O truque para cultivar [Vinha de Prata]

Stella e eu deixamos o palácio real e seguimos para os arredores da cidade.

Stella me perguntou qual o método que eu usaria para fazer o [Vinho de Vinha de Prata], mas eu não respondi. Ou melhor, eu não poderia responder.

Porque havia outros Cait Siths ao redor de nós. Seria um pouco imprudente deixar alguém escutar isso.

Enquanto caminhávamos para fora da cidade…

(Ichinojo): “Primeiramente, eu vou precisar da semente da [Vinha de Prata] daquela lendária árvore de [Vinha de Prata], mas é possível obter uma delas?”

(Stella): “Nós devemos ter algumas no palácio real nya”

Merda, eu devia ter perguntado isso primeiro. Que desperdiço de esforço ter que voltar.

Carol levantou sua mão justo quando eu estava pensando nisso.

(Carol): “Ichino-sama, eu tenho a semente se você está precisando de uma semente da árvore de [Vinha de Prata]

Carol disse isso enquanto me passava uma semente marrom que tinha o tamanho de uma bolinha de gude dentro de uma Ramune[1].

(Ichinojo): “Esta é a semente?”

A semente de [Vinha de Prata] na minha memória era uma pequena semente capaz de encaixar no buraco de uma moeda de cinco ienes.

Eu fiquei um pouco surpreso ao ver o quão grande ela era.

(Carol): “Sim. Eu avaliei ela. Definitivamente é a semente certa”

Ah. É verdade. Carol tem a habilidade ‖Avaliar Planta‖.

(Haru): “Carol, por que você tinha uma semente da [Vinha de Prata]?”

Haru perguntou com curiosidade, mas Carol só respondeu “É para o bem de Ichino-sama”. Carol deve ter percebido. O que eu estava a ponto de fazer.

(Ichinojo): “Stella, por favor, cole isto em qualquer parte de seu corpo. Aliás, não diga uma palavra do que você está para ver para ninguém”

(Stella): “O… okay nya”

Enquanto parecia confusa com as minhas palavras, Stella colou o selo em forma de estrela que eu passei em sua pata.

Quando ela fez isso, o selo foi completamente assimilado na palma de sua mão.

Depois de confirmar isso, eu entoei…

(Ichinojo):‖Meu Mundo‖!”

Uma fissura dimensional apareceu.

(Ichinojo): “Muito bem, vamos indo”

Eu peguei a mão da consideravelmente nervosa Stella e levei ela para o |Meu Mundo|.

(Stella): “Nya! Que lugar é este nya!?”

Stella provavelmente estava chocada porque nós subitamente aparecemos em um lugar diferente.

Graças a mudança repentina, ela ficou em suas quatro patas e sua cauda estava completamente levantada enquanto ela olhava com atenção a seu redor.

(Ichinojo): “Bom, pense nisso como um subespaço… mesmo assim…”

Além da casa de madeira, algumas outras construções já estavam completas e havia até um pequeno estábulo.

Dentro desse estábulo, Fuyun parecia estar chateado. Eu pensei que estaria tudo bem deixa-lo solto já que estávamos em uma pradaria afinal.

(Malina): “S-te-lla-saaaaaan! Você veio me ver!”

Ela desmoronou enquanto Malina se aproximava correndo como uma louca, abraçou Stella e esfregou suas bochechas nas dela.

(Pionia): “Bem-vindo Mestre Ichinojo. Você gostaria de comer? Ou tomar um banho? Ou você preferiria fornecer |MP?”

Onde ela aprendeu essas frases?

(Ichinojo): “… obrigado pelo cumprimento único Pionia. Eu posso fornecer |MP a você, mas parece que você vai usar isso imediatamente. Eu planejo cultivar uma [Vinha de Prata] neste mundo”

(Pionia):[Vinha de Prata]… entendo, então uma quinta integrante se juntou ao harém do Mestre Ichinojo”

(Ichinojo): “Meu relacionamento com Stella não é esse e eu não tenho intenção de fazer um harém”

Bem, eu tenho uma promessa com Carol para começar esse tipo de relação com ela no futuro, mas eu acredito que não vamos chegar ao ponto de um harém.

Além disso, Stella absolutamente não é o meu tipo. Se minha zona de strike fosse tão grande, não seria possível nem mesmo dar ao batedor uma caminhada intencional[2]. Bom, eu admito que ela é uma criatura fofa.

