Ficando forte mais rápido na |Morada do Dragão| (1º Passo)

(???): “Teria sido melhor se você tivesse aparecido anteontem”

Parece que a distância que economizei com meu atalho chegou ao fim.

A pessoa que me disse isso era uma mulher com cabelo azul claro usando uma túnica branca.

(Lute): “Mas eu preciso ver o Rei Dragão

Agora eu estou na |Grande Biblioteca do Rei Dragão|.

A mulher com cabelo azul claro está sentada em uma mesa de recepção… ela é uma bibliotecária.

A propósito, ela parece ter a mesma idade que a minha… uns 12 anos de idade… ela parece nova para ser uma bibliotecária.

Os residentes da |Morada do Dragão|.

Um lugar secreto dentro da área mais profunda da |Grande Floresta|, no meio do continente.

A cidade se situava no |Planalto de Kirura| no meio de uma enorme montanha.

Havia muitas construções feitas de pedra alinhadas na superfície da montanha.

Esse lugar me faz lembrar de Machu Pichu[1], uma cidade nas montanhas do antigo império Inca na Terra.

Como esse lugar é chamado de |Morada do Dragão|, eu pensei que seria um lugar extremamente grande. Mas na verdade, não é nada disso.

O tamanho da cidade não é diferente do das cidades humanas.

O motivo disto é que seria desnecessário construir prédios grandes, além de ser mais econômico assim. Essas construções conseguem abrigar os corpos deles.

A biblioteca é a única exceção. Este lugar é insanamente grande.

E… nem mesmo eu sou capaz de ver o fim deste lugar de tão grande que ele é.

As estantes de livros e os corredores se interligam como um labirinto e o interior da estrutura é completamente desconhecido.

Além disso, você não pode estimar o tamanho deste lugar só pela aparência.

Veja bem, este lugar é parte do |Castelo do Rei Dragão| e eu não sei qual parte é a biblioteca e qual é o castelo

É mais fácil dizer que este lugar é muito grande e vasto.

(???): “Contemplem… o Rei Dragão-sama…”

Quem disse isso tinha uma cara assustadora com uma bela barba.

Diferentes dos humanos, de seus braços e pernas até a ponta de seus dedos, escamas vermelhas os cobriam… bom, é graças a esse ossan[2] que eu estou aqui.

(Lute): “Ooh… aquele é… o Rei Dragão-sama”

Eu acenei satisfeito enquanto dizia isso.

(Bibliotecária): “… me dê a sua [Placa de Status] logo. Eu tenho outras coisas para fazer”

(Lute): “Eu quero me encontrar com o Rei Dragão. Esta é a recepção, não é?”

A bibliotecária concordou silenciosamente.

(Bibliotecária): “… esta é a |Grande Biblioteca| e esta é sua primeira vez aqui… além disso, O Grande Naga é o nome atual do Rei Dragão. Mas ele está muito ocupado no |Palácio Real| para verificar o seu pedido. Além disso, apenas os escolhidos podem se reunir com ele”

(Lute): “Você não precisa saber… o que eu quero fazer lá… eu estou com pressa!”

(Bibliotecária): “… não me chame de ‘você’”

(Lute): “???”

(Bibliotecária): “… eu sou Lilith. Eu tenho um nome que meus pais escolheram”

Lilith juntou suas sobrancelhas formando uma cara mal-humorada.

(Lute): “Aa… me desculpe…”

Eu acabei sendo muito rude. Eu vou refletir sobre isso.

Entretanto, eu não posso obter a ‖Proteção do Dragão‖ sem me encontrar com o Rei Dragão. Se eu não a adquirir… eu não vou conseguir passar de level.

Mesmo depois de matar tantos Goblins, ainda continuo no level 1.

É como se meu corpo se recusasse a receber os pontos de experiência…

(Lilith): “… hmm”

Lilith estendeu sua mão para mim.

Em resposta a sua ação, eu entreguei a minha [Placa de Status] a ela.

Então ela acenou e pegou uma bola de cristal embaixo da mesa.

(Lilith): “… começando o registro do residente… permissão para ficar na |Morada do Dragão|… pedido para se encontrar com O Grande Naga… registrado sobre a supervisão do Dragão Vermelho

Para viver na |Morada do Dragão|, era preciso um registro de identidade.

Basicamente a raça dos Dragões tende a desprezar os humanos… ou simplesmente ignoram a existência da nossa raça.

Eles são orgulhos de pertencer a uma espécie nobre. As espécies fracas que rastejam pelo chão não são dignas da preocupação deles. Faz parte da natureza deles não se envolver com outras raças.

No entanto, os Dragões não são do tipo encrenqueiro que gostam de violência ou massacres. Você poderia dizer que eles são indiferentes ao resto do mundo.

Isso é algo próprio da espécie deles, é quase como… se vivêssemos sozinhos em mundos particulares? Ou eles apenas estão acumulando pessoas fortes nesta vila?

Bom, naturalmente, este não é um lugar onde os humanos podem viver sem permissão.

Contudo, há exceções.

Se você é um humano que pode ser reconhecido por um Dragão como “uma personalidade valiosa o bastante para ser admirada”. Os Dragões só aceitam pessoas pela sua força e é por isso que você pode ser autorizado a viver nesta vila em casos especiais.

Portanto, eu posso permanecer neste lugar graças ao Dragão Vermelho, o ossan, que interveio por mim… bom, se todos os problemas pudessem ser resolvidos tão facilmente…

(Lute): “A propósito, por que eu não posso ver o Rei Dragão?”

(Lilith): “… que rapaz persistente. O Grande Naga é um ser orgulhoso e é um milagre que um forasteiro como você possa viver nesta vila”

(Lute): “Lilith também é uma humana?”

