As aventuras de Miri (Parte 01)

Miri estava em uma sala desconhecida. Era uma sala iluminada por uma lâmpada mágica.

Ela não reconheceu a sala, mas ela reconheceu o ar.

O ar deste mundo onde a |Mana florescia, Espíritos residiam, Dragões voavam pelos céus e um mundo onde magia existia.

Ela não esperava a onda de nostalgia que sentiu quando respirou o ar deste mundo que ela não experimentava há muito tempo. Ela também não esperava se lembrar do tempo que ela passou neste mundo… o |Outro Mundo|, não o pacífico Japão.

Então, Miri olhou para o enorme quadro de avisos colocado no local mais visível.

[Miri]: (“… ‘leia o livro vermelho’, ‘leia o livro azul’, ‘leia o livro amarelo’… eles parecem estar sugerindo algo”)

Olhando para as palavras escritas em japonês, inglês e na linguagem comum deste mundo, seu irmão provavelmente escolheu o livro vermelho, o qual ele seria capaz de ler.

Um livro que descrevia a forma de viver no |Outro Mundo|.

Dentro dele, detalhes sobre uma pessoa chamada Daijiro que acompanhou os humanos que uma vez derrotaram ela e também informações sobre este mundo.

Miri entendeu que Daijiro fez este lugar imediatamente depois que ela foi derrotada.

Assim, ela casualmente pegou as duas [Bolsas de Itens] na sala, extraiu as moedas dentro delas e as guardou em outra dimensão.

Estava escrito que uma pessoa só teria permissão para levar uma, mas ela ignorou esse aviso por completo.

[Miri]: (“Mesmo ele tendo subitamente jogado em um mundo diferente, como Onii seguiu as regras obedientemente, isso mostra a grandeza dele”)

Miri imaginou as ações de seu irmão neste local e riu sozinha.

Pela explicação do livro, o lugar em que ela estava era uma estrada no continente do Oeste e ela facilmente poderia deduzir que seu irmão seguiu para |Florence|, no Norte.

Além disso, pensando que ele provavelmente não tentaria fazer algo irresponsável como sair pela noite, ela se sentiu aliviada.

As circunstâncias seriam completamente diferentes se este lugar estivesse no continente do Sul ou no do Leste.

Por fim, Miri disse “Abrir status” para verificar seu próprio status.

 

Nome:Miryuu[1]Raça:Humana
Emprego:Lorde Demônio Lv1
HP:95/95MP:66/66
Ataque físico:95Defesa física:82
Ataque mágico:305Defesa mágica:189
Velocidade:104Sorte:30
Equipamento
[Uniforme de Marinheira] ⋯ [Tênis de Corrida]
Habilidades
‖Magia Espacial III‖ ‖Magia da Escuridão X‖ ‖Composição IV‖
Títulos adquiridos
Nenhum
Bênçãos
Estudo da Medicina
Empregos disponíveis
Plebeia⌋ Lv1 Herbalista⌋ Lv1

(Miri): “O que é isto…”

Miri estava chocada.

O status dela não era nem mesmo 1% de quando ela estava em seu auge. Ela só tinha dois tipos de magia e a ‖Composição‖ como habilidades e todo o resto se perdeu.

Os níveis das magias também foram muito reduzidos, ela não poderia mais usar o mais conveniente dos feitiços da ‖Magia Espacial‖‖Movimento Instantâneo‖.

No entanto, naturalmente, ela ainda tinha força para enfrentar Magos habilidosos.

Ela não pensou que isso aconteceu apenas porque ela reencarnou.

No mínimo, era possível para ela usar uma força maior do que a desse status de agora quando ela ainda estava no Japão.

[Miri]: (“Meu nome… ah. É por causa do nome, huh”)

Quanto a mudança em seu nome, ela não tinha escolha além de aceitar.

Embora o nome que seus pais tenham escolhido era importante, isso era apenas um velho hábito, mas era responsabilidade dos pais aceitarem a existência do nome dela neste lado.

Já era noite quando ela pisou do lado de fora. No céu noturno, numerosas estrelas estavam brilhando em uma cena que definitivamente era impossível de se ver no Japão.

Ela ainda especulou sobre sua atual localização em detalhes ao olhar para a posição das estrelas e começou a andar em direção ao Norte.

Depois de caminhar por um tempo, havia sinais de movimento dentro da floresta.

Três lobos apareceram. Eles eram monstros que justificavam o nome que tinham: Lobos Marrons.

Ela não odiava Lobos.

Lobos eram a raça da noite, e acima de tudo isso…

(Miri): “Já faz um bom tempo desde que eu vi aquela criança. Mas se vocês querem me matar, então eu não vou me segurar!”

Miri disse isso enquanto esticava sua mão para frente e usava o mais fraco dos encantos da ‖Magia da Escuridão‖, ‖Escuridão Pequena‖.

Originalmente, ‖Escuridão Pequena‖ é um encanto que só atira uma pequena bola de escuridão.