Enquanto olhava para a aparência de gata preta de Stella que Malina continuava a esfregar em seu rosto…

(Ichinojo): “O que você acha desta semente? Você acha que ela vai crescer em uma árvore enorme?”

Eu mostrei a semente de [Vinha de Prata] para Pionia. Ela encarou a semente.

(Pionia): “Por favor, primeiro me forneça |MP. Eu vou tentar promover o crescimento dela em uma seção limitada”

(Ichinojo): “Tudo bem”

Eu fui para trás de Pionia, deslizei minha mão por dentro de sua camisa e a coloquei em suas costas.

Enquanto eu estava fornecendo |MP a ela, Haru foi cuidar de Fuyun, Carol foi para o armazém verificar a colheita, enquanto Malina e Stella tinham desaparecido antes que eu notasse. Eu espero que ela esteja bem… eu acho que ainda posso aceitar enquanto isto ainda esteja no estágio dos beijos, mas eu sinceramente rezo para que ela não faça nada além disso.

… as costas de Pionia eram quentes como a de uma pessoa real e eram ligeiramente macias.

(Pionia): “Mestre Ichinojo, o poder mágico ficou intenso assim que você se excitou, então por favor se acalme”

(Ichinojo): “Eu… eu não estou excitado!”

(Pionia): “É mesmo?”

Eu automaticamente menti, mas Pionia não agiu como se tivesse algum interesse.

Ela realmente parece humana nessas horas.

(Ichinojo): “Aliás, agora há pouco você disse que Stella seria a quinta integrante do meu harém, então isto te faz a quarta integrante?”

As outras três seriam Haru, Carol e Malina.

Eu pensei que talvez ela tenha contado Malina e Marina como pessoas diferentes, porém…

(Pionia): “O quarto integrante é Fuyun-sama”

(Ichinojo): “Antes mesmo do fato de Fuyun ser um cavalo, em primeiro lugar, ele é macho! Além disso, você até se refere a Fuyun de forma respeitosa, huh?”

(Pionia): “Positivo. Eu sou uma forma de vida temporária, não uma criatura viva. Como tal, criaturas vivas são mais importantes comparadas comigo”

A forma como ela disse isso soou tão solitário.

(Ichinojo): “… forma de vida temporária… eu realmente não penso assim. Eu também sinto que você está se divertindo me provocando”

(Pionia): “Negativo. Eu não me divirto provocando o mestre que eu estimo tanto. Eu apenas provoco o mestre para que ele relaxe”

(Ichinojo): “Você… ha… então, você ainda precisa de |MP? Estou começando a me sentir cansado”

(Pionia): “Afirmativo. O |MP para nutrir a [Vinha de Prata] já foi alcançado há algum tempo, mas irá ajudar ter uma quantidade maior”

Eu gentilmente tirei minhas mãos de dentro das roupas de Pionia.

Assim, eu a entreguei a semente.

(Ichinojo): “Então, por favor, faça isso”

(Pionia): “Entendido. Você quer plantar a semente aqui?”

(Ichinojo): “Ah. Este lugar parece bom”

(Pionia): “Muito bem…”

Pionia plantou a semente da [Vinha de Prata] e segurou um livro em sua mão.

O livro brilhou ligeiramente.

Então… a recém-plantada semente cresceu e formou dois brotos.

Enquanto eu estava pensando nisso, esses brotos progressivamente se estenderam e se tornaram finos ramos em um piscar de olhos. A grama ao redor começou a murchar.

Não havia nutrição suficiente.

Então, no momento em que eu notei, a árvore alcançou quase cinco metros de altura…

(Ichinojo): “Esses são… os frutos da [Vinha de Prata]? Sério?”

Frutas brilhantes e douradas parecidas com peras cresceram abundantemente pela árvore.

De qualquer forma, eu coloquei minhas mãos nos frutos da [Vinha de Prata].

Portanto, o próximo passo seria fazer o vinho aqui, mas… eh?

Agora que eu penso sobre isso, eu me pergunto quanto tempo é necessário para fazer vinho da [Vinha de Prata]?


[1] Ramune, ou Lamune, é uma bebida gasosa não alcoólica do tipo soda limonada fabricada no Japão. Suas garrafas são feitas de vidro e fechadas com uma pequena esfera do mesmo material (como uma bolinha de gude), que permanece tampando firmemente a garrafa por causa da pressão do gás carbônico da bebida. Para abri-la, é fornecido um dispositivo de plástico para empurrar a bolinha para dentro.

[2] Caminhada intencional é um termo de baseball que se refere a ceder uma base para que o time adversário use outro batedor.