Outra história 9: Não me abandone

Ponto de vista da Narellina

Wazu estava caindo diante de mim. Eu me apressei em sua direção, mas não consegui chegar a tempo, o buraco se fechou.

Como Meru foi lançada junto de um “Por favor, tomem conta de Meru” vindo de Wazu antes do buraco se fechar, eu a segurei gentilmente como se estivesse a abraçando. Meru está ansiosamente olhando para o piso por onde Wazu caiu.

(Mulher): “Hahaha. Que queda esplêndida. Que divertido!”

(Homem): “Desagradável!”

(Rei): “Fufufu… bem, eles foram capazes de chegar até aqui mesmo sendo um bando de idiotas. Vamos acabar com o resto!”

Nós estamos queimando com a ira depois de ouvir as frases desses três. Mas é claro que nós nunca consideramos que Wazu estaria derrotado só por causa dessa armadilha. Contudo, insultar nosso futuro marido não é algo que podemos perdoar. Nós preparamos as armas em nossas mãos.

(Mulher): “Oh? Ainda motivadas? Mas sabem, eu acho que vocês não têm chance contra o futuro rei do mundo e nós dois”

A mulher disse isso e então começou a canalizar o poder mágico em seu cajado, vários círculos mágicos se formaram no piso.

(Kagane): “…‖Magia de Invocação‖?”

(Mulher): “ {‘ Respondam ao meu chamado de acordo com o pacto’} ”

Pouco depois de a mulher falar e Kagane murmurar isso, alguns Golems feitos de pedra apareceram dos círculos mágicos. Pela aparência e número deles, talvez eles sejam o motivo para aquela quantidade enorme de minério estar sendo trazida para esta cidade.

Ele fez tantas pessoas sofreram com o objetivo de fazer essas coisas?

Essa não é uma ação de uma pessoa que se diz ser um rei… a raiva está crescendo dentro de mim. Minha mão está segurando o cabo da espada com cada vez mais força…

(Mulher): “Bom, aí vão eles! Por favor, nos entretenham ao máximo!”

Os Golems começaram a se aproximar com essas palavras. Eu achei que os movimentos deles seriam estúpidos porque seus corpos são feitos de pedra, mas eles vieram me atingir com movimentos velozes como se o peso da pedra não existisse dentro de seus corpos.

Nós nos espalhamos pelo lugar e começamos a lutar individualmente. Mas antes disso, eu deixei Meru-chan com Tata. Eu desviei dos punhos do Golem e ataquei com minha espada. Quando estava a ponto de atingir o corpo dele, a mulher falou de novo.

(Mulher): “Ah. Eu esqueci de dizer isso. Eu dei a essas crianças corpos resistentes parecidos com Orichalcum[1] e magia especial. Tomem cuidado porque a ‖Magia‖ é ainda menos efetiva contra eles”

Essas palavras chegaram a meus ouvidos, mas era tarde demais. No momento em que minha espada acertou o corpo do Golem, ela se partiu em pedaços. Droga!

Olhando ao redor, a espada curta de Sarona também está quebrada enquanto a ‖Magia‖ que Kagane invocou não pareceu ter nenhum resultado.

Até Haosui, a mais forte entre nós e que lutava com as mãos nuas, era apenas capaz de deixar uma marca de seu punho no corpo do Golem. Nós todas estávamos surpresas pela força inesperada dos Golems.

(Mulher): “Hehehe. Que tal? Hein? O que acharam da verdadeira força de nossos soldados? Nós vamos usar este exército de Golems para conquistar o mundo!!”

 (Homem): “Você falou demais!”

 (Mulher): “E qual o problema? Elas vão todas morrer mesmo. Oh! Falando nisso, como há centenas de Golems no lugar onde o cara de antes caiu, ele com certeza estará em uma situação desesperadora. Ou melhor, eu aposto que ele já está morto por ter caído de uma altura tão grande. Me pergunto se o corpo dele já foi despedaçado pelos Golems…”

A mulher ignorou as palavras do homem mascarado e explicou a situação em que estávamos agora.

Todas negaram as palavras da mulher em uníssono.

(Heroínas): “É impossível para ele morrer só por causa disso!!”

Isso era tudo o que podíamos dizer com confiança. Contudo, isso não significa que nossa situação atual melhorou. Nossas armas estão quebradas.

Apesar de podermos socar e chutar como Haosui está fazendo, isso tem pouco impacto nos Golems. A ‖Magia‖ de Kagane é nossa última esperança. Depois de Naminissa e Tata terminarem de erguer a ‖Barreira Mágica‖, eu perguntei a Kagane se ela conseguiria algum tempo para nós.

(Narellina): “Kagane, você pode fazer algo com sua ‖Magia‖?”

 (Kagane): “Umm… há algumas ‖Magias‖ que deveriam ser capazes de lidar com eles, mas elas têm uma péssima usabilidade e um poder muito excessivo… este tipo de lugar é o pior, esta ‖Magia‖ iria afetar o castelo e a vizinhança se eu usar ela aqui. Pessoas inocentes acabariam se tornando vítimas… desculpe… eu estava tão focada na busca por Onii-chan que negligenciei meu treinamento…”

(Narellina): “Não há necessidade de se desculpar. Kagane não está errada. Nós não podemos apenas sacrificar as pessoas inocentes…”

(Kagane): “Certo!”

Haosui veio até nós enquanto eu e Kagane pensávamos sobre a melhor decisão a tomar.