Mas quando uma pessoa como ela, que alcançou o ápice da ‖Magia Negra‖, usou esse feitiço, a bola de escuridão se estendeu para frente como um tentáculo que prendeu os Lobos.

(Miri): “Me desculpem, mas eu estou precisando de pontos de experiência. Então por favor, morram”

Com olhos frios, Miri apertou com firmeza sua mão que ela esticou para frente.

Ao mesmo tempo, o tentáculo de escuridão estrangulou os Lobos.

(Miri): “Meu Level não vai aumentar com apenas três Lobos, huh”

Miri usou os tentáculos para coletar os corpos sem vida dos Lobos e os guardou no subespaço que ela fez usando a ‖Magia Espacial‖.

Ao mesmo tempo, os tentáculos feitos com a ‖Magia da Escuridão‖ desapareceram.

A luz da Lua criou uma pequena sombra.


Miri chegou na cidade conhecida como |Florence|.

Seguindo suas memórias da era do Lorde Demônio, ela deveria ser uma cidade do continente do Oeste e era uma cidade importante para aventureiros do mundo com seus três |Labirintos|. Contudo, a qualidade dos aventureiros nesta cidade pertencia a categoria mais baixa. Incluindo a capital imperial deste país, a cidade está localizada muito longe de muitas cidades importantes, então aventureiros que querem ficar mais fortes rapidamente abandonam esta cidade.

Aqueles que permaneciam eram ou aventureiros novatos ou aventureiros fracassados que não tinham habilidades para se aventurar em outras cidades. Apesar de existirem aventureiros que ficariam permanentemente na cidade por gostarem dela.

Mesmo sendo de noite, deveria ser oito horas, então as luzes da cidade ainda estavam acesas.

Naturalmente, ainda não era hora para os guardas lutarem contra a sonolência e eles estavam indiferentemente fazendo o trabalho deles.

A guarda era uma garota com jeito de menino com quase 17 anos de idade e com cabelo curto azul e pele morena.

A garota ficou com uma expressão de surpresa quando ela viu Miri…

(Guarda): “Você veio até aqui sozinha? Você não foi atacada por Lobos?”

Ela perguntou…

(Miri): “Eu fui atacada, mas eu os derrotei. Eu sou uma Maga afinal”

Não havia necessidade para ela esconder sua força, ou melhor, seria muito trabalhoso ouvir todos os tipos de palavras sobre os perigos se ela dissesse que era fraca, então Miri respondeu enquanto escondia tudo, exceto seu emprego.

(Miri): “Eu vim procurar meu irmão que vive sozinho. Você viu esta pessoa antes?”

Enquanto ela dizia isso, Miri colocou sua mão no bolso de sua saia e pegou a foto de seu irmão que ela guardou no subespaço da ‖Magia Espacial‖.

Câmeras e fotos não existiam neste mundo, mas ferramentas mágicas similares sim. Entretanto, elas eram muito caras e custavam centenas de milhares de sense.

A garota guarda arfou quando ela viu a foto.

(Miri): “Você conhece ele!”

(Guarda): “Si-sim. Ele estava nesta cidade até pouco tempo. Ele partiu para a cidade de |Belasra|

(Miri):|Belasra|… fica na direção oposta”

Olhando para o caminho por onde ela veio, Miri suspirou.

|Belasra| era uma cidade ao Sul daquele ponto de início camuflado como uma enorme árvore.

[Miri]: (“Se eu me lembro bem, há um |Labirinto| gerenciado pela Deusa atrevida chamada Torerul”)

Era uma grande distância a pé. Se ela tivesse o poder mágico do Lorde Demônio, ela poderia se mover instantaneamente com a ‖Magia Espacial‖, mas isso seria impossível com seu |MP atual. Mesmo que ela tentasse o máximo que pudesse, o melhor que ela poderia fazer era viajar para o ponto entra as duas cidades.

[Miri]: (“Além disso, com minha força atual, eu não serei capaz de proteger Onii”)

Felizmente, esta era uma cidade com |Labirintos|.

Era um lugar perfeito para aumentar de Level.

(Miri): “Você, qual a sua relação com Onii…”

Miri parou sua frase no meio e pensou no nome de seu irmão. Ao invés de Ichinosuke, ela pensou que, provavelmente, o nome dele teria mudado da mesma forma que o dela.

(Miri): “Qual a sua relação com Ichinojo? Você ficou com uma expressão que mostra que vocês não são apenas conhecidos”

E ela disse o nome de seu irmão.

Em resposta a isso…

(Guarda): “Eu vou me apresentar, eu me chamo Norm. Eu faço parte do grupo de vigilantes desta cidade, mas eu fui sequestrada por bandidos no |Labirinto para Iniciantes| e Ichinojo-san me resgatou quando eu estava em perigo”

Ela explicou isso. Apesar de ela ter reafirmado que o nome de seu irmão era Ichinojo neste mundo, a explicação de Norm não fez sentido para Miri.

(Miri): “Eh? Onii resgatou você?”

