O que você deve fazer

Eu caí no chão em frente a mansão de Garret-san onde não havia mais ninguém. Eu lentamente me levantei e caminhei para a estalagem enquanto observava meus próprios pés. Kayla-san tentou me chamar quando me viu chegar, mas olhando para meu estado depressivo, ela imediatamente saiu do balcão e me entregou a chave.

(Kayla): “Qual o problema com esse rosto? Eu não sei o que aconteceu, mas vá descansar!”

Ela disse isso e me empurrou gentilmente. Eu abaixei minha cabeça como resposta e entrei no meu quarto. Dentro do quarto, eu atirei meu corpo na cama e dormi…

Lula me trouxe uma refeição.

Eu comi um pouco.

Ela me disse para eu me animar.

Eu dormi.

O careca está aqui.

Ele está com uma cara que parece constrangida.

Eu dormi.

Kayla-san me trouxe uma refeição.

Ela está me dando uns tapinhas nas costas com ] bashi-bashi [.

Eu dormi.

Quando me dei conta, Meru estava acariciando minha cabeça com ] pon-pon [.

Você está tentando me confortar?

Obrigado.

Eu dormi.

Então a porta foi aberta com força depois que dois dias se passaram. Eu lentamente olhei para a porta. Vestido com roupas leves, Orlando estava carregando uma mochila grande. Orlando veio com um ] zuka-zuka [ e agarrou meu braço.

(Orlando): “Eu escutei sobre a situação de Regan-san!! Vamos!!”

Eh? Para onde?

Orlando me levou para fora segurando minha mão. Espere!? O que diabos você está fazendo!? Por favor, me deixe sozinho!! Ou melhor, o que aquele careca contou para você sem permissão!?!?

Orlando me levou para um lugar um pouco afastado da cidade. Era uma planície triste sem nada.

(Wazu): “Por que você me trouxe para um lugar desses?”

Depois de tomar uma distância razoável de mim, Orlando pegou uma espada de madeira de sua mochila e apontou ela para mim.

(Wazu): “O quê? Você está querendo um duelo?”

(Orlando): “Bem, algo parecido com isso, eu acho. Contando com a sua força, eu quero que você acompanhe meu treinamento. Só um pouco… aqui vou eu!!”

Orlando tentou me acertar com sua espada, mas eu desviei sem vontade. Apesar de eu não me machucar mesmo se ele me atingisse.

(Wazu): “O que você realmente quer?”

Eu perguntei enquanto desviava de um corte, mas Orlando só me mostrou um sorriso agradável.

(Orlando): “Quando você está para baixo, se você movimentar seu corpo dessa forma, normalmente faz você se sentir melhor”

(Wazu): “Bem…”

Eu não me sinto nem um pouco melhor. Além disso, eu mal me movi desde que isso começou. Merda. Posso voltar agora?

(Orlando): “Aliás, eu quero te dizer algo”

(Wazu): “Me dizer algo?”

(Orlando): “Ah… mas é só a minha opinião pessoal”

Então, Orlando parou de se mexer. Antes que eu pudesse reagir, um golpe atingiu o meu peito.

(Orlando): “Wazu!! Você tem péssima aparência!!”

(Wazu): “Guhaaa…”

Golpe crítiiiiiiiiiiicoooooooo!!! Eu agarrei meu peito. Este cara… tão de repente… uggh… eu sei que meu rosto é normal… eu não sou tão bonito quanto você… ma-mas eu não vou chorar…

(Orlando): “Por que parece que você está a ponto de chorar? Você entendeu errado alguma coisa?”

(Wazu): “O quê!? Eu sei que minha cara não é tão bonita quanto a sua…”

(Orlando): “Não é isso!! Eu não quis dizer péssima aparência nesse sentido!! Bom, obrigado pelo elogio!!”

Yoshh. Vamos mata-lo agora. Agora eu posso acerta-lo com vontade. Vamos destruir as estrelas.

(Orlando): “Escute, o que eu estou tentando dizer é que seu estado atual está horrível!! De fato, ser recusado depois de ser usado pela mulher que você gosta… como um homem eu sinto a sua dor”

Guhhaaa!!

Droga… parece que ele está tentando me matar com palavras…

(Orlando): “Mas olhe para você mesmo!! Ficando depressivo e dormindo o dia todo!! Isso está errado!! Encare a realidade se você for um homem!! Esteja orgulhoso do que você salvou!! É claro que você foi abandonado mesmo assim… mas você trouxe o sorriso dela de volta. Isso não é o suficiente!? Deixe-me dizer isso… é porque você é um HOMEM!!”

Orlando acertou meu rosto com um soco no lugar da espada de madeira. Eu aceitei seu punho e dor se espalhou pela minha bochecha. Eu entendi que ele me acertou com vontade para me convencer que ele estava sério em seu discurso.

Bem…

Você é mesmo legal Orlando…

Minhas lágrimas vieram naturalmente. Elas molharam o punho de Orlando. Mas ele ainda continuou olhando em meus olhos.

(Wazu): “O que é isso… por que você diria essas coisas para mim…”

Orlando retraiu seu punho e o apertou com força.

(Orlando): “Eu não sei o que você pensa, mas…”

Ele me ofereceu sua mão.

(Orlando): “Para mim, você é um amigo!! É por isso que eu disse essas coisas para você!!”

Eu entendo… um amigo… huh

(Wazu): “Que amigo horrível… você sempre bate em alguém que você considera um amigo?”

(Orlando): “É porque nós somos amigos!”

Não me mostre esse sorriso, não sou páreo para você.

(Wazu): “Certo… se você é meu amigo, você vai guardar segredo sobre isto?”

(Orlando): “É claro!”

Ele disse e se virou para o outro lado.

Eu gritei e chorei por tudo o que estava machucando meu coração…

Depois de chorar por um tempo, eu me senti estranhamente renovado. É como Orlando disse, eu fui capaz de salvar Tata e decidi que isso era o bastante. Ainda dói quando penso no que a mulher com orelhas de gato disse… isso também me fez lembrar de Aria e Sarona-san… mas meu amigo me ajudou. Eu fui capaz de me levantar e olhar para frente.

Enquanto eu ainda estava esfregando as lágrimas que ficaram para trás…

(Orlando): “Você está se sentindo melhor?”

… ele disse com um sorriso.

(Wazu): “Yeah. Eu me sinto melhor”

(Orlando): “Isso é bom”

(Wazu): “Certo!! Então que tal a gente continuar seu treinamento?”

(Orlando): “Não… essa não era a minha intenção ao te trazer aqui…”

(Wazu): “Se acalme! Como um amigo, eu irei te acompanhar em seu treinamento!!”

Depois disso, nós praticamos compulsoriamente[1].


[1] Compulsoriamente é algo feito contra a sua vontade, feito a força.