A competição de artes marciais de Haru e as outras (Parte 09)

A primeira partida da rodada final do torneio sofreu uma completa mudança do inicial espetáculo de rua para uma feroz batalha.

Os três Leões Flamejantes criados por Pierre atacaram Marina de três direções.

Se Marina não estivesse fortalecida por seu segundo emprego, Caçadora, ela teria sido envolvida pelas chamas como Milky no dia anterior e sofreria queimaduras severas.

Contudo, havia um limite apesar do aumento no Status dela.

As flechas disparadas pelo [Arco do Vento] não tinham efeito nos Leões Flamejantes.

As [Flechas de Vento] que ela disparava nos Leões Flamejantes desfaziam parte deles, mas eles não sofriam qualquer dano.

(Pierre): “Você é bastanteeee impressionateeee! Contudo, você deve ter percebido agoraaaa que os meus Leões não podem ser derrotadoooos. Por que você não consideraaaa se rendeeeer?”

(Marina): “Pare de balbuciar com esse jeito estranho de falar. Com certeza esses Leões Flamejantes são meus inimigos naturais… mas Pierre, você também não está no seu limite? Tenho certeza que você não pode trazer mais Leões. Em outras palavras, será a minha vitória assim que eu derrotar esses três Leões”

(Pierre): “Isso é verdadeeee. Mas você é capaz de derrotaaaar eles? Quando você nem ao menos consegue enxergar o meeeeu truque nos Leões Flamejantes?”

(Marina): “Hmph. Eu já descobri isso há muito tempo. Você usou papel que não queima para criar seus Shikigami… isso é tudo o que há para ver”

(Pierre): “!?!?!?”

A expressão de Pierre se destorceu um pouco.

Papel que não queima… como o nome indica, é um tipo de papel que não pega fogo. Ao ensopar o papel com produtos químicos especiais, ele ganha resistência contra o calor.

Ao fazer isso, ele era capaz de envolver o papel em chamas de altíssima temperatura e proteger o Shikigami contra a sua fraqueza… o fogo. A fraqueza restante seria a água, porém…

(Marina): “Sua poker face se desfez, sabia? Isso não é uma falha para um palhaço? Você deveria estar aplaudindo o quão esplendidamente eu vi através do seu truque”

(Pierre): “Eu achoooo que uma pessoa talentosa na arte dos truques mágicos não serveeee como uma boa plateia para isso. Bem, então vocêêêê pensou em uma estratégia? Eu vou te avisar de antemãããão que é inútil esperar que o efeito dos produtos químicos desapareça! Jáááá que os meus Shikigami podem queimar por mais de uma hora”

(Marina): “Eu suponho que sim…”

Marina riu, mas na realidade, ela estava mesmo esperando pelo fim do efeito dos produtos químicos.

Havia a possibilidade de que Pierre estivesse mentindo, mas a intuição dela estava dizendo que ele estava sendo honesto.

Entretanto, ao invés de ficar desesperada, ela teve uma súbita ideia com isso.

O problema era se isso era possível ou não.

[Marina]: (“Eu já cheguei na beirada…”)

Marina foi perseguida até a beirada da arena.

Nessa posição, seria impossível desviar de todos os ataques dos três Leões Flamejantes. Ela tinha apenas a opção de repelir os Leões Flamejantes com suas [Flechas de Vento].

Contudo, ela abaixou seu arco.

Todos aceitaram que Marina estava derrotada com esta ação.

(Kannon): “Marina, é isso, se renda! Nós vamos dar um jeito nisso!”

Kannon gritou. Como o torneio não permitia que os outros participantes se rendessem no lugar do atual lutador, ela incentivou Marina a se render voluntariamente.

Mas Marina riu e disse…

(Marina): “Pierre. Qual o problema? Eu estou bem aqui… você não vai atacar?”

A declaração dela fez Pierre subitamente mostrar uma expressão séria.

(Pierre): “Na verdade, é vergonhoso como um artista parar no meio do show… eu admiro seu espírito, então eu devo me livrar de você com um extravagante ato final”

Ele declarou com seriedade enquanto não usava seu tom enfeitado.

