A resposta de Haru

(Margaret): “Lun-chaaaaaaan! Graças a Deus! Muito obrigado Deus!”

(Norm): “Ouch. Isso machuca… Margaret-san”

Margaret-san abraçou Norm. Eu pude ouvir o som de seus ossos se quebrando até de onde eu estava.

No entanto, parece que Margaret-san estava mesmo preocupado.

Ele estava chorando mesmo parecendo tão feliz. Margaret-san, encantado com a reunião, correu em minha direção.

(Ichinojo): “Margaret-san, sinto muito. Infelizmente, eu quebrei a espada de Margaret-san”

Eu entreguei a espada que estava claramente partida em dois para Margaret.

(Margaret): “Está tudo bem, Ichi-kun protegeu Lun-chan. Esse seria o desejo dele e da espada. A propósito, acredito que Lun-chan já disse, mas eu gostaria de agradece-lo mais uma vez. Muito obrigado mesmo!”

Ele disse isso e me abraçou! Seu rosto se aproximou! Ele pressionou sua bochecha contra a minha!

Ouchhhhhhh. Eu vou quebrar! Seu peito, seu peito é tão duro! Parece que seu peito está embalado com alguma coisa… alguma coisa como bolas de ferro? A barba, a barba machuca!

Depois de escapar desses meros dez segundos no inferno… eu caí sobre meus joelhos com as mãos no chão.

Que diabos!? Se Margaret-san usasse toda a sua força, acredito que ele derrotaria facilmente o bandido.

Eu não consegui me livrar dele de jeito nenhum.

(Norm): “Você está bem Onii-san? Margaret-san era um Pugilista, então ele tem um monte de habilidades de fortalecimento físico”

(Margaret): “Mou. Lun-chan, não diga coisas desnecessárias. Agora eu sou só uma Alfaiate

Alfaiate? Você não quer dizer um ciborgue?[1]

Eu pensei enquanto olhava para o emprego de Margaret-san.

⟦ ⌈Alfaiate Lv38

Bom, é verdade. Espere! Isso não está em um level muito alto?

Eu acho que até empregos de produção devem aumentar seu status quando você passa de level e com as habilidades de fortalecimento corporal… isso é incrível.

(Margaret): “Fufufu. Você é Haru-chan, certo? Eu escutei sobre você do Ichi-kun. Obrigado por ajudar Lun-chan também”

(Haru): “Não, eu não…”

(Margaret): “Nnn. Você é fofa. Ao ponto de me fazer querer ter você como minha irmãzinha”

(Norm): “Margaret-san, a diferença de idades atrapalharia… ouch. Isso dói Margaret-san!”

Graças as palavras desnecessárias de Norm, Margaret apertou ela.

Eu vi outro aspecto da personalidade de Norm. Além disso, Margaret-san… quantos anos você tem?

(Margaret): “Haru-chan, por favor, jante conosco. Eu cozinhei muita carne”

(Ichinojo): “Aceite. A porção é grande mas é extremamente deliciosa… mesmo que seja apenas carne”

A porção era muito até para três pessoas.

(Haru): “Erm. Mas eu sou uma Escrava

(Margaret): “Eu sei”

(Haru): “Normalmente, Escravos recebem refeições limitadas. Eu posso conseguir uma nos postos de troca de escravos”

(Ichinojo): “Então é assim? Mas a comida de Margaret-san parece melhor”

(Haru): “Se os postos de troca fornecessem comida de boa qualidade, os escravos comprados não seriam capazes de aguentar um tratamento ruim. É por isso que nós dormimos em calçadas de pedra e comemos restos de vegetais e pão duro nas refeições, às vezes temos restos de carne, mas na maioria das vezes é apenas água. Entretanto, isso é só até o ponto onde a cor de nossa pela não denuncie nosso tratamento pelo bem das aparências…”

(Norm): “… Margaret-san não se incomoda com o fato de Haru ser uma Escrava, não é?”

(Margaret): “Yeah. Eu não ligo. Vamos comer todos juntos”

Margaret-san disse isso enquanto piscava. Arrepios correram por minha espinha.

Então Margaret-san e Norm entraram na loja.

(Ichinojo): “Você ouviu elas. Se Haru não estivesse comigo, eu definitivamente não seria capaz de salvar Norm. Eu não teria encontrado a passagem secreta sozinho”

Aliás… eu acho que vou dizer a ela o que eu quero dizer.

(Ichinojo): “Hey. Haru. O que você pensa de mim? Você acha que agora eu sou mais forte do que Haru?”

(Haru): “Sim, o mestre conseguiu derrotar o bandido que eu não fui capaz de enfrentar. Eu acho que você é mais forte do que eu”

(Ichinojo): “Então… Haru, você está dizendo que eu sou uma pessoa mais forte do que você?”

Eu disse isso olhando em seus olhos… seus olhos dourados e continuei…

(Ichinojo): “Eu quero comprar Haru”

Silêncio surgiu entre nós dois.

Na cidade vazia, eu esperei por sua resposta.

Então, lágrimas começaram a cair dos olhos de Haru.

Eh? Qual o significado dessas lágrimas?

Então, Haru falou…

(Haru): “Eu estou extremamente feliz mestre”

(Ichinojo): “Eh? Quer dizer…”

(Haru): “No entanto, acredito que o mestre sabe, mas há um nobre que deseja me comprar. Ele é um nobre que contribui muito com a Guilda de Aventureiros, assim o mestre vai ser prejudicado se me comprar. É por isso que…”

(Ichinojo): “Não, eu não tenho a intenção de entrar para a Guilda de Aventureiros. Esse foi o motivo de eu ter alugado Haru daquela vez, para negociar com a Guilda de Aventureiros no meu lugar. Ah… mas se eu fizer isso, algo pode acontecer quando Haru for trocar os itens com a Guilda de Aventureiros

(Haru): “Sim. Eu acho que ele não irá nos pressionar abertamente, mas os valores das negociações podem ficar menores e eu temo que o mestre decida se afastar e tente se livrar de mim”

E Haru continuou…

(Haru): “Eu não quero ser odiada pelo mestre. É por isso que eu aprecio os sentimentos, mas…”

(Ichinojo): “Eu darei um jeito nisso! Está tudo bem. Mesmo que o valor das [Pedras Mágicas] caia pela metade, vai ficar tudo bem se eu conseguir o dobro de [Pedras Mágicas]. E mesmo que eu não tenha dinheiro, nós podemos sobreviver caçando animais fora da cidade… ah. Mas eu obrigarei Haru a levar esse tipo de vida…”

(Haru): “Não. A raça dos Lobos Brancos não vive em cidades. Nós somos uma raça nômade. Contudo, o mestre é um Humano… você pode não ser capaz de aguentar esse tipo de vida…”

(Ichinojo): “Hey. Haru. O que eu quero saber agora é o que você quer fazer. O poder do nobre, sua consideração por mim… não importam”

(Haru): “Eu…”

Haru hesitou e disse com um sussurro.

(Haru): “Eu quero ficar junto do mestre… se estiver tudo bem para você”

Grandes gotas de lágrima escorreram de seu rosto.

Eu apreciei o significado dessas lágrimas… e percebi que a fiz chorar duas vezes.

(Ichinojo): “Eu também estou pedindo por isso. Por favor, viaje comigo”


[1] Mais um trocadilho do autor: alfaiate = Saihoshi e ciborgue = Saibogu.