Pedido Cancelado

Depois de percorrermos alguma distância, eu vi sinais de um pequeno riacho e diminuí a velocidade da carruagem. Eu acho que eles não vão nos perseguir mais, já que nós chegamos tão longe. O Sol estava começando a se pôr, então eu decidi parar a carruagem por um tempo. Eu estava pegando muito pesado com Fuyun.

Haru desengatou Fuyun do carro e levou ele até o riacho para deixa-lo beber um pouco de água.

(Ichinojo): “A propósito, os Cait Siths têm alguma relação com o nome do país |Dakyat|?”

Depois de descermos da carruagem e checarmos que as rodas não tinham nenhum defeito, eu fiz a pergunta que subitamente veio a minha mente.

Eu achei que seria coincidência demais que o país onde os Cait Siths vivam era chamado de Da Kyat.

(Carol): “Eu escutei que o ‘Da’ de |Dakyat| foi tirado da abreviação de ‘Deka’[1], então, isso significa gatos grandes. Em outras palavras, ela se refere a esses enormes gatos, os Cait Siths. Essa raça sempre pôde ser vista com frequência em |Dakyat|, portanto essa é uma teoria bastante convincente”

Está aqui! A sabedoria de Carol. Como esperado de seu extenso conhecimento.

Em outras palavras, os Cait Siths viveram nesta terra antes de |Dakyat| ser fundada.

Enquanto eu pensava nisso…

(Stella): “Isto está errado nya. O nome deste país há muito, muito, muito tempo… erm. O Rei de incontáveis gerações atrás entregou a maior parte do território desta nação para os humanos com a condição de que eles mantivessem o nome nya”

Stella acrescentou essa informação.

(Ichinojo): “Isso é verdade?”

(Carol): “Eu nunca escutei tal informação”

Carol negou, mas Stella balançou sua cabeça.

(Stella): “É verdade nya! Isso é conhecimento comum entre os Cait Siths

Stella insistiu. Independentemente de ser verdade ou não, não parecia que chegaríamos a uma conclusão se começássemos a discutir aqui. Todos os países alterariam sua própria história para faze-los parecerem melhores. E as informações negativas seriam removidas. Tudo que eu consegui entender era que os Cait Siths viveram neste país antes do nome dele ser decidido.

Yup. Se eu tivesse poder, talvez eu pudesse inventar uma história dizendo que “Ichinosuke” estava com alta demanda no mercado de emprego japonês, mas ele desistiu de tudo isso para viajar para outro mundo? Não, isso seria em vão. Eu vou parar de pensar em falsificar o meu passado.

(Ichinojo): “Aliás Stella. A vila dos Cait Siths ainda está muito longe?”

(Stella): “… um pouco nya. Ela fica no centro da floresta nya”

A floresta que Stella estava se referindo… eu não conseguia ver ela claramente de onde estávamos, mas eu conseguia ver que existia uma floresta ao longe… eu acho.

(Stella): “Mas eu quero parar em um lugar antes de irmos para a vila”

(Ichinojo): “Ah. É onde a árvore especial da [Vinha de Prata] cresce?”

O pedido que eu recebi não era nada mais do que protege-la durante a colheita. É claro que eu não me esqueci disso.

(Stella): “Isso mesmo nya. É uma Terra Santa que pode ser considerada Território Sagrado para a raça dos Cait Siths

(Ichinojo): “Espere um minuto”

Além da pergunta que eu tinha sobre “Terra Santa” e “Território Sagrado” serem basicamente a mesma coisa, havia algo que eu precisava saber.

(Ichinojo): “Não tem problema se nós entrarmos neste lugar?”

Se for uma Terra Santa para os Cait Siths, pode-se dizer que está além dos limites para forasteiros.

Nós não precisaríamos de uma permissão especial como uma autorização do próprio Rei para entrarmos?

Bem, se a Terra Santa mudou para um ponto turístico, então seria diferente.

(Stella): “Isso é um problema nya. Mas também não é um problema nya”

Qual é a dessa contradição?

