Conversa fiada: Maorin

Diferente de hoje, eu fui uma garota doente e calada durante minha infância. Eu me orgulhava de ser uma Mulher-Fera e a filha de papai, mas… o fato de meu corpo não ser tão saudável como os das outras crianças me deixou cada vez mais deprimida.

Mesmo assim, com palavras gentis, papai me disse para ter confiança em mim mesma. “Você é uma Mulher-Fera e uma filha que papai se orgulha”, ele disse.

Eu fiquei determinada a treinar meu corpo fraco pouco a pouco graças a essas palavras.

Eu não conseguia fazer um número satisfatório de flexões no início. Houve momentos em que eu até ficava depressiva porque meu corpo não podia se mover da forma que eu queria e eu chorava. Ainda assim, eu não desisti. Papai e mamãe também não pararam de me encorajar.

Então, enquanto eu passava meus dias treinando, quando eu me dei conta, eu me tornei a criança com a maior agilidade entre as outras crianças da minha idade.

Em seguida, quando meu corpo se tornou forte o bastante para fazer qualquer tipo de atividade, eu comecei a me interessar por esgrima. Mamãe parecia pensar que eu estava simplesmente aprendendo esgrima para autodefesa.

Uma vez, papai me levou até o local de treinamento dos soldados do exército. Havia alguns soldados que pareciam mesmo legais. No momento em que eu vi essa cena, eu pude ver a imagem de meu parceiro ideal entre um deles e decidi seguir o caminho do guerreiro.

Mamãe estava muito irritada quando eu disse que queria mesmo aprender esgrima. Como eu era uma garota, mamãe me disse para aprender os trabalhos domésticos ao invés da esgrima. Eu entendi que mamãe estava preocupada com meu futuro, mas eu já tinha tomado minha decisão.

Além disso, eu pensei que essas coisas só seriam úteis quando eu encontrasse alguém que eu amasse. Bom, não havia ninguém. Aliás, eu só aceitaria um homem que fosse mais forte do que eu.

Como papai me elogiou bastante, eu recebi a permissão para aprender esgrima com a condição de ajudar corretamente mamãe com as tarefas domésticas.

Vários anos se passaram desde que eu comecei a aprender esgrima com seriedade. No meio tempo, eu tentei usar várias armas, como espadas longas e espadas grandes. Foram as espadas gêmeas que combinaram melhor com a minha velocidade. Elas se adequaram perfeitamente comigo.

Para adaptar meu corpo no uso de espadas duplas em alta velocidade, eu treinei adequadamente.

Eu tive incontáveis batalhas de treinamento contra os outros Homens-Fera e batalhas de vida ou morte contra monstros. Mas é claro que eu não esqueceria de ajudar mamãe durante essa época.

Dessa forma, minha força se tornou conhecida entre o povo do país dos Homens-Fera. Já não havia ninguém que pudesse me derrotar.

Contudo, um problema diferente apareceu nesses dias. Homens me cortejando apareceram de todos os lugares. É claro que eu recusei todos eles porque a maioria das pessoas era mais fraca do que eu.

Para ser honesta, não havia ninguém que pudesse fazer meu coração bater mais forte. Mesmo não tendo que ser uma história como as dos livros, eu queria encontrar e decidir meu futuro companheiro por conta própria.

Eu passei meus dias ajudando mamãe, me treinando e ainda recusando os pretendentes. Um dia, eu escutei uma conversa perturbadora entre papai e o tio Gio.

Havia muitas pessoas que estavam desaparecendo de vilas e cidades no Sul.

De acordo com as investigações, a causa para esses desaparecimentos eram as pessoas do país do Sul que estavam sequestrando eles.

Eu corri para o Sul imediatamente. Essa era uma história imperdoável. Mais do que qualquer coisa, eu tenho o poder. O poder para lutar.

Eu achei um grupo suspeito no caminho para o Sul. Um grupo de humanos estava fazendo algo dentro da floresta sorrateiramente. Eu confirmei a situação do topo de uma árvore e vi um número de Homens-Fera capturados e amarrados.

Com raiva, eu espanquei vários deles facilmente até que um homem mascarado apareceu. Eu tinha confiança em minha força, mas eu perdi para o homem mascarado. Lágrimas escorreram naturalmente de meus olhos enquanto eu tinha dois arrependimentos: ser derrotada e ser incapaz de ajudar meus companheiros…

(Homem): “Nossa… vocês não podem nem derrotar uma única garota? Vocês tiveram sorte de eu estar por aqui… bem, esta garota é perfeita para ser uma parceira de treino dos Golems…”

O homem mascarado disse algo, mas a voz dele não alcançou meus ouvidos…

Com um colar de escravo preso em meu pescoço, eu fui levada por uma passagem escura parecida com um labirinto pelo homem mascarado, através de um enorme espaço subterrâneo.

