A competição de artes marciais de Haru e as outras (Parte 08)

A rodada final do torneio para decidir a posição de Rei dos Cait Siths estava para começar.

Do lado de Stella, a primeira participante era Marina. Do lado oposto, o lado de Maru enviou Pierre como primeiro participante, aquele que lutou contra Milky e os outros no dia anterior.

Igual ao que fez ontem, ele estava de pé no meio da arena com sua maquiagem branca e um nariz vermelho de palhaço. A aplicação de batom que formava um sorriso constante em seu rosto fazia sua aparência ser repulsiva.

A força dele era desconhecida. Seu emprego e habilidades também eram desconhecidas.

[Kannon]: (“Ele é um humano. Ele provavelmente está sendo manipulado como Maru”)

Talvez tendo notado a observação de Kannon como se estivesse avaliando ele, Pierre tirou seu chapéu de seda, revelando seu cabelo preto, e jogou esse chapéu para Kannon. O chapéu de seda se transformou em um pássaro pequeno e voou até Kannon… mas quando ele se aproximou dela, o pássaro subitamente explodiu em uma tempestade de flores de cerejeira.

Assim, sem que ninguém percebesse, Pierre estava com seu chapéu de seda em sua mão enquanto ele se curvava elegantemente. As ações dele pareciam ser uma tentativa de colocar pressão em Kannon.

Como os Cait Siths não estavam conscientes desta mensagem subliminar, eles estavam recompensando o espetáculo com aplausos.

(Marina): “Ele é bem popular”

Marina disse isso com o [Arco do Vento] em sua mão.

Kannon avisou Marina…

(Kannon): “Marina… por favor, se renda imediatamente se você achar que as coisas ficaram perigosas”

(Marina): “Kannon. Se você está falando sobre meu show desapontador de ontem, então você está enganada. Assim que meus poderes dormentes se ativarem…”

(Kannon): “Deixe essas bobagens de lado! Seu oponente é perigoso”

(Marina): “Contudo, eu também tenho que manter minha posição. Em primeiro lugar, contra o próximo oponente, Maru, Stella nunca o derrotou antes, não é? Então será perigoso se eu perder aqui”

(Kannon): “Não se preocupe, eu vou fazer algo a respeito disso”

(Marina): “Entendo. Se esse é o pedido de Kannon, então eu devo obedecer. Mas se eu vou me render ou não é outra história”

Marina comentou isso enquanto pisava na arena.

Com os competidores prontos, a partida era arbitrada pelos mesmo dois irmãos Cait Siths que conduziram as primeiras rodadas.

(Árbitro A): “Sem mais adendos, o torneio de artes marciais para determinar a posição de Rei, rodada final, primeira partida…”

(Árbitro B): “O torneio de artes marciais para determinar a posição de Rei, rodada final, primeira partida…”

Os dois ergueram suas mãos.

(Árbitros): “Que a partida comece nya!”

Eles gritaram enquanto abaixavam suas mãos.

Entretanto, nem Pierre nem Marina fizeram algum movimento. Não era porque eles estavam em um nível onde a primeira pessoa que se movesse iria perder, mas porque os dois se viraram para a plateia juntos.

(Pierre): “Eu sei, eu posso entender, Marina-dono[1]. Que você é uma das pessoas que reside ao lado do povo”

(Marina): “Umu. Que coincidência Pierre. Eu estava pensando a mesma coisa de você. Se tivéssemos nos encontrado em circunstâncias diferentes, nós poderíamos ser amigos”

Pierre foi o primeiro a se mover.

Ele pegou bolas de lugar nenhum… cinco delas. Ele as jogou alto em direção ao céu.

As bolas pararam no meio do ar e se transformaram em pombos brancos.

A plateia de Cait Siths mais uma vez aplaudiu quando viu isso.

Jofre e Elise que vieram assistir (aliás, a perna de Jofre ainda estava enfaixada, mas ele estaria totalmente recuperado no dia seguinte), estavam no meio dos Cait Siths e se juntaram aos aplausos e gritos.

(Jofre): “Isso é incrível Elise! Essa é a habilidade parecida com a técnica de talismãs de papel do Jornalista Mágico que Milky comentou?”

(Elise): “Isso é verdade? Jofre! Essa é a habilidade parecida com a técnica de talismãs de papel do Jornalista Mágico que Milky comentou?”

Os dois perguntaram enquanto Milky, que estava sentada atrás deles, concordou com a cabeça. Havia um pedaço de gaze na bochecha dela, mas quase não havia mais vestígios de queimaduras sobrando.

Normalmente, seria impossível para bolas subitamente se transformarem em pombos no meio do ar.

Entretanto, seria uma história diferente se houvesse talismãs usados por Jornalistas Mágicos nelas. De forma parecida com Milky materializando as pinturas que ela desenhou no papel no dia anterior, ele poderia instantaneamente transforma-los no ar. Por último, adicionando uma função para desintegra-los, os talismãs de papel se transformariam em confete e não deixariam evidências para trás.

No entanto, se fosse esse o caso, então, havia um fenômeno que seria impossível de se explicar.

O Leão Flamejante que ele trouxe a vida. ‖Invocação de Shikigami‖ podia ser usada apenas usando papel. Se ele usava isso para trazer o Leão Flamejante, o papel do Shikigami iria pegar fogo e viraria cinzas em um instante.

Contudo, o Leão Flamejante só poderia ser um Shikigami.

Milky não conseguia entender essa contradição.

E assim, olhando para os pássaros acima da arena, Marina ergueu seu arco para o céu.

(Marina): “Talvez você planeje transforma-los em confete como fez agora há pouco, mas esse destaque… eu vou tomar de você”

Marina exclamou enquanto ela disparava uma pequena flecha no céu.

A flecha que deveria ser apenas uma se dividiu. As flechas dançaram no ar, ignorando o vento, com movimentos diferentes de flechas normais, elas atravessaram os pássaros.

Quando isso aconteceu, os pássaros viraram confete como antes, mas foi aí que as semelhanças acabaram.

Como se estivesse sendo guiado pelo vento das flechas, o confete subiu no céu e se juntou em um único local.

Então, isso aconteceu.

Acompanhado do som de uma pequena explosão, a bola de confete explodiu devido ao poder do vento acumulado no mesmo local e o confete se espalhou como se fosse fogos de artifício.

(Pierre): “Ou. Que esplêndido…”

Pierre olhou para o céu e disse isso como se estivesse impressionado.

(Marina): “Parece que a vitória deste jogo é minha”

Artista de Rua, Marina.

Ela conseguiu a vitória de um jogo que não tinha nenhuma ligação com a partida.

Contudo, a verdadeira luta da primeira partida começava agora.


Nota do Autor (Yousuke Tokino)

Eu sinto muito que o torneio de artes marciais tenha se alongado mais do que eu imaginei.

O próximo capítulo ainda vai ser sobre o torneio, enquanto iremos voltar para Ichinojo de novo no capítulo seguinte ao próximo.


[1] Tono (殿), pronunciado Dono ou Tono quando anexado a um nome, significam “lorde” ou “mestre”.