As pernas são a base para o movimento

Heave-ho!! Heave-ho!! Heave-ho!!

] Bate [ !! ] Bate [ !! ] Bate [ !!

Mnghh!! Mnghh!!

Prendendo… prendendo…

Apertando… apertando…

E finalmente…

Terminando… terminando…

Eu despedacei as correntes que conectavam os navios da cidade marítima |Lança do Mar|, apertei eles, os entrelacei e fiz uma enorme jaula improvisada e finalmente a coloquei no deque do grande navio do meio para prender a montanha de piratas.

Eu bati minhas mãos para me livrar da poeira do meu trabalho e acenei com a cabeça depois de olhar para a prisão improvisada.

(Wazu): “… ótimo, com isso vamos ficar bem”

Os Cavaleiros ao meu lado ficaram boquiabertos com a minha declaração. Isso é algo para se surpreender? Eu acho que sim. Fazer uma jaula deste tamanho em tão poucos minutos deve assustar qualquer um.

Mas se eu tivesse materiais melhores e em maior quantidade, eu poderia ter feito uma ainda melhor, sabia? Mas mesmo assim, os piratas lá dentro não vão conseguir destruir ela ou escapar, então por favor, fiquem tranquilos.

(Wazu): “Agora, eu vou deixar vocês de guarda só por precaução. Se eles acordarem e começarem uma confusão, por favor, me chamem… eu vou calar eles”

Eu me curvei para os Cavaleiros vigiando os piratas, deixei o lugar e fui até a cabine do navio maior onde Navirio e Orlando estavam.

(Wazu): “Sou eu, com licença…”

Eu bati na porta e enquanto dizia isso, entrei na cabine. Lá dentro eu encontrei Navirio e Orlando descansando em um sofá. Eu percebi que eles estavam mais cansados do que eu imaginei. Quando os dois me viram entrando, eles tentaram se levantar, mas eu disse para eles permanecerem como estavam com um gesto e me aproximei deles enquanto falava.

(Wazu): “Vocês parecem cansados”

(Orlando): “Yeah… estou acabado…”

(Navirio): “Isso foi realmente perigoso… você nos salvou”

(Wazu): “O que aconteceu?”

Eu pedi pelos detalhes e era exatamente o que eu tinha imaginado.

No início, eles foram para a ilha deserta para exterminar os piratas e eles facilmente capturaram eles, porém, logo depois, um grande número de piratas apareceu como apoio e eles foram capturados. Quanto as habilidades, Navirio e seu grupo eram superiores, mas eles estavam em menor número.

Eles foram trazidos até aqui e estavam se perguntando se seriam executados quando eu apareci… estou feliz que eu me apressei… se eu não tivesse feito isso, deixando de lado a princesa Eris, eu não saberia como encarar Naminissa e Narellina…

Eu fiquei aliviado e então eu fui questionado por Navirio.

(Navirio): “Então, por que você está aqui Wazu? Você não se encontrou com minhas irmãs?”

Oh. É mesmo, eu ainda não contei a eles.

Eu disse a Navirio tudo o que aconteceu até agora, tirando apenas a parte sobre a princesa Eris e o Deus do Mal.

E depois de escutar isso, a primeira coisa que Navirio disse foi…

(Navirio): “… fumu… isso significa que Wazu vai virar o meu irmãozinho… como um irmão mais velho, eu não posso mostrar meu lado vergonhoso… para começar, você pode me chamar de Navirio-ani[1] se você quiser”

et tu[2] Navirio? É isto o que chamam de marca de família? Bem, na verdade, eu não ligo em chama-lo assim, mas vamos esperar até eu me casar com Naminissa e Narellina, por favor.

(Navirio): “E então? Eu entendi que você conseguiu se encontrar com minhas irmãs, então por que você veio aqui sozinho? Tem algo a ver com você estar me procurando?”

okay. A partir de agora começa o tópico principal. Eu já decidi deixar Navirio dar a palavra final nisto, então eu vou contar tudo que ele precisa saber.

E pensando nisso, eu falei a ele sobre a princesa Eris. É claro que eu disse que nós trouxemos ela por vontade da própria pessoa em questão… isto é muito importante!

(Wazu): “… e assim, a princesa Eris quer se casar com você Navirio. No entanto, você conhece ela? Você se lembra dela?”

(Navirio): “… se eu me lembro corretamente, eu a conheci quando nós fomos cumprimentar o rei de |Iscoa|… dito isso, antes de falarmos sobre casamento, eu preciso primeiro conhecer melhor a princesa Eris… porém, os meus pais ficaram descontentes com ela?”

(Wazu): “Bem… eles não pareciam descontentes…”

(Navirio): “Portanto, o que falta agora é pensar sobre o que fazer… meus pais não parecem se opor e ela parece ser uma boa pessoa”

Dizendo isso, os cantos da boca de Navirio se levantaram um pouco e um pequeno sorriso apareceu em seu rosto. Pare de parecer bonito! É por isso que pessoas bonitas são… bom, ele é meu irmão, então eu estou orgulhoso.