(Norm): “Sim. Ele derrotou quatro bandidos com a ajuda de uma Loba Branca

O rosto de Miri contorceu-se um pouco com a referência a uma “mulher da raça das feras”.

Ela não estava pensando se a raça dos Lobos Brancos era sua aliada ou sua inimiga durante sua era como Lorde Demônio, ela estava incomodada por Onii estar com uma garota.

Mas mesmo assim, ela pensou que ele não teria nenhum ganho fazendo isso…

(Miri): “Você quer dizer que Onii ajudou a Loba Branca no seu resgate?”

Não seria surpreendente que o irmão dela fosse convidado para grupos assim que sua bênção de Aquisição de 20 vezes mais pontos de experiência se tornasse conhecida.

Como os Levels deles iriam aumentar mais rapidamente usando essa habilidade, eles não hesitariam em convidar seu irmão, que deveria ter apenas um baixo Level como Plebeu. Era isso o que ela estava pensando.

No entanto, a realidade era realmente diferente.

(Norm): “Não. Se fosse para escolher, eu acho que a Loba Branca, Haru-san, foi quem ajudou Onii-san”

Ouvindo o nome “Haru”, por um instante, um nostálgico rosto de criança apareceu em sua mente, mas Miri sabia que deveriam existir muitas Lobas Brancas chamadas Haru, então ela balançou sua cabeça.

Durante sua época como Lorde Demônio, para aquela garota que tinha pele branca como um campo de neve no inverno, ela mesma a nomeou “Haru” depois de esperar que ela despertasse como uma flor na primavera[2].

Apesar disso, depois que ela renasceu como uma japonesa, ela viu na televisão que havia um cavalo de corrida com o nome de Haru Urara[3], então, mesmo agora, ela ainda se arrependia um pouco de sua escolha.

Porém, mais importante que isso, o problema agora era pensar em como a Loba Branca pode ter sido aquela que ajudou seu irmão.

(Norm): “Seu irmão é muito forte. Ele teve uma luta com muitos aventureiros na Guilda de Aventureiros e derrotou todos eles[4]

(Miri): “Sozinho?”

Miri pensou por um tempo. A Aquisição de 20 vezes mais pontos de experiência e o 1/20 pontos de experiência necessários de seu irmão eram bênçãos claramente trapaceiras. Em todo o caso, ele tinha um crescimento 400 vezes maior do que o dos outros.

Mas era apenas 400 vezes mais rápido. Miri previu que seu irmão ficou na cidade por menos de uma semana.

Além disso, considerando a personalidade dele, salvo circunstâncias imprevistas, ele iria caçar Coelhos no início para aumentar seu Level antes de entrar no |Labirinto para Iniciantes|, só depois que ele tivesse obtido uma certa força.

Mesmo se ele fosse convidado por um grupo forte, seu irmão não iria adquirir as 20 vezes mais pontos de experiência se ele não desse o golpe final. Ele mal seria capaz de aumentar de Level no |Labirinto Intermediário|.

Apesar disso, para ele crescer tão rápido…

[Miri]: (“Devem existir alguns outros segredos”)

Pelo discurso de Norm, Miri teve um vislumbre da força que seu irmão possuía.

(Norm): “Você gostaria de ir para a casa onde estou hospedada? Como você é a irmãzinha do Onii-san, tenho certeza que Margaret-san ficará encantada”

Miri arrepiou-se quando ela escutou o novo nome.

Norm, Haru e agora Margaret.

Insetos (amigas do sexo feminino) estavam rondando seu irmão. Ela tinha que se apressar para chegar ao lado dele e passar um inseticida.

(Miri): “… ou talvez eu tenha que destruir o próprio mundo”

(Norm): “Eh?”

(Miri): “Não é nada. Por favor, me leve para onde a peste… não, Margaret-san está”

(Norm): “Sim. Eu vou pedir para alguém me substituir, então por favor, aguarde um momento”

Norm pediu para outra pessoa, que também não estava fazendo nada, para substitui-la e ela levou Miri para onde Margaret-san estava.

Quando elas entraram pela porta dos fundos da loja de roupas fechada, uma das preocupações de Miri se concretizou.

(Margaret): “Norm-san, bem-vinda de volta. ♪ Ara. Quem é esta garota fofa, fufufu. Ela é tão fofa que até eu quero devora-la”

Isso aconteceu devido ao fato de Margaret ser um homem musculoso com barba azul vestindo roupas femininas.

(Miri): “… eu prefiro que Onii não tenha despertado esse tipo de preferência”

Miri rezou para que essa fosse apenas uma preocupação desnecessária.


[1] Miryuu tem a mesma base para o nome Miri, mas também possui os caracteres para Ryuu, que significa “dragão” em japonês.

[2] Em japonês, haru significa “primavera”.

[3] Haru Urarau foi um cavalo de corrida japonês que ganhou muita popularidade em 2003 devido a uma enorme sequência de derrotas.

[4] Esses eventos aconteceram no capítulo 030.