Muita afeição

A ‖Divindade‖ foi ativada pela minha ira. Eu olhei para o teto onde estava o buraco por onde eu caí e balancei a cabeça uma vez.

(Wazu): “… estranho. Por algum motivo, eu entendo o que eu devo fazer. É fácil escapar deste lugar, porém… antes disso”

Eu chequei os arredores. Havia centenas de Golems e a filha de Deizu-san. Eu não vi nenhum problema em particular. Eu abracei a filha de Deizu-san com um braço.

(Maorin): “Você? Espere! Qual o significado disto!?”

A filha de Deizu-san estava surpresa pelo meu comportamento repentino. Ela está violentamente sacudindo seus braços para escapar de meu braço, mas falhou.

(Wazu): “Não fique agitada! Eu só estou tentando tirar a gente daqui”

(Maorin): “Eu estou bem! Eu não posso deixar os corpos de meus conterrâneos!”

A filha de Deizu-san respondeu minhas palavras enquanto dirigia seus olhos cheios de determinação para mim.

Me pergunto se eu deveria deixar ela aqui como ela disse… mas Deizu está procurando por ela… eu também não quero deixar ela sozinha neste lugar…

(Maorin): “E se eu deixar este lugar, essas bonecas de pedra podem fazer algo com os corpos!! Eu não posso permitir essa conduta imunda com os mortos!! Eu quero devolve-los para seus familiares corretamente!!”

Houu… eu fiquei interessado com essas palavras e agi para eliminar essas preocupações.

(Wazu):‖Esmagar: Gravidade

Eu pronunciei uma frase e usei a ‖Magia Especial: Deus. Em resposta, todos os Golems foram esmagados de cima até embaixo. Eles se tornaram pratos longos de pedra e ficaram em silêncio.

(Wazu):‖Proteção Perfeita: Barreira Total

Os corpos dos Homens-Fera foram envolvidos por uma membrana transparente com minhas próximas palavras.

Quando eu voltei meus olhos para a filha de Deizu-san para confirmar se isso era o bastante, ela estava com uma expressão atônita e a boca aberta. Hmm? O que aconteceu?

(Maorin): “… o que em nome de Deus você fez?”

(Wazu): “Huh? Hmm… eu esmaguei os Golems com a pressão da gravidade e coloquei uma forte barreira, assim ninguém poderá encostar nos corpos dos Homens-Fera. Você pode sair daqui sem problemas agora, não é? Decida o que fazer com os mortos depois de consultar Deizu. Até lá, os corpos estarão protegidos pela barreira. É melhor que você se encontre com Deizu primeiro”

(Maorin): “Ye-yeah…”

Ela parece ainda estar distraída. Vamos deixar ela assim porque isso está demorando demais. Não vai ter problema contanto que eu leve ela até Deizu.

Eu coloquei toda a força de meu corpo em meus pés e pulei o mais alto possível.

Eu disparei com uma velocidade tremenda. Chegar até o teto onde estava a armadilha era uma questão de segundos. Eu ergui meu punho para o alto.

] baaaaaaaaaaaaaaam!! [

Eu voltei para a sala do trono enquanto abraçava a filha de Deizu-san, junto de um som de explosão.

Eu olhei ao redor da sala onde a fumaça ainda dançava devido à explosão para verificar a situação. Havia vários Golems dentro da sala e o grupo de três pessoas do autoproclamado rei do mundo, quem eu vou espancar daqui a pouco.

As três pessoas olhavam para mim perplexas. Parece que minha aparição aqui era inesperada para eles.

Do outro lado estão Naminissa e Narellina. Atrás das duas estão Sarona, Tata, que está segurando Meru, Haosui e Kagane. Eu segui até o grupo de Sarona primeiro.

Elas estão piscando seus olhos enquanto me olham felizes. Mas eu estou um pouco preocupado com Kagane que estava entusiasmada demais com a minha aparência por alguma razão.

(Wazu): “Esta é a filha de Deizu-san que eu encontrei lá embaixo. Por favor, esperem aqui com ela”

Dizendo isso, eu gentilmente deixei a filha de Deizu-san com elas. Sarona concordou com a cabeça e então a aceitou. Eu deixei o lugar depois de dizer “Deixem o resto comigo”.

É claro que eu segui para o local onde estavam Naminissa e Narellina em seguida.

Naminissa estava aliviada por ver eu me aproximando, enquanto o rosto de choro de Narellina parecia pior do que eu vi na imagem de antes. Meu coração dói quando a vejo assim.

Foi porque eu demorei demais para agir…

Essa não é a cara que eu queria ver…

Eu já tinha decidido que iria acreditar nos sentimentos delas e seguir em frente…

Mesmo se elas me traiam mais tarde… o que for que aconteça, deixe acontecer…

Eu não quero ver elas se ferindo mais do que isso…

Eu vou agir de acordo com esses sentimentos…

Bem, apesar de ainda ser impossível subitamente olhar para minha irmãzinha Kagane como uma mulher.

(Wazu): “Narellina!”

Eu chamei o nome dela, abracei ela com firmeza enquanto a colocava de pé. Então eu a beijei. Eu coloquei muita afeição para fazer ela esquecer dos eventos anteriores…

Ela freneticamente explodiu em lágrimas de novo quando eu separei meus lábios dos dela e olhei para seu rosto. Mas desta vez, eram lágrimas de alegria vindo de um rosto feliz.

Ela aprendeu com meu passado. Eu acho que ela estava chorando porque ficou com medo de eu desaparecer de novo por causa do que aconteceu.

Eu falei com Narellina com uma voz alta o bastante para que todas pudessem ouvir e para fazer elas se sentirem seguras.

(Wazu): “Está tudo bem… eu não vou desaparecer… eu vou ficar com todas para sempre!!”

Com essas palavras, Narellina chorou ainda mais enquanto Naminissa estava com um sorriso gentil em seu rosto. Certamente, as outras também devem estar com sorrisos parecidos.

(Narellina): “Eu não quero mais ficar separada… eu te amo tanto…”

Narellina encostou sua cabeça em meu peito e disse isso em voz baixa. Eu dei um beijo rápido em Narellina antes de deixar ela se juntar com o resto do grupo.

Como Naminissa estava nos olhando com inveja, eu vou fazer o mesmo com ela… não, com todas elas mais tarde…

Depois de confirmar que Narellina e Naminissa se juntaram com o grupo, eu lentamente andei para frente.

Diante de mim, o grupo do autoproclamado rei e os Golems aguardavam. Eu estou dirigindo um olhar gelado para o grupo.

(Wazu): “Yo. Você realmente foi e fez isso… machucar minhas esposas é um pecado grave… eu espero que você esteja pronto para as consequências!”

Eu estou meeeesmo de mau humor agora.