As aventuras de Miri (Parte 08)

Era um escorregador extremamente longo.

Pelo caminho, haviam 14 encruzilhadas e uma armadilha mortal esperando aqueles que fizessem a escolha errada.

Era mais como uma medida de segurança feita por seu criador.

Era uma medida de segurança para quando ele acidentalmente caísse. O caminho correto era o simples padrão esquerda, direita, esquerda, direita, mas as duas escolhas finais mudavam para direita, direita.

Naturalmente, a pessoa que caísse provavelmente não saberia disso. Se a pessoa escolhesse o caminho correto escorregando sem pensar sobre nada, ela seria a sortuda que venceu uma aposta com uma chance de vitória entre 16.384.

Depois de seu “erro”, Norm perdeu a consciência. Assim, ela foi amarrada com as teias da ‖Escuridão‖ e arrastada pelo caminho correto.

[Miri]: (“Mas isso é estranho. Parece que alguém já tomou este caminho”)

A propósito, fazendo uso deste |Labirinto|, era certo que a Igreja da Deusa estava envolvida de alguma forma.

[Miri]: (“É possível que outra coisa tenha sido selada aqui além do meu poder”)

Enquanto ela tinha esses pensamentos, Miri e Norm chegaram ao seu destino.

(Miri): “Essa aparência impertinente de sempre. Agindo tão pretensiosamente enquanto copia meu estilo de cabelo”

Miri encarou a estátua da Deusa com uma expressão desagradável.

Uma das Deusas que ajudou na transferência de Onii, a estátua da Deusa Torerul estava diante dela.

(Norm): “Uu… me sinto mal… eh? Torerul-sama?”

Norm acordou e se curvou quando ela viu a estátua da Deusa Torerul.

(Miri): “Norm, deixe a oração para mais tarde. ”

(Norm): “Eu consegui”

Sem prestar atenção as palavras de Miri, um esfregão caiu em cima da cabeça de Norm.

(Norm): “Eh? O esfregão por conquistar um |Labirinto|?”

(Miri): “O esfregão da derrota… sério, se as Deusas dão tantos esfregões, eu espero que o prêmio principal seja ao menos uma carruagem”

Então, Miri encarou a estátua de Torerul.

Ela só podia ver um futuro em que ela receberia um esfregão, não importava em que momento ela orasse.

(Miri): “… eu não preciso de algo como um esfregão. Eu vou ficar irritada se você não me der algo apropriado, entendeu?”

Miri direcionou uma voz ameaçadora com sua intenção assassina para a estátua da Deusa.

(Norm): “Mi-Miri-chan, o que você quer dizer?”

(Miri): “Torerul dá um esfregão a todos porque fazer diferente seria trabalhoso para ela”

(Norm): “Sem chances, Torerul-sama não iria… ah. Na verdade, é bem possível para Torerul-sama fazer isso”

(Miri): “Fuu. Ela finalmente me deu algo decente”

Miri disse isso enquanto encarava a estátua da Deusa. Isso dificilmente poderia ser considerado uma oração, mas…

Título: Conquistadora do Labirinto IIevoluiu para Conquistadora do Labirinto III

⟦ Habilidade de Recompensa: ‖Economia de MP‖ obtida

Uma habilidade que reduz o consumo de |MP.

Com isto, Miri seria capaz de usar magias ainda mais poderosas do que ela esteve usando até agora.

(Miri): “Muito bem, vamos voltar”

(Norm): “Okay. Miri-chan, vamos voltar… eh? A porta não abre”

Nom desesperadamente puxou a porta, mas ela não se movia.

(Miri): “É inútil. Você se esqueceu que a porta que leva para a sala da estátua da Deusa não pode ser aberta antes do Chefão ser derrotado?”

(Norm): “Ah. Entendi. Então vamos logo derrotar o Chefão… eh? Miri-chan, nós temos que abrir esta porta se quisermos derrotar o Chefão… eh? Então, nós vamos ter que esperar aqui até que alguém derrote o Chefão?”

(Miri): “É claro que não. Você já se esqueceu? Minha magia é…”

(Norm): “Ah. É verdade. Como esperado de Miri-chan!”

(Miri): “Haaa… então, estamos indo. ‖Escapar‖!”

Quando elas notaram, Miri e Norm já estavam no meio da cidade.

Elas subitamente apareceram do nada, mas felizmente, ninguém viu essa aparição (elas também tiveram sorte do |Labirinto| ficar fora da cidade), então, nenhum problema surgiu.

(Norm): “Ah. Esta é a cidade de |Belasra|. Eu já estive aqui antes. Se você quiser, eu posso guiar você”

(Miri): “Hmm… eu quero ir para o salão de apostas. Ah. Mas antes disso, nós precisamos obter algum dinheiro na Guilda de Aventureiros

(Norm): “Dinheiro? Miri-chan, você tem algo que pode ser vendido?”

(Miri): “Yeah. Eu tenho algo que definitivamente pode ser vendido por um grande valor”

Miri disse isso e usou a ‖Magia Espacial‖, fazendo um item que poderia ser vendido a um elevado preço aparecer.


(Atendente): “Isto… que pelo fantástico. Como-como você adquiriu algo como isto senhorita?”

(Miri): “Durante minha jornada, eu encontrei o corpo de um lobo raro. Era um cadáver recente, então eu removi o pelo”

(Atendente): “Eu-eu entendo”

O homem tinha um sorriso de negócios, mas seu semblante mudou quando ele viu o pelo puro e branco que Miri trouxe e começou a inspeciona-lo.

Enquanto a inspeção prosseguia, o rosto do homem rapidamente ficou vermelho.

(Atendente): “O que aconteceu com a carne e as presas?”

(Miri): “Depois que eu terminei de esfola-lo, uma cobra enorme apareceu e o engoliu”

(Atendente): “… entendo”

Não era possível garantir que o homem acreditou na história de Miri, mas ele tinha uma expressão sutil em seu rosto…

(Atendente): “Entendo. É uma pena. Este lobo é um tipo de fera mística chamado Fenrir. Seu pelo é valioso, mas uma única presa pode ser vendida até por um milhão de sense. Aqui está o seu pagamento”

O homem pegou uma moeda de ouro e cem moedas de prata.

(Norm): “Moeda de ouro… Miri-chan é incrível”

Norm estava muito animada atrás de Miri, mas a expressão de Miri estava amarga.

(Miri): “Você está me brincando comigo?”

(Atendente): “Não estou. O valor estimado é de 300 mil sense, mas nós não podemos preparar uma quantia tão grande. Os outros 280 mil sense serão depositados na conta do seu [Cartão da Guilda] e você pode retirar um limite de 20 mil sense por dia ”

Dizendo isso, o homem a entregou uma prova da transferência.

(Miri): “Bem, 20 mil sense devem ser mais do que o suficiente. Muito bem. Norm, vamos para o salão de apostas”

(Norm): “Er… você está… indo para o salão de apostas apenas para jogar por diversão, não é?”

(Miri): “Naturalmente”

Miri disse isso com um sorriso inocente pela primeira vez em muito tempo. Contudo, esse sorriso inocente era um sorriso que iria trazer desgraça para muitas pessoas.

[Miri]: (“Para garantir que Onii viva tranquilamente neste mundo, no mínimo, eu tenho que multiplicar estes 20 mil sense dez mil vezes”)

Miri riu com a perspectiva de ganhar tudo isto através de apostas.