O grupo dos ⌊Homens-Fera⌋ apareceu

Este país se recuperou consideravelmente.

Nós trabalhamos duro, mas foi a empresa de Kagane quem mais ajudou. Depois de tudo, era uma situação catastrófica não termos nenhum suprimento até três meses atrás.

Contudo, Kagane instruiu sua empresa e consultou o rei Grave para providenciar vários suprimentos quase de graça.

Vai ficar tudo bem dar tantos produtos cobrando quase nada? Eu perguntei a Kagane…

(Kagane): “Bem, originalmente, o dinheiro que eu ganhei era usado com as despesas para procurar Onii-chan. Como isso já foi resolvido, não há mais motivo para juntar esse dinheiro!! Além disso, o rei Grave fez uma promessa de ter uma relação amigável e apadrinhar minha empresa no futuro. Então não tem problema!!”

… foi o que ela me respondeu.

De qualquer forma, eu escutei ela e gentilmente acariciei a cabeça de Kagane. Eu estou mesmo orgulhoso de minha irmã.

(Kagane): “Eu quero que você diga ‘Eu estou orgulhoso de minha esposa’!”

… por favor, pare de ler minha mente.

Um dia, quando estávamos ajudando na reconstrução deste país, nós recebemos um relatório dizendo que um grupo de Homens-Fera apareceu fora da cidade. Nós seguimos para o portão da cidade.

Deizu, sua filha, Gido-san e vários Homens-Fera acompanhando muitas mulheres estavam lá. O rei Gio do reino dos Homens-Fera e sua filha Marao também vieram.

(Wazu): “Já faz algum tempo, rei Gio”

(Gio): “Você parece bem, salvador-dono”

É constrangedor ser chamado por esse apelido, por isso eu disse a ele para me chamar por meu nome.

Haosui e Marao estavam segurando suas mãos felizes depois de se reunirem após tanto tempo. Eu apertei as mãos de Deizu e do rei Gio e fui apresentado para as mulheres que estavam esperando atrás deles.

Huh? Por que você está me apresentando para elas? Eu pensei, mas aceitei a apresentação delas mesmo assim.

Havia quase 50 mulheres e todas elas eram esposas do rei Grave. Para ser honesto, eu fiquei surpreso. Todas elas eram beldades e tinham uma ampla variedade de empregos, indo de combatentes como cavaleiras e feiticeiras, até mercadoras, fazendeiras, camareiras etc.

Eu só tinha escutado isso por histórias, mas eu estava honestamente surpreso por ver essas pessoas na minha frente. Eu não conseguia me lembrar de todas elas depois de ser apresentado a todas de uma vez.

Entretanto, quando o rei Gio ouviu do rei Grave sobre o meu envolvimento no reestabelecimento deste país, ele disse que iria nos ajudar. Estou mesmo agradecido.

As esposas do rei Grave e os Homens-Fera também foram guiados para o castelo. A filha de Deizu parecia desesperadamente tentar tomar alguma distância de mim. Eu fiz alguma coisa para ela?

Eu escutei a conversa enquanto guiava eles para o castelo. Aparentemente, com o objetivo de conduzir corretamente a conversa sobre a aliança, o rei veio pessoalmente.

Depois de guiar todos para o castelo e deixar o rei Gio se encontrar com o rei Grave, eu tentei sair da sala onde aconteceria a reunião, mas fui impedido por ambos por alguma razão.

(Wazu): “Eh… esta é uma discussão entre dois países, eu preciso mesmo ficar aqui?”

(Gio): “Wazu-dono é o herói que salvou nossos países. Não há ninguém além de Wazu-dono digno de ser a testemunha desta aliança”

(Grave): “Não foi Wazu que me colocou nesta posição? Você achou que seria o único a ter permissão para ser dispensado?”

Eu não posso me recusar quando você diz isso assim. ] Suspiro [

Eu só aceitei isso e me sentei. O grupo feminino foi levado por Marao e a filha de Deizu para ajudar na reconstrução da cidade.

O conteúdo da conversa não causou nenhum problema em particular. Correu tudo bem. Bom, eu não pensei que algum problema poderia surgir. As conversas prosseguiram. Eles também acertaram os detalhes sobre o comércio, o treinamento conjunto de seus soldados etc. No fim, eles se levantaram e apertaram suas mãos com firmeza.

(Gio): “Você pode ser um bom vizinho”

(Grave): “Isso mesmo, porque também há Mulheres-Fera entre as minhas esposas. Eu quero ser um marido que não traga vergonha para elas”

(Wazu): “Ah. Falando nisso, cerca de 50 das esposas do rei Grave já chegaram e estão no salão do castelo”

No momento em que me lembrei disso e falei delas, a figura do rei Grave desapareceu da sala. Bom, eu não poderia acompanhar ele com meus olhos.

Aparentemente, ele parece ter ido ver suas esposas. Seus movimentos velozes me fizeram lembrar que o rei Grave já foi um aventureiro chamado de O Tufão.

Quando eu terminei de contar que o rei Grave foi ver suas esposas com um sorriso sem graça para o rei Gio, que estava surpreso pelo súbito desaparecimento do rei Grave, Deizu veio falar comigo.

(Deizu): “… posso ter um minuto?”

(Wazu): “Hmm? Qual o problema?”

Qual o motivo para esse sorriso sem graça, Deizu? Ele parecia estar com algum problema. Eu perguntei a ele se havia algo errado.

(Deizu): “Na verdade… é que… eu gostaria de te pedir uma coisa… oh. Venha cá”

Eu inclinei minha cabeça. Por que será? Eu tenho um mal pressentimento sobre isso. Algo aconteceu? Um Dragão apareceu por aqui? Ou foi uma pessoa maligna?

(Wazu): “O que você quer me pedir? O que eu posso fazer por você?”

(Deizu): “… u-umu…”

É algo difícil de se dizer?

(Gio): “Hey. Só peça a ele corretamente!”

Talvez ele soubesse sobre as circunstâncias de Deizu que parecia não conseguir falar, mas o rei Gio prontamente motivou Deizu enquanto batia em suas costas.

(Deizu): “… tudo bem…”

Deizu voltou seu rosto cheio de determinação para mim e então abaixou sua cabeça.

(Deizu): “Wazu-dono, você poderia lutar com a minha filha, Maorin?”

(Wazu): “… haa?”

Por que eu tenho que lutar com a filha de Deizu?

(Deizu): “Na verdade, minha filha me disse que queria lutar com Wazu-dono… que tal?”

(Wazu): “… bom… enquanto não houver risco de vida e for só um sparring[1], eu não me incomodo…”

(Deizu): “Isso é ótimo… obrigado…”

Deizu parecia aliviado por eu ter aceitado. Assim, como havia um lugar construído para o treinamento dos soldados, eu vou enfrentar a filha de Deizu lá.


[1] Sparring é um termo amplamente usado nas lutas marciais porque se refere a uma forma de treinamento comum na preparação para lutas oficiais.