(Haosui): “… impossível com nosso equipamento atual. É melhor aguentarmos até Danna-sama voltar”

Essa é com certeza a melhor opção. Se for Wazu, ele certamente será capaz de fazer algo sobre os Golems… contudo, isso não parece certo… como suas futuras esposas, me pergunto se só devemos mesmo esperar ele vir nos salvar…

(Haosui): “… esse sentimento é importante. Mas pensar no futuro enquanto tem esse sentimento é mais importante”

Me pergunto se meu desapontamento apareceu em meu rosto. Haosui disse isso depois de olhar para mim.

Se eu olhar com atenção, Haosui também… não, todas têm as mesmas expressões de frustração porque não podemos fazer nada além de esperar Wazu vir nos salvar.

Todas sentem o mesmo? Então, vamos conectar nossos sentimentos presentes com o futuro justamente como Haosui falou. Vamos todas ficar mais fortes juntas. Nós nos olhamos, concordamos e mudamos a estratégia de ataque para uma de defesa.

Naminissa e Tata estão se movendo ao redor de suas ‖Barreiras Mágicas‖ para atrapalhar os movimentos dos Golems.

Acho que a mulher notou a mudança em nosso objetivo. Ela tinha uma expressão estranha em seu rosto.

(Mulher): “Esses são os rostos de pessoas que acabaram de encontrar alguma esperança… aquele cara que caiu mais cedo tem relação com isso? Eu vou checar ele…”

Como essas palavras atraíram meu interesse, eu demorei para notar que o rei estava se aproximando de mim.

(Rei): “Você é mesmo Narellina como pensei! Eu queria te fazer minha desde que te vi na conferência da família real”

No momento em que eu me virei para trás na direção da voz…

Eu fui capturada… e então, o autoproclamado rei do mundo forçou seus lábios nos meus.

Minha reação foi demorada porque eu estava surpresa. No momento em que eu entendi o que estava acontecendo, eu mordi os lábios daquele homem.

Quando ele se separou de mim por causa da dor, Naminissa invocou sua ‖Barreira Mágica‖ e a jogou contra o corpo dele.

Naminissa me segurou com carinho enquanto a mulher se apressava em direção ao rei.

(Naminissa): “Você está bem Ane-sama?”

Naminissa me perguntou com um olhar desolado.

(Narellina): “… não se preocupe, eu só fui mordida por um cão”

(Naminissa): “Obrigando Ane-sama a dar seu primeiro beijo!! Eu nunca irei perdoar esse cara!!”

Naminissa está dirigindo sua ira para esse autoproclamado rei do mundo.

Apesar de eu ter dito essas palavras, meu corpo foi mais honesto… lágrimas começaram a escorrer de meus olhos naturalmente.

Eu queria ter dado todas as minhas primeiras vezes para Wazu… mesmo assim… mesmo assim…

(Mulher): “Hahaha. Por que você está chorando? Esse foi mesmo seu primeiro beijo? Então você deve se sentir honrada por oferecer seu primeiro beijo para o rei do mundo!”

A mulher começou a rir depois de me dizer isso. Eu sinto uma enorme ira contra a mulher que continua me provocando, mas isso se tornou desespero em um instante devido as próximas palavras dela.

(Mulher): “Oh. É mesmo. Eu confirmei que o cara que caiu está mesmo vivo com minha magia. Surpreendente! Mas então ele viu isso. O momento em que você e o rei do mundo se B.E.I.J.A.R.A.M!”

Eu não queria acreditar nessas palavras…

Eu tinha perguntado sobre o que aconteceu entre Wazu e a mulher chamada Aria. O evento de antes me trouxe essas memórias de volta.

Eu também escutei de Naminissa sobre o incidente quando Wazu quase se encontrou com Aria de novo.

Com isso, quem sabe…

Wazu irá fugir de nós por causa disto…

Não, eu não quero isso…

Eu odeio isso…

Nós finalmente fomos capazes de nos encontrar com ele depois de passar por uma longa jornada…

Eu pensei que eu poderia ser uma de suas esposas no futuro…

Tal sonho estava gradualmente se despedaçando dentro de mim…

(Narellina): “Uwaaaaaaaaaaaaaaaa”

Eu explodi em lágrimas enquanto gritava sem nem mesmo perceber.

Eu não quero isto! Eu não quero isso!

Eu não quero que tudo acabe desse jeito!

Eu quero uma chance para me explicar!

Eu quero que você acredite em nossos sentimentos!

Por favor, não desapareça de nossas vidas!

Eu quero que você me aceite como uma de suas esposas!

Eu quero ficar a seu lado!

Eu quero ficar com você para sempre!

Eu quero estar com você!

Eu te amo!

Eu te amo tanto Wazu!

Então, por favor, não me abandone!

Por favor, fique ao meu lado para sempre!!

Por favor, não desapareça!!

] baaaaaaaaaaaaaaam!! [

Repentinamente, eu escutei o som de uma explosão perto da entrada da sala. Eu virei meu rosto cheio de lágrimas para aquela direção. Aquele era o lugar onde a armadilha estava.

Lá estava Wazu, de pé com o cabelo branco como a neve e um rosto furioso…


[1] Orichalcum, ou Oricalco, é um tipo de metal que teria sido usado em Atlântida, citado em “Crítias”, obra do filósofo Platão. De acordo com Crítias, o oricalco era considerado muito valioso, depois apenas do ouro. Teria sido achado e explorado em muitos lugares da Atlântida em tempos remotos.