O papel de Haru

Como uma desculpa por nos forçar a aceitar o pedido, o recepcionista nos mostrou muitas missões de coleta que seriam lucrativas e que poderiam ser feitas perto da vila dos Cait Siths. Limitado apenas pelo tempo, não haveria uma multa se desistíssemos dos pedidos, então eu as aceitei com gratidão.

(Recepcionista): “Obrigado, eu estava mesmo com problemas. Essa garota esteve fazendo isso pelo dia todo desde manhã”

Enquanto processava os pedidos, o recepcionista disse isso com um sorriso.

(Recepcionista): “Eu quero cooperar com ela já que ela está aqui, mas os aventureiros têm liberdade para aceitar ou não um pedido. É por isso que eu estava com problemas”

(Ichinojo): “Eu também estou com problemas… eu estava querendo passar o meu tempo em paz. Bem, eu estou livre, então não importa”

Se eu rejeitasse com firmeza, Haru se sentiria culpada.

Eu vou me certificar de avisar ela mais tarde, mas eu não pretendo culpa-la.

(Recepcionista): “Ah. Por favor, assine aqui”

Entre nós, apenas Haru pertencia a Guilda de Aventureiros, então ela assinou os documentos.

(Recepcionista): “Desculpe por força-lo a aceitar o pedido”

(Ichinojo): “Se você está se sentindo culpado, então eu posso apenas recusar?”

(Recepcionista): “Desculpe, mas por favor, não faça isso. Eu sou um amante de gatos afinal”

O recepcionista olhou para a Cait Sith apertando as mãos de Carol com um olhar acolhedor igual aquele que os donos dão para seus animais de estimação… só porque ele gosta de gatos, ele decidiu isso de uma forma que fosse favorável para a Cait Sith, isso claramente é abuso de autoridade.

De fato, essa raça pode parecer fofa para amantes de gatos. Eles tinham um tamanho adequado também. Contudo, eu sou um amante de cães, então eu não serei enganado pela fofura dela.

Além disso, depois de escutarmos sobre as circunstâncias, eu percebi que o recepcionista cometeu um grande erro.

(Ichinojo): “… entendi. Mas assim que nós aceitarmos este pedido, essa Cait Sith não terá mais motivos para vir aqui”

O homem se enrijeceu quando eu disse isso com uma risada.

(Recepcionista): “Desculpe, obrigar alguém a aceitar um pedido é algo que não deve ser feito em uma Guilda de Aventureiros. Eu vou cancelar o pedido…”

(Ichinojo): “Não, não, eu não me importo. Pelo ato de usar armas e atacar alguém, mesmo que o oponente não tenha recebido qualquer ferimento, no pior cenário possível, isso resultaria em expulsão. Além disso, o pedido é apenas para coletar uma única [Vinha de Prata] da floresta, então eu não me importo”

(Recepcionista): “Entendo… erm. Por favor, diga a ela que ela sempre será bem-vinda nesta Guilda de Aventureiros

O recepcionista disse isso com um tom levemente depressivo, então eu me senti um pouco satisfeito.


(Ichinojo): “E assim, eu estou animado por trabalhar com você Stella”

(Stella): “Eu também nya”

Eu disse isso enquanto apertava a mão da Cait Sith Stella.

Tocar as almofadas de sua pata era ótimo.

(Stella): “Por favor, não aperte tanto a minha pata nya”

(Ichinojo): “Oops. Desculpe”

(Stella): “Eu não ligo nya. Deixando isso de lado, vocês possuem uma carruagem?”

(Ichinojo): “Yeah. Podemos chegar na vila dos Cait Siths de carruagem?”

Eu escutei que ela era uma vila oculta, então eu teria problemas se só pudéssemos chegar lá seguindo trilhas de animais e sem uma carruagem.

(Stella): “É claro nya. Já que também há indivíduos que usam carruagens entre os Cait Siths nya. Isso é ótimo nya. Levaria uma eternidade se eu dependesse dos meus pés, mas nós chegaremos no máximo até o dia depois de amanhã com uma carruagem nya. A raça dos Cait Siths não é muito fã de caminhadas”

Cait Siths caminham lentamente. É provavelmente porque eles só usam duas pernas. Ela certamente não parecia ser rápida.

Eles iriam escapar usando as quatro patas quando o perigo aparecesse, mas eles normalmente caminham com dois pés. Aparentemente, isso tinha relação com o orgulho dos Cait Siths.

