Avançar ou recuar?

Enquanto eu era lançado para o ar, enquanto eu estava de ponta cabeça, confirmar a segurança de Haru tinha prioridade máxima.

Ao invés de ser atirada para o ar, parece que Haru pulou para trás sozinha para evitar o golpe, então ela não estava ferida.

Suzuki… era como eu. Ele queria confirmar que Haru e eu estávamos seguros.

Enquanto eu estava de ponta cabeça, eu dei uma ordem para Haru.

(Ichinojo): “Haru, destrua a vara de madeira que Centauro está perseguindo!”

(Haru): “Jofre-san está no caminho, então…”

(Ichinojo): “Oi, Jofre! Quebre essa vara em cima de Centauro!”

Talvez minha voz tenha alcançado ele porque Jofre desembainhou sua espada e cortou a vara de madeira.

Assim que a cenoura caiu no chão e Centauro comeu ela, o trem desgovernado, ou melhor, o burro desgovernado finalmente parou.

Eu estava a ponto de cair de cabeça no chão, então eu abracei meu corpo para cair em segurança.

Eu fiquei surpreso por meu corpo não ter ficado dolorido.

(Jofre): “Há. Nós sobrevivemos… eh? Por que Jo[1] está aqui?”

(Elise): “Já faz muito tempo Jo! Você está dando um passeio”

Jofre finalmente notou minha presença.

Elise, ninguém iria dar um passeio em um lugar desses.

(Julio): “Irmão, por favor, espere!”

(Sutchino): “Milky, fortaleça mais a barreira! Monstros estão vindo!”

(Milky): “… este é o meu limite… deixando isso de lado…”

Da mesma direção que Jofre e Elise vieram, dois garotos e uma garota com a idade de estudantes do ensino médio vieram correndo.

O garoto com cabelo preto estava carregando uma enorme quantidade de lã dourada por algum motivo.

A garota que estava correndo mais atrás parecia ter sido a primeira a me notar.

Eu acho que essas pessoas eram as que Suzuki disse estarem com Jofre.

A garota que estava mantendo a barreira e estava mais atrás definitivamente é a sobrinha do Usuário de Gato.

… ela é uma garota bem bonita.

(Milky): “Deixando isso de lado, dois novos homens… fufu, fufufufufufu”

Assustador!

Qual o problema dela? Essa garota começou a gargalhar quando ela me viu com Suzuki.

(Suzuki): “Vocês são Milky-san, Julio-kun e Sutchino-kun, não é? Eu vim ajudar para atender um pedido do tio de Milky-san”

Suzuki mostrou um sorriso refrescante para acalmar esses três.

Não posso fazer nada na situação atual, mas se fosse durante um momento normal, esse seria um sorriso que me faria querer socar ele.

(Ichinojo): “A propósito Jofre, o que exatamente aconteceu? Não me diga que vocês são a razão para os monstros aparecerem?”

(Jofre): “Não fomos nós. Eu não sei exatamente o porquê, mas os agentes de |Korat| fizeram algo como ] Gaban [ e ] Dogan [”

… eu realmente não entendi, mas se eu me lembro bem, |Korat| é o inimigo de |Dakyat|.

(Milky): “Eu vou explicar”

Milky deu um passo à frente.

Eh? Mesmo ela não estando ferida, só um momento atrás…

(Suzuki): “Você está bem? Seu nariz está sangrando”

Suzuki examinou o rosto de Milky.

(Sutchino): “Ela está bem. Isso é um tipo de doença dela. Certo Julio?”

(Julio): “Yeah. Uma doença. Não é porque ela está ferida”

Sutchino e Julio concordaram um com o outro.

Uma… garota doente?

Olhando para o profundo sangramento nasal de Milky, minha intuição me dizia que era uma doença ruim em um outro sentido.

(Milky): “Os agentes de |Korat| fizeram uma cerimônia na estátua da Deusa e eu acredito que isso provavelmente alterou a função da estátua da Deusa de coletar e purificar o miasma para a criação de monstros ao acumular miasma”

Mesmo que ela estivesse explicando isso com um sangramento nasal, nós finalmente descobrimos a razão para o surgimento dos monstros.

(Ichinojo): “Você sabe algum método para parar o surgimento dos monstros?”

(Milky): “Eu posso ser capaz de pensar em uma solução se eu investigar, mas…”

Milky disse isso, mas as palavras dela não tinham nenhuma força.

Julio e Sutchino também pareciam bem cansados.

(Suzuki): “Kusunoki-kun, eles estiveram presos no |Labirinto| há alguns dias. Eles devem estar terrivelmente cansados. Vamos falar com eles depois de sairmos daqui”

(Ichinojo): “Isso é verdade. Seria impossível para qualquer humano comum estar bem depois de passar tantos dias aqui”

Haru que estava um passo atrás de nós e não participou da conversa, caminhou até o meu lado.

(Haru): “Mestre, então eu vou carregar Milky-san”

(Ichinojo): “Tudo bem. Os homens vão precisar correr com suas próprias forças”

Pode não ser impossível, mas eu não quero levar eles até a estátua da Deusa.

(Jofre): “Jo, eu estou bem?”

(Elise): “Jo, eu também estou bem?”

Vocês dois provavelmente não podem mais ser considerados humanos.

(Ichinojo): “Nós vamos correr até escaparmos para o lado de fora, okay?”

Eu sugeri isso… porém…

(Sutchino): “Por favor, espere um momento!”

Uma pessoa inusitada me chamou.

Era Sutchino que estava carregando a lã dourada.

(Sutchino): “Vocês foram capazes de chegar até aqui, então vocês são fortes, certo? Assim, vamos para a estátua da Deusa!”

(Ichinojo): “… eu não me incomodo, mas vocês vão ficar bem?”

(Sutchino): “É claro”

Julio parecia querer dizer alguma coisa depois de minha pergunta, mas Sutchino o interrompeu e concordou solenemente.

Este Sutchino tem um forte senso de justiça.

Como ele estava carregando essa lã dourada nas costas, eu tinha certeza que ele era um avarento que definitivamente não deixaria para trás nada de valor.

(Sutchino): “Vocês vão ser as nossas testemunhas! Nosso objetivo é colocar um certo objeto na frente da estátua da Deusa. Se não fizermos isso, não seremos capazes de receber nossa recompensa”

(Julio): “Oi, Sutchino! Para uma tarefa dessas, não estaria tudo bem só jogar ela daqui!?”

Julio disse isso nervoso.

(Sutchino): “Não Julio! Essas pessoas são muito fortes. Já que esse é o caso, nós podemos colocar isso direito na frente da estátua da Deusa, o cliente também será convencido se nós tivermos essas pessoas para atestar isso!”

… eu vou me corrigir. Ele é realmente bem avarento.

Contudo, isto está mesmo bem?

(Ichinojo): “Vocês todos vão ficar bem?”

Milky e Julio me pareciam estar bem cansados.

(Jofre): “Yeah. Vamos ficar bem. Porque eu serei capaz de ir para qualquer lugar contanto que eu esteja junto de Elise”

(Elise): “Eu também. Eu posso ir para qualquer lugar contanto que eu esteja com Jofre”

(Jofre): “Elise”

(Elise): “Jofre”

Para Jofre e Elise que estavam se abraçando…

(Ichinojo): “Eu não estou perguntando para vocês!”

Eu mandei um ‖Corte‖ contra o espaço entre os dois.

E… tudo o que Centauro estava fazendo era morder e puxar a [Bolsa de Itens] que Jofre tinha para pegar mais cenouras.


[1] Para quem não se lembra, Jofre apelidou Ichinojo de Jo.