Começando uma luta com um 〈Dragão〉

Dragão.

A representação básica de um mundo de fantasia.

Nas histórias, há casos onde eles são divindades e se desafiados, eles se tornam existências que podem acabar com protagonistas com seus poderes esmagadores.

É natural acreditar que eles podem lanças chamas de suas bocas, mas, ultimamente, eles são seres desagradáveis que podem até mesmo usar sopros de gelo e de veneno.

Seja como for, essas são descrições fictícias de jogos e histórias de fantasia.

Contudo, Koshmar-sama me disse isso antes. Em primeiro lugar, com o objetivo de tornar o |Outro Mundo| mais aceitável para os reencarnados como eu, as pessoas da Terra eram influenciadas subconscientemente a criar jogos e histórias com esse tipo de cenário em nosso mundo.

Para ser honesto, o Pochi que Suzuki tem como mascote… aquele Wyvern é exatamente o mesmo do que eu tinha na minha imaginação.

Se é assim, nós devemos ter cuidado.

(Stella): “Por aqui nya”

Stella mostrou o caminho com um sussurro suave.

(Ichinojo): “Parece conveniente ter um corpo pequeno em horas como essas para se esconder. Certo Carol?”

(Carol): “Ichino-sama, por que você está querendo que eu concorde com esse tipo de coisa… eu não sou tão pequena assim”

Carol fez um beicinho e ficou amuada.

(Ichinojo): “… você não está consciente de seu tamanho?”

(Carol): “Sim… eu estou consciente do meu tamanho, mas… (é porque Ichino-sama não me enxerga como uma adulta)”

(Ichinojo): “Desculpe, eu não consegui entender a última parte”

(Carol): “Não é nada”

Parece que eu acabei irritando ela. Carol normalmente é tão confiável, então eu acabei esquecendo que ela ainda é uma criança. Talvez o nível de estresse dela tenha se acumulado devido a nossa dura jornada. Eu tenho que deixar as três terem uma agradável sessão de compras ou algo parecido quando nós voltarmos para a cidade para aliviar o estresse delas.

(Marina): “Ichino. Este não é o lugar para ficarmos brincando”

(Ichinojo): “… isso é verdade. Eu estou sentindo uma forte presença há algum tempo”

A presença do inimigo era um pouco diferente da presença normal de monstros. Quanto a monstros fracos, ah, como eu posso explicar? Eu sinto um certo nível de presença enquanto monstros com intenção assassina me passam uma sensação mais “afiada”.

Contudo, fica mais difícil diferenciar assim que o número de inimigos aumenta, fazendo as presenças se misturarem, mas desta vez, a presença era… expressando em palavras, era uma presença poderosa. Parecia que ela estava enviando um vento que te empurrava só por você estar se aproximando.

Nós provavelmente vamos vê-lo assim que passarmos por esse caminho cheio de grama.

Ainda assim, como eu posso explicar?

Eu sinto como se não fosse um oponente imbatível.

(Ichinojo): “Carol, por favor, tente usar a sua ‖Magia do Encanto‖ de longe. Marina, por favor, mire nos pontos fracos do inimigo com o seu [Arco do Vento]… algum lugar como os olhos ou dentro da boca”

(Carol): “Entendido”

(Marina): “Deixe comigo… nada é capaz de escapar do meu terceiro olho[1]

Carol concordou enquanto Marina respondeu com confiança.

Antes de Marina abrir seu terceiro olho, eu acho que seria melhor que ela tirasse sua máscara e abrisse mais os olhos que ela já tem.

(Ichinojo): “Haru, nós vamos lutar na frente. Com a habilidade de Marina, eu não estou mesmo preocupado, mas nós vamos lutar enquanto evitamos a linha de ataque dela. Nós vamos começar a luta com o costumeiro ‖Corte‖. Aliás, quando eu gritar ‘Se espalhem’, por favor, se afastem do Dragão o máximo possível. Eu irei usar minha magia que tem o maior poder de ataque”

(Haru): “Entendido”

Haru concordou com uma cabeça.

(Ichinojo): “Stella, por favor, se esconda em algum lugar. Eu não sei se eu tenho como ajudar Stella se você cometer algum erro. A propósito, para todas além de Stella, eu vou deixar um espaço aberto. Se você sentirem que a situação está perigosa demais, por favor, escapem para aquele lugar”

Eu disse isso e usei minha habilidade ‖Hikikomori‖ para criar a porta para o |Meu Mundo|.

É melhor prevenir do que remediar.

Eu vou garantir o maior nível de segurança possível.

Desta vez, não é para aumentar o Level, mas sim para lutar.

Eu configurei meus empregos como Desempregado, Santo da Espada, Espadachim, Espadachim Mágico e Gladiador.

Eu escolhi os empregos que combinariam com minha espada.

Apesar de ser mais provável que o último golpe seja feito com magia.

Então eu espiei atrás das moitas.

Havia uma caverna em um despenhadeiro que estava em uma altura dificilmente acessível e ao lado dessa caverna havia um lagarto com quase o dobro do tamanho do Peixe-Lagarto Gigante[2]… um Dragão.

A cor do Dragão era marrom.

Se ele é marrom então ele deve ser um Dragão da Terra ou talvez seja mais próximo do vermelho, então seria um Dragão do Fogo.

(Carol): “Então é um Dragão de Bronze…”

Carol murmurou ao meu lado direito.

Entendo. Ao invés de marrom, é uma cor dourada acobreada como aquela das moedas de dez ienes.

(Haru): “Ele é categorizado no grupo mais fraco entre os Dragões porque não possuí nenhum ataque especial e não pode usar ataques de sopro… mas ele ainda é um oponente que requer um grupo de seis aventureiros acima do rank B

(Ichinojo):Rank B… entendo”

Haru murmurou isso. Ela atualmente é uma aventureira do menor rank.

(Ichinojo): “Não se preocupe. Você deveria saber que seu rank não faz jus a suas habilidades. Haru é forte”

Eu acariciei a cabeça de Haru.

(Ichinojo): “Muito bem, vamos Haru”

(Haru): “Sim mestre”

Haru e eu corremos das moitas.

Ao mesmo tempo, uma flecha de vento voou atrás de nós apontada diretamente para o olho do Dragão.

Entretanto…

(Dragão): “Guaaaaaaaaaaa!”

O rugido que me fez inconscientemente cobrir minhas orelhas fez o ar tremer. Com isso, a flecha de vento seguiu em uma direção inesperada.

Mesmo que ele seja da categoria mais fraca, ele ainda é um Dragão, huh?

Enquanto pensava nisso, Haru e eu usamos o ‖Corte‖ juntos.


[1] O terceiro olho simboliza um estado elevado de consciência, através do qual seu dono pode perceber o mundo. Basicamente, ele potencializa seu poder de percepção através da clareza e da acuidade mental.

[2] Ichinojo está se referindo ao monstro que ele enfrentou com Haru no capítulo 029, onde eles enfrentaram um surto de Monstros-Peixe acompanhados por Jofre e Elise.