(Stella): “Em primeiro lugar, ninguém foi capaz de entrar na Terra Santa por séculos nya”

(Ichinojo): “… por quê?”

(Stella): “Um Dragão fez seu ninho na entrada da Terra Santa, então ninguém poderia entrar nya”

Entendi.

Este é um pedido para proteção durante a colheita e extermínio de monstro, huh. Yup.

(Ichinojo): “Muito bem. Vamos voltar”

(Stella): “Por quê nya?”

(Ichinojo): “Você é uma idiota!? Um Dragão é um monstro feroz! Por que nós deveríamos enfrentar tamanho perigo só para colher [Vinha de Prata]!?”

Se eu fosse um herói de um RPG, eu exterminaria o Dragão mesmo que fosse só para pegar uma maça, já que isso iria iniciar um evento. Mas esta era a realidade. Eu não sou um homem de valor nem um herói. Eu me recusei no início quando Koshmar-sama me fez suas ofertas. É porque eu não queria ter trabalho demais. Você poderia confiar esse tipo de trabalho para alguém como Suzuki.

(Carol): “É algo que nem mesmo Ichino-sama pode derrotar?”

(Stella): “Não é verdade nya! Com as habilidades de Haru-san com a espada e seu mestre que é ainda mais forte, não há inimigos que vocês não possam derrotar nya!”

(Ichinojo): “O problema nyão é se eu posso derrota-lo ou nyão!”

(Carol): “Ichino-sama, sua pronúncia está mudando”

(Ichinojo): “O problema não é se eu posso derrota-lo ou não! A recompensa é insignificante demais comparada com o perigo. A recompensa que vamos receber nem mesmo vai ser ouro”

Haru retornou e quando eu expliquei a situação, ela olhou para o rosto de Stella e também concordou com a minha opinião apesar de ter hesitado. Eu me sinto mal por Stella, mas eu não sou do tipo que aceita trabalhos de alto risco com retorno baixo só por gentileza.

(Ichinojo): “Me dê um momento, eu vou trazer Marina de volta”

Eu pensei que o |MP dela já deveria ter se recuperado, então eu fui para outro local e me transferi para o |Meu Mundo|.

De qualquer forma, eu gradualmente me sinto cada vez mais arrependido por ter aceito este trabalho.

As Seis Estrelas Nyanto, o Rei dos Cait Siths e um Demônio. Nada além de frases suspeitas continuam aparecendo, então eu não acreditava que seria um trabalho fácil. Enquanto os detalhes do pedido continuarem inadequados, nós provavelmente não seremos penalizados por cancelar o pedido.

Enquanto eu pensava nisso, eu entrei no |Meu Mundo| e vi Malina, ao invés de Marina, junta de Pionia.

Por algum motivo, Pionia não estava vestindo as roupas de algodão que eu a dei, mas um uniforme de camareira.

(Malina): “É verdade. Você é exatamente como o gato que eu tinha no passado. Meus únicos amigos eram gatos e bonecas, então eu fiquei animada demais”

(Pionia): “Entendo, Mestra Malina”

(Malina): “Yup. Isso mesmo Pionia-chan. Como esperado de Pionia-chan, eu acho que você vai ficar bem nessas roupas também”

(Pionia): “Então eu vou me trocar”

Quando Malina pegou a fantasia de lolita gótica[2], sem expressão nenhuma, Pionia colocou sua mão em sua saia e…

(Ichinojo): “Espere um minuto! Eu estou aqui, eu estou aqui, então pare!”

Eu gritei para ela parar. Parece que Malina estava tratando e brincando com Pionia como se ela fosse literalmente uma boneca.

Eu estava me perguntando onde diabos ela conseguiu essas roupas quando eu notei que a casa de madeira já estava completa. Na frente dela havia um tear[3] e até tubos de corantes preparados. Pionia certamente trabalha rápido.

Na verdade, ela fez tudo isso em apenas uma noite.

