Ficando forte mais rápido com a trapaça do conhecimento [Edição “Eu Vs os Goblins”] (Parte 1)

Quando ainda estava no tutorial… naquele dia, eu só pude olhar para Cordelia que estava ferida e continuar parado onde estava.

A horda de Goblins atacou minha vila porque eles queriam suprimentos e atacaram simplesmente pela comida… eu acho que esse foi o motivo.

… mas…

O Oráculo decidiu que a Heroína escolhida era Cordelia.

Além disso, ela tinha só 12 anos de idade.

De fato, com sua aptidão como Heroína, seu crescimento era mesmo o de um monstro.

Comparada a pessoas normais, seu status na época era mesmo incrível.

Mas antes de seu primeiro crescimento pleno, ela ainda era uma garota de 12 anos. Quanto a sua habilidade nesse tempo, mesmo aqueles veteranos de meia idade que pareciam ter um contrato com um Kuda[1] em seus dias de glória de aventureiros, ainda eram inúteis perto dela.

Eu acho que o número de Goblins era maior que mil… provavelmente.

O número deles é grande demais.

Até os adultos colocaram tudo nas mãos dela, a Heroína que estava na linha de frente.

Para simplificar, os adultos ficaram apenas tremendo e se esconderam dentro da igreja da vila.

Mesmo que todos os inimigos sejam considerados moscas… yep. São Goblins.

Várias pessoas estão envolvidas na proteção da vila… e eles estão lutando com enxadas e balançam essas enxadas com todas as suas forças. Se eles ajudassem Cordelia… talvez eles conseguissem expulsar esses Goblins com a força combinada de toda a vila.

… mas eles não escolheram essa opção.

E assim, eles confiaram tudo a uma garota de 12 anos que acabou de receber o título de Heroína do Oráculo.

Então, no meio dos corpos, ela lutou com dificuldades como um leão com sua espada que estava com a lâmina cheia de sangue.

Com sua capacidade física, Cordelia poderia fugir do exército de Goblins.

Porém, ela não faria isso.

No beco de um prédio, de costas para uma parede…

Estupidamente, ela está… sendo pressionado violentamente pela sequência de ataques. Tudo porque ela está protegendo um garoto trêmulo atrás dela.

… e, graças a esse garoto… ela não pode escapar ou fugir.

Mesmo se ele chorar, ninguém virá ajudar.

É impossível lutar contra isso.

Contudo, Cordelia está sendo ferida na frente desse garoto.

Ela continua olhando para o garoto e diz…

(Cordelia): “Lute! Você está bem!? Está tudo bem… porque eu estou aqui… kuh! Eu irei me livrar de todos esse caras… guh! Por favor, grite por mim… se alguma coisa acontecer com você…”

A própria Cordelia estava sangrando por todo seu corpo e seu rosto estava pálido.

E eu… estava ileso.

Para ser honesto, esse foi… o momento mais difícil da minha vida.

Sim, eu não sou… capaz de ajuda-la, mesmo no campo de batalha…

Naquele momento, pela primeira vez eu entendi o pecado da minha fraqueza.

Incontáveis ataques.

E assim, uma tragédia.

Os cabelos vermelhos de Cordelia ficaram mais vermelho com seu próprio sangue e o sangue deles.

Depois de tudo, nós estamos em menor número.

Finalmente, Cordelia ficou sem energia e ela estava apoiada em um de seus joelhos.

Os Goblins que nos cercavam vieram com suas lâminas e suas tochas.

Ela estava lutando com os Goblins até o último momento e finalmente chegou a seu limite.

Ela recebeu um ataque de uma lança de um Goblin.

Assim… sua mão direita recebeu uma ferida profunda que continuou com ela até o fim de sua vida. Depois disso, ela caiu.

Então eu pensei que seria morto apesar de seu esforço.

Porém… um único Dragão apareceu.

E assim, eu e Cordelia fomos salvos pelo Dragão.


Foi isso… fim da história.

Portanto, desta vez… quando o Dragão nos ajudar, ele deverá me levar para a |Morada do Dragão|.

Desta forma, eu tenho que me lembrar de repetir os mesmos atos da minha vida passada.

