriso para Rudel, sem fôlego.

(Keith): “Be-bela luta”

(Rudel): “Obrigado! Tenente!”

Quando Rudel apressadamente correu para ajudar Keith, Keith continuou a sorrir enquanto caía onde estava. Ele se esforçou consideravelmente.


Os três Dragões, que retornaram, estavam ensopados.

No porto, os Dragões escalaram e se deitaram. Eles usaram todas as suas energias, então eles estavam descansando, mas apenas Sakuya estava cheia de vigor.

[Sakuya]: (“E você viu, você viu, quando Spinnith estava vindo contra ela, Sakuya decidiu isso com um contra-ataque”)

Alegremente informando a Izumi sobre suas contribuições, Sakuya fez um punho e começou a fazer um pouco de shadowboxing[2]. Ela era muito energética.

Entendo, você também trabalhou duro Sakuya”

[Sakuya]: (“Isso mesmo. Eu estava trocando socos com Heleene na água também!”)

Os Dragões feridos olharam para a energética Sakuya e suspiraram profundamente. Eles pareciam esgotados. Mas, finalmente, Heleene…

[Heleene]: (“Você perdeu para mim na água, droga!”)

Esgotada ao lado dela, parecia que Heleene estava mostrando a força dos Dragões da Água. Entretanto, pela forma como Spinnith desviou seu rosto, era bem provável que ele tenha perdido para Sakuya.

[Sakuya]: (“Da-da próxima vez, eu vou usar o meu golpe mortal ‘um, dois, finalizar’ para…”)

[Heleene]: (“Eu posso usar ele também, escutou!?”)

Incapaz de imaginar uma troca de socos entre Dragões, Izumi só poderia mostrar um sorriso sem graça. Em meio ano, Rudel e Sakuya tinham derrotado membros competentes da brigada dos Dragoons. Não era preciso dizer que foi graças ao próprio treinamento deles.

Mas também era fato que eles possuíam habilidades latentes elevadas. O talento de Rudel, que continuava treinando seus fundamentos como um idiota, estava florescendo como um Dragoon.

O homem em questão deitou um inconsciente Keith enquanto conversava com Bennet.

(Bennet): “Foi ideia sua roubar nossa visão com a luz?”

(Rudel): “Não, meu grande amigo Aleist disse algo sobre esse efeito, então eu pensei que eu poderia ser capaz de fazer algo parecido e pratiquei”

Rudel usou um clarão surpresa para aturdir Keith, permitindo que Sakuya derrotasse Spinnith enquanto o Dragão estava sem seu mestre.

(Bennet): “Não foi ruim. Se você for capaz de coordenar isso com seus ataques, seu efeito vai aumentar. E também…”

Os dois continuaram conversando sobre a batalha. Eles eram ambos a epítome da seriedade, e Izumi desistiu de entrar na conversa. Se Keith estivesse acordado, ele seria capaz de fazer isso.

Mas o rosto de Bennet formou uma careta.

(Bennet): “Então você me acertou aqui também”

Tirando suas luvas, Bennet olhou para o inchaço nas costas de sua mão direita enquanto murmurava. Embora não parecesse estar quebrada, ela foi ferida no meio da batalha sem nem mesmo notar.

(Rudel): “Major, eu posso usar ‖Magia de Cura

(Bennet): “Entendo, então eu vou deixar isso com você”

Bennet esticou sua mão direita, e Rudel esticou a sua para segura-la. Vendo essa cena, Millia ficou com um pouco de ciúmes. Mas Izumi arregalou seus olhos enquanto ela previa o desenvolvimento que viria a seguir.

[Izumi]: (“‖Magia de Cura de Rudel… espere aí!”)

Saltando, Izumi agarrou o braço de Rudel. Sakuya importunou Izumi para ela continuar escutando a história dela, mas havia algo maior que ela teria que impedir. Assim que ela colocou uma força considerável em seu aperto no braço de Rudel, o homem ficou perplexo.

(Rudel): “Izumi, isso machuca”

(Bennet): “Qu-qual o problema Izumi?”

Enquanto Bennet também ficava preocupada, Izumi olhou para o rosto de Rudel. Assim, ela confirmou apenas uma coisa.

(Izumi): “Rudel, quando você aprendeu essa ‖Magia de Cura?”

(Rudel): “Escute isto! A verdade é que Mystith-sama pessoalmente me ensinou isso!”

(Izumi): “Que tipo de efeito ela tem?”

