Vapor-san, é a sua vez

Calculando com os olhos, a temperatura da água devia ser 55º C. Contudo, medir a temperatura assim é um pouco estranho, já que a única coisa que podia ser julgada era a quantidade de vapor e esse tipo de medida podia facilmente ser anulada apenas com gelo seco. Na verdade, a quantidade de vapor muda com a umidade, velocidade do vento e etc., então também há a necessidade de medir a temperatura dos arredores primeiro, mas eu acreditava que minha estimativa estava mais ou menos correta.

Era por isso que eu tinha que abaixar a temperatura ao menos dez, não, 15 graus antes de entrarmos na fonte termal. Eu realmente queria jogar gelo seco dentro da fonte.

Assim, eu imediatamente usei isso.

(Ichinojo):‖Gelo‖!”

Eu tentei usar a habilidade ‖Gelo‖ que eu aprendi ao obter a ‖Magia do Gelo II‖. Um enorme pingente de gelo caiu na superfície da fonte termal e flutuou.

Eu descrevi ele como enorme, mas seu comprimento era apenas de três metros.

Usando apenas isso seria como jogar um pouco de água em uma pedra quente.

(Ichinojo): “Fumu…”

Neste ritmo, mesmo que eu continuamente use o ‖Gelo‖, vai levar algum tempo.

Se é assim, eu vou usar aquela habilidade.

(Ichinojo):‖Aumentar Poder Mágico‖!”

A super ‖Magia do Gelo‖, descrevendo em palavras, era como se eu estivesse usando um feitiço capaz de aniquilar um destacamento de tropas inimigas. Eu senti ela me roubando o poder mágico do fundo do meu corpo.

Era uma contradição ver esse poder mágico se acumulando quando o meu poder mágico estava sendo roubado.

Eu condensei o poder com a minha mão.

Se for agora… se for agora, eu posso usá-lo!

(Ichinojo):‖Aumentaaaaaaar Gelooooooo‖!”

Level de proficiência em ‖Gelo‖ subiu para o Lv2

Eu caí assim que escutei a mensagem de que minha proficiência com ‖Gelo‖ aumentou. Meu poder mágico se esgotou.

Talvez, por eu estar desesperado para entrar na fonte termal, eu esqueci de mudar meu emprego para Mago.

Foi por isso que eu fiquei sem poder mágico tão rápido.

Mesmo assim, o poder foi impressionante.

Não apenas havia um enorme pedaço de gelo na superfície da fonte termal, como havia uma fina camada de gelo se espalhando pela superfície da água. Exatamente como um ringue de patinação. Ela era cintilante.

(Ichinojo): “Eu… eu exagerei…”

Ou foi o que eu pensei, mas o gelo na superfície da fonte termal rapidamente derreteu e o vapor mais uma vez se elevou.

oh?

Eu me arrastei para perto da fonte termal e coloquei minha mão dentro.

A temperatura da água era de 43º C. Era um pouco quente, mas era seguro entrar.

O pedaço de gelo no meio da fonte ainda estava lá, então talvez a temperatura possa cair para uns 38º no fim?

(Carol): “I-Ichino-sama, você realmente quer entrar em uma fonte termal, não é?”

(Ichinojo): “Precisamente por fazer tudo isto eu vou me sentir bem quando entrar… desculpe, mas eu posso entrar primeiro?”

Eu disse isso enquanto tentava me levantar e me manter em uma posição sentada antes de começar a tirar minha camisa.

(Carol): “… er. Carol pode entrar na fonte termal também?”

(Ichinojo): “Carol… você…”

… isso mesmo, eu sabia dos sentimentos de Carol.

(Ichinojo): “Entendo. Carol quer entrar na fonte termal também. Mas eu tenho que ser o primeiro a entrar, afinal… no Japão, Miri sempre roubava o primeiro lugar”

Miri gostava demais de fontes termais. Exatamente como uma jovem dama do Genji[1].

(Carol): “Não, eu quero entrar na fonte termal com Ichino-sama”

Ah, hahaha. Então Carol quer entrar comigo, huh.

Um homem e uma mulher entrando em uma fonte termal juntos, isso já é um banho misto.

Banho misto, huh. Esse é o sonho da maioria dos homens. O romance de um homem.

Agora que eu penso nisso, no último ano, eu fui a uma estância termal[2] com Miri. Naquela vez, eu escutei que havia um banho misto por perto (mas os vestiários eram separados e homens e mulheres poderiam entrar juntos, mas havia uma delimitação dentro da fonte termal impedindo que as pessoas atravessassem para o outro lado) e eu furtivamente escapei de Miri e secretamente fui até o banho misto (como um crocodilo esperando por uma jovem mulher).

Depois de esperar por uma hora, eu pensei ter escutado a voz de uma mulher e me virei para olhar.

(???): “É a jovem mulher que o Onii queria ver. Que tal? Você está excitado?”

Miri apareceu dizendo essas palavras.

