Decidindo o meu próximo emprego

Em horas como essas, seria melhor controlar meu ódio depressa. Para os fracos, a morte[1]?

(???): “Hmm? Você está irritado? O que é que você vai fazer?”

O homem disse enquanto sua espada soltava um som metálico em sua cintura.

(Haru): “Mestre, o objetivo dele é irrita-lo para que você o agrida e você se torne um criminoso. Há um risco de ter seu [Certificado de Aventureiro] revogado apenas pelo ato de desembainhar sua espada dentro da guilda”

(Ichinojo): “… eu sei”

Eu recuperei minha compostura com as palavras de Haru e confirmei o emprego e o level do meu oponente.

⟦ ⌈Pugilista Lv18

Entendi. Então se nós brigarmos, ele será capaz de lutar sem usar sua espada. A espada em sua cintura deve ser só decoração.

Eu ouvi antes que Margaret-san era um Pugilista também.

(Pugilista): “Não me diga que você admira o charme de um therithro”

(Ichinojo): “… therithro?”

Agora que ele mencionou isso, o bandido também se referiu a Haru como um therithro.

(Haru): “Therithro é um termo ofensivo para os Homens-Fera. Therianthrope… ‘therian’ significa animal selvagem e ‘anthrope’ significa humano. Homens-Fera e animais selvagens são muito diferentes, por isso o termo já não é mais usado, mas a palavra continua em vários lugares como uma ofensa”

Ha. Que coisa horrível para se dizer.

Ele não pode ser perdoado. Quer dizer, a recepcionista Katyusha também é uma Mulher-Fera. Este cara tem a coragem de dizer isso em voz alta.

(Haru): “Mestre, já estou acostumada a ser chamada por este tipo de nome, então…”

Haru disse. Meu peito doeu por ouvir algo tão triste.

No entanto, esse é o problema. Eu vou fazer exatamente o que o oponente quer se eu me irritar aqui.

(Ichinojo): “Você… por acaso você é um subordinado do nobre que quer comprar Haru?”

(Pugilista): “Ha? Não faço ideia do que você está falando”

O homem sorriu. Bom, exatamente como eu previ.

(Pugilista): “Contudo, de acordo com os rumores, o nobre que deseja comprar a loba branca tem uma grande influência na Guilda de Aventureiros e o criado dele tem planos de chegar nesta cidade daqui a nove dias. Nessa hora, se ele descobrir que a loba branca já foi comprada, o nobre irá ficar muito envergonhado. Não tenho ideia do que ele irá fazer. Por exemplo, contratar um assassino”

Foi uma ameaça clara. Mas isso é algo que poderia mesmo acontecer.

(Pugilista): “Um magricela fracote como você seria morto em um segundo”

(Haru): “Mestre”

Haru falou comigo em uma voz abafada. Eu entendi. Eu não sou do tipo que se deixa levar por esse tipo de provocação.

(Haru): “Por favor, permita-me morder este homem até a morte. Deixando de lado as palavras contra mim, qualquer um que insulte o mestre merece morrer!”

(Ichinojo): “Espere, espere! Eh. Haru, estou satisfeito com seus sentimentos, mas não! É uma ordem! Não! É uma armadilha[2]

A cauda de Haru ficou imóvel com o meu comando.

(Ichinojo): “Katyusha-san, vamos deixar a venda das [Pedras Mágicas] para outro dia, mas eu posso receber a recompensa pelo bandido? Eu quero sair imediatamente daqui”

(Katyusha): “Ah. Sim… imediatamente…”

Talvez Katyusha-san também tenha pensado que seria ruim se um incidente acontecesse dentro da guia, então ela imediatamente preparou o dinheiro.

(Pugilista): “Hey. Tentando fugir? Combina com você… que tal lutarmos na arena?”

(Ichinojo): “O resultado vai ser o mesmo, não importa onde lutarmos. Me desculpe, mas eu não saberia o que dizer para minha irmã mais nova que deixei em casa se eu me tornasse um criminoso”

(Pugilista): “Hah? Você não sabia? Lutar na arena significa ter um duelo, então mesmo que o oponente seja morto, não haverá qualquer problema. Entretanto, é tabu usar armas. Eu não sou bom só com espadas, eu também sou bom com meus punhos”

Ele colocou sua espada na mesa. Mas você não é um Espadachim, você é um Pugilista!

Então esse é um esquema para levar a briga para onde você teria mais vantagens huh.

(Katyusha): “Aqui está o prêmio pelo bandido que você trouxe ontem. Aqui está a recompensa pelo extermínio dos bandidos, 8.000 sense”

(Ichinojo): “Obrigado”

Eu recebi oito pacotes de dez moedas de prata cada. 800.000[3] ienes huh. É uma bela quantia de dinheiro.

Então…

(Ichinojo): “Katyusha-san, a arena pode ser usada a qualquer hora por qualquer um?”

(Katyusha): “Eh? A arena está localizada atrás da guilda e só está disponível para aventureiros membros da guilda, mas pessoas do mesmo grupo podem usa-la. Assim, é possível para Ichinojo-sama usa-la também”

(Haru): “Mestre, por favor, me dê a ordem. Eu irei lutar”

(Ichinojo): “Eu tenho certeza que Haru não perderia em uma luta com espadas, mas eu acho que seria difícil, mesmo para Haru, lutar sem uma espada contra um Pugilista

A expressão no rosto do homem mudou quando ele percebeu que eu conhecia sua identidade real.

