Passando a noite no castelo

Eu passei a noite no castelo nesse dia. Mas agora, estou sozinho na sacada. Como é o tempo precioso deles em família, eu não quis interromper, então eu me esgueirei para fora do grande salão até aqui.

Estou bebendo enquanto olho para o céu estrelado sozinho. Eu trouxe essa bebida da cidade. É claro que não tem álcool. Isso não combinaria com esta atmosfera. Eu já tive o bastante com álcool…

(“Haa. Delicioso”)

Eu não quero tocar em álcool nunca mais. Eu não gosto disso porque minha cabeça fica doendo no dia seguinte.  Eu tenho zero de tolerância ao álcool. Talvez eu acabe ficando mais tolerante se eu continuar bebendo, mas isso seria muito doloroso, então vamos só desistir.

Eu olhei para o céu enquanto pensava nessas coisas. As estrelas brilhavam; é um céu noturno maravilhoso.

Eu espero que possa olhar para um céu tão bonito quanto esse com minha amada. Mas eu não tenho ninguém…

Estou sozinho… eu espero que algum dia eu possa encontrar alguém que me ame de verdade… mas olhando para os eventos do passado, parece que isso vai ser difícil… me pergunto se eu ficarei sozinho pelo resto de minha vida…

Vamos parar por aqui. Apenas pensar nisso me deixa deprimido. Está arruinando o sabor delicioso desta bebida. Vamos aproveitar a noite e esquecer de tudo.

Enquanto eu estava imerso em pensamentos, eu escutei os passos de alguém se aproximando atrás de mim. Eu me virei para o som. Lá estava Ragnil vindo até aqui enquanto segurava um barril.

(Ragnil): “O que você está fazendo aqui?”

(Wazu): “Por que você veio para cá Ragnil? Justo quando eu estava sendo atencioso e dando algum tempo em família para vocês…”

(Ragnil): “Fuhahaha. Já que você está aqui, eu pensei em beber com Wazu!!”

(Wazu): “Eu não bebo álcool”

(Ragnil): “Não importa!! Porque o mais importante é estarmos juntos”

Dizendo isso, Ragnil se sentou ao meu lado e começou a beber o barril cheio de álcool.

(Ragnil): “Puhaa!! Saquê é mais delicioso à noite porque tem um amigo a meu lado!! É verdade, eu sinto muito por fazer você cuidar de Meru e tudo o mais”

(Wazu): “Não se preocupe, eu gosto de viajar com Meru!!”

(Ragnil): “Estou feliz em ouvir isso”

Com isso, o copo e o barril bateram um no outro.

(Ragnil): “Eu escutei sobre a Heroína do Norte. Seria ótimo se ela pudesse ser salva pelas lágrimas da minha sogra”

(Wazu): “Espero que sim… hmm? Você está tão preocupado assim com Haosui? Mesmo que você nunca tenha se encontrado com ela em pessoa”

(Ragnil): “Certamente os Ryujin são classificados como humanos, sua expectativa de vida ou sua força estão muito distantes de nós, Dragões. Ainda assim, o mesmo sangue de Dragão corre dentro do corpo deles. Por isso, nós os reconhecemos como parentes”

(Wazu): “entendo… vou dar o meu melhor”

(Ragnil): “Bom. Vou deixar ela com você”

Nós passamos o tempo relaxando e olhando para as estrelas.

(Wazu): “… então, sobre o que você realmente quer falar?”

(Ragnil): “A sogra ainda não me perdoou…”

Eu achei que não. Senão, eu não iria ver o Rei Dragão limpando o castelo por conta própria.

(Ragnil): “Assim, você poderia me elogiar para ela?”

(Wazu): “Há o sentimento de querer te ajudar como um amigo, mas é impossível. Este é um problema de família, então eu quero evitar me envolver. Apenas resista pacientemente!”

(Ragnil): “Você é um amigo sem coração…”

(Wazu): “Se eu estivesse no seu lugar, você iria me ajudar?”

(Ragnil): “Bom, eu iria olhar a distância e rezar por você”

Portanto você entende a posição em que estou.

(Wazu): “Pensando nisso, eu te disse para apresentar o Dragão Vermelho problemático para alguém. Como ficou esse assunto?”

(Ragnil): “Oh. Eu apresentei ela para um Dragão Azul solteiro que é um de meus assistentes. Eles se entenderam na mesma hora em que se conheceram. Eles estão flertando por aí todos os dias, está começando a me irritar”

(Wazu): “…”

Como pode seeeeeeeeeeeeeer!?!?!?!?!?!?

Como as coisas podem dar tão certo para todos menos eu!? Isso é injusto!! Diga-me que isso é mentira!! Merda!! Isso não é a realidade!! Por que isso não funciona comigo também!? Por que eu continuo solteiro!? Isso é minha culpa? Eu fiz algo errado para merecer isso!? Merda!!

ESTOU COM INVEJA!!!!!!

EU TAMBÉM QUERO SER FELIZ!!!!!

Eu desesperadamente engoli a bebida que estava segurando em um único gole.

(Ragnil): “Qual o problema Wazu? O ar ao seu redor ficou sombrio de repente”

(Wazu): “Eu sinto que posso despedaçar o mundo se eu quiser agora”

(Ragnil): “Vo-você está brincando!!”

Eu posso, não posso? Com as bênçãos das Deusas e tudo o mais… eu deveria tentar? Fufufu… esse mundo… deveria perecer de uma vez!! Depois disso, um mundo mais amigável comigo deverá ser feito!!

(Wazu): “FUHAHAHAHAHA…”

(Ragnil): “Qual o problema Wazu? Por favor, não me assuste assim!!”

Eu vi a imagem de Ragnil que parecia preocupado enquanto eu desmaiava rindo. O piso de pedra é gelado e parece bom. Assim, eu vi a garrafa que trouxe diante de meu rosto. Na parte debaixo da garrafa havia um papel. Estava escrito o seguinte:

Esta bebida contém uma pequena quantidade de álcool como sabor

O que é isto… contém álcool… você quer dizer… zzzzz


No dia seguinte, eu acordei com uma dor de cabeça. Eu imediatamente bebi água e reordenei minha respiração. Eu realmente quero me bater por ontem. Eu vou verificar com mais atenção antes de beber da próxima vez.

Eu saí do quarto para procurar por Meru. No caminho, eu encontrei Ragnil que estava limpando o castelo e expliquei as circunstâncias de ontem.

Meru estava no salão com Meral e Megil. Elas pareciam estar falando sobre algo. Meru pulou na minha cara assim que me notou chegando e começou a escalar minha cabeça. Foi meio desconfortável porque Meral e Megil sorriram ao ver isso.

(Meral): “Wazu-san, eu deixo Meru sob seus cuidados”

(Wazu): “Yeah. Claro!!”

(Megil): “Wazu, eu deixo o assunto de Haosui com você. Por favor, salve ela”

(Wazu): “Eu vou fazer o que puder. Portanto, eu voltarei no futuro”

Eu troquei alguns cumprimentos e voltei para a cidade |Osen| com Meru.