Huh? Isso parece familiar…

Eu fui me preparar imediatamente após sair da guilda. Dito isso, eu só vou preparar um pouco de comida e água na bolsa que eu emprestei da guilda. Na estalagem, eu perguntei para Kayla-san se podia conseguir um pouco de comida e água. Ela só disse…

(Kayla): “Deixe comigo”

… e foi para dentro do balcão. Pouco tempo depois, ela me trouxe alguns sanduíches  com carne de monstro e alguns cantis de água. É mesmo uma grande ajuda, obrigado. Eu guardei os sanduíches e os cantis dentro da bolsa e deixei a cidade.

Primeiro eu fui para a floresta do Leste. Quando eu cheguei lá, eu comecei a andar em direção ao Norte. Contudo, não foi com uma velocidade comum. Caso contrário, mesmo com um cavalo, você precisaria de quatro ou cinco dias para chegar ao grande lago. Com minha agilidade, foi como se eu caminhasse por meu jardim. Muito rápido… foi rápido demais.

Desde que eu descobri sobre o meu status, eu percebi que podia caminhar normalmente como antes, mas, se eu quisesse, podia usar todo o poder do meu status. Eu não tive nenhum problema com meus poderes até o momento. No entanto, eu não sei qual é o limite. Eu não posso olhar para mim mesmo, então não sei quão rápido estou aos olhos dos outros. Bem, isso não é mesmo um problema.

Enquanto considerava tais coisas, eu cheguei ao lago. Pensando bem, não encontrei nenhum monstro. Se pensarmos nos Goblins, parece que eles estavam por perto. Mas como eu não vim aqui para caça-los, vou deixá-los em paz. Eu sentei na margem do lago e peguei um sanduíche e um cantil de água da bolsa. Agora, vamos comer!

Quando eu coloquei minha boca no sanduíche, um barulho veio da floresta próxima ao lago. Um som de algo quebrando podia ser ouvido. Um som de algo sendo perseguido ou atacado. Aos poucos foi ficando mais próximo e eu pude ver uma forma branca tão grande quanto a minha cabeça saindo da floresta.

Com isso, um monstro com duas cabeças e cauda de serpente apareceu. Com seu corpo de três metros de comprimento, era um monstro do tipo cão chamado Orthos. Aparentemente, esse Orthos está tentando comer a forma branca. Essa massa branca batia suas asas como um morcego e tentava fugir voando. Não parece que ela consegue voar muito alto e por isso está nesta situação perigosa. Eu estava vendo a cena enquanto comia meu sanduíche. Mas de repente, a criatura branca mudou de direção e voou para mim.

Hmm… isso me parece familiar!?

Enquanto pensava nisso, a massa branca colidiu com meu peito. Eu não senti nenhuma hostilidade então aceitei isso sem nenhuma resistência, mesmo assim, eu estava surpreso. Eu tentei verificar o que era a massa branca, mas antes disso, o Orthos apareceu na minha frente.

] Grrrrr… [

Ele está rosnando e abriu sua boca cheia de baba para mim. Eu me pergunto se ele pensa que conseguiu uma grande presa. Depois de lamber a baba com sua língua, uma das cabeças abriu sua boca.

(Wazu): “Fique quieto!!”

] dogoooooon!!! [

Eu parei o movimento do Orthos com um braço golpeando seu corpo contra o chão. Por Deus! Não interrompa a refeição dos outros. Eu joguei o resto do sanduíche na minha boca. Eu confirmei que o Orthos estava morto porque esqueci de me segurar… que força assustadora, como sempre.

] munch… munch… gulp [

Eu mastiguei o sanduíche na minha boca e acariciei a massa branca que estava agarrada em mim e a trouxe para a frente de meus olhos.

(???): “Kyauu!!”

A massa branca estava olhando para mim e chorando. Ela tem o corpo de um réptil. Mesmo parecendo robusta, tem a aparência de um filhote. Grandes pupilas negras como se sugassem a luz. Enquanto é pequena, tem garras afiadas em suas patas, além de dentes afiados. Uma cauda comprida e seu corpo é coberto por lindas escamas. A criatura que eu estou segurando e levantando com certeza é um Dragão branco. Aliás, ela me parece familiar…

(Wazu): “Poderia ser… você é a Meru?”

(Meru): “Kyui!! Kyui!!”

Ela está acenando feliz. Oh. Você entende a linguagem humana? É com certeza Meru. O que você está fazendo em um lugar como esse?

Meru é a filha de um casal de Dragões da época em que eu vivia na |Montanha|. Foi um encontro simples… nós ficamos amigos depois de uma luta. Os dois pais de Meru entendem a língua humana, conversar era possível. Naquela vez, o marido disse…

(Dragão): “Guhaha!! Por que tem um pequeno humano em tal lugar? Vamos espancar e esmaga-lo para passar o tempo”

O protagonista Wazu sendo atacado pelo fogo do dragão negro Ragnil

 

… então eu me apressei e silenciei ele. Agora que penso sobre isso, meu status já era fora do comum naquele tempo… depois disso, eu me desculpei, mas ele me mandou embora acenando com sua pata. Então eu fui apresentado a Meru. Eu me lembro que o casal sempre ficava discutindo.

Como era mesmo? Se eu me lembro direito… o marido se chamava 〈Dragão Negro Ragnil e a esposa era 〈Dragão Branco Meral. Ragnil se proclamou como o Rei Dragão. Eu estava me lembrando, porém..

(Wazu): “Huh? Sua casa não era na |Montanha|? O que você está fazendo aqui?”

(Meru): “Kyuii… kyuii…”

É inútil. Eu não entendo.

(Wazu): “Hmm… você está com Ragnil e Meral?”

(Meru): “Kyuii!!!”

A pequena pata de Meru apontou para o topo da montanha e tentou acenar para me mostrar que eu deveria ir com ela.

(Wazu): “… então os Dragões dos rumores são vocês”

Eu suspirei e segui para lá com Meru no topo de minha cabeça.

O protagonista Wazu e o filhote de dragão Meru