Outra história 8: Este é um desafio de Wazu-sama

Nosso grupo entrou em beco enquanto Wazu-sama e suas esposas foram em direção ao castelo onde o responsável por esta situação está.

O fato dos soldados estarem agindo com tanta falta de respeito e as carruagens que estão visitando o país também estarem indo para o castelo, este país, ou para ser mais preciso, o próprio rei deste país foi quem tomou a iniciativa.

Por Deus… o rei que que negligencia seu povo sempre irá aparecer a qualquer momento em qualquer era… eu ficaria muito agradecido se eles fossem destruídos, mas eles simplesmente não param de aparecer… são como as G[1]

Bom, precisamos fazer Wazu-sama demonstrar seu poder por todos os meios necessários… oops. Eu me perdi em pensamentos. Agora, a coisa que eu preciso fazer é resgatar os Homens-Fera e os cidadãos oprimidos.

(Grave): “Então Floyd, você pode mesmo remover o colar de escravo?”

(Floyd): “Vejamos… como já faz bastante tempo, se possível, eu gostaria de tentar remover um só para confirmar…”

Eu respondi à pergunta de Grave-san enquanto olhava ao redor… fumu. Parece que escolhemos a rota errada porque não há um único Homem-Fera na vizinhança. Estamos com um problema huh

(Deizu): “Obrigado… por tudo…”

(Grave): “Não se incomode com isso Deizu. Além disso, as coisas acabaram de começar”

(Deizu): “Sim, eu farei o que for preciso para salvar meu povo, eu vou seguir suas instruções, então por favor, me deem as ordens que acharem necessárias…”

(Grave): “Você tem certeza? Não apenas os Homens-Fera, mas eu também vou te pedir para salvar os habitantes desta cidade”

(Deizu): “Está tudo bem. Considerando os eventos que vimos dentro das tavernas, parece que não há sentimentos ruins entre os Homens-Fera e os habitantes desta cidade… eles parecem estar dando o melhor para viverem juntos na cidade…”

(Grave): “Eu tenho a mesma opinião. Então, eu vou assumir a posição de líder temporário deste grupo. Meus companheiros são apenas dois homens, enquanto o outro grupo é… um harém huh…”

(Deizu): “Por que você está com tanta inveja? Se não estou enganado, você tem três esposas em nossa país, não tem?”

(Floyd): “Você está errado, Deizu-sama. Grave-sama não está com inveja. Grave-sama só se lembrou de suas esposas. Afinal, ele tem 196 esposas ao redor do mundo”

(Deizu): “196!!”

Quando eu expliquei sobre as esposas de Grave-sama, ele tinha uma expressão assustada em seu rosto.

(Grave): “Hahahaha… eu já pensei em juntar todas elas em algum lugar, mas todas têm suas próprias vidas, então isso não daria certo…”

(Deizu): “Como posso dizer isso… parece que há um humano que tem mais coragem do que os Homens-Fera…”

(Floyd): “Tudo bem, nós temos um lugar para ir… então o que devemos fazer agora Grave-sama? Eu acho que devemos primeiro encontrar um Homem-Fera em algum lugar para que eu possa tentar remover o colar de escravo”

(Grave): “Isso mesmo, eu gostaria de confirmar primeiro com meus olhos se isso é mesmo possível. No entanto, me pergunto se podemos encontrar alguém por aqui. E se pudermos, eu gostaria de juntar os Homens-Fera e os habitantes desta cidade que querem ficar ao nosso lado em um único lugar…”

Dizendo isso, Grave-sama começou a pensar sobre nossas ações futuras.

Hmm… se conseguirmos colocar todas as pessoas capazes de lutar em um mesmo lugar, isso seria muito benéfico para nós.

Além disso, para mim, que sou normalmente chamado de suspeito por Wazu-sama, esta é uma boa chance para provar que sou uma pessoa confiável e um mordomo perfeito.

Isto é algo que me foi dado. Um desafio de Wazu-sama para testar se sou um mordomo digno se servi-lo ou não!!


(Wazu): “Hachoooo!!”

(Naminissa): “Você pegou um resfriado Wazu-sama?”

