Ficando forte mais rápido no |Labirinto| (3ª Parte)

Okay.

Eu aumentei bastante de level.

Um aumento de 150 pontos no |Ataque… apenas por usar as habilidades que eu já obtive, eu consigo um aumento de 400 pontos. Na verdade, não é um aumento tão drástico assim.

Pensando bem, isso só faz o ‖Fortalecimento Físico‖ e o ‖Kimonhou‖ habilidades realmente poderosas…

Uma habilidade que pôde fazer um Aldeão Level 1 esmagar Goblins como se fossem moscas…

Pensando melhor sobre isso… sério, que habilidades ridículas.

Bom, para fazer o aumento no status me tornar realmente forte, eu ainda preciso aumentar mais alguns levels.

De qualquer forma, eu estou sinceramente grato por meu |HP ter aumentado.

Isso torna o risco de uma morte instantânea com um único golpe mais baixo.

Em comparação, meu mestre e ex-⟦Comandante da Ordem dos Cavaleiros, um Aldeão, Bernad-san está mais ou menos no Level 50.

A propósito, 50 é o level comum para um aventureiro veterano.

Eu acho que conseguir se tornar um comandante com esse status é um pouco estranho. Não, na verdade é realmente bizarro.

Antes de irmos para os detalhes, continuar derrotando oponentes fracos irá fazer uma pessoa ganhar menos pontos de experiência, fazendo o aumento de level ser mais lento do que no caso de outras pessoas, o que o faz aumentar de level de maneira mais trabalhosa.

Contudo… por vingança, ele continuou a caçar Orcs.

E ele continuou caçando apenas Orcs.

Depois de decidir depositar todos os seus esforços na caça aos Orcs, essa pessoa não caçou nenhum monstro mais forte.

Para ser franco, não importava o quanto ele aumentasse de level, ele ainda tinha a taxa de crescimento de um Aldeão

Foi por isso que ele desistiu de aumentar o level em certo ponto.

Era melhor aprender habilidades proibidas como o ‖Fortalecimento Físico‖ ou o ‖Kimonhou‖ do que caçar monstros de nível mais alto que eram mais difíceis de serem encontrados.

Eu acredito que escolher este caminho foi o correto.

Em primeiro lugar, a força de uma pessoa não era realmente relevante por caçar Orcs. Eles são monstros que parecem porcos com corpos parecidos com Goblins… para erradicar eles, você só precisa da vantagem dos números.

Neste caso, quando ele se tornou o comandante, ele não precisava aperfeiçoar seu poder individual para caçar Orcs.

Quando ele se deu conta, seu level aumentou para 50.

Contudo… é diferente para o meu caso.

Há vários caminhos para se tornar mais forte, mesmo assim, eu realmente quero aumentar meu level o máximo possível.

E este lugar não é um local para você ficar brincando. Este é o |Labirinto| subterrâneo na |Morada dos Dragões|.

Quanto mais profundo o nível que você ir, mais forte os monstros são. Assim, este é o melhor lugar para ganhar pontos de experiência.

Falando honestamente, eu acho que os humanos que foram criados na |Morada dos Dragões| se tornaram Heróis depois que voltaram para suas casas por causa deste lugar.

Aqui, você aprende os caminhos para se tornar independente.

Quer dizer, assim que o ritual para se tornar um Dragão pleno for concluído.

No momento, Lilith e eu estamos em uma passagem com uma longa, longa escadaria.

Não apenas o piso e o solo eram feitos de terra, até mesmo as paredes eram feitas do mesmo material.

Depois de caminhar por algum tempo nesta longa passagem, finalmente, havia uma curva que sinalizava o fim da passagem.

Olhando do canto da parede, eu vi uma estátua de bronze que estava situada na frente do portão para o próximo andar.

… um Golem Armado.

Ele tinha uns dois metros de altura.

Equipado com uma armadura e uma espada, seu corpo todo era feito de metal.

Assim como os valores numéricos da minha [Placa de Status], minha força física sugere que eu não sou um oponente forte o bastante para este Golem de metal na minha frente.

Além disso, é impossível passar usando um ataque frontal.

Em primeiro lugar, minha única arma é uma faca cega.

O que eu estou vestindo agora ainda são as mesmas roupas que vestia quando fui trazido para cá pelo occhan Dragão Vermelho…  talvez tivesse sido melhor pegar a espada de Cordelia emprestada.

Não, espere… a espada já estava em mal estado. Bom, isso não importa.

Então, este aqui é igual ao Minotauro, um guardião e também um chefe intermediário.

Sim, um guardião após outro guardião… um chefe intermediário após o outro.

Bem, também há um motivo para isto… eu devo explicar a razão para Lilith depois que atravessarmos este lugar.

Logo ela deverá suspeitar do porquê eu sou tão familiarizado com este |Labirinto|.

Bom, isso é uma das razões pelo qual a habilidade ‖Sabedoria‖ é tão incrível.

Falando em aspectos de jogos, seria uma situação onde eu já li o detonado sobre como completar este |Labirinto|.

Eu andei em linha reta e coloquei a mochila no chão.

Eu peguei uma pá e comecei a cavar intensamente o solo.

(Lilith): “… o que você está fazendo?”

(Lute): “Estou cavando um buraco”

(Lilith): “… eu estou vendo. Então, o que você está fazendo?”

(Lute): “Eu já te disse, estou cavando um buraco”

(Lilith): “… por quê?”

(Lute): “É claro que é para ficar mais forte”

Lilith riu de maneira seca enquanto resmungava algo.

(Lute): “… fale em japonês”

Essa era uma frase que eu finalmente consegui dizer no mundo real.

Bom, é claro que minha explicação foi muito simples.

Mas mesmo se eu explicar… não faz parte de meu plano completar este |Labirinto| neste momento.

Além disso, eu fui ferido em minha testa pelo Minotauro logo do início do ritual, portanto, eu também preciso me apressar.

Falando de forma simples, eu não posso me dar o luxo de cuidar de Lilith no momento.

Eu devo refletir nisso com honestidade.

Eu chamei Lilith acenando minha mão.

Incitando ela a mostrar apenas seu rosto pelo canto da parede.

(Lute): “Não é possível continuar em frente por causa daquele Golem

(Lilith): “… entendo. Ele com certeza parece forte. Acho que não você não seria um oponente a altura”

(Lute): “Sim. Exatamente como você disse. Então, isto aqui é uma curva, certo?”

(Lilith): “… Sim”

(Lute): “Daquele lado, esta curva não está visível, correto?”

(Lilith): “… Sim”

Lilith ficou com uma expressão vazia e concordou com a cabeça.

Eu também balancei minha cabeça e disse.

(Lute): “Bem ali tem um buraco, não é?”

Lilith me mostrou um enorme sorriso e disse…

(Lilith): “… fale em japonês”