Se você olhar de perto, não há nenhuma escama nas mãos dela.

(Lilith): “… e daí?”

(Lute): “Bem, deixando isso de lado, como eu posso me encontrar com o Rei Dragão?”

Lilith suspirou ao ouvir minhas palavras e me explicou a situação com mau humor.

(Lilith): “… por qual motivo você acha que eu estou com sua [Placa de Status] e estou planejando registrar seu número agora?”

(Lute): “O que você quer dizer?”

(Lilith): “ ] suspiro [ … O Grande Naga é um ser nobre. Mesmo que sua identidade seja aceita… ainda há restrições”

(Lute): “… restrições?”

(Lilith): “… eu vou calcular o tamanho da sua restrição agora e, enquanto você está aqui, eu vou te dar este bracelete”

Depois de dizer isto, Lilith apontou para um bracelete branco em seu pulso.

(Lute): “Que tipo de bracelete é esse?”

(Lilith): “… o bracelete é uma ferramenta de avaliação de rank…”

Lilith apontou para as linhas douradas ao redor de seu bracelete.

(Lilith): “… os ranks são divididos entre uma a cinco linhas douradas. Se for cinco, significa que seus status é completamente igual ao de um Dragão. Assim… se você tiver apenas uma linha, seus direitos dificilmente serão reconhecidos”

Aliás, as linhas douradas no bracelete de Lilith são três.

(Lilith): “… quanto mais fraco, mas restrições… também é rude se você não escutar os outros Dragões… e às vezes, você pode até ser morto… mesmo assim, você não terá nenhum direito a reclamar. Também há restrições sobre os prédios em que você pode entrar e até mesmo se você quiser sair de um prédio que você já esteja“

(Lute): “… entendo”

(Lilith): “… também há uma condição para se encontrar com o Rei Dragão. Se seu poder alcançar os padrões estabelecidos… bom, algo desse tipo”

Fumu. Eu coloquei minha mão no queixo.

Eu entendi agora. Parece que os padrões sociais são baseados puramente na força.

Se isso é motivo para se orgulhar ou não.. bom, eu já tinha escutado que esta raça tinha uma maneira diferente de ver o mundo…

(Lute): “Então qual é o status que eu preciso atingir para ter um encontro com ele?”

(Lilith): “… a condição é difícil. Precisa de cinco linhas douradas… e seu |HP ou |MP precisam ultrapassar 10.000 pontos. Se você for um humano, esse level seria o mesmo de um aventureiro rank A… é uma situação bem rara de se atingir”

Então é isso… eu acenei.

(Lute): “Por que não me disse isso antes?”

Lilith inclinou a cabeça um pouco e olhou meu status pela primeira vez. Seus olhos se abriram completamente.

(Lilith): “… o que é isto? Não… mas… isto é…”

Sacudindo sua cabeça para a esquerda e para a direita como se tivesse visto algo inacreditável. Ela começou a tremer de repente.

Então ela acionou a bola de cristal e decidiu algo.

(Lilith): “… eu já marquei sua audiência com o Rei Dragão. Daqui a duas horas…”

(Dragão Vermelho): “Haah!?!?”

Isso surpreendeu o Dragão Vermelho.

(Dragão Vermelho): “Qual é o problema? O que você está fazendo bibliotecária-san? Essa é uma audiência com o Rei Dragão…”

Lilith sacudiu sua cabeça e voltou para a realidade e apresentou a [Placa de Status] ao ossan Dragão Vermelho.

E esse ossan fez uma cara alarmada.

(Dragão Vermelho): “… não acredito nisso… você é…”

Não, não, não, não!

Aquele que está surpreso sou eu.

(Lute): “Espere aí! Você não deveria estar tão surpreso. Você não leu minhas memórias?”

O ossan sacudiu seus ombros e disse.

(Dragão Vermelho): “Bem… eu só li as memórias que eu tive permissão. Eu te trouxe para cá porque sabia de sua situação de forma geral… o que você fez agora na sua terceira vida… bom… eu não sei seu status atual”

(Lute): “O que isso significa?”

(Dragão Vermelho): “… é por causa da ‖Barreira Mágica‖ em nossos corações. Eu achei mesmo que tinha sido estranho”

(Lute):‖Barreira Mágica‖?”

Haa… e esse ossan suspirou com o rosto pálido e uma expressão de desconforto.

(Dragão Vermelho):|Poder Mágico acima de 2.000… não posso acreditar nisso. Até o Rei Dragão não seria capaz de ler todas as suas memórias”

He… eu suspeitei disso, mas não imaginei que cresceria tanto.

(Dragão Vermelho): “Em outras palavras, Alucinações, Confusão, Charme e Petrificação… é muito difícil dizer qual condição te afetaria”

Isso me tranquilizou.

Eu estava planejando adquirir várias habilidades para combater esses efeitos negativos… parece que não vou ter que me preocupar com isso.

(Lilith): “… audiência com o Rei Dragão… mesmo ele sendo um humano… audiência… o que é isto? Um evento impossível?”

Parece que há muitas coisas para pensar como isso que o ossan falou.

Bem, por enquanto é o suficiente… e eu sorri.

Aparentemente, mesmo na |Morada do Dragão|… parece que meu fortalecimento acontecerá em uma velocidade incrível.


[1] Cidade mais famosa do império Inca e considerada patrimônio mundial pela UNESCO. Está localizada no Peru, nas Cordilheiras dos Andes.

[2] Ossan é um termo pejorativo para se referir a uma pessoa mais velha. Seria algo como “tiozão”.