(Wazu): “Não, eu subitamente senti um arrepio em minha espinha por algum motivo…”

(Narellina): “Agora estamos a caminho de atacar o castelo, portanto não podemos ficar doentes. Vamos todas ficar pertinho de Wazu-sama para manter o corpo dele aquecido!!”

(Heroínas): “Vamos fazer isso!”

(Wazu): “Não, eu estou bem!! Eu estou mesmo bem!!”


Oh? Eu senti que alguém acabou de espirrar em algum lugar… deve ser só minha imaginação.

Bom, agora que eu entendi que esta guerra é apenas um teste que Wazu-sama me deu, eu devo cumprir meu papel com seriedade. Enquanto eu estava secretamente entusiasmado, Deizu-sama estava usando seu focinho.

(Floyd): “Há algo errado?”

(Deizu): “Não, é que meu nariz pegou um cheiro familiar aqui por perto…”

Um Homem-Fera apareceu de um dos becos depois que Deizu-sama disse isso. Parece que ele tinha sido torturado. As roupas dele estavam rasgadas, todas as partes de seu corpo estavam inchadas e um colar de escravo estava preso em seu pescoço.

Seu rosto inchado ficou surpreso quando ele voltou seus olhos sem vida para nós. Não, para ser preciso, ele estava impressionado por ver Deizu.

(???): “De-Deizu-sama…”

(Deizu): “Este cheiro e esta voz… não pode ser… é você Gido!?”

(Grave): “Vocês se conhecem?”

(Deizu): “Ele é um dos meus subordinados que foi sequestrado… entendo… então você está vivo… estou feliz… estou feliz…”

Deizu-sama respondeu à pergunta de Grave-sama com lágrimas nos olhos. Os dois estavam imersos em felicidade por se reencontrarem, mas quando Gido-sama viu o colar de escravo falso no pescoço de Deizu-sama, seu rosto foi tomado pelo desespero em um instante.

(Gido): “Sem chances… até mesmo Deizu-sama… foi capturado?”

(Deizu): “Não, este é diferente. Este é falso!”

Dizendo isso, Deizu-sama tirou o colar falso que eu preparei.

(Deizu): “Nós viemos ajudar vocês que foram sequestrados”

Quando Deizu-sama contou que viemos para ajudar, uma enorme torrente de lágrimas escorreu pelos olhos de Gido. Vendo esta cena, Grave-sama se aproximou de mim.

(Grave): “Floyd, esta é uma ótima chance. Você poderia por favor remover o colar dele?”

Ele tem razão. Esta é uma boa oportunidade para confirmar se eu ainda sou capaz de desfazer o colar de escravo. Eu concordei com Grave-sama e me aproximei de Gido-sama. Ele ainda estava chorando e não pareceu notar minha aproximação. Estou retirando o colar de escravo no pescoço dele.

Hmm… já faz muito tempo desde que eu fiz isso… tenho certeza desta parte…

Bem aqui…

Desse jeito…

Logo ali…

Oh. Certo, assim mesmo…

] Clique! Clique! Clique! [

O colar de escravo saiu do pescoço de Gido-sama e caiu no chão.

Fwuh… correu tudo bem. Foi bom ter adquirido tantas habilidades diferentes.

(Deizu): “Obrigado… muito obrigado…”

Gido parecia não ter percebido que seu colar de escravo foi retirado, então foi Deizu quem me agradeceu em seu lugar. É mesmo agradável fazer boas ações como imaginei.

(Grave): “Você realmente consegue retirar isso… antes de pensar que você é mesmo incrível, me pergunto o porquê eu sinto que tem algo suspeito em você…”

Eu não escutei nada!!

Gido-sama que finalmente percebeu que seu colar tinha sido retirado, me agradeceu e decidiu se juntar a nosso grupo.

Eu escutei sobre a situação deste país de Gido-sama. O responsável por esta situação é o rei junto com os nobres. Exatamente como imaginei.

Também não há quaisquer dúvidas de que os soldados estão envolvidos, no entanto… o motivo para este país precisar de tantos minérios continua nebuloso. Mas vamos deixar esse assunto para Wazu-sama e suas esposas.

De acordo com a história de Gido-sama, parece que existe um lugar onde os Homens-Fera sequestrados são reunidos, então decidimos seguir para lá primeiro.


[1] Este “G” significa Gokiburi, ou barata.