(Pierre): “Vão, meus Leões Flamejantes!”

Os três Leões Flamejantes atacaram Marina ao mesmo tempo em que ele deu o comando.

Nesse instante, ela também correu para frente. Em direção a Pierre.

Ela segurou a gola de seu manto e o jogou.

(Pierre): “Você não pode prevenir meu ataque com algo tão simples!”

Pierre gritou enquanto os três Leões Flamejantes rasgavam o manto.

Entretanto…

(Marina): “Como eu imaginei, os Leões Flamejantes não têm vontade própria. Eles não têm julgamento próprio… é por isso que eu posso desviar desses Leões mesmo quando eu estou encurralada porque eles não passam de enormes chamas em forma de leões”

Marina disse isso e apontou seu [Arco do Vento] para Pierre.

(Marina): “A vitória é minha”

Pierre acreditava que as [Flechas de Vento] seriam apontadas para ele.

Por isso ele sempre esteve atrás dos Leões Flamejantes, em uma posição onde Marina não poderia atacar ele.

Contudo… era diferente agora.

“Eu vou ser atingido”… ele pensou.

No entanto, Marina virou suas costas para Pierre e atirou duas [Flechas de Vento] nos Leões Flamejantes a sua esquerda e direita.

Pierre só podia dar uma ordem para eles contra esse ataque… esquivar.

E ele imediatamente se arrependeu de dar esse comando.

As [Flechas de Vento] foram intencionalmente apontadas um pouco longe dos alvos. Como o comando para desviar do ataque foi dado, os dois Leões Flamejantes naturalmente desviaram em direção ao interior da arena. E como os três Leões já estavam próximos uns dos outros para atacarem Marina, os três acabaram colidindo.

Nesse momento, as chamas dos Leões Flamejantes engoliram uns aos outros.

(Marina): “Seus orgulhosos Leões Flamejantes que podem resistir a uma hora de chamas regulares… você sempre os comandou a atacar de três direções diferentes não porque você queria me encurralar, mas para impedir que eles afetassem uns aos outros. Eu pude imediatamente perceber isso depois de notar os movimentos que eles faziam. Tudo o que restava era criar o cenário perfeito. Foi o seu descuido Pierre, que no fim permitiu que eles se destruíssem devido ao erro no seu comando. Mas de novo, mesmo se você não tivesse dado o comando, minhas [Flechas de Vento] iria empurrar os Leões de lado e os forçar para dentro da arena. Agora, Pierre, eu sugiro que você se renda. Esta partida é minha”

(Pierre): “… certamente, eu não tenho mais como derrotar você. Contudo, Marina-san, meu lorde não permite rendições. Por favor, use o seu [Arco do Vento] para…”

Exatamente quando Pierre estava dizendo isso, Marina caiu.

Pierre não fez nada. E não havia forma de alguém ter atacado ela.

(Pierre): “… esgotamento de poder mágico, huh?”

Pierre murmurou.

Assim, Pierre curvou sua cabeça para ela.

Por que ela não mirou essas [Flechas de vento] nele? Foi porque o poder delas era forte demais. Ele poderia ser morto se algo desse errado. Pierre foi capaz de notar isso.

Foi por isso que foi terrível para Pierre.

Na verdade, ele queria admitir sua derrota. Ele percebeu que ele era inferior a essa senhorita em termos de um artista assim como nos de um lutador.

Contudo, ele não tinha permissão para fazer isso.

(Pierre): “Eu sinto muito… Marina-san”

Ele tirou seu chapéu e se curvou profundamente.

Então, os juízes anunciaram Pierre como vencedor.

Marina estava sendo segurada por Kannon que subiu na arena e foi levada para os médicos.

(Kannon): “Bom trabalho Marina. Você foi esplêndida”

Kannon disse isso com lágrimas nos olhos.

Contudo, ninguém considerou que Marina foi derrotada.

No entanto, o time de Stella começou com uma derrota na primeira partida.