A jovem garota capturada na transferência forçada

Aconteceu muito repentinamente.

Há alguns momentos, eu estava na vila dos Cait Siths e antes de perceber, eu estava em uma ilha deserta.

Eu escutei isso antes de ser transferido para cá.

Habilidade ‖XXXX‖ ativada. Transferência forçada ativada

Isto definitivamente está relacionado com a habilidade misteriosa que eu adquiri ao chegar no Lv90 do Desempregado.

Contudo, por que eu fui transferido para uma ilha deserta?

Eu preciso escapar desta ilha. Não haverá nenhum médico aqui se eu ficar doente e, mais importante, está claro que Haru e os outros devem estar preocupados.

Normalmente, o que eu deveria fazer era assegurar um fonte de água potável e comida, mas eu não estava preocupado com isso.

Eu tenho minha [Bolsa de Itens] afinal.

Eu tenho comida e água potável o suficiente para alguns meses. Eu também posso criar água com a ‖Magia da Água‖, mas não há necessidade de fazer isso agora.

Se é assim, o primeiro passo é planejar a minha fuga.

O que eu posso fazer no momento seria… eu juntei os troncos que a maré trouxe até a praia, os cortei usando minha faca de desmantelamento para transforma-los em lenha e…

(Ichinojo):‖Criar Óleo‖!”

Coloquei óleo nos pedaços de lenha…

(Ichinojo):‖Fogo Pequeno‖!”

E acendi o fogo.

Deste jeito, eu posso fazer fumaça.

Se algum barco passar por perto, eles podem vir me ajudar… eu espero.

Mesmo que eu faça um barco para escapar, eu nem sei onde estou.

Eu fiz um relógio de Sol ao colocar uma peça de madeira verticalmente. Era provavelmente meio-dia.

Eu caminhei um pouco na direção da floresta, sentei na sombra de uma árvore e comi a carne seca que peguei da minha [Bolsa de Itens].

[Ichinojo]: (“A temperatura é maior, então talvez eu esteja mais ao Sul…”)

Eu meditei enquanto comia a carne seca. Ela era originalmente um petisco para Haru, então ela estava bem dura.

No entanto, depois de pacientemente mastigar a carne, o sabor da carne e o gosto de sal se espalharam pela minha boca.

Enquanto eu mastigava, eu comecei a pensar.

Se eu vou viver em uma ilha deserta, eu preciso treinar meus empregos de Pescador, Carpinteiro e Cozinheiro.

Me pergunto o que eu deveria fazer para virar um Cozinheiro?

Ah. Haru ou Carol iriam me dizer a resposta em horas como essa.

Enquanto pensava nisso, eu subitamente percebi algo.

Mesmo que eu estivesse confuso, eu esqueci da coisa mais importante de todas.

(Ichinojo): “… eu sou um maldito idiota!”

Eu inconscientemente gritei e me levantei.

(Ichinojo):‖Meu Mundo‖!”

Eu abri a porta para o |Meu Mundo|.

E quando eu entrei pela porta, era o |Meu Mundo|.

Havia construções parecidas com a casa de madeira, galpões e armazéns alinhados. Ao longe, havia campos, lagos e plantações de chá e ainda mais distante, Fuyun estava comendo grama.

Um pouco longe, debaixo da enorme árvore de [Vinha de Prata] do Rei, Carol e Pionia estavam bebendo chá preto enquanto se sentavam em um tapete. Parecia que elas ainda não tinham me notado.

Eu me esqueci.

Se eu estou encalhado na ilha, isso significa que Carol também está, já que o único capaz de abrir essa porta sou eu.

Eu me senti culpado por Carol.

Por arrastar Carol, que sonha se tornar uma Mercadora como seus pais, para esta minha bagunça.

Isto deve ser alguma punição para mim. Por aproveitar os benefícios de continuar insistindo em usar o Desempregado.

Mas se era esse o caso, eu queria ser punido sozinho. Como ser a única pessoa que seria transferida para esta ilha.

Eu não queria envolver Carol.

(Carol): “Ah. Ichino-sama, me desculpe, eu estava aproveitando meu chá. Eu vou imediatamente preparar um para Ichino-sama”

Me notando, Carol se levantou e disse que iria me preparar um pouco de chá.

Essa gentileza era um pouco dolorosa para mim no momento.

(Ichinojo): “N-não… Pionia, por favor, prepare um pouco de chá para mim. Eu tenho algo importante para contar a Carol”

(Carol): “Algo… importante?”