Eu queria gritar “Qual é a graça em entrar em um banho misto com sua irmã mais nova!?”. Eu queria gritar “Se eu quiser, eu posso fazer isso a qualquer hora em casa!”. Mesmo assim, eu gritei “Eu não posso entrar em um banho misto com uma irmã mais nova que ainda nem se casou!” e neguei por completo o que eu estava fazendo. Eu fiz minha irmã sair do banho misto na mesma hora. A propósito, quando nós deixamos a fonte termal, havia uma placa de “temporariamente fechado” na entrada da fonte termal, o que explicava o porquê de nenhuma mulher ou homem entrar. É uma história patética em que tanto o irmão e a irmã ignoraram a placa suspeita.

No dia seguinte, nas termas, eu escutei uma história de uma garota que ofereceu muito dinheiro para alugar uma fonte termal por três horas para entrar nela com o cara que ela gostava. Eu amaldiçoei esse homem invejável. Como imaginei, para aproveitar completamente um banho misto, diferente de um cara como eu que viajou com sua irmã mais nova, deve ter sido um Riajuu[3], assim, depois do incidente, eu já não tinha nenhuma expectativa sobre banhos mistos.

Depois dessa longa lembrança vaga, eu balancei minha cabeça.

(Ichinojo): “Não, não. Isso seria ruim. Entrarmos na fonte termal juntos”

(Carol): “Por quê?”

(Ichinojo): “Normalmente, homens e mulheres entram separadamente nas fontes termais, não é?”

(Carol): “Mas Ichino-sama disse que Carol ainda era muito nova, então, er, você disse que não faria coisas per… pervertidas”

(Ichinojo): “… eu disse isso?”

Eu não me lembro de dizer tão explicitamente, mas eu certamente disse algo parecido antes.

(Carol): “Será que Ichino-sama vai se sentir culpado se ver o corpo nu de Carol e… er, fazer coisas estranhas?”

(Ichinojo): “Definitivamente não! Eu não vou fazer algo que deixe Carol desconfortável”

(Carol): “Então, não teremos nenhum problema por entrarmos juntos na fonte termal, não é?”

(Ichinojo): “… eh? Sério?”

Assim que ela explicou desse jeito, eu percebi que realmente não teria nenhum problema ao entrar na fonte termal com Carol.

(Ichinojo): “… não teremos problemas por entrar na fonte termal juntos?”

(Carol): “Sem problemas. Carol vai ajudar a limpar as costas de Ichino-sama”

(Ichinojo): “… vamos entrar juntos?”

(Carol): “Sim ♪”

Vendo Carol concordando com um sorriso, eu meio que não podia me livrar da sensação de que eu cometi um enorme erro e que fui manipulado por Carol.


Eu tirei minhas roupas e entrei na fonte termal.

Naturalmente, eu não me esqueci de usar o ‖Limpar‖ da ‖Magia Quotidiana‖ em mim mesmo como um substituto para a ducha antes de entrar na água.

Eu também apliquei o ‖Limpar‖ em Carol enquanto ela estava com suas roupas.

(Carol): “Que sensação estranha limpar o corpo antes de entrar na água”

Ela disse isso, mas o propósito da fonte termal não é apenas limpar o corpo, mas também relaxar.

A temperatura da fonte termal abaixou para quase 41º C. Ainda devia ser um pouco quente para Carol.

Deixando isso de lado… eu olhei para o meu pé. Pela forma como as rochas estavam organizadas, a fonte termal não parecia ser natural, não importava como eu olhasse para ela.

Mesmo que eu diga isso, não havia traços de nenhuma forma de vida aqui e também não existia nenhuma trilha.

Entretanto, havia algo estranho.

Não havia muita sujeira flutuando na superfície da fonte termal.

Normalmente, uma fonte termal natural como essa deveria ter folhas e outros materiais flutuando na superfície da água. Eu me pergunto qual a razão por trás disso?

Enquanto eu estava perdido em pensamentos.

(Carol): “Ichino-sama, como está a água?”

(Ichinojo): “Está um pouco quente, mas está ótima”

Eu me virei para responder e percebi meu grande erro… Carol estava ali sem nenhuma peça de roupa.

Isto… não é muito ruim?

Se eu não agir com cuidado, isto não vai virar uma história adulta?

O único ponto bom era que o vapor-san estava fazendo seu trabalho corretamente mesmo agora.


Nota do Autor (Yousuke Tokino)

Eu vou continuar a história do banho misto… oops, com o mistério da história um pouco mais.


[1] Genji Monogatari é um livro de literatura clássica japonesa de autoria atribuída a fidalga Murasaki Shikibu, escrito no começo do século XI, durante o Período Heian da história do Japão. É considerado o primeiro romance literário do mundo.

[2] Estância termal, ou termas, também conhecida como cidade-spa, é a designação dada a um complexo turístico de características particulares, cujo objetivo é oferecer as condições necessárias ao desenvolvimento de terapias com águas minerais, da própria região, através de banhos de imersão, jato de água, vapor ou ainda ingerindo essa mesma água quando lhe são reconhecidas propriedades medicinais.

[3] Riajuu é um termo usado para se referir a alguém com uma boa vida. É normalmente usada por otakus para se referir a pessoas que tem namorado/namorada.