Assim…

(Ichinojo): “Eu não vou aceitar o duelo hoje. Entretanto, você mencionou que o criado daquele nobre chegaria em nove dias? Se eu não receber nenhuma interferência, eu vou lutar com você antes disso”

Eu disse isso antes de deixar a Guilda de Aventureiros junto de Haru.

Foi uma boa coisa eu ter controlado minha raiva rapidamente. Contudo, se isso tivesse ido um pouco mais longe, eu precisaria de uma força impressionante para manter meu ódio sobre controle.

Impressionante mesmo…

(Ichinojo): “Haru, você sabe o método para se tornar um Pugilista

(Haru): “Eu escutei que quando um Lenhador atinge o Lv5, ele ganha o emprego de Usuário de Machado; quando você atinge o Lv7 do Lenhador, você ganha o emprego de Usuário de Martelo e quando você chega ao Lv10 como Lenhador, você adquire o emprego de Pugilista

Portanto o Lenhador tem características para utilizar equipamentos pesados e fortalecimentos corporais huh.

Bom, eu acho que a força muscular é completamente necessária neste mundo onde não existem motosserras.

(Ichinojo): “Muito bem. Devemos ter uma refeição antes de irmos para o |Labirinto|?”

Sobre a orientação de Haru, eu pedi por um restaurante que eu pudesse comer algo delicioso pelo preço de 20 moedas de cobre e ela me levou para um restaurante afastado do centro da cidade.

Eu confirmei primeiro na frente do restaurante…

(Ichinojo): “Erm. Haru? Eu nunca entrei neste tipo de restaurante antes, então, você sabe, eu preciso deixar uma gorjeta?”

No Japão, é normal pagar apenas pelo preço do prato, mas em alguns países ocidentais, há muitos restaurantes que pedem gorjetas. Mas eles diminuíram nos últimos anos.

(Haru): “Por favor mestre, olhe para aquele símbolo ali”

Seguindo o olhar de Haru, eu vi um símbolo.

Uma mão e uma moeda de cobre estavam desenhadas dentro de um círculo, com um grande xis desenhado por cima.

(Haru): “Essa marca indica que o estabelecimento não pede gorjeta, ele segue um sistema de salários para os empregados e as gorjetas estão inclusas no preço da comida”

(Ichinojo): “Oh. Entendi”

(Haru): “Com o sistema livre de gorjeta, há o risco de a qualidade do serviço dos funcionários ser menor, mas, acima disso, não teremos os problemas que acontecem por causa das gorjetas”

Entendo, entendo.

(Ichinojo): “Muito bem. Vamos entrar”

(Haru): “Sim”

Nós dois, Haru e eu, entramos no restaurante.

Era um restaurante italiano com estilo decente, com uma atmosfera que era melhor do que um bistrô[4], mas não se comparava aos restaurantes de alta classe. Parecia ter algumas mesas no terraço de frente para um jardim nos fundos.

Coincidentemente, elas estavam vagas e eu pedi por uma. A assistente do restaurante nos levou para as mesas no terraço.

Então, ao sentar na cadeira…

(Ichinojo): “Haru, você não vai se sentar?”

(Haru): “Desculpe”

Ela disse e se sentou no mesmo lugar em que estava.

(Ichinojo): “Espere, espere. Aí não! Em uma cadeira…”

(Haru): “Você tem certeza?”

(Ichinojo): “Sentar onde você está agora é horrível. Uma mulher não deveria se sentar no chão”

(Haru):Escravos não costumam sentar no mesmo nível que seus mestres”

(Ichinojo): “É uma proibição do restaurante?”

(Haru): “Não, mas…”

(Ichinojo): “Então sente. Porque isso não é normal”

(Haru): “Entendido”

Haru finalmente se sentou na cadeira.

O garçom trouxe água e colocou o copo na minha frente.

(Ichinojo): “A água é de graça?”

(Garçom): “Sim, é de graça”

(Ichinojo): “Por que ela foi oferecida só para mim?”

(Garçom): “A água só é servida para os clientes que estão comendo”

… entendi. Ele não imaginou que ela fosse comer comigo.

Depois de reconhecer o tratamento dos Escravos, eu olhei o menu… e o fechei.

Não consigo ler!

No entanto, o lado direito do menu só tinha números.

Se é assim, o item com o preço mais alto do menu tinha apenas três dígitos.

Dez moedas de prata vão ser o suficiente.

Eu coloquei o menu na mesa e soei o sino para chamar o garçom.

(Ichinojo): “Duas porções da recomendação do chefe. Uma para a dama, então por favor, sirva água a ela também”

(Garçom): “Entendido. Por favor espere um momento”

O garçom saiu e Haru perguntou…

(Haru): “Está tudo bem mesmo?”

(Ichinojo): “Eu terei problemas se você entrar no |Labirinto| mais tarde de estômago vazio. Ou melhor, não apenas para entrar no |Labirinto|, mas eu quero que Haru coma comidas deliciosas”

Eu disse com um sorriso enquanto pensava sobre como iria espancar aquele Pugilista.


[1] Esta frase é muito usada pelo personagem Saito, de Samurai X.

[2] Aqui, Ichinojo usa a famosa frase do Almirante Ackbar em “O retorno de Jedi”.

[3] Aproximadamente R$ 23.500,00.

[4] Bistrô é um restaurante pequeno e despretensioso, onde se servem também bebidas, muito comum na França.