O primeiro ataque

Quando eu voltei, Floyd estava esperando na entrada da cidade |Osen| por algum motivo. Ele se curvou elegantemente quando me viu chegando.

(Floyd): “Eu me sinto aliviado do fundo de meu coração ao ver seu retorno em segurança Wazu-sama. Você já tinha desaparecido quando eu voltei para a estalagem. Eu escutei que você seguiu para resolver alguns assuntos. Eu fiquei muito, muito preocupado e nenhuma comida podia passar pela minha garganta nessas últimas três horas”

(Wazu): “… quando você jantou? O que você comeu?”

(Floyd): “Há umas três horas atrás, eu comi um prato chamado sukiyaki[1]. Era feito com carne de alta qualidade, vários cogumelos e vegetais selvagens que foram cozidos em uma panela chamada nabe[2]. Estava mesmo delicioso. Oh. Verdade. Eu também comi ovos cozidos nas fontes termais”

(Wazu): “Em outras palavras… como você comeu demais, você não consegue comer mais nada no momento?”

(Floyd): “Hmm… eu acho que você pode colocar desse jeito…”

(Wazu): “Foi você quem falou isso de um jeito estranho!!”

Como imaginei, é inútil debater com ele. Eu suspirei e segui para a estalagem que a esposa de Grave-san me levou antes.

Quando cheguei na estalagem, eu fui levado para o mesmo quarto de antes. Dentro do quarto, estavam Grave-san e sua esposa, Serena-san, bebendo chá elegantemente.

Quando me notaram, Grave-san ergueu sua mão e me chamou.

(Grave): “Ou… seja bem-vindo de volta!! Isso foi rápido, você terminou seus negócios?”

(Wazu): “Yeah. Com isto eu devo ser capaz de fazer alguma coisa amanhã”

(Grave): “Fico feliz ao ouvir isso. Então você só precisa recuperar suas energias para a luta de amanhã!! Serena, por favor!!”

(Serena): “Sim”

Depois disso, Serena-san preparou um sukiyaki que Floyd mencionou antes. Ela também preparou uma refeição para Meru. Estou comendo sozinho enquanto Meru está sendo alimentada por Serena-san.

Eu não estou com nenhum pouco de inveja!!

Depois de curar minha fadiga dentro da fonte termal, eu fui dormir.

No dia seguinte, eu acordei cedo pela manhã. Eu gentilmente coloquei a adormecida Meru em minha cabeça lentamente e deixei a estalagem para passear pela cidade.

Se você olhar com atenção, apesar de ter tantas estalagens nesta cidade, isso não significa que não há residências privadas por aqui. É claro que algumas pessoas iriam querer viver neste lugar.

Eu acabei de notar esses simples fatos agora. Certamente, quando eu vim para cá era de noite e o dia seguinte foi tão frenético com tantas coisas acontecendo que eu não pude olhar a cidade com atenção.

Eu caminhei pela cidade, logicamente evitando o |Distrito do Banho Masculino|. Eu alimentei Meru com ovos cozidos na fonte termal que estavam sendo vendidos em barracas, enquanto olhava para os produtos que eram exibidos em um tipo de lojas de lembranças ao ar livre.

Estou passando o tempo antes da batalha que vai começar ao meio-dia.


A hora marcada chegou. Estou de pé no palco no centro da cidade. Meru está assistindo do teto em algum lugar. Já tem um grande público ao redor. Eu não sei em qual direção Grave-san e Floyd estão assistindo porque tem muita gente reunida.

Haosui está diante de meus olhos. Ela não parece estar motivada. Ambas as mãos dela estão abaixadas e seus olhos sonolentos estão focados em mim.

Ela não está vestindo aquelas roupas soltas da primeira vez em que a vi. São roupas normais que vários cidadãos da cidade parecem estar usando.

(Wazu): “… então, devemos começar?”

Assim que eu disse essas palavras, mesmo não vendo nenhuma mudança em sua expressão facial, o poder que eu sentia de Haosui gradualmente aumentou.

Contudo, não há qualquer movimento dela. Ela não está fazendo nada além de me observar.

Quando eu balancei minha cabeça confuso, Haosui falou.

(Haosui): “… você pode me atacar primeiro. Eu sempre deixo o oponente dar o primeiro golpe”

Entendi. Definitivamente, quando ela lutou antes, foi o outro lado que começou a luta. Mesmo tendo status tão altos e especializados em batalhas, eu me pergunto o que ela está esperando. Ela simplesmente está dando o primeiro ataque para seu oponente.

Portanto, vamos derrotar ela de uma vez e fazer ela beber as lágrimas do Dragão… não, espere um momento.

No meio da conversa das Deusas de antes, tenho certeza que elas disseram que ela precisava cuspir a [Bola Vermelha] antes. Vamos confirmar isso só por precaução!

(Wazu): “Eu quero te perguntar uma coisa antes de começarmos”

(Haosui): “… o quê?”

(Wazu): “Você pode cuspir a [Bola Vermelha] que você engoliu por conta própria?”

(Haosui): “… hmm? Não sei. E também não quero tentar cuspir isso”

Eu achei que não. Eu estava esperando por esta resposta. Mesmo assim, isso é um problema. Eu não sei como tirar a [Bola Vermelha] dela. Será que eu posso lutar da mesma forma que sempre?

O que eu devo fazer se ela perder a consciência? Hmm… primeiramente, eu preciso lutar com ela corretamente e analisar a situação.

(Wazu): “Entendo… assim, eu vou atacar você”

(Haosui): “Ande logo… eu vou vencer mesmo”

Que forma arrogante de falar. Bem, não posso fazer nada. Com o status atual dela e tudo o mais, talvez ela pense que ela é a pessoa mais forte entre os humanos…

Não, isto está errado. Ela não está sendo arrogante, ela só não está interessada. Ela não se sente motivada. Ela não se importa mais.

Ela só quer acabar com isso logo porque já não há mais ninguém que possa derrota-la. Ela não tem nenhuma expectativa. Seu rosto está desmotivado porque ela pensa que já sabe o resultado desta luta.

Se é assim… vamos deixar ela um pouco mais motivada.

(Wazu): “Bom, vamos começar. Eu vou seguir em frente e vou desferir um chute na sua cabeça”

(Haosui): “… por que explicar…”

Depois de falar corretamente sobre que ataque eu usaria, eu rapidamente me aproximei de Haosui e usei um chute contra sua cabeça enquanto me segurava. Por um instante, Haosui mostrou uma cara surpresa, mas logo voltou ao normal.

Ela imediatamente ergueu seu braço para bloquear meu ataque enquanto sua mão livre era usava para me contra-atacar.

Eu coloquei um pouco mais de força no pé que usei para chutar Haosui. Ela foi lançada para trás, mas aterrissou normalmente em seus pés como se nada tivesse acontecido. Ela focou seus olhos na minha direção. São seus olhos sonolentos de sempre, mas eu posso sentir um pouco de entusiasmo.


[1] Sukiyaki é uma mistura de finas fatias de carne de boi, frango ou porco, queijo de soja e legumes, cozida em molho de soja com açúcar.

[2] Nabe é o nome de uma panela onde os japoneses servem seus pratos quentes.