Havia vários bonecos feitos de pedra dentro do local e algo parecido com um som de batalha podia ser ouvido nos arredores.

(Homem): “Esta é sua nova casa. Bem, por favor, viva o bastante para me entreter ao máximo!”

O homem mascarado disse isso antes de jogar minhas espadas para mim e voltar pela passagem.

Eu não poderia desafia-lo devido ao colar de escravo e também não sabia como escapar deste lugar. Eu andei na direção do som da batalha que estava ouvindo.

O que apareceu em meu campo de visão foi a figura dos Homens-Fera que perderam suas vidas para os bonecos de pedra. Se eu olhasse com atenção, um enorme número de corpos de Homens-Fera, que estavam começando a se decompor, estavam espalhados pelo lugar.

(Maorin): “Tais… tais atos…”

Eu tremi de raiva. Eu puxei minhas espadas gêmeas e tentei cortar o boneco de pedra. O boneco me contra-atacou, mas não havia como um ataque tão lento me atingir.

Os ataques dos bonecos de pedra nunca me acertaram, mas meus ataques também nunca foram capazes de feri-los. Não havia nem mesmo um arranhão quando eu cortava eles com minha espada. Mesmo assim, eu nunca soltei minhas espadas…

Eu não sei quantos dias se passaram… mas havia algumas coisas que eu entendi com o tempo.

  • Os bonecos de pedra só se moviam por um certo período.
  • Refeições eram jogadas pelo buraco do teto.
  • Minha condição física era preservada até certo ponto.
  • Parece que as lutas servem para confirmar o desempenho dos bonecos de pedra.

Mesmo que eu não pudesse negar o sentimento de estar sendo usada pelos interesses do homem mascarado, não havia muito o que eu pudesse fazer enquanto o colar de escravo continuasse em meu pescoço. Durante o tempo em que os bonecos de pedra não estavam se movendo, eu juntei os corpos de meus companheiros e silenciosamente rezei por eles…

(Maorin): “Eu prometo… eu definitivamente vou levar todos vocês para casa…”

Um dia, um humano caiu do buraco no teto. Ele tinha cabelo branco e preto, um rosto medíocre e vestia roupas sujas feitas de materiais de monstros.

Eu fiquei encantada quando essa pessoa me disse que papai estava vindo para cá. Se papai estava aqui, eu com certeza serei capaz de salvar todos meus compatriotas. Os Homens-Fera mortos poderiam ser devolvidos para suas famílias.

Enquanto eu estava contente com as novidades, subitamente a atmosfera ao redor do homem de cabelo branco e preto mudou. Parece que ele estava assistindo algo…

Todos os bonecos de pedra na minha frente foram destruídos em um instante…

A segurança de todos os corpos de meus compatriotas foi garantida de alguma forma…

Assim, ele me levou para fora deste lugar para me encontrar com papai…

Eu continuei sendo surpreendida pela rápida sucessão de eventos acontecendo diante de meus olhos. Eu estava voando em uma velocidade tremenda e então entrei na sala do trono junto de um som de explosão.

O cabelo dele se tornou todo branco como a neve. Eu fui deixada junto das mulheres que pareciam ser suas companheiras. Havia apenas mulheres no grupo dele. Me pergunto que tipo de relacionamento eles têm…

Eu vi a figura do homem mascarado que me derrotou. No entanto, o homem mascarado não teve chances contra o homem que tinha cabelos brancos e pretos até um momento atrás.

Ele foi derrotado em um instante.

Aparentemente, as mulheres na minha frente foram feridas por essas pessoas, por isso ele está furioso. Meu coração estava palpitando violentamente ao ver esse homem imensamente forte…

Pensando nisso, papai uma vez me disse que os Homens-Fera são facilmente atraídos por pessoas fortes…

Ele tinha um rosto fofo se você olhasse com atenção… além disso, o fato de ele estar nervoso por essas mulheres na minha frente terem sido machucadas deixou uma profunda impressão em mim… eu queria que ele ficasse nervoso por mim também…

Yup! Eu já decidi! Ele é meu futuro marido…

Eu me reuni com papai e voltei para o meu país para devolver os Homens-Fera mortos para suas famílias. Contudo, meu coração continuou com ele, então eu voltei para o reino do Sul depois de desesperadamente persuadir papai e mamãe.

Para investir neste sentimento. Para conhecer a força dele. Eu lutei com o homem que eu amava… bem, o resultado foi claro como o dia…