O diário do pioneiro (Parte 1)

Se eu preciso falar aquelas palavras familiares que eu digo todas as manhãs, meu Mulherengo aumentou um Level.

O motivo é que eu estava cansado ontem devido ao consumo excessivo de |MP.

Assim, esta manhã, eu comprei uma grande quantidade de sementes de trigo nas lojas.

Depois disso, eu fui até um vendedor e comprei o máximo de materiais de pedra que eu pude e guardei tudo dentro da minha [Bolsa de Itens].

(Ichinojo): “… no entanto, o material que eu mais preciso é o humano”

Eu murmurei como se estivesse resmungando.

Como esperado, eu não serei capaz de comprar recursos humanos em lojas comuns e eu não tenho intenção de aumentar o meu número de Escravos.

Eu não poderia deixar Malina por conta própria já que ela é uma japonesa como eu, então eu me tornei seu proprietário provisório, mas, para começo de conversa, ter duas Escravas, Haru e Carol, é o suficiente.

Contanto que eu considere as duas tendo a mesma importância, eu estou bastante consciente que eu preciso trata-las de forma igual e eu preciso até me lembrar de escolher as palavras corretas. Me pergunto como os protagonistas dessas histórias de harém conseguem manter tantas companheiras.

Tendo dito isso, eu não posso trazer mais pessoas que eu nem mesmo conheço para o nosso lado sem nenhuma restrição. Já que isso iria irritar as Deusas.

Eu voltei para a estalagem depois de terminar minhas compras.

Quando eu voltei para a estalagem, todas, menos Malina, estavam reunidas.

Haru e Carol estavam carregando pacotes nas duas mãos.

Um pouco depois do horário combinado, Malina voltou.

(Ichinojo): “Malina, você está atrasada”

(Malina): “… des…culpe. Eu tive problemas para falar com o vendedor”

(Ichinojo): “Ah. Bom. É porque eu não te devolvi a máscara hoje”

De acordo com o desejo de Marina, com o objetivo de tratar a ansiedade social de Malina, nós estabelecemos dias onde ela não vestiria sua máscara.

Marina disse que isso era parecido com as pessoas que se abstém do álcool em determinados dias para não forçar demais o fígado.

Contudo, esses dias de descanso para o fígado são usados com o objetivo de consumir uma grande quantidade de álcool de uma única vez, então eu achei esquisito que ela usasse essa expressão quando seu desejo é que Malina desista de vez da máscara. Bom, seria falta de educação ridicularizar ela quando ela só quer pensar no futuro, então eu fiquei em silêncio.

(Ichinojo): “Quem vai ficar com a primeira vigília?”

(Malina): “A pri… primeira vigília será minha”

(Ichinojo): “Entendi. Então por favor, vigie corretamente”

Eu disse isso enquanto esticava minha mão acima da cama do quarto…

(Ichinojo):‖Meu Mundo‖

… e usei minha magia. Uma fissura no espaço apareceu quando eu fiz isso.

As pessoas provavelmente ficariam assustadas se vissem uma coisa tão estranha.

Dito isso, não seria melhor fechar ela quando há pessoas lá dentro? Em primeiro lugar, eu ainda não confirmei se é possível fechar a fissura nessa situação.

Por isso, nós vamos nos revezar e uma pessoa vai continuar no quarto da estalagem para ficar de vigia.

Apesar de termos comprado itens como livros para evitar o tédio, nós decidimos trocar de vigias a cada hora.

(Ichinojo): “Muito bem. Devemos ir?”

Eu disse isso e entrei na fissura no espaço.

Como já esperado, eu fui recebido pela terra com solo vermelho, mas eu podia ver uma nascente a distância.

Parece que o gêiser se acalmou e formou uma fonte de água.

(Haru): “Mestre, devemos começar?”

(Ichinojo): “Ah. É verdade”

Eu disse isso e tirei todos os materiais de pedra da minha [Bolsa de Itens].

O plano era construir uma casa aqui.

Eu também considerei fazer uma casa de madeira, mas eu acabei escolhendo fazer uma de pedra.

Assim, a próxima preparação deve ser…

Eu usei o “Nutrir a Terra” listado no Livro da Criação do Céu e da Terra.

Um ícone parecido com uma seringa apareceu.

Aparentemente, uma única seringa tem a capacidade de enriquecer os nutrientes de um quilômetro quadrado do solo.

Nós nos aproximamos da fonte de água.

O solo que era para estar supostamente seco estava moderadamente úmido.

