História secundária: Os 〈Mocegos〉 da noite sombria

Haviam incontáveis 〈Morcegos no céu de |Dakyat|.

Os 〈Morcegos Negros se mesclavam com a noite, ficando invisíveis para quem estava no chão. E mesmo se uma pessoa os visse, ela provavelmente pensaria que eram apenas 〈Morcegos e não prestaria muita atenção neles.

〈Morcegosque voavam a uma altitude de alguns milhares de metros daquela localização. Enquanto aquela cena sem sentido estava acontecendo no chão. Além disso, essa cena sem sentido estava acontecendo em segredo.

Entretanto, esses 〈Morcegos eram o motivo para a confusão na superfície.

Vampiro Valf.

Como o terceiro general do exército do Lorde Demônio, ele que possuía o poder da vida eterna estava olhando para a situação do chão com sua forma de morcego.

A propósito, esse 〈Morcego não era o verdadeiro corpo de Valf, mas uma pequena parte de seu corpo.

Quando ele se transformava em 〈Morcego, ele se dividia em 100 〈Morcegos.

Aliás, essa também era uma de suas fraquezas.

Ele perdia seu poder da vida eterna quando ele era um 〈Morcego. Além disso, ele se transformava quando queria reunir informações.

Quando ele está em sua forma de 〈Morcego, ele não se queima quando é atingido pela luz do Sol.

(Valf): “O dia antes de ontem foi terrível… malditos humanos…”

Pela tarde de anteontem, ele se transformou e enviou 90 de seus 〈Morcegos para voarem pelo país enquanto os dez restantes, incluindo deu verdadeiro corpo, estavam escondidos em uma caverna.

Foi então que alguém lançou uma magia dentro da caverna. Essa magia queimou e destruiu nove de seus 〈Morcegos e seu corpo verdadeiro também sofreu sérios ferimentos.

Devido a esse incidente, ele foi forçado a reunir os 90 〈Morcegos espalhados pelo país para recuperar suas forças, além de precisar de um dia a mais de descanso.

A propósito, quem atacou com essa magia foi Ichinojo por confundir essa caverna como o ninho de algum monstro assim que ele chegou em |Ferruit|[1]. Naturalmente, Valf estava inconsciente disso e Ichinojo também atacou sem saber que Valf estava ali.

Graças a isso, Valf pensou que ele iria perder a invasão dos monstros e a luta deles contra os soldados, mas a invasão dos monstros foi atrasada por algum motivo[2], então ele conseguiu chegar no momento certo.

(Valf): “Aí vem eles…”

Com os olhos do Vampiro conhecido como Rei da Noite Vermelha, ele não iria perder a cena mesmo se estivesse nesta forma de 〈Morcego.

Com sua visão… seus incontáveis olhos encararam a campo de batalha.

A horda de monstros colidiu com os soldados humanos.

Entretanto, os soldados começaram a se mover.

Eles soltaram flechas de fogo.

O terreno se transformou em um mar de fogo em um piscar de olhos.

[Valf]: (“Idiotas. Eles acham mesmo que isso vai parar os monstros? Esses são monstros que eu concedi ao rei de |Korat| nascidos de minha magia. Eles não são seres que vão ser parados por algo tão simples”)

Como Valf esperava, a horda de monstros não tinha medo das chamas e eles simplesmente continuaram a avançar sem temer a perda de suas próprias vidas ou a redução de seus números.

Os monstros nascidos nos |Labirintos| são o acúmulo de miasma. O comportamento deles são meramente os vestígios dos monstros e aventureiros de quando eles estavam vivos e isso é muito limitado pelos poderes das Deusas. Apenas por interferir nesse processo, ele foi capaz de obter muitos peões.

Na verdade, esses monstros não estavam pensando em nada. Eles não eram nada além de marionetes com o único objetivo de chegar na capital de |Dakyat|, |Ferruit|.

Graças a inesperada agressividade dos monstros, as chamas se espalharam até o acampamento dos soldados humanos.