(Malina): “I-Ichino-chan… bem-vindo”

(Ichinojo): “Ou. Eu acabei de voltar. Nós partimos para o Sudoeste para completar um pedido, mas no fim, nós decidimos cancela-lo. Nós vamos voltar para |Ferruit|. Alguns idiotas podem aparecer no caminho de volta, portanto, Malina, venha conosco por favor”

(Malina): “Tu… tudo be… bem. Er. Seria melhor se Marina fosse no meu lugar?”

(Ichinojo): “Não, por favor, continue como você está até que encontremos os inimigos. Nós vamos manter a vigilância com a minha habilidade de detecção de inimigos e os ‖Olhos de Falcão‖, assim como o nariz de Haru”

Ultimamente, o tempo que Malina passa sem sua máscara tem aumentado. Se ela continuar assim, um dia ela pode ser capaz de falar conosco da mesma forma que ela faz com Pionia… ou talvez isso seja impossível, mas quem sabe ao menos ao ponto onde ela não sofre quando tem uma conversa rotineira conosco.

Muito bem, devemos ir?

(Ichinojo): “Pionia gostaria de vir junto? Eu achei que você pudesse querer respirar o ar do lado de fora também”

(Pionia): “Não, eu não posso ir para fora. Assim que eu sair, o poder mágico será drenado do meu corpo e eu não serei capaz de me mover por quase uma hora”

(Ichinojo): “… sério?”

(Pionia): “Sim”

Pionia disse isso sem qualquer expressão.

… eu não sabia disso.

Homúnculo, o pequeno ser dentro do frasco.

Para ela, este mundo não seria nada mais do que um enorme frasco?

Eu… foi a escolha correta criar Pionia?

O silêncio reinou por um curto período.

(Malina): “I… Ichino-san”

Talvez, por não conseguir lidar com a atmosfera, Malina falou.

(Malina): “Pionia-chan… quando ela comeu as uvas… ah… ela fez uma expressão… desagradável”

(Ichinojo): “Eh?”

Qual é a dessa informação aleatória? Ela odeia uvas?

(Pionia): “Essas uvas… são usadas para fazer vinho… então elas não são… saborosas”

(Ichinojo): “… er”

(Malina): “Mas depois disso… ela fez uma expressão ligeiramente feliz quando comeu uma maçã”

(Ichinojo): “Entendo, então talvez eu faça algo como uma torta de maçã da próxima vez”

(Malina): “… Pionia-chan… também pode ser feliz aqui”

As palavras de Malina estavam completamente além das minhas expectativas e eu percebi que ela estava consciente tantos dos meus sentimentos quanto dos de Pionia.

Foi patético que eu tenha considerado de forma egoísta que ela só poderia ser infeliz por não ser capaz de deixar este lugar.

(Ichinojo): “Sério? Isso é verdade. Sinto muito Pionia”

(Pionia): “… Mestre”

Pionia olhou para mim…

(Pionia): “Eu vou esperar ansiosa pela torta de maçã”

(Ichinojo): “Ou. Deixa comigo. Em troca, por favor, crie um forno”

(Pionia): “Entendido”

Quem sabe eu faça Carol entrar neste mundo para conversar com ela no caminho de volta para casa.

Eu pensei nisso quando saí com Malina.

Então…

(Malina e Stella): “Ah”

Malina e Stella viram uma a outra e no próximo instante…

(Malina): “Stella-chaaaaaaaaaaan!”

(Stella): “É o demônio! O demônio apareceeeeeeeeu!”

Uma misteriosa reação química ocorreu e Malina disparou a toda velocidade em direção a Stella que estava fugindo.


[1] Deka significa grande ou enorme.

[2] Gothic Lolita, ou GothLoli, é uma subdivisão de uma moda urbana japonesa chamada Lolita, popular entre adolescentes e jovens adultas (e por vezes pessoas do sexo masculino). No estilo Lolita, as pessoas se vestem com roupas que lembram a aparência de bonecas de porcelana ou princesas.

[3] Um tear é um aparelho mecânico ou eletromecânico empregado para a confecção de tecidos e roupas.