(Ichinojo): “Finalmente é hora de Fuyun brilhar depois de tanto tempo”

Quando nós fomos para os estábulos, Fuyun olhou para nós e relinchou. Ele provavelmente estava excitado. Já que não nos via há algum tempo.

Na primeira vez que viemos para esta cidade, havia muitos outros cavalos, mas agora o número diminuiu para menos da metade, então ele parecia solitário.

(Ichinojo): “Bom, assim que o Festival de Caça aos Cavalos começar, os estábulos devem ficar lotados mais uma vez”

Originalmente, o Festival de Caça aos Cavalos deveria acontecer agora, mas ele foi adiado devido ao problema com o surto de monstros deste ano.

Além disso, uma porção das vacas já tinha sido abatida e como resultado, o mercado estava lotado de pessoas.

Foi uma ótima experiência comprar vísceras[1] pela primeira vez neste mundo.

Também foi perfeito saber que elas não estragariam se eu as guardasse dentro da minha [Bolsa de Itens].

(Ichinojo): “A propósito, Carol. Está tudo bem comprarmos apenas um barril de [Vinha de Prata] mesmo indo para a vila dos Cait Siths? Eu pensei que seria melhor comprar mais”

Eu carreguei o barril de [Vinha de Prata] até a carruagem.

Normalmente estaria tudo bem apenas guardar o barril dentro da minha [Bolsa de Itens], mas, aparentemente, a [Vinha de Prata] é um item taxado.

Contrabando é crime e, mais importante que isso, pagar a tarifa pode aumentar meu Level como Plebeu.

(Carol): “É porque a [Vinha de Prata] é taxada. Aliás, a vila dos Cait Siths não tem o conceito de moeda. Uma porção dos Mercadores só tem moeda o bastante para usar em trocas quando eles vão para outras cidades, enquanto os residentes da vila fazem tudo na base do escambo[2]. Levar produto demais poderia resultar em prejuízo”

(Ichinojo): “Sério?”

(Stella): “Isso não é verdade nya”

Stella negou categoricamente quando eu perguntei.

O que está acontecendo? Talvez a informação de Carol tenha ficado desatualizada e eles já introduziram um sistema monetário?

(Stella): “Todos ficam felizes quando bebem o vinho da [Vinha de Prata] juntos e compartilham sua alegria nya”

Em outras palavras, o que Carol disse estava correto.

Yup. Um único barril de [Vinha de Prata] é o suficiente.

Eu teria problemas se escolhesse erroneamente e aumentasse o número, levando em conta as circunstâncias que um certo Usuário de Gato enfrentou, ter esta carruagem atacada por Cait Siths parece bem possível.

Carol, Stella e eu sentamos na carruagem, Haru sentou no assento do cocheiro e depois que o tio dos estábulos nos levou para a rua principal, nós saímos pelo portão principal.

O portão estava menos lotado do que o normal, então nós o atravessamos em pouco tempo.

Durante esse período, eu paguei 2.500 sense de imposto pela [Vinha de Prata].

Como eu deixei o Plebeu como meu segundo emprego, ele chegou ao Lv75.

(Ichinojo): “Por que a tarifa da [Vinha de Prata] é tão alta?”

Apesar de não estar tão preocupado sobre minha finanças e poder gasta-las em troca de pontos de experiência para o Plebeu, eu realmente não me importava.

Agora que eu penso sobre isso, pimenta e sal não foram taxados, mas por que há um imposto para a [Vinha de Prata]?

Além disso, normalmente, tarifas são pagas quando deixamos um país, então por que nós pagamos isso ao deixar uma cidade?

Eu fiz todas essas perguntas a Carol.

(Carol): “É porque a [Vinha de Prata] é um bem de consumo[3] em |Ferruit|

(Ichinojo):[Vinha de Prata] é um bem de consumo?”

(Carol): “Sim. Aliás, você precisa pagar um imposto sobre bebidas se fizer vinho neste país. Contudo, os Cait Siths que fazem o vinho da [Vinha de Prata] em sua própria vila não estão sujeitos a essas taxas. Enquanto a vila dos Cait Siths está dentro do território de |Ferruit|, eles são uma raça autônoma e fora da jurisdição do rei. Graças a isso, eles não podem obter o imposto sobre bebidas que eles deveriam receber. Assim, 120 anos atrás, a [Vinha de Prata] coletada neste país era reunida em |Ferruit| e uma lei foi criada para colocar uma tarifa em toda a [Vinha de Prata] exportada de |Ferruit|

(Ichinojo): “… ooo. Entendi”

(Stella): “Foi algo bem complicado nya”

Stella fechou seus olhos e disse isso enquanto balançava a cabeça duas vezes.