(Navirio): “Mas e pensar que ela queria se casar comigo… eu acho que isto significa que eu vou seguir os passos de Orlando?”

Depois dessa declaração, Navirio olhou para Orlando como uma criança que acabou de pregar uma peça. Sendo observado desse jeito, Orlando deu um sorriso sem graça e começou a coçar a cabeça. Eh? O que você quer dizer? Seguir os passos de Orlando? Não me diga que…

(Wazu): “Você se casou Orlando?”

(Orlando): “Yeah… bem… sim”

Orlando me disse isso com o rosto vermelho… tch. É por isso que caras bonitos são… vocês estão fazendo caras bonitas… bom, Orlando é meu melhor amigo, então eu também estou orgulhoso.

(Wazu): “Parabéns!!”

(Orlando): “Yeah. Obrigado!!”

Eu honestamente me senti feliz pelas boas notícias de meu melhor amigo e o parabenizei. Orlando aceitou meus cumprimentos com um sorriso cheio de alegria.

(Wazu): “E quem é a sortuda?”

(Orlando): “Você já conhece ela”

(Wazu): “Eh? Quem é?”

(Orlando): “A camareira Kumia”

(Wazu): “… Kumia?”

É aquela camareira com dupla personalidade? Se eu me lembro bem, ela é Kumia e Kumua. Você está brincando, certo? Quando isso aconteceu!? É isso mesmo? Você conseguiu duas esposas em uma tacada só? Estou brincando… me desculpe…

E depois disso, eu comecei a perguntar a Navirio como o romance deles começou e passei a noite na cabine. Nós estávamos pegando fogo.

No dia seguinte, Navirio, Orlando e eu nos reunimos com os Cavaleiros no deque. Já tinha alguns piratas que acordaram dentro da jaula na proa do navio e estavam gritando coisas como “Eu vou matar você!!” ou “Me deixe sair daqui!!” e fazendo barulho.

(Navirio): “E agora nós devemos voltar, mas… podemos conduzir um navio só com esses números? Não podemos deixar os piratas aqui deste jeito…”

Navirio disse isso e Orlando e os Cavaleiros também começaram a pensar sem dizer nada. Bom, se você pensar bem, isso seria impossível. Não importa como eu olhe para isso, é impossível para tão poucos operarem um navio. Então eu vou pedir para eles deixarem isso comigo.

(Navirio): “Como você vai fazer isso?”

(Wazu): “Vejamos… para começar, vocês podem se amarrar em algum lugar para não serem lançados para longe?”

(Todos): “???”

Mesmo que Navirio e companhia tenham ficado com rostos confusos, eles se moveram de acordo com minhas palavras. Vocês vão me deixar sem graça se confiarem tanto em mim… mas, bom, vamos retribuir essa confiança.

Enquanto Navirio e os outros se amarravam, eu silenciei os piratas com um olhar e amarrei bem dez cordas reforçadas na proa do navio. Enquanto eu estava fazendo isso, Navirio e companhia me disseram que já estavam prontos, assim, eu os respondi com um aceno de cabeça e pulei no mar segurando as cordas.

Antes de aterrissar na superfície do oceano, eu comecei a mover minhas pernas e comecei a correr assim… enquanto puxava o enorme navio…

E dessa forma, nós colidimos com o porto da cidade portuária |Motanpe|!! Fazer isso seria ruim, então eu reduzi minha velocidade no fim, e com vigor, eu parei o navio. Nesse momento, os piratas bateram seus corpos uns com os outros graças ao impacto e começaram a gemer de dor, mas, bem, eu não ligo.

Ao mesmo tempo, as pessoas no porto começaram a se preocupar, mas havia alguns Cavaleiros que me conheciam e Navirio também veio até a proa, então as expressões deles mudaram para pura alegria. Eles são confiáveis.

Nós deixamos este lugar para Orlando e os Cavaleiros, enquanto Navirio e eu seguimos para a residência Mabondo. Eu recebi a gratidão dos Cavaleiros e prometi, junto de Orlando, ir comer algo com eles mais tarde.

Alguém avisou eles com antecedência? Givirio-otou-san, Mirellina-okaa-san e a princesa Eris já estavam na frente da casa esperando por nós e ela ficou feliz ao ver Navirio voltando em segurança.

Eu recebi a gratidão de Givirio-otou-san e Mirellina-okaa-san e deixei o assunto da princesa Eris para Navirio, então eu fui para onde as garotas estavam.

Elas pareciam estar em um quarto no segundo andar, então eu apenas abri a porta do quarto.

Por algum motivo, Aria e um grupo de pessoas que eu não conhecia estavam lá dentro encarando as garotas. De lá, eu pude sentir que uma batalha sangrenta estava a ponto de se iniciar. O ambiente estava totalmente preenchido por intenção assassina…

Eu lentamente fechei a porta.


[1] Usar o ani para falar com alguém é o mesmo que chama-lo de “irmão mais velho”.

[2] “Et tu” significa “até você” em latim.