Por muito pouco…

Meus pensamentos pararam no momento em que ouvi essas palavras do outro lado da porta. Eee… quem está vindo… Herói-sama… aliás… seu grupo… em outras palavras… não… me… diga… Ariaaaaaaaaaa!!!! Awawawaawawa!!!! Por que eles estão aqui? Minhas mãos começaram a tremer…

(Leria): “Não tem jeito. Naminissa, eu vou te dizer os detalhes depois. Certo, traga eles aqui!!”

(Sarah): “Entendido”

Seguindo a ordem de Leria-san, eu pude ouvir o som de Sarah-san, a recepcionista, correndo para o corredor com pressa.

Huh? Você vai se reunir com eles? Nesta sala? Pe-perigo! O qu-que eu deveria fazer…

(Leria): “E quanto a Naminissa e seus companheiros? Eu devo leva-los para outra sala? Parece que o assunto deles não vai levar muito tempo”

Is-isso!!! Va-vamos fazer isso!!!

(Naminissa): “Não. Eu não me incomodo. Parece ser um assunto importante para fazer o Herói-sama vir até aqui ver Leria-sama. Eu gostaria de ficar aqui se não for um incômodo para eles”

(Orlando): “Nós também vamos ficar como os assistentes de Naminissa-sama”

(Leria): “Tudo bem. Bom, se parecer que isso não vai dar certo, eu vou preparar uma sala pra vocês esperarem”

Por quê!?!? Vamos sair daqui!!! Aaaa!!! Este é o fim!!!

Quando eu segurei minha cabeça agitado, todos notaram e olharam para mim com caras confusas. É impossível para eu me acalmar agora. Eu não posso continuar assim… eu deveria ir para a outra sala sozinho?

Antes que eu pudesse perguntar a Leria-san, o som de batidas na porta veio sem misericórdia.

(Sarah): “É a Sarah. Eu trouxe o Herói-sama e sua equipe”

Pe-pe-pe-pe-pe-pe-perigooooooooooooooooo!!!!!!!

Eu olhei ao redor da sala com pressa. Eu deixei Meru com Naminissa e me escondi nas sombras da mesa de trabalho de Leria-san. Todos olharam para o meu súbito comportamento esquisito.

Então Sarah-san chamou de novo do outro lado da porta.

(Sarah): “Umm? Mestra da guilda?”

(Leria): “Ah!! Desculpe!! Vocês podem entrar!!”

(Sarah): “Com licença”

Eu ouvi o som da porta abrindo. Como meu corpo começou a tremer, eu o segurei com força. Mesmo assim, a tremedeira não parou. Eu fechei meus olhos enquanto rezava para isso acabar logo. Eu não queria ouvir nada, então cobri meus ouvidos com minhas mãos. Mas a conversa deles ainda chegou aos meus ouvidos.

(Leria): “Vocês chegaram. Bem, sentem-se por favor”

(Herói): “Com licença… Naminissa-sama, faz bastante tempo que não te vejo”

(Naminissa): “Sim, Herói do Sul, Luther-sama. Você parece bem. Aria-sama também, faz muito tempo que não te vejo, mas você está um pouco abatida?”

(Aria): “Você percebeu Naminissa-sama? Bem, há muitas coisas acontecendo, mas eu estou bem. Vamos deixar isso assim no momento”

Gulp! É lógico que ela estaria aqui… uuu

(Leria): “Isso mesmo. Então, qual a razão de vocês virem me visitar?”

(Luther): “Antes disso, quem é ele? Eu gostaria que apenas pessoas de confiança escutassem o que eu tenho a dizer”

(Naminissa): “Ele é Orlando. Atualmente ele é meu assistente, um aprendiz de Cavaleiro. Não há qualquer problema”

(Luther): “Entendido. Desculpe por duvidar de você”

(Orlando): “Isso é natural já que é a primeira vez que nos vemos. Não se preocupe com isso e, por favor, erga sua cabeça”

(Luther): “Obrigado… então vamos falar sobre o assunto principal. Na verdade, há uma pessoa que eu quero que a guilda investigue em segredo”

(Leria): “Hou… é uma pessoa perigosa o bastante para fazer você vir me pedir isso pessoalmente?”

(Luther): “… pode ser que sim, dependendo da situação”

(Leria): “Hmm? Que resposta mais ambígua[1]

(Luther): “Depois da nossa celebração pela vitória contra o Rei Demônio, nós viajamos ao redor do mundo porque haviam muitas ferramentas amaldiçoadas perigosas e ocorrência de exércitos de monstros em vários lugares diferentes. Contudo, sempre havia uma história sobre uma certa pessoa nesses lugares”

(Leria): “Hou”

(Luther): “Eu não sei como é seu rosto porque ele usa um capuz. Mas é dito que ele é um Mascate que usa roupas pretas. Isso é tudo que nós sabemos”

(Leria): “Entendo… em outras palavras, você quer a cooperação da guilda para encontrar este Mascate?”

(Luther): “Yeah. Você pode nos ajudar?”

(Leria): “Sem problemas… não posso deixar uma pessoa tão perigosa andando livremente por aí. A guilda irá procurar por esse Mascate

(Luther): “Muito obrigado”

(Leria): “Para onde eu devo enviar os resultados da investigação?”

(Luther): “Nós estamos seguindo para o Sul para descansar, para ser mais preciso, para a cidade natal de Aria na |Capital Imperial| do |Reino Isuca|. Você pode enviar os relatórios para a guilda de lá”

(Leria): “Entendido. Bem, espere boas notícia de mim”

(Luther): “Isso é bom. Nós ainda não conseguimos descobrir se o Mascate é mesmo perigoso. Muito bem. Está na hora de seguirmos nosso caminho”

Ótimo. Por favor, saiam de uma vez. Meu corpo está ficando estranho e eu continuo tremendo… meus braços e pernas já perderam toda a força…

(Naminissa): “Eu espero que possamos nos ver de novo em melhores condições”

(Luther): “Sim. Por favor, cuide-se”

(Naminissa): “Até logo Aria. Eu espero que possamos conversar com calma na próxima vez”

(Aria): “Yeah. Isso mesmo… umm… Leria-san…”

(Leria): “Hmm? Qual o problema Aria?”

(Aria): “Na verdade… não, não é nada. Pensando bem, seria impossível para ele se tornar um aventureiro… até logo Naminissa. Vamos conversar melhor da próxima vez. É uma promessa, okay?”

(Naminissa): “Sim. Vou estar esperando por isso”

] batan [

(Leria): “Eles já foram”

Ao ouvir a voz de Leria-san, eu respirei profundamente.

Eu acabei de perceber que esqueci de respirar até o momento. Eu caí onde estava e minha consciência lentamente me abandonou.


[1] Ambíguo é algo que tem (ou pode ter) diferentes sentidos; equívoco.