Havia um humano dizendo que não existia monstro que não temesse o fogo.

Contudo, isso não era verdade. Humanos também tem medo do fogo.

As chamas que eles pensaram estar manipulando, ficaram fora de controle e passaram a queimar os humanos.

Os soldados começaram a recuar.

Os monstros logo chegariam a |Ferruit|.

Então, eles iriam destruir tudo dentro da cidade e desapareceriam três dias depois.

Os soldados de |Korat| iriam visitar a capital depois disso.

Os humanos iriam começar uma guerra então. Isso iria arruinar o país.

Contudo, enquanto os soldados de |Korat| estivessem atacando |Dakyat|, Valf iria usar a mesma estratégia no labirinto de |Korat|.

Com os soldados mobilizados para atacar |Dakyat|, |Korat| não seria capaz de prevenir a invasão da nova horda de monstros e também enfrentaria sua ruína.

Mas por que Valf desejava esmagar |Korat| e |Dakyat|?

Havia um motivo por trás disso.

Ele pertencia a raça dos Demônios e utilizava os humanos como peões e achava que estaria tudo bem se os humanos se destruíssem.

Ele riu dentro de seu coração.

Ele riu imaginando o massacre que estava a ponto de acontecer.

Invasão de monstros, guerras entre humanos e depois mais uma invasão de monstros.

Ele riu ao pensar na idiotice dos humanos.

Entretanto, sua risada foi interrompida.

[Valf]: (“!!! O que aconteceu? Algo aconteceu?”)

A horda de monstros abruptamente mudou de direção.

Os monstros mudaram seu curso para o Sul.

O quê!?

O que está acontecendo!?

[Valf]: (“Isto é trabalho de algo que supera a minha magia!?”)

Tendo fé absoluta em sua própria força, Valf estava impressionado e tentou entender a situação.

[Valf]: (“… tsu!!”)

Nesse momento, Valf sentiu um olhar.

Alguém estava olhando para ele.

Além disso, não era apenas um simples olhar, mas alguém estava encarando ele com óbvia hostilidade.

Quando Valf procurou o dono desse olhar, ele viu um grupo ao Sul, a frente da nova direção para onde os monstros estavam seguindo.

Ele viu quatro humanos.

[Valf]: (“Por que ela está… por que a Escrava de Kannon está aqui?”)

A primeira pessoa que ele notou era a garota com um chapéu pontudo e uma máscara… Malina.

[Valf]: (“Malina, se eu me lembro bem. Ela é apenas uma garota que possui o estranho emprego de Artista de Rua. Ela fez alguma coisa?”)

Contudo, Valf reconsiderou. Ela não era a dona do olhar.

Então, ele viu a garota com cabelos brancos da raça dos Lobos Brancos ao lado de Malina.

A raça dos Lobos Brancos possui excelente visão noturna.

Não seria estranho que ela tivesse notado ele.

Contudo, por que ela estava olhando com tanta intensidade para Valf enquanto ele estava em sua forma de 〈Morcego?

Valf ponderou e então chegou a uma conclusão.

[Valf]: (“!!! Haurvatat! O animal de estimação do Lorde Demônio Raritei!”)

Não havia dúvidas na mente de Valf.

Se era mesmo ela, ela deveria saber sobre sua habilidade de se transformar em 〈Morcego.

[Valf]: (“Então, foram as ações dela que causaram a mudança nos monstros? Mas como?”)

Talvez por Haurvatat contar a eles, Malina a seu lado, assim como um homem que parecia ser fraco e uma garotinha, olharam para a direção dele.

Contudo, julgando que isso poderia ser um obstáculo para seu plano, ele decidiu matar essas quatro pessoas.

Assim, o corpo dividido de Valf desapareceu na noite escura com o objetivo de voltar para o seu verdadeiro corpo.


[1] Para quem não se lembra, Ichinojo lançou essa magia dentro da caverna por indicação de Haru no capítulo 076.

[2] Suzuki e seu grupo seguraram os monstros o máximo que conseguiram durante a história secundária do capítulo 081.