(Rudel): “Do que você está falando? É ‖Magia de Cura, então é claro que ela tem um efeito de regeneração… ah, ela também tem um efeito colateral de diminuir a dor normalmente sentida durante a recuperação e…”

Assim que ela escutou tudo isso, Izumi colocou ainda mais força em seu aperto no braço de Rudel. Quando ela o segurou, água estava sendo espremida da roupa encharcada de Rudel, e um som áspero podia ser ouvido. Izumi informou Rudel com um sorriso.

(Izumi): “Rudel”

(Rudel): “Si-sim?”

(Izumi): “Isso também está proibido”

(Rudel): “Como é!?”

Rudel informou Izumi sobre como ele testou isso em sua colega Enora, e como a magia definitivamente tinha um efeito de cura, mas de forma alguma Izumi iria concordar com ele. Em sua longa relação com Rudel, este foi o momento onde o instinto de Izumi preveniu os perigos das carícias.

Incapaz de aceitar isso, Rudel implorou; ele disse a ela que isso definitivamente não iria machucar. Mas Izumi continuou negando dizendo que esse não era o problema.

(Bennet): “… um, e quanto a mim?”

Bennet olhou para os dois, um olhar confuso em seu rosto.


O colega de Rudel da brigada dos Dragoons, Luxheidt, temporariamente voltou de seu destacamento.

Ele precisava fazer um relatório, e ele queria férias. Como um fã secreto de Rudel, Luxheidt também estava considerando parar na |Cidade Portuária de Beretta|.

Parando no palácio pela primeira vez depois de um bom tempo, o ar um pouco tenso que ele sentia definitivamente não era de seu agrado.

(Luxheidt): “Está bem tenso aqui”

Segurando seu relatório, Luxheidt caminhou por um corredor do palácio quando ele acabou passando por uma certa sala usava por Oficiais Civis. Lá, ele escutou uma voz encantada. Ao invés de uma sala de trabalho, essa era uma sala usada para fazer pausas.

(Oficial Civil A): “Você conseguiu jovem mestre!”

(Oficial Civil B): “Vargas, estou certo de ter dito para você parar de me chamar assim. Bem, eu estou de bom humor hoje, então vou permitir isso”

(Oficial Civil A): “Mas essa garota é mesmo esquisita”

(Oficial Civil B): “Bom, é surpreendente que ela queira escutar sobre relações nobres. Mas com isto, eu posso convida-la para tomar chá!”

(Oficial Civil A): “Um, se é isso o que você quer, então eu acho que está tudo bem”

Escutando uma conversa entre subordinado e superior, Luxheidt considerou essa uma conversa pacífica enquanto ele se apressava.

“Pelo menos os Oficiais Civis estão em paz”, ele pensou enquanto seguia para o escritório do Capitão Dragoon, mas foi então que Luxheidt chegou à conclusão que ele não poderia falar o mesmo para a brigada dos Dragoons. O motivo para isso: havia uma nota no escritório o notificando que eles estavam no meio de uma reunião.

(Luxheidt): “Huh? Eu nunca escutei sobre uma nota como esta no escritório antes”

Não era normal ter uma reunião no escritório do Capitão, era normal utilizar uma sala de reuniões. Luxheidt considerou voltar mais tarde, mas foi então que ele escutou uma voz da sala.

Ficando intrigado, ele colocou sua orelha na porta para escutar. Ele confirmou que não havia mais ninguém no corredor, e essa foi uma ação que surgiu pela pura curiosidade.

E ele iria se arrepender disso.

(??? A): “O qu-que… isso foi… ???”

(??? B): “Eu estou te dizendo, ele é perigoso! Minha sobrinha me disse que Rudel tem uma vantagem absoluta quando se trata de ⌊Demi-Humanos!”

(??? C): “Meu-meus irmãos e irmãs estavam dizendo a mesma coisa!”

Parecia que o Capitão e alguns Dragoons estavam discutindo alguma coisa. O nome de Rudel apareceu, então o interesse Luxheidt cresceu. Mas a conversa rapidamente se perdeu.

(Oldart): “Então isso significa que Bennet-chan está em perigo, não é!? Aquele maldito, ‘Eu não tenho interesse em mulheres’, é o tipo de ar que ele passa, mas ele na verdade estava planejando isto!”

(Dragoon A): “Não, foi você quem o enviou para a fronteira Capitão! O que nós vamos fazer!? Neste ritmo, nossa posição de protetores de Bennet-chan será…”

(Dragoon B): “Em seus dias de estudante, ele tinha um passe livre para o dormitório feminino, e ele entrava lá descaradamente! Por algum motivo, isso era informação altamente sigilosa, e foi um verdadeiro desafio encontrá-la! Mas Rudel-sama é um homem de valor que conseguiu até domar a tribo dos ⌊Tigres!”