Nós deixamos |Ferruit| e prosseguimos para o Sudoeste.

Ao longo do caminho, nós raramente encontramos monstros, então o tempo passou pacificamente.

O mais cedo que poderíamos chegar na vila dos Cait Siths seria na manhã do dia seguinte. Portanto, pela noite, nós iríamos acampar nos campos.

Haru e eu deixamos a carruagem para coletarmos galhos.

Eu pensei por um momento se estaria tudo bem deixar Stella e Carol sozinhas…

(Stella): “Hey. Vamos ter peixe essa noite nya?”

(Carol): “Sim, Ichino-sama irá cozinhar”

(Stella): “Se for para preparar peixe, vocês podem deixar isso comigo nya!”

Yup. Deve ficar tudo bem com essas duas.

Usando o meu ‖Avaliar Emprego‖ eu descobri que o emprego dela era Cozinheira Lv9, então não teríamos problemas.

Ou melhor, eu estava ansioso para experimentar a refeição de uma profissional.

(Ichinojo): “Haru, já que estamos sozinhos, eu quero falar com você sobre algo”

Eu me virei e olhei para os olhos dela e disse…

(Ichinojo): “É sobre o incidente na Guilda de Aventureiros

Ouvindo minhas palavras, a cauda de Haru caiu.

(Haru): “Eu peço desculpas mestre”

(Ichinojo): “Haru, eu tenho algo importante para dizer. Um pedido… não, uma ordem”

(Haru): “Eu irei aceitar. Não importa a punição”

Haru disse isso. Ela me olhou como se dissesse que não se importava mesmo que isso custasse sua vida.

(Ichinojo): “Haru ficou brava por mim. Haru também estava brava com aquele Pugilista[4]… ah. Eu esqueci o nome dele, mas essa pessoa fez pouco caso de mim na Guilda de Aventureiros de |Florence|. E é provavelmente o mesmo para mim. Por Haru e Carol, e talvez até mesmo por Malina. Eu provavelmente ficaria nervoso se alguém ridicularizasse qualquer uma de vocês três. Eu poderia fazer algo que não costumo fazer, como aquilo que aconteceu no duelo com o Pugilista[5]

(Haru): “… essas palavras são desperdiças comigo”

(Ichinojo): “Mas isso está errado. Um grupo não pode ser estabelecido se não houver alguém que sempre possa lidar com tudo calmamente. Entretanto, Carol é inadequada para esse papel e Malina está ocupada demais com sua própria condição sem sua máscara. É por isso que eu quero que Haru assuma esse papel”

Eu parei e disse isso enquanto olhava para Haru.

(Ichinojo): “Eu só posso confiar isso a Haru”

Quando eu disse isso, Haru me encarou de volta e…

(Haru): “Eu honrosamente aceito esse papel”

Ela respondeu.

Isso é ótimo… eu acho.

É definitivamente melhor do que ter ela perdendo o controle. Ela deve ter entendido minha intenção.

Eu quero acreditar nisso a partir de agora.

Eu olhei para frente mais uma vez e comecei a coletar os galhos das árvores.

(Haru): “… muito obrigado mestre”

Ouvindo essas palavras atrás de mim, eu concordei com um sorriso enquanto minhas costas ainda encaravam Haru.


[1] Vísceras são os órgãos internos do corpo que contêm espaços que podem servir para digestão, respiração, armazenamento de excreções ou secreções, etc. Podem estar presentes no tórax, no abdômen e na pelve. Exemplos desses órgãos são estômago, intestinos e bexiga.

[2] Escambo é a troca de mercadorias ou serviços sem fazer uso de dinheiro.

[3] Bens de consumo (ou bens de consumo familiar) são os bens utilizados pelos indivíduos ou famílias. Tendo em conta que podem ser utilizados imediatamente na satisfação de uma necessidade, são também considerados bens diretos, por exemplo: a água, o pão, o automóvel.

[4] Ichinojo está se referindo a discussão com Kakke no capítulo 018.

[5] Ichinojo está se referindo ao duelo com Kakke onde ele cortou uma das pernas dele no capítulo 030.