A roleta de Torerul

A estátua da jovem garota com marias-chiquinhas e rosto sonolento… a estátua da Deusa Torerul tinha uma estrutura requintada como sempre.

Ela não tinha nenhum fragmento de magnificência.

Enquanto tentava acordar Jofre e Elise que estavam dormindo aos pés da estátua…

(Oregeru): “Eles são seus companheiros?”

(Ichinojo): “Não, apenas conhecidos”

Oregeru me perguntou e eu respondi assim.

Eles não são nem companheiros nem amigos… eu queria dizer isso.

Os dois não estavam desmaiados. Eles pareciam apenas estar dormindo.

Eu dei um tapa no rosto de Jofre.

(Ichinojo): “… oi! Acorde! Jofre!”

(Jofre): “… essa voz… novato!? Desculpe, parece que nós estamos acabados”

Jofre falou com uma voz fraca inusitada… em pensar que esse cara diria algo assim…

(Ichinojo): “O que diabos aconteceu?”

(Jofre): “… meu estômago”

(Ichinojo): “Estômago? O que aconteceu? Você está ferido?”

Não importa como eu olhe para ele, ele não parece machucado. Talvez um osso quebrado?

(Elise): “Estou com fome”

(Jofre): “… nós, desde ontem quando deixamos a cidade, nós só comemos cogumelos e grama”

… eles são personagens de um mangá gag[1]?

Não será engraçado se eles desmaiarem e morrerem na frente da estátua da Deusa.

Bom, parece que é só uma situação gag onde eles ingeriram cogumelos venenosos.

(Ichinojo): “… se estiver tudo bem para vocês, eu tenho comida em conserva. Vocês querem um pouco?”

Quando eu estava em |Florence|, eu comprei elas para experimentar a vida de um aventureiro, mas elas não são muito saborosas.

Para ser honesto, com uma [Bolsa de Itens], eu não preciso mesmo delas.

Eu peguei a comida que incluía biscoitos duros e peixe salgado assim como odres de água da minha [Bolsa de Itens].

(Jofre): “Ooh. Tem certeza? Elise, vá em frente e coma primeiro”

(Elise): “Está mesmo tudo bem? Não Jofre, você come primeiro”

(Ichinojo): “Apenas comam os dois juntos!”

Um casal de idiotas como sempre. Ao ponto de me dar vontade de lançar um ‖Corte‖ neles.

(Jofre): “Oh. É verdade. Novato, Você tem algo para o Centauro também?”

(Elise): “Centauro também está com fome”

Centauro? Ah. O nome do burro.

… eles nomearam ele como Centauro mesmo ele sendo um burro?

Da mesma forma que os Minotauros, os centauros não são criaturas mitológicas com metade do corpo de cavalo e a outra metade humana?

No mínimo, este não é um nome que combine com um burro.

(Ichinojo): “Bem, eu comprei alguns vegetais…”

Olhando para Centauro dormindo com sua traseira apontada para mim, eu pensei em acorda-lo, porém…

(Ichinojo): “Desculpe Haru. Você pode dar isto para Centauro”

Eu disse isso e passei algumas cenouras da minha [Bolsa de Itens]. Haru não pareceu se incomodar enquanto ela olhava para as cenouras e as levou até a frente de Centauro. Nesse momento, sem se levantar, Centauro apenas girou sua cabeça em direção a uma das cenouras e a mordeu.

Quando eu estava na carruagem, eu fingi ignorância, mas esse cara é um burro, então eu ainda estou com medo.

Já que eu fui morto por cavalos uma vez, eu não quero nunca ter que me aproximar de um monstro que me lembre cavalos.

Apesar de não pensar que eu possa ser morto por um coice de um cavalo agora.

Mas não vamos nos arriscar. Se Centauro puder carregar Sebastan, não teremos que reduzir nossa equipe de ataque.

Contudo, nós ganhamos duas novas bagagens (Jofre & Elise).

Enquanto eu olhava para Haru alimentando Centauro com a terceira cenoura, Oregeru me chamou.

(Oregeru): “Você, qual o seu nome”

(Ichinojo): “Ichinojo”

Eu respondi. Eu ainda estava pensando se deveria usar honoríficos para falar com este cara.

