Eu achei que já era hora de você aparecer

Assim que eu deixei a cidade portuária |Motanpe|, o guarda ao lado do portão me perguntou “Oh. Você já está indo?”, então eu disse a ele que como estava preocupado com Navirio, eu estava indo até ele. O guarda me disse “É verdade que eu não o vejo há algum tempo… por favor, cuide dele”, e abaixou sua cabeça. Eu respondi de forma honesta com um “Sim”.

E assim, eu comecei a correr até a praia que Givirio mencionou.

Eu cheguei na praia em um instante e olhei para o oceano.

(Wazu): “Uhm… é aquela?”

Eu vi uma ilha a distância. Era a uns três quilômetros daqui. Só para ter certeza, eu olhei ao redor procurando outras ilhas, mas não havia mais nenhuma. Eu tenho certeza que o local de onde eles partiram é esse.

Enquanto eu estava checando os arredores, eu encontrei um ótimo lugar. Como era um local meio afastado, as pessoas dificilmente viriam aqui, então ninguém iria nos incomodar e assim eu poderia trazer as garotas para nadar. Vamos traze-las aqui da próxima vez.

Oops. Agora o importante é Navirio e sua tripulação. Pelo que eu ouvi, Navirio e Orlando e outros dez Cavaleiros foram em uma missão para exterminar os piratas. E o esconderijo dos piratas é essa ilha…

Eu fiz alguns exercícios para me aquecer e corri em direção ao mar.

] Shaaaa… [

Com esse som, eu corri pela superfície da água. A teoria é simples. Eu só tiro meu pé antes que ele afunde. Só isso. Apesar de fazer isso em uma velocidade que não pode ser considerada comum…

E assim, eu cobri os três quilômetros em uma corrida e quando eu estava chegando perto da ilha, eu pulei um pouco antes e cheguei na praia da ilha de forma segura.

Agora, vamos ver onde Navirio e companhia poderiam estar…

A ilha não é particularmente grande, então eu comecei a procurar pela presença de pessoas… meu mal pressentimento está ficando pior porque eu não consigo sentir nem uma única pessoa. E o barco de Navirio e sua tripulação não está em lugar nenhum.

Mas na areia da praia eu posso ver incontáveis pegadas, o que significa que muitas pessoas estiveram aqui. Mas por que eu não posso sentir a presença de ninguém? Mhn

Enquanto eu pensava, eu me movi até o centro da ilha.

No centro da ilha há uma pequena floresta? Ou seria uma selva? Eu suspeito que o esconderijo dos piratas deve ser lá dentro. Eu caminhei com meu objetivo em mente. Meus guias eram as muitas pegadas no solo.

Seguindo as pegadas, eu cheguei a uma clareira cercada por árvores de uma forma que a escondia de quem estava do lado de fora. Nessa clareira, havia muitas casas em péssimo estado. Parece que este é o esconderijo dos piratas e como imaginei, não há ninguém aqui.

Mas olhando com atenção, eu posso ver vestígios de batalhas em todo o lugar. Provavelmente foi aqui que Navirio e seus soldados enfrentaram os piratas.

(Wazu): “… fumu”

Eu balancei minha cabeça uma vez e voltei a caminhar. Eu circulei a ilha em quase um minuto e como resultado eu confirmei que não havia ninguém aqui nem barcos. Com esta informação, eu posso pensar em duas possibilidades.

Como eles não voltaram mesmo depois de dez dias, ou eles foram perseguir os piratas que fugiram, ou eles foram derrotados e os piratas os capturaram…

Pensando nas habilidades de Navirio e Orlando, eu acho que é a primeira possibilidade. Porém, também é possível que reforços apareceram e eles foram pegos de surpresa… não há marcas de sangue, então a probabilidade de eles estarem vivos é alta…

(Wazu): “Bom, o mais importante é que Navirio e sua equipe não estão aqui e eu não sei para onde os piratas podem ter ido…”

Bem, estou em apuros… como eu não sei para onde eles foram, eu não posso fazer nada…

Enquanto eu estava perdido em pensamentos, o [Cartão da Guilda] em meu bolso brilhou e diante de meus olhos, um pilar de luz apareceu.

ah. Eu já sei onde isso vai dar…

Logo depois disso, desse pilar de luz, uma mulher apareceu.

