Mergulhando no |Labirinto|

Nós abruptamente aterrissamos no território inimigo.

Suzuki, você é extremo demais!

(Ichinojo): “Merda, Haru, vamos nessa! Carol e Marina, continuem em cima do Wyvern!”

Haru pulou para baixo e eu desci depois de colocar Carol atrás de mim.

Suzuki começou a lutar primeiro com sua espada.

A defesa de um Mago pode não ser o suficiente em uma situação dessas.

Além do Desempregado, eu mudei meus empregos para Espadachim, Pugilista, Usuário de Martelo e Aprendiz de Ferreiro.

(Ichinojo): “Suzuki, mande o Wyvern para o céu!”

Em um combate tão caótico, eu não poderia dizer que seria segura estar ao meu lado.

Suzuki sorriu amargamente ao ouvir meu apelo e…

(Suzuki): “Eu só estava querendo o seu apoio, mas vocês vão lutar comigo no chão?”

Ele nos perguntou isso.

Por que você não falou que essa era a sua intenção mais cedo?

No entanto, eu não me rebaixaria tanto ao ponto de apenas responder com um “Ah. Sério? Então eu vou deixar as coisas com você”.

E Haru também está aqui.

(Ichinojo): “Yeah. Haru e eu vamos ficar bem. Depressa!”

Eu gritei enquanto cortava a cabeça de um monstro que parecia um leão com a espada que eu tirei da minha [Bolsa de Itens] depois de desviar do ataque da pata dele.

(Suzuki): “Entendido! Pochi! Espere por mim no céu!”

Suzuki gritou e o Wyvern respondeu subindo para o alto.

(Ichinojo): “Oi. Você nomeou seu Wyvern como Pochi!?”

(Suzuki): “Yeah. O nome de um animal de estimação deve ser Pochi, não é?”

Enquanto Suzuki me explicava isso com confiança, ele abriu um caminho com um ‖Corte‖.

… Pochi… não importa como eu olhe para isso, esse é um nome de cão.

Mas não parece que eu vou ter uma chance para de ser o tsukkomi[1] dele.

Depois do ‖Corte‖ de Suzuki, parece que a horda de monstro nos reconheceu como inimigos que precisavam ser eliminados.

(Suzuki): “Kusunoki-kun e Haru-san, lutem com suas costas apoiadas! Será mais fácil desse jeito!”

(Ichinojo): “Isso não vai servir! Eu vou selar os movimentos de Haru!”

A especialidade dela era a agilidade.

Se ela ficar com suas costas apoiadas nas minhas, ela não será capaz de desviar dos ataques inimigos.

(Haru): “Eu concordo com o mestre”

Enquanto derrotávamos monstros, eu senti que meu coração estava sendo roubado quando olhei para os movimentos de Haru com o canto de meus olhos.

Como se ela tivesse olhos atrás da cabeça, ela esquivava dos golpes ao redor dela enquanto atacava a área vital dos inimigos.

Então esse é o estilo de combate de Haru.

Enquanto eu estava pensando nisso, o inimigo atrás de mim foi atingido por uma flecha de vento.

E os monstros a uma pequena distância de nós começaram uma confusão.

Era o apoio aéreo de Marina usando seu [Arco do Vento] e do ‖Encantar‖ de Carol.

Contudo, isso não parecia reduzir o número de inimigos ao nosso redor. Parece que o número deles estava aumentando graças aos monstros vindo do |Labirinto|.

(Suzuki): “Depressa, para dentro do |Labirinto|!”

Eu não acho que nós seríamos capazes de reduzir o número de monstros surgindo do |Labirinto| se continuássemos lutando aqui. A decisão de Suzuki era a melhor para essa situação.

Como o tempo de espera dele passou, Suzuki mais uma vez usou um ‖Corte‖ e criou um caminho para seguirmos.

Incrível… mesmo que ele só possua um único emprego, o poder de ataque dele não era menor do que o meu.

Era provavelmente pelo emprego dele ser um dos de mais alto nível e ao mesmo tempo, havia uma provável diferença entre nossas espadas também.

Era provavelmente uma espada de alto desempenho, diferente da espada de aço que eu estava segurando. Nós corremos até o |Labirinto|.

Naturalmente, não tivemos nenhum tempo para pegar as [Pedras Mágicas] que estavam pelo caminho.

Mesmo que supostamente não deveria haver nenhum monstro pelo caminho que o ‖Corte‖ anterior de Suzuki criou, o caminho já estava completamente lotado de monstros mais uma vez.

(Ichinojo):‖Corte‖!”

Um ‖Corte‖ usando uma espada de aço. Ele rivalizou com o poder do ataque anterior de Suzuki.

Meu poder ofensivo aumentou consideravelmente.

Dúzias de monstros foram cortados diagonalmente e desapareceram.

(Suzuki): “Muito bem… então Kusunoki-kun é mesmo forte”

Suzuki-kun comentou isso com um sorriso irônico.

(Ichinojo): “Bem, mesmo que eu tenha essa aparência, eu recebi uma boa bênção”

A maior parte do segredo de minha força reside no Desempregado, mas eu prometi a Deusa-sama não revelar isso.

(Ichinojo): “Ótimo, vamos avançar até o fim de uma vez!”

Eu disse isso enquanto fazia uma curva.

Não parecia que seria possível… chegar até o final com facilidade.

Assim que eu fiz a curva, mais uma vez, eu vi um enorme grupo de monstros.

Se for desse jeito, como vamos exatamente chegar até o último andar?

Algo aconteceu quando eu estava pensando sobre isso.

(Ichinojo): “O que é aquilo?”

Algo estava correndo em nossa direção com uma velocidade assustadora.

… novos inimigos?

Esse monstro (?) se aproximou de nós enquanto ele lançava todos os monstros em nossa visão para longe.

(Elise): “Por favor pareeee! Centauroooo!”

(Jofre): “Pareeee! Centaurooo!”

Justo quando eu pensei ter ouvido as vozes de Elise e Jofre, nós três fomos mandados para longe por Centauro que estava sendo montado por Jofre e Elise.

Enquanto eu estava voando, eu vi a figura de Centauro… ele estava desesperadamente perseguindo uma cenoura que estava pendurada na frente da cabeça dele em uma vara.

O método que eu usei uma vez para fazer Centauro correr com selvageria foi reproduzido perfeitamente.


[1] Tsukkomi é um termo relacionado ao Manzai, uma arte de contar piada em dupla, em pé no meio de um palco. Uma pessoa fala uma coisa absurda que não vai fazer sentido, o que se chama de Boke em japonês. Outra pessoa corrige este Boke com senso comum, o que se chama de Tsukkomi.