(Oregeru): “Entendo. Você é o dono de Haurvatat?”

… então ele percebeu isso afinal.

(Ichinojo): “O que você vai fazer se eu for?”

Me matar? Ou ter certeza de que eu não possa sobreviver sendo um aventureiro?

Tente se você puder. Foi o que eu pensei, mas…

(Oregeru): “Eu só acho que você é um dono adequado para ela”

Oregeru disse isso e olhou para Haru

(Ichinojo): “… você não planejava comprar Haru?”

(Oregeru): “Então você escutou isso dela. É verdade. Quando eu me superestimei e me arrisquei sozinho no |Labirinto| de |Florence| e estava a ponto de ser morto por um Goblin, Haurvatat me salvou”

Parece que foi amor à primeira vista. A figura deslumbrante dela salvando ele deve ter sido parecida com a imagem que Oregeru tem dos Cavaleiros em seus sonhos.

Oregeru pensou que seria um desperdício mantê-la como uma Escrava, assim ele queria compra-la para que ela o servisse como uma Cavaleira de alto valor.

Porém, depois de escutar sobre a condição de compra de Haru, Oregeru recuou.

(Oregeru): “Eu dei duro no meu treinamento em esgrima e aumentei meu Level com o objetivo de um dia ficar mais forte do que Haurvatat e me tornar seu dono… no entanto, no fim, isso não rendeu nenhum fruto… como último recurso, eu escutei rumores sobre Carol e vim para esse |Labirinto| para treinar, mas no fim, eu fui salvo por Haurvatat mais uma vez. Eu ataquei o Rei Minotauro para tentar mostrar a Haurvatat que eu tinha me tornado mais forte… mas o resultado final foi o que você viu”

Aumentando o Level enquanto depende de Carol e Sebastan… definitivamente o Level de Sebastan aumentou em dois e o de Oregeru aumentou em um. Eles foram bem imprudentes.

Contudo… este nobre está andando em círculos há algum tempo.

(Ichinojo): “É sério? Então você atraiu os monstros para a cidade e colocou Carol e Sebastan em perigo… o que você estava pensando? Além disso, colocar pressão na Guilda de Aventureiros para Haru não ser comprada por ninguém foi demais, não importa como você olhe para a situação”

(Oregeru): “Pressionar a Guilda de Aventureiros? Eu nunca fiz isso… oh. Entendi”

Oregeru negou isso e parecia ter chegado uma conclusão própria.

(Oregeru): “De qualquer forma, eu nunca pressionei a Guilda de Aventureiros nem desaprovei o fato de Haurvatat servir você. Apesar de ser uma pena…”

Ah. Então este gordinho é mais um idiota do que uma pessoa do mal.

Com isso o número de idiotas aumentou para três.

(Ichinojo): “A propósito Jofre e Elise, eu preciso saber. Como vocês dois chegaram aqui?”

(Jofre): “Ah. Nós tentamos ajudar um demônio e o piso do andar sumiu”

(Elise): “Nós escorregamos até aqui embaixo e minha bunda ficou dolorida”

(Jofre): “E quando nós acordamos, nós percebemos que tínhamos caído aqui e a porta não podia ser aberta por dentro, então nós resolvemos dormir porque não fazíamos ideia do que fazer”

(Elise): “O lugar por onde caímos também estava bloqueado, então não poderíamos voltar”

Eu me perdi. Me perdi na parte que eles tentaram ajudar um demônio.

De qualquer forma, eles chegaram aqui caindo.

Ou melhor, não podemos voltar usando este caminho…

Bem, não é como se minha expectativa estivesse alta. Parece ser impossível escapar usando outra saída.

(Ichinojo): “Por enquanto, devemos fazer nossas orações para a estátua de Torerul antes de escaparmos, mas vocês dois já rezaram?”

(Jofre): “Eh? O quê?”

(Ichinojo): “Você precisa dedicar uma oração para a estátua da Deusa na parte mais profunda do |Labirinto|, não é?”

As cabeças de Jofre e Elise pararam por um momento.

(Jofre): “Eh? Esta é a parte mais profunda do |Labirinto|!?”

(Elise): “A parte mais profunda do |Labirinto| que descobrimos?”