No entanto, eu tenho o poder para eliminar a horda de Goblins e ajudar Cordelia… mas talvez o Dragão não apareça se eu fizer isso…

… eu admito… isto é extremamente complicado.

Então o que eu estou fazendo desta vez é… fingir que me atrasei para a evacuação e vou fugir do ataque dos Goblins.

E eu perambulei até aquele beco cercado por construções.

Assim, Cordelia apareceu com seu cabelo carmesim balançando enquanto vê minha condição preocupante cercado por Goblins.

Os eventos do meu eu antigo foram exatamente os mesmos desta vez. Eu consegui repetir tudo corretamente.

A horda de Goblins está se aproximando e Cordelia está os eliminando com grande ímpeto.

Contudo, ela não está acostumada a lutar. Ela está ficando sem fôlego e |MP sem pensar em controlar seu ritmo.

Agora é hora de me controlar.

… excesso de movimentos. Honestamente, eu já estou usando minha habilidade de ‖Fortalecimento Físico‖. Diferente de Cordelia, meu |MP é infinito… ao menos eu o estou guardando se precisar lutar em uma maratona caso seja preciso.

Mesmo assim, eles me cercaram. Não posso ajudar Cordelia.

Porque ela não irá morrer mesmo se eu não ajuda-la.

Yeah. Mesmo que ela ganhe alguns machucados, ela não irá morrer.

Mas me incomoda pensar que ela acabe ganhando mais cicatrizes.

(Cordelia): “Kyaa!”

A ponta da lança do Goblin cortou a bochecha de Cordelia.

Cordelia gritou enquanto sangrava um pouco.

(Cordelia): “DESGRAÇADO!!!”

O estômago do Goblin foi cortado pela espada.

Quando o Goblin percebeu suas vísceras saindo de seu próprio estômago, ele caiu.

Ela balançou sua espada.

Outro Goblin caiu.

Ela balançou sua espada.

Mais um Goblin caiu.

Ela balançou sua espada.

Outro Goblin caiu e uma flecha voou em direção as costas de Cordelia.

Ela se esquivou, mas a flecha passou de raspão; outra cicatriz gravada em sua pele.

Quanto tempo faz que a batalha começou?

Ela já está com feridas por todo o corpo, como daquela vez.

E sua respiração está difícil. Ela falou comigo enquanto via a situação da esquina do beco.

(Cordelia): “Lute! Você está vivo!? Está tudo bem… porque eu estou aqui! Eu irei me livrar de todos esses caras agora! Se você precisar de ajuda… só me chame, certo?”

“Então é assim”, eu pensei. Sangue escorria por todo o seu corpo.

E exatamente como da última vez, eu estava ileso.

Então… incontáveis ataques foram recebidos.

O cabelo carmesim de Cordelia ficou com a cor mais intensa por causa do sangue de tantos Goblins.

No fim, sua energia… não, para ser mais preciso, seu |MP está se esgotando.

Como sintoma do esgotamento do |MP, ela ficou incapaz de lutar e se apoiou em um de seus joelhos.

Os Goblins cercaram ela e fecharam sua rota de fuga.

Se a situação continuar assim, enquanto Cordelia resisti a dor de seus ferimentos… o Dragão irá aparecer em poucos minutos.

Então eu mordi meus lábios e desesperadamente tentei resistir a cena.

… isso é o suficiente.

Aqui e agora, eu vou mudar a história drasticamente.

Os ferimentos de Cordelia não são tão profundos. Mas a quantidade de sangue jorrando é bem preocupante… será impossível salvar ela.

Bem… está tudo bem.

Há um único Goblin pulando para a frente e está no lado direito de Cordelia.

Isso é… o que eu penso que é?

Sim. Eu nunca me esqueceria disso… a cicatriz no lado esquerdo de Cordelia que nunca se curou na última vez. Aquilo prejudicava sua aparência.

Assim, eu senti o gosto de sangue enquanto mordia meus lábios.

… está tudo bem. Cordelia não irá morrer.