Provavelmente era por estar perto do lago.

Então, nós espalhamos as sementes que nós possuíamos.

(Ichinojo): “Que sementes vocês escolheram?”

(Haru): “Eu estou com sementes de tomate”

(Carol): “As minhas são de chá”

Haru e Carol pegaram suas respectivas sementes.

(Ichinojo): “Sementes de chá?”

(Carol): “Sim. Eu as consegui no Sul e eu queria ver se seria possível plantar alguma”

(Ichinojo): “Ooh. Chá, huh. Eu também quero beber isso. Boa escolha Carol”

(Carol): “Obrigado”

Carol sorriu envergonhada, mas encantada.

Por enquanto, este é o primeiro teste e eu planejo deixar elas trazerem sementes adequadas que cada uma goste.

Contudo, sementes para plantas de chá?

Parece que vai levar algum tempo até sermos capazes de colher isso.

Portanto, os mais rápidos vão ser os tomates?

(Ichinojo): “Muito bem. Vamos espalhar elas”

Desta vez, nós só fizemos isso casualmente.

Nós não aramos o solo nem espalhamos algum fertilizante.

No momento, nós dividimos a área apropriadamente e espalhamos as sementes de forma adequada.

Eu não sei que estação seria nem o mês neste lugar e eu duvido que este seja um ambiente onde as plantas podem germinar corretamente.

Eu me sinto mal por Haru e Carol que estão depositando suas esperanças nisso, mas também há a possibilidade de que todas as sementes não germinem.

Assim que nós terminamos de espalhar as sementes, eu escolhi o Transição de Tempo para as Plantas: Consumo de |MP – 1/dia” que estava escrito no Livro de Criação do Céu e da Terra.

A sensação do meu |MP lentamente sendo consumido chegou até mim.

Ao mesmo tempo, uma mudança aconteceu diante de nossos olhos.

Não apenas as sementes de trigo que eu espalhei, mas as sementes de Haru e de Carol também começaram a germinar.

Os tomates cresceram em linha reta apesar de não terem nem um tipo de suporte[1] e as plantas de chá estavam lentamente crescendo.

E o trigo também cresceu bastante.

Era como se estivéssemos vendo um vídeo acelerado.

Quando quase 90 pontos de |MP foram consumidos, frutos[2] de tomate se formaram.

Apesar de me parecer muito cedo para isso acontecer em apenas 90 dias.

Sem demora, vamos começar a colheita… antes disso, eu troquei meu emprego para Fazendeiro.

É porque a condição única para aquisição de pontos de experiência para Fazendeiros é colher a plantação.

O tomate tinha uma cor vermelha escura e o tamanho LL[3].

Eles pareciam muito saboroso, então foi a primeira vez que eu salivei por olhar para um tomate.

Eu peguei um único tomate.

Ichinojo subiu de Level

Habilidade de Fazendeiro: ‖Equipar Foice‖ obtida

Yup. Meu Fazendeiro chegou ao Lv2 com apenas um único tomate. Minha taxa de crescimento é trapaceira demais como sempre.

Enquanto eu pensava nisso, eu esfreguei o tomate na minha manga e mordi ele.

(Ichinojo): “Deliciooosooo! Hey. Isto é delicioso! Haru, Carol, experimentem isto”

Maravilhoso. A frescura e a doçura do vegetal que se espalhava na minha boca fez parecer como se meu sangue estivesse fluindo lentamente.

Com o meu encorajamento, Carol e Haru pegaram um tomate cada e levaram até suas bocas.

Os olhos das duas se abriram bastante depois que elas descobriram o gosto e elas terminaram de comer os tomates todos em um instante.

Mesmo que o tomate seja delicioso, esta situação é ruim… se a comida pode ser produzida com tanta facilidade, nós podemos genuinamente nos tornarmos hikikomoris.

Esse pensamento passou pela minha cabeça enquanto eu pegava outro tomate.


[1] Alguns tipos de tomate crescem em ramos que se esticam por vários metros. Para facilitar a colheita, os agricultores usam algum tipo de suporte, como cabos de madeira, para que os ramos crescem verticalmente.

[2] Apesar de haver muita discussão sobre o tomate ser uma fruta ou um legume, ele na verdade é um fruto. De uma forma bem resumida, a fruta é um fruto doce e comestível.

[3] Ichinojo está usando a medida corporal americana. O LL é equivalente ao nosso GG, então esse tomate deve ter entre 100 a 104 cm de diâmetro.