Prólogo

Foi há dois anos…

Meu nome é Wazu.

15 anos de idade com cabelo e olhos pretos, estatura e altura média. Eu tinha a aparência de um homem bastante comum. Meu pais eram simples habitantes da |Cidade Imperial|. Eu também era um simples irmão de uma irmãzinha fofa que é dois anos mais nova que eu e é adorada por muitos.

No entanto, mesmo uma pessoa tão comum quanto eu tinha uma amiga de infância da mesma idade de que podia se orgulhar.

O nome dela é Aria.

Ela tem gentis olhos azuis e um longo cabelo azul como o céu. Sua figura ainda é a de uma criança, mas não há dúvidas de que ela se tornará uma beleza no futuro. Ela tem uma personalidade calma e gentil com todos sem discriminação. Ela está sempre sorrindo ao meu redor, mas às vezes sua escuridão… não, não é bom falar mal dos outros então vamos parar por aqui. Agora…

Quando Aria e eu tínhamos 12 anos, nós prometemos que sempre estaríamos juntos no futuro.

Estranhamente, minha irmã sempre estava de mau humor depois que ela descobriu sobre isso. Eu passei por maus bocados por causa disso…

Opss! Estávamos falando sobre a Aria.

Quando tínhamos 13 anos, ela foi nomeada como uma ⌈Santa⌋ pela igreja para subjugar o ⌈Lorde Demônio⌋ e relutantemente se juntou ao grupo do ⌈Herói⌋. Por que relutante? Porque a própria Aria não estava muito ansiosa para essa missão. Entretanto, seus pais e as pessoas ao nosso redor a persuadiram a ir. Eu sou o único que sabe sobre isso. Eu acho…

Naquela época eu não pude dizer nada…

Apesar de alguém que eu amo ser retirada da frente de meus olhos, eu não pude pensar em nenhuma boa objeção quando os adultos falavam “É pelo bem da paz mundial”. Desde então eu sempre oro pela segurança da Aria todos os dias.

E então, quase dois anos atrás… um pouco antes do meu aniversário de 15 anos, uma notícia foi espalhada pelo mundo.

“O grupo do ⌈Herói⌋ derrotou o ⌈Lorde Demônio⌋”.

O mundo foi envolvido em alegria. Mas eu ainda estava cheio de ansiedade até ver Aria com meus próprios olhos. Algumas semanas depois da notícia, Aria voltou. Um desfile cívico foi organizado pelos aldeões para receber o ⌈Herói⌋ e seu grupo antes de se reportarem para o rei.

De longe eu confirmei a figura de Aria com meus olhos. Eu estava me sentindo aliviado do fundo do meu coração. Agora pensando sobre isso, naquele momento ela estava estranhamente perto do Herói-sama.

Dos pais da Aria eu escutei que ela tinha a obrigação de participar do relatório e da festa de celebração no palácio, então eu não poderia me encontrar com ela tão cedo.

Mas alguns dias depois, algo que eu nunca irei esquecer aconteceu.

Nesse dia eu não consegui me acalmar devido a euforia de poder finalmente me encontrar com Aria. Eu estava andando na cidade sem destino.

Lançando olhares sem interesse para os mercados e restaurantes que estavam cheios de pessoas sorrindo em completa felicidade.

Sem perceber eu comecei a andar por becos afastados.

E então eu vi. O que eu vi foi…

Aria e o Herói-sama se beijando em um beco para evitar os olhares das pessoas.

Depois disso, não me lembro de como eu cheguei em casa. Minha mente estava vazia. Eu não conseguia pensar em nada. Mesmo quando minha irmã falou comigo de forma preocupada, só consegui responder com um “É…” ou “Bem…”.

Mesmo depois de ir para meu quarto, ainda não posso me livrar do espetáculo da minha mente. Eu não sei o que fazer…

Sentando por um momento eu percebi que meus joelhos estavam molhados…

Eu estava chorando…

A promessa que eu fiz naquele dia se tornará apenas uma história do passado…

Eu não queria ficar nesta cidade nem um segundo a mais…

Há muitas memórias com Aria nesta cidade…

Eu rabisquei algumas palavras em um papel e fugi de minha casa com um pouco de dinheiro. Estava escrito…

[ “Por favor, não procurem por mim e se cuidem” ]

[ “Eu desejo felicidades a Aria e ao Herói-sama” ]

Nesse dia, o homem que deveria estar celebrando seu aniversário de 15 anos desapareceu da Capital Imperial enquanto chorava.