Porém… eu acho…

O ataque… os ferimentos desta vez… os ferimentos que ela irá receber… a cicatriz que mais irá incomodar ela no futuro quando isso se tornar ferimento de batalha…

Ela só pode se segurar em um único pé e um único joelho…

E pensar que ela está lutando enquanto foi abandonada pelos outros Aldeões e continua dando seu máximo.

Sendo escolhida como Heroína e sendo invejada por ter tanto poder… ela está tentando sobreviver.

E agora, não é capaz de se mover devido ao sangramento e o esgotamento de |MP.

Enquanto eu pensava nisso, parecia que ela estava dizendo que não podia lidar com tanta responsabilidade e não podia aguentar mais.

… bom, é claro que isso é natural para uma garota de 12 anos que tem esse tipo de responsabilidade.

Qual foi o motivo, eu me pergunto, para ficar mais forte?


Para virar um pretenso Herói?

… com certeza foi por isso.

Para fazer parte do grupo de Heróis liderados por Cordelia?

… definitivamente por isso também.

Mas isso não era tudo. Isso não era realmente o que eu queria. Não era isso.

O que eu realmente queria era…

… ficar ao lado dela. Construir uma relação de igualdade… com ela. Assim eu poderia protege-la.

Quando eu percebi, meu corpo se moveu por conta própria.

[ Habilidade: ‖Fortalecimento Físico‖ ]

[ Habilidade: ‖Resistência Física‖ ]

[ Habilidade: ‖Passo das Sombras‖ ]

Qual foi o propósito para aperfeiçoar minha força? Foi para esse momento?

… não foi? Lute Marklen… não, Iijima Ryuuto!

ah. Tanto faz.

Eu estou com um sorriso amarelo para minhas próprias perguntas.

E estou segurando a cabeça do Goblin que está tentando atacar Cordelia.

(Lute): “Hey. Seu pequeno… que diabos você pensa que vai fazer com ela com essa mão nojenta, huh?”

Eu disse isso enquanto lançava um soco no corpo do Goblin.

Esse Goblin vomitou enquanto soltava um grito agudo como ] gugya [.

oops, eu fiz isso…

Mas não é bom ter feito isso?

Talvez o Dragão não apareça se eu me livrar dos Goblins aqui.

Contudo, se eu deixar Cordelia chorando aqui… isso mostrará quão pequena é minha vontade de protege-la…

… é por isso que está tudo bem.

(Lute): “Cordelia… bom trabalho fazendo tudo isso sozinha… agora deixe o resto comigo”

(Cordelia): “Lute? Deixar você… lutar com esses Goblins, mas você é só… um Aldeão

Então eu peguei a espada usada por Cordelia.

(Lute): “Você está certa, eu sou só um Aldeão

(Cordelia): “Por favor, só fuja daqui Lute! Está tudo bem! Você só precisa me deixar aqui! Por favor, você precisa sair daqui!”

(Lute): “Não se preocupe”

(Cordelia): “Mas você é um Aldeão…”

(Lute): “Eu sou um Aldeão, mas eu não sou um Aldeão comum”

(Cordelia): “???”

(Lute): “Eu sou… o Aldeão mais forte de todos”

Eu encarei os Goblins que nos cercavam.

(Lute): “Eu não deixarei nenhum deles escaparem daqui, okay? Então… eu escutei um tempo atrás… que nós temos a mesma força”

Eu segurei a espada.

Um enorme grupo de Goblins na minha frente… aproximadamente 500 Goblins.

Se fosse o meu eu original, eu só poderia sentar e tremer de medo.

Mas o meu eu atual é diferente.

O meu segundo eu… com 12 anos não é uma piada.

… eu não acho que vou perder mesmo com um ataque surpresa.

E atrás de mim está Cordelia que não pode mais se mover… agora nossas posições se inverteram.

Eu ergui minha voz enquanto encarava esses Goblins.

(Lute): “… venham… vamos brincar!”


[1] Kuda-gitsune ou Kanko é um tipo de possessão espiritual das lendas japonesas. Em alguns casos, a pessoa possuída ganha alguns benefícios, em outros ela é amaldiçoada. Seu nome tem relação com o bambu, pois acreditava-se que esses espíritos se escondiam dentro dele.