O 〈Dragão Branco〉 (a esposa) foi ferido

Estou seguindo para o cume da montanha caminhando. Na minha cabeça, Meru está aproveitando relaxando enquanto estica suas patas. Bom, isso não importa já que não sinto nenhum peso, mas que tal me dar algumas direções? Dito isso, estou agora na frente de uma caverna perto do topo da montanha. Sinto uma presença gigante do lado de dentro. No entanto, há somente uma.

Huh? Só uma… bem, só vou descobrir depois de entrar na caverna.

Não havia nenhuma armadilha, assim eu cheguei até o interior da caverna. O 〈Dragão Branco estava deitado. Era Meral. Um corpo gigante com oito metros de comprimento que parecia forte e flexível. Suas escamas reluziam em um branco brilhante. Combinado com seus olhos dourados, não era exagero chama-la de Dragão mais lindo do mundo.

Meral sorriu com alívio, mas quando percebeu que alguém estava com Meru, ela se levantou e ficou alerta. Depois de perceber quem eu era, ela ficou mais tranquila.

(Meral): “Você é aquele garoto…”

(Wazu): “Há quanto tempo Meral”

(Meral): “Oh. Você fala. Eu estava preocupada porque você nunca falou uma única palavra antes”

(Wazu): “Desculpe. Havia muitas circunstâncias naquela época…”

(Meral): “É isso, então não vou me intrometer. Mais uma vez, posso saber seu nome?”

(Wazu): “Ah. Meu nome é Wazu. Desculpe por tudo que aconteceu daquela vez”

Eu disse isso e me curvei só um pouco para não derrubar Meru. Depois de erguer minha cabeça, eu comecei a explicar a situação.

(Wazu): “Eu me encontrei com Meru agora há pouco perto do lago. Ela estava sendo atacada por um Orthos. Eu não sei os detalhes porque não entendo o que ela diz”

(Meral): “Muito obrigado. Aliás, me desculpe pelo inconveniente. Minha filha Meru, diga-me o que aconteceu?”

(Meru): “Kyuii! Kyui! Kyui!! Kyuiiiii!!”

(Meral): “… entendo. Provavelmente, enquanto corria atrás de um pássaro sem atenção nenhuma, ela entrou na floresta e pisou na cauda de serpente do Orthos. Eu estou muito agradecida por Wazu ter salvo minha filha”

(Wazu): “… você tem uma filha muito energética. Aconteceu apenas de eu estar por lá, então não se preocupe demais, mas tome mais cuidado daqui para frente”

Eu gentilmente afaguei a cabeça de Meru.

(Meral): “Eu vou prestar mais atenção a Meru. A propósito, por que Wazu está neste lugar?”

(Wazu): “Ah. Veja, aparentemente, algumas pessoas viram vocês. Eu vim aqui para investigar se havia perigo ou não. Assim, eu gostaria de perguntar o que vocês estão fazendo aqui? Sua casa é na |Montanha Central|[1], não é? Além disso, eu não vi Ragnil em nenhum lugar”

(Meral): “… aquele homem…”

Hmm? Ela parece ter se irritado por algum motivo… será que Ragnil fez algo?

(Meral): “Quando eu estava passeando com Meru nas minhas costas pelo ar…”

] gulp… [

(Meral): “Ele estava tendo um encontro com uma jovem 〈Dragão Vermelho

(Wazu): “… hah?”

Haaaaaaaaaaaaaa!?!?!? O que você está fazendo? Aquele cara! Mesmo tendo uma esposa tão linda!! Que merda ele está pensando??

(Meral): “Então eu voltei para a casa da minha família com Meru”

(Wazu): “… casa? … você quer dizer este lugar?”

(Meral): “Ah. Ninguém vive aqui. Para ser mais precisa, este lugar foi onde eu passei minha infância. Eu falei com minha mãe e estou esperando ela aqui”

Haa… sério… o que vocês estão fazendo? Este casal… eu me pergunto se a melhor opção é mesmo se separar. Eu acho melhor eles se reconciliarem e voltarem a viver juntos na |Montanha Central|

(Wazu): “… ermm. Eu sei que não deveria me intrometer, mas… por que vocês não se reconciliam?”

(Meral): “Nem pensar. A não ser que ele venha se desculpar”

Eu entendi… bom, Ragnil estava errado aqui. Huh? Isso é tudo… eu posso resolver isso se Ragnil vier se desculpar? Depois de ouvir isso eu não posso ficar parado. Mesmo que já seja seguro deixando as coisas como estão, talvez alguns Cavaleiros sejam enviados para elimina-la. Eu preciso fazer algo o quanto antes…

Haa… não tem jeito… vai ser complicado…

(Wazu): “Eu vou falar com Ragnil, então por favor, não cause nenhuma confusão porque não será bom. Se possível, vou trazê-lo aqui para se desculpar”

(Meral): “Be-bem… não tenho o direito de te impedir, então faça como quiser. Definitivamente não é como se eu quisesse ver Ragnil”

Se é assim, não mostre esta cara de alegria tão evidente. O rosto dela ficou vermelho enquanto seu corpo se agitava… ela é fácil de ler.

Eu gentilmente tirei Meru de minha cabeça. Quero dizer, ela esteve dormindo esse tempo todo. Minha cabeça é tão confortável assim? Eu acariciei Meru suavemente e me foquei em Meral, ela estava ocupada polindo suas escamas animadamente. Ela realmente não pode esconder seus sentimentos… esta esposa. Eu não prometi trazer Ragnil aqui, então por favor, não espere demais.

(Wazu): “Muito bem. Estou indo”

(Meral): “…”

Hey. É bom cuidar da sua aparência, mas pelo menos me dê uma resposta. Eu deixei a caverna e segui para a |Montanha Central| enquanto suspirava.


[1] Wazu se refere a Montanha em que ele viveu como Montanha Central porque ela fica no centro do continente. Até o momento não há nenhum nome específico para a Montanha.