Ela tinha cabelos tão azuis quanto o fundo do oceano que chegava até sua cintura; olhos tão puxados que te faziam perguntar se estavam abertos ou fechados; um rosto tão bonito que faria qualquer um olhar para ela quando ela passasse e ela estava usando um vestido esplêndido de um azul tão escuro que era próximo do preto e brilhava de forma ofuscante.

Você podia sentir a sensualidade dela apenas por ela estar parada de pé… vendo ela aparecer assim, eu não tinha dúvidas de que ela é uma Deusa e uma das que eu ainda não tinha conhecido…

(Deusa do Mar): “Prazer em conhece-lo, eu sou a Deusa do Mar”

A mulher que disse ser a Deusa do Mar se curvou de forma elegante. Eu estava pensando que ela poderia mesmo ser quem diz. Eu a imitei e também abaixei minha cabeça e perguntei só para ter certeza.

(Wazu): “H-haa… uhm… você é a verdadeira?”

(Deusa do Mar): “É claro”

Dizendo isso, a Deusa do Mar liberou a já familiar aura divina como prova. Como posso dizer… neste ponto, eu já me acostumei com isso. Quando a Deusa da Luz fez isso na primeira vez, eu fiquei surpreso, mas agora eu sinto que posso apenas dizer “Ah. Okay, okay”.

Depois de ficar satisfeita com a prova, a Deusa do Mar suprimiu sua aura e assim eu fiz uma pergunta a ela.

(Wazu): “E por que você está aqui, Deusa do Mar?”

(Deusa do Mar): “É claro que é porque Wazu está com problemas, e desta vez tem relação com o mar… então eu pensei que era minha vez de me manifestar”

Eu estou feliz por seus sentimentos, mas a Deusa da Luz disse que vocês estavam guardando poderes para a batalha contra o Deus do Mal, não é? Bem, eu não vou negar que isso me ajuda muito…

Agora, pensando no Deus do Mal, a Deusa da Escuridão não falou algumas coisas sobre as outras Deusas? Se eu me lembro bem…

(Wazu): “… que a Deusa do Mar tem o coração tão pequeno como uma poça ou algo assim…” (Sussurrando)

Eu murmurei o que eu me lembrei só para ter certeza que ela não me ouviria, mas parece que meu murmúrio chegou aos ouvidos da Deusa do Mar e um sorriso sombrio apareceu em seu rosto. Quando uma beldade faz isso é meio assustador…

(Deusa do Mar): “Isso é algo que a Deusa da Escuridão disse, não é? Mas eu devo perdoar ela”

(Wazu): “Eh?”

(Deusa do Mar): “Meu coração é tão grande quanto o oceano. E assim, eu devo perdoar o que essa Deusa da Escuridão disse. É porque essas palavras são completamente infundadas. Eu sou a Deusa do Mar, sabia? De forma alguma eu seria mesquinha. Ao invés disso, não seria a Deusa da Escuridão, quem disse isso, aquela que é mesquinha? Que triste verdade.

Ela não pode se aceitar como ela é. Bom, eu não me importo com o que esse tipo de pessoa fala. Porque é claro que meu coração é tão vasto que poderia tragar este grande oceano. Mas não importa o quão tolerante eu seja, eu não posso deixar a Deusa da Escuridão escapar assim. Eu devo martelar no corpo dela o quão mesquinha ela é e preciso fazer ela aceitar o quão generosa eu sou.

Mas se ela aceitar a grandeza do meu coração, aquela Deusa da Escuridão mesquinha pode se perder no desespero da grande diferença entre nós e pode acabar tirando a própria vida. Bom, se for assim, então não posso fazer nada…”

Você não perdoou nada!! E você ainda tem coragem de dizer que é tolerante!? E além disso, na última parte você estava exalando intenção assassina contra a Deusa da Escuridão!!

Deixe estar… não vamos mais tocar neste assunto…