(Ichinojo): “É impossível que seja esse o caso. Este é o |Labirinto| da cidade de |Belasra|

Eles estavam desesperados. Elise estava murmurando “É hora de inventar uma mentira”.

Onde e como eles confundiram esse lugar como um |Labirinto| não descoberto?

De qualquer forma, eu me acalmei e dediquei uma oração para a estátua da Deusa.

Nesse instante, da mesma forma que aquela vez com Koshmar-sama, minha consciência ficou nebulosa…

Quando eu me dei conta, eu estava em um espaço totalmente branco.

Aliás, Torerul não estava presente.

(Ichinojo): “Hey. Torerul-sama! Você está dormindo? Por favor, apareça!”

Eu gritei.

Seis roletas apareceram.

Havia uma placa com um nome no meio de cada roleta.

Os nomes escritos nas placas eram Ichinojo, Haurvatat, Jofre, Elise, Oregeru e Carol.

Também havia um pedaço de papel.

“Estou ocupada. Faça isso por mim”

oi!

Mas que Deusa-sama preguiçosa é essa!?

Eu também queria perguntar sobre Miri, mas… acho que só posso esperar pelo meu próximo encontro com Koshmar-sama.

Mas com certeza é uma grande responsabilidade para eu girar as roletas.

Eu acho que vou começar por Oregeru. Já que esse é o que menos importa.

Eu agarrei a bola e joguei ela na roleta.

Ela girou e girou… e caiu… em um buraco verde… esponja…

…. sinto muito Oregeru.

Ah. É verdade! Eu tenho que aumentar minha |Sorte.

Eu troquei meu Aprendiz de Espadachim pelo Mulherengo e tentei de novo.

Os próximos são Jofre e Elise.

O bom relacionamento deles apareceu aqui também, pois suas roletas estavam uma do lado da outra.

Eu joguei as duas bolas ao mesmo tempo.

Elas giraram e giraram, caindo em buracos vermelho… além disso, elas caíram em locais com letras prata brilhantes.

[Medalha Rara].

Ah. É a [Medalha Rara]. Eu tenho quatro delas.

Não é uma habilidade, mas parece ser um bom prêmio.

A próxima é Carol.

A bola dela também caiu em buraco vermelho, marcado “1.000 sense”. Cem mil ienes[2], huh… pensando sobre isso, eu acho que também foi um bom prêmio.

Além disso, para não cair em nenhum buraco preto em quatro tentativas… minha sorte é assim tão ruim?

Então, a próxima vai ser Haru… não, antes disso eu devo jogar a minha primeiro.

Eu concentrei minha força e joguei a bola na roleta. Pensando que isso seria algo que um profissional faria, eu tentei fazer a bola cair no lugar que estava mirando. Caia em um buraco preto, eu rezei assim que soltei a bola… que caiu esplendidamente em um buraco preto.

Ótimo. Minha vitória apareceu na quinta rodada.

O nome da habilidade é… eh?

Título: Conquistador do Labirinto evoluiu para Conquistador do Labirinto II

⟦ Habilidade de Recompensa: ‖Magia Quotidiana‖ adquirida

Como você pode perceber pela mensagem, a bola caiu no buraco da ‖Magia Quotidiana‖.

Não parece ser um tipo de ‖Magia‖ muito útil. Não, ela é chamada de “quotidiana”, então deve ser uma ‖Magia‖ útil para tarefas diárias, mas não deve ter uso para escapar daqui.

Finalmente, eu joguei a bola de Haru.

A bola de Haru também caiu em um buraco preto.

Eu finalmente aprendi a técnica perfeita. É uma pena que tenha sido só no final.

Assim que eu me aproximei da roleta para ver a habilidade, minha consciência mais uma vez ficou nebulosa.

Parece que o tempo acabou… estou curioso sobre a habilidade que Haru adquiriu. Será bom se for algo que nos ajude a escapar daqui.

Com esse pensamento, minha consciência foi levada para a escuridão.


[1] Gag, pronunciado gyagu, significa “pequenas piadas”, ou “comédia fácil de entender”. Normalmente são histórias voltadas para crianças.

[2] Aproximadamente R$ 2.820,00