(Ichinojo): “Yeah. É bem ruim”

A expressão de Carol ficou sombria com as minhas palavras e eu hesitei em explicar o que eu diria a seguir. Contudo, encontrando minha determinação, eu expliquei nossa situação atual.

Depois que eu terminei de falar, Carol ficou olhando para baixo.

(Carol): “Entendi. Isso é mesmo complicado. Não teríamos problemas se isso não causasse preocupações para Haru-san e Malina-san”

Mas a reação dela foi diferente do que eu esperava.

(Ichinojo): “Es-espere, não somos nós que estamos com problemas? Pensando na situação atual, Haru e Malina devem ter se transferido para o local correto, então o problema está do nosso lado”

(Carol): “É isso? Bem, é terrível, mas pensando no prazo mais longo, provavelmente, nós levaremos um mês para voltar”

(Ichinojo): “… eh?”

(Carol): “Primeiramente, Ichino-sama está preocupado sobre nossa atual localização, mas Carol gosta de livros de astrologia, então Carol pode ser capaz de dizer onde estamos ao ver a posição das estrelas”

(Ichinojo): “… sério? Ma-mas, como esperado, vai ser difícil se tivermos que construir um navio só com nós dois”

(Carol): “Isso é verdade. Talvez, Ichino-sama e Carol possam usar o poder da Tentadora para reunir os monstros marinhos para Ichino-sama aumentar seu Level e adquirir o emprego de Usuário de Monstros. Assim, nós podemos domar os monstros do mar e faze-los puxar o barco. Eu escutei que é preciso dez anos para se tornar um Usuário de Monstros, mas se for Ichino-sama, eu acredito que isso possa ser feito em uma semana”

(Ichinojo): “Entendo… não, mas a comida… eu tenho alguma na minha [Bolsa de Itens] então estamos seguros, mas se formos atingidos por uma tempestade, como amadores em viagens…”

(Carol): “Nesse caso nós podemos fugir para este mundo junto com os monstros domados. O barco abandonado pode naufragar, então será melhor preparar alguns barcos extras. Certo, nós vamos precisar fazer uma piscina de água do mar para que os monstros marinhos possam viver aqui também”

(Ichinojo): “Nós estamos falando de barcos com tanta tranquilidade, mas é mesmo tão fácil fazer um barco?”

(Pionia): “Eu vou cuidar disso mestre”

Pionia me entregou o chá preto que ela preparou enquanto ela transformava seus braços em uma serra e um machado sem mostrar nenhuma expressão.

É verdade. Como ela fez uma esplêndida casa de madeira sozinha, fazer um barco não deve ser um desafio para ela.

er.

(Ichinojo): “Então, não há… nenhum problema?”

(Carol): “Hmm. O problema será dizer se podemos retornar ao continente. Pelas palavras de Ichino-sama, nós estamos no hemisfério Norte, já que não há muita diferença no horário”

(Ichinojo): “Diferença no horário… ah. Entendi. Era de manhã quando nos transferimos e depois que eu cheguei na ilha ainda era de manhã, então estamos perto da longitude[1] do continente”

(Carol): “Sim. Nós devemos chegar no continente se viajarmos para o Norte. Carol só pode fazer um julgamento detalhado depois de ver as estrelas, mas… antes disso, o que nós devemos fazer agora é…”

Carol parou por um instante antes de dizer.

(Carol): “Nós precisamos investigar o motivo para Ichino-sama ser transferido para este local. Há uma possibilidade de que Ichino-sama tenha sido transferido sem nenhum motivo, mas se há uma explicação, ela deve estar nesta ilha. Carol gostaria de investigar o interior da floresta”

(Ichinojo): “… oh, ooo. Entendo”

Como a minha irmã mais nova Miri, parece que todas as garotas que têm aparências jovens são gênios.

Todas as sugestões de Carol são precisas, então eu me senti um pouco envergonhado por entrar em pânico.

(Carol): (“Eu sinto muito por Haru-san e os outros, mas esta é uma chance para mim”) (Murmurando)

(Ichinojo): “Hn. Carol, você disse alguma coisa?”

(Carol): “Não, não é nada. Muito bem, Ichino-sama, vamos para fora!”


[1] Longitude descreve a localização de um lugar na Terra medido em graus, de zero a 180 para Leste ou para Oeste, a partir do Meridiano de Greenwich.