[Luxheidt]: (“Ah, parece que não podemos falar nada a eles”)

Entendendo o conteúdo da conversa, Luxheidt sentiu necessidade de se desculpar com aqueles Oficiais Civis de antes. Então, uma mão apareceu em seu ombro.

Quando ele se virou, ele encontrou o Vice Capitão Alejandro de pé com um rosto suspeito. Enquanto ele queria castigar Luxheidt por suas ações, mais do que isso, ele se preocupou sobre o que Luxheidt iria fazer, agora que ele descobriu o segredo da brigada dos Dragoons.

(Alejandro): “Você… ouviu?”

Olhando para o Vice Capitão, que calmamente iria enviar pessoas para a fronteira, Luxheidt suou frio.

(Luxheidt): “…”

Ele sabia que seria inútil negar isso, e pelo rosto do Vice Capitão, ele sabia que não poderia dizer nada insensato.

(Alejandro): “Escute, não diga a ninguém sobre o que você…”

(Luxheidt): “Vice Capitão, eu tenho uma ideia!”

Pelo comportamento do Vice Capitão, Luxheidt sentiu que ele não tinha nenhuma fixação pela Major Bennet e decidiu fazer uma aposta.

Seria um saco ser destacado para um local ainda mais longe. Luxheidt propôs um plano para esmagar este encontro secreto.


Em |Beretta|, uma convocação do palácio chegou para Rudel e os outros Dragoons.

(Rudel): “Eles vão nos recompensar por aquela subjugação de monstros?”

(Bennet): “Yeah, eu pensei que eles iriam apenas enviar algo e isso seria o fim do assunto, mas parece que eles vão resolver isso no palácio”

Bennet leu a carta enquanto ela confirmava as agendas de Rudel e Keith. No momento, não havia nenhum atraso no desenvolvimento da cidade portuária. A construção usando Dragões estava prosseguindo mais rápido do que o previsto.

Mesmo que os três se ausentassem temporariamente, havia pouco com o que se preocupar.

Para Rudel, se ele voltasse, ele seria capaz de ver Eunius e Luecke, então ele pensou que não ficaria entediado. Keith pensou o mesmo.

(Keith): “O palácio, eh… eu posso ver o Capitão e o Vice Capitão!”

Vendo o rosto encantado de Keith, Rudel arbitrariamente mal interpretou isso como uma imensa admiração por aqueles dois grandes homens. Embora ele não estivesse errado, isso estava em uma direção vagamente diferente.

Mas Bennet não estava com uma cara feliz.

(Rudel): “Qual o problema Major?”

(Bennet): “Não… é que parece que eu sou odiada dentro da brigada, entende? Se eu for, haverá alguns problemas”

(Rudel): “Não pode ser! Você é uma esplêndida Major!”

Rudel estava convencido de que não havia forma de Bennet poder ser odiada. Ele não poderia acreditar que alguém assim poderia existir, então ele decidiu pedir por um nome.

(Rudel): “Quem é que poderia odiar você Major?”

(Keith): “Rudel, você não pode perguntar esse tipo de coisa”

Quando Keith avisou Rudel, Bennet riu um pouco.

(Bennet): “Todos têm pessoas que eles amam e odeiam. Eu não ligo para isso, então você também não deveria”

(Rudel): “… entendido”

Bennet organizou um plano e informou aos dois o dia da partida deles. Com a mudança no cronograma, ela os informou que eles teriam que trabalhar com pressa por um tempo.

(Bennet): “Vocês podem tirar umas férias na capital também. Bom, não é como se não pudéssemos voar durante a noite, mas não há necessidade de nos esforçarmos demais”

E assim, eles receberiam um dia de folga na capital.


[1] O chute circular, ou roundhouse kick, é um golpe utilizado em várias artes marciais em que o atacante move a perna num movimento circular, alongando o membro e batendo com o calcanhar ou com a prancha do pé, podendo ou não completar o movimento com uma volta de 360º na posição de luta inicial. O golpe ficou famoso por ser usado com frequência pelo artista marcial e ator Chuck Norris.

[2] Shadowboxing (literalmente “boxe sombra”) é um exercício usado no treinamento de esportes de luta, especialmente, como o nome indica, no boxe. Ele é usado principalmente para preparar os músculos antes da pessoa treinando começar atividades físicas mais pesadas. No shadowboxing, apenas uma pessoa é necessária; o participante desfere socos em nenhum local particular. Muhammad Ali realizou uma hoje famosa rotina de shadowboxing perto de Howard Cosell (famoso jornalista esportivo americano por seu humor arrogante) durante as gravações do programa televisivo ABC’s Wide World of Sports.